sábado, 21 de junho de 2014

"SE VOCÊ FOSSE UM LANCHE, VOCÊ SERIA UM X-PRINCESA"

Como sempre acontece num post sobre grosserias na rua, aparece cara pra gritar "Vocês querem acabar com a paqueraaa!" Um mascutroll anônimo perguntou: "Nos iluminem então meninas, como devemos proceder em uma paquera?" 
A Julia, linda que só ela, já rebateu: "ô anon 00:07, por que está perguntando sobre paquera se o assunto do post é assédio, grosseria e violência? Como você fez essa associação?" De fato, uma excelente pergunta.
Mas a notyourmari, que surgiu recentemente e vem fazendo comentários incríveis, decidiu responder mais didaticamente:

Caro 00:07,
Que tal esquecer esse negócio de "paquera", "pegação" como se tivesse regras próprias, e encarar como uma interação normal entre dois humanos adultos?
Da última vez que me "paqueraram", excluindo situações onde eu tomei a iniciativa e excluindo escrotossauros, e já faz alguns anos, eu estava num café-bar -- lugar onde eu me sinto segura; não era um beco escuro nem uma rua vazia -- e um rapaz puxou assunto sobre qualquer coisa engraçada do cardápio. Ele em outra mesa, sem invadir meu espaço pessoal. Rimos juntos, e aí ele soltou um "posso me sentar com você?"
Eu estava lendo naquele momento, então eu podia realmente não querer falar com ele -- e ele me deu espaço pra recusar caso eu não quisesse. Eu achei aquilo o máximo.
A gente ficou conversando até o estabelecimento fechar. Ele não forçou a barra em nenhum momento, não ficou tentando me tocar (nem meu rosto, nem minha mão, NADA), e conversou comigo de igual pra igual. Foi a abordagem mais bacana que eu recebi até hoje. 
"Mas Mari, como que você iria saber que ele tava a fim de você se ele não ficou tentando meter a mão em você?" -- eu não sou burra, padawan, era só olhar pra ele. "Mas Mari, pedir permissão não é brochante?" -- permissão é sempre necessário, e não precisa ser verbal. É só prestar atenção. Até um cachorro sabe quando um ser humano tá desconfortável ou com medo. É só tirar a cabeça do próprio rabo. Easy. (Mas claro, na dúvida pergunte.)
Olha que eu só dou bola pra alguém levando em consideração duas variáveis: conhecer a pessoa há ANOS, e tomando eu mesma a iniciativa. Geralmente eu fujo de homem desconhecido como o diabo foge da cruz -- sou desconfiada, acho todos potencialmente ameaçadores e acho que as abordagens deles me desumanizam. 
Eu NUNCA, NUNCA dei espaço pra nenhum homem (nem pra nenhuma mulher, mas é porque elas não me querem -- *cof* ~hey, ladies...~). É possível dizer que me abordar e se aproximar de mim é dificuldade nightmare mode. Nem bom dia de desconhecido eu respondo.
Ao mesmo tempo, um cara uma vez já tentou "me cantar" numa rua escura, à noite, tentando bloquear meu caminho pra casa. (Apontei o spray de pimenta na cara dele -- não atirei -- e saí correndo.) Outra situação foram três caras (!) seguindo a mim e uma amiga numa rua deserta numa das partes mais perigosas da cidade, falando que éramos "gatinhas" e "ei, para aí, a gente não vai assaltar vocês não, vem conversar".
E eu tenho uns amigos que fazem campeonato de "piores cantadas". Eles abordam meninas na balada (NOTA: na balada, não é na rua!), fazem uma cantada ridícula, embora não chula ("oi gata se você fosse um lanche você seria um x-princesa"), e aí tem dois resultados possíveis: ou a menina manda o cara pastar (e eles de fato não insistem e partem pra outra), ou a menina ri e dá espaço pra eles conversarem. Funciona, ué.

46 comentários:

Anônimo disse...

X-princesa???? Não dá pra comparar com outra coisa que não seja comida???

Anônimo disse...

Mias uma que se acha a ultima Coca Cola do deserto.

Anônimo disse...


Eu particularmente acho cantada/paquera algo patético, e um ritual primitivo de corte entre macho e fêmea. Como seres sociais evoluídos, já deveríamos ter superado isto, e ter uma dinâmica social de interação mais evoluída.
mas e interessante notar o que considero uma "dinâmica de valor social" Quando nos relacionamos com uma mulher, o que está em jogo o tempo inteiro é uma
dinâmica de valor. Por mais estranho que isso pareça, a mulher geralmente pensa que
possui mais valor do que o homem. Vou explicar isso melhor!
Toda a vez que você chama uma mulher para sair, ela já sabe de antemão o valor que
você tem. Ela sabe isso intuitivamente. Ela analisa a sua aparência e a sua situação
financeira. Dependendo do que você apresenta, ela vê você como uma pessoa de maior
ou menor valor. E normalmente as mulheres percebem os homens como seres de menor
valor.
Vocês já repararam que muitas mulheres com mais de 30 anos são super estressadas. Isso
acontece porque elas não aceitam a perda de valor. As mulheres de hoje cresceram sob
uma mentalidade sexista silenciosa. Eu digo “silenciosa”, porque elas não reconhecem
que encaram os homens como inferiores.
Paulo Tarso.

Anônimo disse...

A grande dificuldade que vejo neste quesito, e que vejo que os homens não entendem,E QUE MULHERES NâO SÃO VISUAIS. Ou seja, as perspectivas de abordagem e paquera delas e bem diferente da nossa.As mulheres não enxergam a gente como nos as enxergamos, porque se fosse assim o homem nem poderia andar sem camisa por ai que era atacado por cada mulher na nua. Mas alguém ira pensar “então por que as mulheres gritam quando vêem um homem sem camisa na TV?” isso não é obvio? É só porque o rapaz é famoso e por tanto desejado por outras mulheres, se não fosse isso ele seria mais um homem sem camisa invisível. não é o homem estar sem camisa com barriga de tanquinho que vai despertar o interesse feminino por ele, e sim por ele esta despertando interesse de outras mulheres em relação a ele como mostra o texto “dissecando uma competição feminina”.
A mulher vai lhe avaliar no contexto geral modo mulher: inteligência, simpatia, carisma, beleza, segurança, bom papo etc. Traduzindo: capacidade de entretê-la, boa comunicação, segurança ao falar, capacidade de liderança, aparência e não beleza (se você esta bem vestido e possui postura adequada). O "capital sexual" do homem é o seu status de respeito naquele grupo social, ser desejado por outras mulheres e capacidade de liderança.
O cara que não reúne estes quesitos,esta perdendo tempo e inflando ego delas a toa em baladas.

Anônimo disse...

Não vou falar dos assédios que sofri, como toda mulher já sofreu, mas sim de uma paquera legal. O rapaz só não me conquistou porque sou lésbica e realmente não sinto atração por homens. Foi num pub em londres, eu estava sozinha bebericando uma cerveja e vendo meus emails. Ele perguntou, super educadamente, se poderia conversar. Sem pressão, sem grosserias. Como ele foi muito gentil eu disse que sim. Conversamos e logo ele percebeu que não teria qualquer chance comigo, mas como o papo estava legal continuamos a conversa porque ele me viu como uma pessoa interessante, não como uma presa pronta para o abate. Um cara realmente simpático!

lola aronovich disse...

Ai ai, comentário de mascu é sempre igual. Sempre uma piada. Deixo aí pra vcs desfrutarem e rirem. É pra se pensar se esses mascus alguma vez já conversaram com uma mulher na vida.

Anônimo disse...

Olá Lola, meu nome é José Silva.
Eu vou falar mais sobre mim e a mulher ideal pra mim. Eu sou alguém que gosta de aproveitar as coisas boas da vida. Gosto de conforto, de viajar pra lugares chiques e legais. A minha mulher ideal precisa ter carro. Pegar busão? Tá louco? Eu não nasci pra andar de ônibus com mulher não. Eu me visto todo bem e tal, me preparo pra sair por ai pegando condução? Pra mim carro é requisito me desculpem as que andam a pé! E nada de fuscas ou carros velhacos afins né gente!
Outra coisa importante é que a guria SAIBA O QUE QUER. Isso quer dizer, tenha uma carreira estável, bom nível acadêmico. Desculpe-me as universitárias e as que só tem ensino médio mas, tem que ter ensino superior pra cima. Sabe, os papos não batem, não ia dar pra ela me acompanhar na conversa, pega muito mal isso sabe. Na carreira profissional que seja alguém que esteja subindo, seja importante, saiba o que quer, tenha futuro. Não quero pé rapadas presas em empreguinhos de merda sem futuro. A vida é curta e eu quero aproveitá-la ao Máximo! Não ficarei preso a perdedoras sabe, decoradoras, secretárias de merda, vendedoras, professoras, gurias que trabalham em cargos baixos de empresas. Por favor!
A guria tem que ter estilo. Gosto de mulheres estilosas, elegantes, que sabem se vestir, combinar, roupas de marca. Triste sair com gurias chinelentas, que a usam rasteirinha, calça jeans ou ainda calça jeans e havaianas! Que coisa ridícula! Por favor se vistam bem. E tem que estar sempre com as unhas feitas e pintadas, sempre cheirosa (nada de perfuminhos da Avon!), cabelo impecável chapeados e lisinhos com bela cor em dia (loiras falsas, por favor sem aquele preto horrrriiivell na raiz!), bem depiladas também. Eu quero apresentar pros meus amigos e família, não posso apresentar uma mulambenta má vestida. Pelo amor de deus, elegância gurias elegância!
Para me conquista a guria tem que ser muito boa de papo. Nada de papos de novelas, chatices, problemas. Tem que ter alto astral, inteligência, bom humor, presença, liderança, legal, honesta, sincera, dinâmica, otimista, confiante. Confiança é fundamental! Nada de tímidas e bundonas não! Gosto de mulher com PEGADA. Tem que ter a PEGADA GENTE. Nada mais espetacular que uma mulher com a PEGAAAADA. Sem pegada NÃO DA NÃO GENTE! Tem que ser boa de cama, tem que me pegar FIRME, como MULHER entende? Se for fraca não rola não por mais legal e perfeita que seja! PEGAAADA!
Outra coisa importante é: gosto de ser mimado. Presentes, surpresas fora de hora. Que homem não gosta disso? Levar naquele restaurante que a gente gosta e depois ser bem tratado num motelzinho legal, tudo pago, com luzes de vela, incenso, massagens relaxantes, jogos eróticos... Que homem não gosta disso? Tem que surpreender, não pode levar pro marasmo e pra rotina! Não pode simplesmente conquistar e esquecer! Ficar vendo novela e falando ninguém quer, queremos ação, queremos emoção, sair da rotina, ser conquistados TODO DIA!
A mulher ideal deve ter bom senso e entender meu lado. Tem dias que temos altos e baixos de humor! Que estamos chatinhos, querendo ficar no nosso canto, que damos umas patadas.. mas tem que entender nosso lado! Temos momentos ruins e queremos apenas ficar quietos com vocês, sem falar apenas agüentando a gente por uns momentos que a gente volta ao normal.

Anônimo disse...

Gostamos de companheiras, que façam nossos programas. Que vão beber no bar, jogar fliperama, ver filmes de guerra e vibrar com urros com a gente.. Sim isso é legal. Se NÃO DER ASSISTÊNCIA ABRE PRA CONCORRÊNCIA!!! A FILA ANDA! Tem que CUIDAR TODO DIA E SER COMPANHEIRA!
Eu não gosto de dividir a conta também. Não gosto de machismo! A mulher deve pagar a conta isso se chama cavalheirismo moderno. Hoje em dia os homens conquistaram seu lugar na sociedade como pessoas com sentimentos e que podem se abrir e serem cuidados e mimados. E depois de muito preconceito que sofremos por milhares de anos, as mulheres podem nos respeitar como iguais e agora podemos ser tratados como não apenas escravos emocionais e financeiros mas como pessoas que somos! Por favor nada de machismos! E ai? que se abilita a ter a honra de ser minha namorada?
José Silva.

Ariadne disse...

Interessante como dá pra perceber que os anônimos mascus nunca tiveram amigas mulheres, como se a única relação possível com elas fosse a com fins sexuais.

Verô! disse...

José Silva,

Gostaria de um lenço para enxugar tanta Male Tears?

Rafael Medeiros disse...

Acho cantada, acima de tudo, uma caretice. Quando conheci a minha atual companheira, vivemos uma história humana, trocando cd's de Rock e Heavy Metal, falando sobre Trotskysmo, revoluções e ufologia, tudo temperado com olhares e palavras que não estavam em nenhum manual babaca, mas brotavam da carne. Acredito que mesmo em relações casuais este tipo de interação é possível, e muito mais interessante.

Sara disse...

Segundo uma pesquisa q foi feita ha pouco tempo, a grande maioria de mulheres não aprova cantadas na rua.
Mas confesso q isso raramente é um problema p mim, a não ser q seja muito invasiva a ponto de me fazer mudar meu trajeto nas ruas, em locais q sei q vão estar homens mais inconvenientes, eu realmente atravesso a rua pra não passar nem perto.
Mas já escutei muitas cantadas q realmente foram inesquecíveis (mesmo q eu nunca tenha dado prosseguimento a corte) ficaram na minha memória, como um momento agradável e me fizeram bem a autoestima, e ja parei na rua pra conversar com alguns desses paqueras e disse a eles q me sentia lisonjeada, com as palavras deles, mas q não desejava um relacionamento, eles quase sempre continuaram sendo muito cordiais e me deixaram uma ótima impressão.
Só q não deve ser tão difícil assim q os homens compreendam que comparar uma mulher com comida, não é exatamente uma maneira inteligente de agradar e causar boa impressão.
Mas tb defendo o direito de mulheres q não gostem de nenhum tipo de cantada, e os homens q fazem isso tem q estar dispostos a escutar o q querem e o q não querem tb.

Sara disse...

vai chover mulher na sua horta ze da silva !!!

Patty Kirsche disse...

Vixe, uma vez um cara começou a me perseguir dentro do shopping. Já viu uma coisa dessas? Num lugar que a gente normalmente vê como seguro, de repente um sujeito cisma de me assediar. Eu o ignorei umas três vezes e parei na Fast Shop pra ver celulares, não porque eu estava interessada, mas pra ver se ele se tocava e parava de me encher. Pois o elemento parou também pra ver celulares e ficou sussurrando besteira na minha orelha. Aí eu falei alto pra todo mundo ouvir, e ele ficou sem graça fingindo que não tinha feito nada demais. Pelo menos foi embora. Hunf...

Natalie disse...

Pra mim [quando solteira] era assim:
Cantada chula = mandar à merda.
E quando o cara era como esse que pedia, sentava e conversava, aí eu dava uma chance. E dar uma chance não é só no sentido de namorar e trepar, mas de conversar e SÓ. Eu não dei esperança ao cara. Se ele só sentou na mesa e conversou pensando que ia me comer, se ferrou. [E posso ressaltar que a maioria deles, quando deixei claro que não tava a fim, continuou a conversa sem segundas intenções, o que me faz ter um pouco de fé na humanidade]

Contudo, agora, que eu acho mais chato quando saio na rua e ocorre de eu de levar uma cantada chula é que quando o cara vê minha aliança ele vai embora. Só quando ele vê a aliança, senão ele ficava me enchendo o saco, mesmo comigo mandando ele à merda. É como se dissesse "essa tem dono, melhor não, mas se a mina estiver solteira e mesmo assim querer que eu morra, opa, não tem dono e eu vou em frente!".

Ah, e essas pragas que pregam que mulher é interesseira por natureza poderiam desaparecer da face da Terra e dar lugar a quem seria mais útil. Amigo, quando conheci meu marido ele tava numa pindaíba só e eu não dei um chute na bunda dele quando descobri.

Larissa Petra disse...

Para o macuzão das 13:15, por isso que vc é um mascuzão, se tivesse outra atitude quem saibe alguma mulher ia olhar para vc, mas ao invés disso vc deve seguir nessahan alita e "praticar o desapego" kkkkkkkk...olha pratique mesmo eu apoio..hauhaua

Larissa Petra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

a autora admite que dá em cima dos caras mas ninguem pode dar em cima dela,frescura demais.

Larissa Petra disse...

Cara na boa, sempre pensei isso, que homens que tentam se justificar comparando assédio a paquera, na boa, uma sociedade q acha que isso é similar está com sérios problemas, por essas e outras que as pessoas ainda associam estupro a sexo, é uma sociedade que ainda não enxerga a mulher como um ser humano também, a enxerga como algo para servir ao homem e ponto.
Sobre paquera, tenho 19 anos, claro que nesse meio tempo já me paqueraram, a última vez foi a uns 30 min atrás quando eu estava no ônibus, um cara muito simpático, sentou do meu lado e puxou assunto naturalmente, super respeitoso, não tentou me tocar, nem disse que ia me chupar todinha, apenas puxou assunto sobre o HQ que estava lendo, peguei o WPP e tudo, oq derruba a teoria mascu que mulher n sai com homem que anda de ônibus..hauahuahaua

Ana Nazaré disse...

Nossa, essa do lanche nunca tinha visto, Nossa,..onde chegamos..é rir pra não chorar mesmo.

Anônimo disse...

E vcs meninas, como paqueram os homens? Mas quando digo paquerar, digo tomar a iniciativa, e não ficar fazendo pose, como se fosse a bola de ouro da FIFA, esperando que ele tome a iniciativa, pelo "maravilhoso premio que e vc"

Anônimo disse...

Tudo mentira. Não há fórmula perfeita para seduzir. Cada mulher é de um jeito. As mulheres são tão diversas em seus gostos, necessidades, fantasias, traumas, medos, cada uma gosta de um tipo de homem, de um tipo de abordagem. Tem mulher que gosta que o cara chegue de pau duro por trás. Outras vão querer conversar respeitosamente por horas. Se um colega de trabalho pega na sua cintura e te chama de gostosa... umas vão bater e reclamar, outras vão ficar cheias de tesão e se apaixonar. Eu posso atestar isso porque já vivenciei todas essas situações. O que falta a nós homens é bom senso. O cara tem que começar a tentar seduzir com respeito e ir aprendendo por tentativa e erro. Assim ele vai ver que algumas mulheres broxam se você não tem ousadia na medida certa. Seduzir é uma arte e requer treinamento. É perfeitamente possível chegar de pau duro em uma desconhecida e obter sucesso, sem ser acusado de estupro, agradando, mas o cara tem que treinar muito pra saber a quem ele pode abordar assim. Falta empatia, respeito às mulheres e auto estima. Ass: PUA master

Anônimo disse...

"Vocês já repararam que muitas mulheres com mais de 30 anos são super estressadas. Isso
acontece porque elas não aceitam a perda de valor. As mulheres de hoje cresceram sob
uma mentalidade sexista silenciosa. Eu digo “silenciosa”, porque elas não reconhecem
que encaram os homens como inferiores."

hahahahahahahahahaha! Mas que sujeito boçal! Pessoas não são iguais a moedas para ganhar ou perder valor não,ô mascuzinho.Se bem que podemos dizer que você não vale absolutamente nada (pelo seu comentário).
Quanta merda...



Anônimo disse...

Quanto ressentido hoje por aqui hein?

Anônimo disse...

Anon as 16:40. Já que quer saber como eu paquero os homens vou te falar. Primeiro eu escolho um cara na balada com roupas de grife, que tenha atitude e liderança. Daí seguro ele pelos cabelos enquanto ele tiver passando, coloco minha mão entre as pernas dele e digo"vou te chupar todinho". Se ele me afastar ou me olhar com cara de prêmio bola de ouro Fifa, torço o braço dele até quebrar ou dou um murro no nariz dele afinal: como ele pode me desprezar?
Fabi.

Anônimo disse...

Muita ironia difícil de entender. Muito ódio no coração. Hoje tá difícil.

Anônimo disse...

"Quanto ressentido hoje por aqui hein?"

Hoje é sábado, sinal de que a mascuzada passou a sexta-feira a noite à luz do modem,e mais uma vez não conseguiram pegar ninguém, snif, snif!

Lola, soube agora há pouco que faleceu a Rose Marie Murado :(

http://oglobo.globo.com/cultura/morre-aos-83-anos-intelectual-rose-marie-muraro-12957807

Anônimo disse...

Ainda bem que dá pra identificar um comentário mascu na primeira linha. Assim não se perde muito tempo lendo todo o chorume. ;)

Raven~ disse...

Huashuas eu ia comentar, mas daí caí na besteira de ler os comments desse bando de recalcado e ahhhhhhhh huashuahsua!

Homem disse...

Contraditórias,vocês querem que os homens enrolem vocês,ao invés de irem direto ao ponto,sexo.Depois reclamam que são enganadas.
Eu não vou ficar de conversa fiada com mulher,porque está difícil achar uma que não solte merda pela boca.
Com essa onda de piriguetes,as mulheres estão cada vez mais fúteis,seus argumentos para qualquer coisa,giram em torno de "recalque",fulano é recaldado,não gostar disso ou daquilo é recalque,não concordar comigo é recalque,todos me invejam porque sou gostosa e fodona.
Pior quando tentam "argumentar",dando uma voltinha para exibir o corpo,ao invés de por o cérebro para funcionar uma vez na vida.
Deprimente.

Ana Torres disse...

é incrível como essa mascuzada "perde tempo" no blog da Lola.

Falar que tem como chegar de pau duro numa mulher??? desconhecida???? e se dar bem. se até num casamento isso pode dar errado!

ri demais foi com a resposta da anon 18:03

Gostei do comentário postado!

e, meninas, não sei se tem algo errado com a cantada do sanduíche. faz graça com o machismo presente na sociedade, e, afinal, é pra vc rir, não levar a sério

normalidaderealidade disse...

Notyourmari aqui.

Bom, eu acabei de escrever no meu blog sobre uma experiência inversa: um dia no qual eu e uma amiga quase mexemos com um garoto na rua, mas não o fizemos por uma série de motivos. Fica lá pra quem achar que as coisas são diferentes do outro lado.


Ah, e sobre as cantadas podreiras: tem um colega meu que faz a "dança da sedução" na balada pra fazer as meninas rirem, e outro que oferece cigarros mas diz que, ao invés de isqueiro, ele só pode oferecer a "chama do meu coração que arde de amor por você, princesa". Enfim, é uma longa epopéia a daquela galera, o x-princesa é só meu favorito. Apesar de serem abordagens ridículas, eles nunca foram agressivos nem insistiram em nada. Eles usam de cenários nos quais as gurias não vão se sentir acuadas, e aceitam o fora de boa. Pronto.

E para os mascus... Hah, continuem tentando, seus n00bs, um dia vocês podem acabar entendendo.

Ira ou Nia disse...

Respondendo ao anônimo: não sei as outras, mas eu brado "AÊ, GOSTOSO" e meto a mão na bundana dele, se ele ousar repudiar minha atitude, delicadamente ameaço-o com minha peixeira enquanto afirmo "Vai mesmo regular mixaria? Tá se achando, hein, guri?". Nunca obtive sucesso, talvez alguns homens prefiram ser tratados como gente, natural, afinal quem os entende? ** doce, no fundo eles gostam de abusos, né? XD Obs.:Tive a sorte de encontrar bons professores.

Anônimo disse...

Parece que os mascus ficam mais estressados e frustrados no fim de semana e deve ser bem fácil imaginar o motivo. Pelo visto não resta mais nada para os mascus fazerem do que trollar o blog da Lola. Se pelos menos fossem mais criativos nas trollagens, mas são sempre a mesmas besteiras. Os forums de mascus são tao chatos e entediantes com aquelas bobagens de sempre que os próprios mascus não se suportam e saem para trollar onde ninguém os chamou e ninguém os quer por perto. Deprimente.

Anônimo disse...

Ei, Zé Bonitinho das 19:27, "Eu não vou ficar de conversa fiada com mulher,porque está difícil achar uma que não solte merda pela boca."

Engraçado, posso dizer o mesmo dos homens...

Anônimo disse...

Cara, eu até entendo a atitude da Lola em publicar os comentários mascus mas já tá ficando chato!Todo mundo sabe que são uns imbecis punheteiros sustentados mimizentos e recalcados. eles falam as mesmas besteiras, repetem as frases do tal nissim do alho sei lá. Acharia melhor ignorar e não publicar mas tudo bem, de alguns dá até p rir mas outros é só tédio mesmo, diarreia verbal ¬¬

Anônimo disse...

off topic: Lola, morreu a Rose Marie Muraro. Uma grande lutadora pelos direitos da mulher.
http://www.sul21.com.br/jornal/morre-a-feminista-rose-marie-muraro-aos-83-anos/
Todas nós devemos muito a ela, assim como a tantas outras que vieram e lutaram antes de nós.

Anônimo disse...

Os mascus são verdadeiras metralhadoras de baboseiras. As piadas de mau gosto e repetidas dos mascus ja encheram a paciência. Esses caras são muito chatos, ninguém gosta deles.

Kittsu disse...

Eu tenho umas técnicas muito boas pra chegar em homem. Varia muito porque eles são meio confusos, alguns parecem que gostam de ser tratados com respeito, alguns caem de joelhos quando você passa um cheirinho de xoxota na cara deles, já vi dar certo. Quando um cara me excita e eu fiz uma leitura prévia e eu sei que ele gosta de uma pegada mais ousada, eu recolho um pouco de minha secreção vaginal e discretamente passo sob o nariz do meu safado pretendente antes que ele tenha a chance de se afastar. Depois disso eu digo "oi" a vemos no que dá. É muito fácil chegar em homem, gente, basta respeitar! Ass rainha da sedução

Anônimo disse...

Geeente queria saber onde existe as mulheres que esses mascus tanto falam
Eu pelo menos nunca vi nenhuma mulher (ou homem) que ao argumentar desse uma voltinha hauahuahauaha


Aaai gnt lê e interpreta o texto, acho que eles pegam só umas frases soltas e tiram suas conclusões daquilo

Pelo menos é bom para rir

Isso me fez lembrar uma vez que eu estava numa festa e um cara veio falar cmg, veio super de boa, era interessante, bonito,só não fez o meu estilo. O fato é que ele tinha acabado de chegar de viagem (foi ao Caribe), e falamos muito sobre isso (adoro gnt que viaja, acho que tem cabeças muito mais abertas), enfim, não quis nada com o cidadão por simplesmente não querer msm, fazer o que acontece, daí o cara fica putissimo, pq como eu poderia recusar a pessoa interessantíssima que ele era? Que audácia a minha!! Logo ele que tinha ido ao Caribe!!

AiAi
Cadê o Deus de vs agr Mascus
Hahahahahahahah


Mimis

Ana Carolina Serrao disse...

Hahaha uzomi acham que têm o Manual de Instruções das mulheres.
Continuem "lendo" esse tal manual...não é à toa que estão cada vez mais perdidos e raivosinhos...derrotados, vazios.

Anônimo disse...

Ai que está o segredo pessoal, quando um homem chega numa mulher é pra comer, mas quando uma mulher "permite" que ele converse com ela não quer dizer absolutamente nada.

Anônimo disse...

Continuando a epifania... posso resumir em: nós homens não somos o centro do mundo, haha

Anônimo disse...

To pegando todas as dicas de vocês.

Kittsu, você é uma mestra!

Anônimo disse...

Olha, essas "regras não escritas" não são para todo mundo não. Eu mesmo, primeiramente por ser extremamente tímido e, mais tarde, por "simancol", nunca invadi o espaço de uma mulher por quem estava interessado. No entanto, dada minha natureza introspectiva e reclusa, nunca soube "ler" as pessoas dessa maneira. As poucas vezes na vida que tentei me aproximar de uma mulher, foi verbalizando tudo e, na maioria delas, causando estranhamento na menina. Elas não se sentiram invadidas (espero) mas acho que não esperavam; contavam com uma aproximação mais cheia de rodeios.

Eu queria sim saber uma maneira de abordar mas nunca aprendi a jogar esse jogo. nunca soube falar, sempre tinha que ser claro ou tentar uma aproximação física, que poderia levar dias.

Por sorte, passei grande parte da vida em ambientes libertários, entre algumas mulheres que não achavam o fim do mundo ME abordar. Mesmo assim, isso não aconteceu muito.

Só queria colocar que a fórmula de abordagem do texto serve sim para quem é agressivo na "paquera". Para quem não sabe nada disso, não funciona.

Anônimo disse...

Haha por isso vc ta solteiro
Antes de querer a mulher perfeita, olhe para vc mesmo: é um ricasso, estiloso, inteligente, confiante e está sempre impecável? n existe gente perfeita, pode até sonhar mas se ficar apenas idealizando nunca vai arranjar alguém.