quarta-feira, 25 de junho de 2014

GUEST POST BOMBA: GURU MASCU PEDE DESCULPAS

Quando comecei a acompanhar fóruns e blogs mascus, um dos que me chamou a atenção foi o Questionando o Feminino. 
Seu autor, The Truth, redigia posts intermináveis e repetitivos, com todas aquelas bobagens mascus que a gente conhece. Rapidamente, The Truth virou um dos grandes nomes do masculinismo brasileiro, referência para muitos. Em 2012, ele sumiu. 
Até hoje ele é lembrado. Esses prints são de um fórum mascu do final de maio:
Só quero provar que não se trata de um mascu qualquer, mas de um guru mascu. Tanto que mascus estavam tentando fazer um blog com os posts antigos dele.
Pois bem. Semana passada uma feminista que conheço faz tempo me enviou um email surpreendente, com um texto em anexo. Ela fez faculdade e foi amiga do The Truth há alguns anos.
O que segue abaixo é o relato de The Truth, ex-mascu. Só cortei algumas frases (dava quatro páginas no Word!) e corrigi pontuação e português, como faço com todos os guest posts. 
Sei quem é The Truth, sei seu nome real, e sei que este relato é dele. Não vou divulgar nada disso, porque não é relevante. Mas... o choro é livre, mascus. Vejam o que um guru acha do movimento de vocês.

Desabafo de um ex-masculinista e agora feminista
Antes de tudo, gostaria de dizer que o objetivo desse texto não é acusar ninguém, pelo contrário, aqui eu quero apenas fazer o que é certo e mostrar meu processo de mudança e amadurecimento. 
Tudo começou com uma decepção amorosa. Eu amava uma menina e queria me casar com ela. Mas eu pensava que bastava ser legal e ter boas intenções. Durante um tempo, essa mesma menina parecia estar interessada em mim e isso alimentou as minhas esperanças de ter um relacionamento longo. 
Porém, ela subitamente desistiu de mim e nunca disse o motivo exato, apenas que não gostava mais de mim. Antes disso, ela começou a namorar outro rapaz e eu não aceitei ser desprezado. Pedi perdão pelos meus erros e falei que faria tudo o que ela precisasse, mas nada disso foi suficiente. 
Então começou o processo de luto. Eu fiquei deprimido e a partir do ano de 2009, comecei a utilizar os fóruns da internet para desabafar sobre o meu amor frustrado e tentar procurar respostas para o que tinha dado errado. Inicialmente eu só entrava em comunidades que tinham temática romântica. Depois de uma época, comecei a ler posts masculinistas na internet e isso reativou em mim valores conservadores da minha educação evangélica. 
A entrada no masculinismo
Preciso do masculinismo pq sou 
tão ruim em ser apreciado que
 tive que criar um campo de força
 de perseguição inexistente 
para justificar meu fracasso
Eu tinha encontrado a resposta para o que procurava. O masculinismo dizia que os homens eram injustiçados por um suposto instinto inato das mulheres, instinto que privilegiava uma minoria de homens. Comecei a escrever um blog a partir desse pressuposto e busquei apoio em algumas teorias da sedução.  
O nome do blog, talvez alguns se lembrem, era “Questionando o Feminino”. Na época eu achava tudo aquilo super normal. Porém, eu tinha entrado sem perceber no terreno dos preconceitos e das naturalizações. Como um monte de homens igualmente frustrados como eu aprovavam e achavam muito inteligentes as minhas ideias, comecei a ter um vínculo de dependência com o blog.
Eu queria parar de escrever, mas não conseguia. Cada elogio virava combustível para eu continuar escrevendo mais e mais. Eu percebia que estava mudando e não tinha orgulho do que estava me tornando, mas mesmo assim, eu não conseguia ficar uma semana sem escrever. Precisava dos elogios dos comentários, era uma dependência. Eu sabia que muitas coisas escritas por mim eram mais para agradar do que para avaliar corretamente o tema.
O blog era uma mistura de teorias conservadoras acerca dos relacionamentos, ideias religiosas e teorias da sedução. É claro que essa mistura iria gerar naturalizações perigosas. As críticas ao feminismo estavam cada vez mais emocionais e carentes de argumentos. 
Fim do blog e depressão
No final de 2011, o blog tinha quase 200 postagens. Nessa mesma época surgiram grupos extremistas na internet. Estes grupos pregavam ideias perigosas que passavam um extremismo profundo em relação aos ideais masculinistas. Enquanto alguns blogs masculinistas desistiram de continuar, eu infelizmente insisti. Mas só fiz isso por causa da dependência psicológica gerada pelos elogios dos comentários. O fato de ser elogiado não significava que eu estava bem. Pelo contrário, sabia que estava me perdendo e o surgimento dos extremistas mostrava que aquela era a melhor hora de parar.
Eu terminei o blog porque descobri que minha identidade tinha sido descoberta. Anônimos postavam fatos da minha vida pessoal nos comentários, que só não eram reproduzidos porque eram moderados. Em choque e sem saber quem tinha feito isso, eu resolvi parar. Mas minha dependência psicológica dos elogios era grande demais. Pensei em continuar com o outro apelido e outro título. Mas algo mais forte aconteceu. Começaram a me associar aos extremistas e eu entendi que essa associação partia do mesmo anônimo que sabia a minha identidade. 
Aconteceram diversas situações na minha vida pessoal. Situações de rejeição eram constantes. Como eu não sabia me defender disso, comecei a adoecer. Ao invés de ser firme e negar tudo o que eu escrevi, apenas me conformei em parar de escrever, porque estava aprisionado pelo orgulho às ideias do blog e não queria desagradar os leitores. Meu orgulho excessivo foi a minha ruína. 
O dia 15 de janeiro de 2012 foi o meu último post, desde então comecei a adoecer. Fiz vários tratamentos psicológicos e psiquiátricos, entrei em depressão profunda, não consegui emprego em lugar algum. Nada na minha vida avançou. Pelo contrário, a culpa só foi aumentando e dela surgiram somatizações que nunca me deixaram. Hoje sofro de transtorno de pânico e ansiedade generalizada e tudo foi gerado pela culpa, estresse e medo de ser exposto como extremista. De uma pessoa que só queria respostas para uma frustração amorosa, eu me tornei uma pessoa depressiva e amargurada pela culpa. 
Amadurecimento e abandono definitivo das ideias masculinistas
Demorei para amadurecer. Eu não quero conviver com a culpa pelo resto da vida e precisava dar uma resposta definitiva. Hoje estou maduro o suficiente para reconhecer meus erros e pedir perdão a todas as mulheres e a todas as feministas que se sentiram magoadas e entristecidas por tudo que escrevi de 2010 até janeiro de 2012. Perdoem-me, eu nunca fui insensível ao sofrimento das mulheres, eu apenas estava confuso e precisava de orientação. 
Eu sei que errei e quero me redimir. Nunca mais escreverei qualquer coisa parecida com a do blog. Nunca mais escreverei naturalizações e generalizações sobre as mulheres. Eu fui educado de maneira rígida dentro de um lar evangélico e fui criado para casar antes de fazer sexo. Tudo isso repercutiu na minha forma de escrever, mas em momento algum eu tive interesse em prejudicar qualquer mulher. Perdoem-me, estou realmente mudado.
Refutando as ideias masculinistas do blog
Aqui eu quero refutar algumas das principais ideias dos blogs masculinistas. Como elas estão centralizadas em poucas concepções, isto não é difícil de fazer:
1. O machismo é cultural, não natural. 
Os preconceitos machistas são culturais. Nós somos educados desde pequenos para pensar de forma machista. Se esta educação mudar, nós mudaremos também. Existem milênios de repressão sexual sobre as mulheres. Portanto não podemos cobrar tanto das mulheres acerca de algo que elas foram privadas durante tanto tempo, devemos entender primeiro o contexto histórico de tudo isso.   
2. Não existe a mulher, existem mulheres.
Não podemos colocar todas as mulheres dentro de uma só classe. Cada mulher pensa de uma forma. É um erro dizer que não existe mulher exceção e que todas são iguais. É o contrário, as mulheres possuem suas características, suas peculiaridades, e escolhem diferentemente a partir disso. O preconceito machista junto com frustrações pessoais e valores cultivados pela educação, religião e convívio social criam a ideia ilusória de que as mulheres possuem um padrão só. 
Se você analisar bem, sempre achará muitas mulheres que fogem ao padrão e que aceitam homens bem limitados e sensíveis. O problema é que o preconceito machista minimiza esse fato. O fato de algumas mulheres não quererem nada com alguns homens não faz delas pessoas que possuem um padrão único. Elas estão apenas exercendo uma liberdade de escolha. É claro que existem pessoas e pessoas. O mundo não é 100% bonito, mas não podemos criar generalizações a partir de alguns exemplos. 
3. O passado sexual da mulher é uma bobagem.
Esqueça seus preconceitos sobre o passado das mulheres. Isto é realmente uma bobagem. A coisa que eu mais lamento na vida é julgar as mulheres por causa do seu passado sexual. Penso em quanta coisa perdi por causa disso. A vida é curta e não vale a pena ficar lamentando o passado sexual das mulheres ou de qualquer pessoa. Isto não interfere em nada nos relacionamentos. 
O machismo cria uma competição que torna insuportáveis os relacionamentos. Pare de competir com os outros, esqueça os ex dela, isto tudo é herança da cultura machista que diz que você deve superar sempre os homens em tudo. Quando você parar de competir com os outros e começar a aproveitar os relacionamentos, todos esses medos e preconceitos irão passar. Os homens mais felizes que conheço não ligam para o passado das mulheres que estão com eles, porque eles vivem a vida na sua plenitude, sem preconceitos que limitam nossa existência e nos tornam amargurados à toa.
Não pense duas vezes em namorar ou casar com uma mulher se ela te ama de verdade, independente do passado sexual dela. Muitos homens sofrem de culpa porque abandonaram as mulheres que eles amam por causa de preconceitos bobos e depois percebem, quando vêem a mulher da vida deles casada com outro, que eles perderam o amor da vida deles. Você vai precisar perder quantos amores até perceber que isso é uma bobagem? Você não é perfeito, por que quer uma mulher perfeita? Não arruíne a sua vida por causa disso! 
Não julgue as mulheres, isto vai te limitar muito. Entre num relacionamento com vontade, ame de verdade, porque depois quem vai lamentar é você. Se eu pudesse, eu voltaria no tempo e jamais perderia as chances que eu perdi. O que eu ganhei com isso? Nada, absolutamente nada.
4. O feminismo é bom.
A culpa do seu sofrimento não tem relação alguma com o feminismo. Portanto não culpe as mulheres ou o feminismo por causa das suas decepções amorosas e frustrações pessoais. Em algum momento nós erramos, ou simplesmente as coisas não eram para acontecer. Não adianta ficar procurando culpados a vida inteira. Isto é fugir da responsabilidade. Eu demorei demais para amadurecer em diversas áreas da minha vida porque ficava procurando culpados. Eu culpava as mulheres e o feminismo pelas minhas decepções amorosas, quando a responsabilidade era minha mesma.
"A verdade vai te libertar, mas antes
vai te deixar furiosa". Frase de um dos
ícones feministas que às vezes é
plagiada por mascus
Não faça como eu, não espere uma catástrofe acontecer para amadurecer. É difícil para um homem entender o que é feminismo. Eu penso que feminismo veio para dar liberdade plena às mulheres. Os homens não devem ficar ressentidos com isso, pelo contrário, precisam amadurecer e pensar que mulheres mais maduras sabem o que querem e estão mais prontas para viver um relacionamento. 
5. Fuja dos blogs masculinistas e afins.
Esses blogs não vão te ajudar em nada. Num primeiro momento, eles parecem te dar a solução, mas você vai perceber com o tempo que eles te dão apenas preconceitos, que vão limitar a tua vida e você sem perceber vai se tornar cada vez mais preconceituoso. Dificilmente um masculinista tem coragem de assumir suas ideias em público. Eu posso falar isso porque sempre tive vergonha do ser um masculinista, porque sabia que aquilo era mais emocional do que concreto.
Não adianta você pensar que será equilibrado e que vai criticar levemente o que não concorda. Eu também pensava assim, porém é uma questão de tempo até você se perder. Mais cedo ou mais tarde, você estará repleto de generalizações. Estude, trabalhe,  porque a vida é feita de esforços. Não pense que ficar parado e exigir sua justiça vai trazer o amor da sua vida. A maioria dos homens que reclamam das mulheres possuem dificuldades e isto exige deles um esforço que eles não querem fazer. 
Além das bobagens que escrevi sobre as mulheres, escrevi um monte de teorias políticas fictícias e fantasiosas sobre os fatos do mundo político atual. O masculinismo não te leva apenas a distorcer questões sobre as mulheres, você acaba entrando num terreno de conspiração. Eu também inventei muitas teorias políticas equivocadas e ilusórias fundamentadas em reciclagens de blogs masculinistas e blogs políticos estrangeiros. Estas teorias são falsas, são apenas uma colcha de retalhos sem pé nem cabeça de vários textos espalhados pela web. 
Olha o que masculinismo vai fazer com você! Vai te fazer ver coisas que não estão na realidade e pensar que tudo o que percebe está certo. Ou seja, é inevitável que tudo isso produzirá distorções nas formas de encarar o mundo, a vida, as mulheres e os relacionamentos. 

245 comentários:

1 – 200 de 245   Recentes›   Mais recentes»
Gle disse...

Caramba! Tô de queixo caído... Não conheci o blog deste cara, mas pelo texto dá pra ver que ele despirocou mesmo. É complicado quando a vida real é confundida com a ficção ou quando você passa a ler e interpretar as coisas sem realmente analisar aquilo.
Cansei de ouvir aquele famoso: "ah, vc tá falando isso pq ouviu x fulanx falar.". Não! Eu falo o que eu primeiramente lí/ouví, analisei, critiquei e concluí. Tem gente que fica jogando merda no ventilador sem pensar e acaba se enrolando. Acho que esse moço se perdeu aí, quando deixou de se importar com o que ELE realmente pensava e escrevia apenas o que os outros queriam ler. Afinal, só assim pra ele ter os comentários que acariciavam seu ego.
PARABÉNS EX-GURU MASCU! Que todos coloquem a mão na consciência e façam como vc =)

Ta-chan disse...

Prevejo feministas e RadFens dando chiliques eternos aqui hoje.

Trícia disse...

Nossa!, mas é um PRESENTE ler uma coisa dessas! Torço para que ele se recupere totalmente, se livre da síndrome do pânico e tudo o mais, agora, torço com mais força ainda para que "atuais" mascus leiam e reflitam profundamente (mesmo sabendo que isso seja extremamente difícil para uma boa parte deles) sobre o que leram. Eu sou uma otimista incorrigível!

Lucas Pin disse...

Eu por uns 8 meses maquinei a ideologia da real na minha mente, exatamente pelo mesmo motivo que o cara do post - Frustração com mulheres. E é realmente como ele falou, quando confrontado eu não tinha coragem de dar minha opinião baseada na filosofia da real porque pra mim mesmo era muito extremista. Porém trancado no quarto lendo tudo aquilo fazia eu me sentir vingado de certa forma. Graças ao seu blog Lola eu consegui acordar e vazar, apesar de nunca ter me considerado um "guerreiro da real" eu compartilhava essa ideia com alguns amigos e até fiz alguns pensarem como eu. Porém seu jeito de criticar as coisas e sem imparcial me ajudou a quebrar todo esse machismo e misoginia, não quero estender demais a postagem com toda a minha história, mas novamente só tenho a te agradecer Lola você sim manda a verdadeira REAL!

Mallagueta Pepper disse...

Meldels, os mascus vão endoidar o cabeção de vez. É até capaz de alguns acabarem dando um tiro na própria cabeça depois desse post. Vão chamá-lo de magina, traidor e um monte de outras coisas apenas porque ele saiu desse lamaçal fedorento.

Pra mim, ele conquistou meu respeito, porque é preciso muita coragem pra admitir que estava errado e mudar o caminho. Não é nada fácil e muitos preferem afundar do que mudar de opinião. Fico feliz que ele tenha escolhido mudar porque ódio e preconceito são puro atraso de vida.

Espero que as coisas melhorem pra ele daqui por diante e um dia consiga encontrar a paz e o equilíbrio.

Quanto aos que ainda insistem nessa bobagem, saiam dessa enquanto é tempo antes que fiquem doentes de tanto ódio. Depois não venham culpar as mulheres por terem se enfiado nesse buraco que vcs mesmos cavaram.

Lucas Pin disse...

E como o amigo do post falou, é tudo uma questão de amadurecimento, desse outro lado aqui do muro tudo parece mais simples e verdadeiro. Masculinismo faz mal!

lola aronovich disse...

Obrigada pelo carinho, Lucas. Já tinha guardado um outro comentário que vc fez noutro post, e vou publicá-lo em breve na seção "Assinoembaixo".


Não sei se os mascus vão endoidar com o post, Mallagueta. Na realidade eles estão acostumados a não esperarem muito de seus gurus. Nessahan Alita eles xingaram de tudo, só porque ele amenizou minimamente as idiotices misóginas que havia escrito. Daí ele sumiu pra nunca mais. Silvio Koerich simplesmente desapareceu. Um dia depois do massacre de Realengo! O covardão morreu de medo e desapareceu, abandonando todos seus pupilos sem dar a menor explicação. Meses depois, ele voltou ao seu blog só com uma notinha dizendo que estava abandonando o blog (que já havia abandonado), e nunca mais se ouviu falar nele. Pouco tempo depois, o blog voltou a funcionar, cada vez mais misógino, desta vez sob a "nova direção" de seu ex-amigo e súdito Engenheiro Emerson. Se os mascus sanctos hackearam o blog do Koerich ou se eles tinham a senha, não sabemos. Ah, um dos fóruns mascus uns anos atrás também fechou as portas sem dar adeus. Simplesmente sumiu. Eu acho chato, né, afinal, se esses gurus são tão importantes pros mascus (um dos mantras é "a real salva vidas"), não custaria eles serem mais comunicativos em momentos decisivos. Mas mascus não ligam pra isso, pelo jeito. Eles só cobram explicações de feministas...
Por enquanto os mascus estão num silêncio sepulcral... Devem estar fazendo controle de danos.

Anônimo disse...

Lola, você jura que esse post não é fake? Deus tá vendo... Olha, eu leio esse blog há uns dois anos e já li quase tudo que tá escrito nele, até os comentários. Há poucos dias, eu fiz um comentário anônimo, curto, sobre como eu tinha um pensamento machista parecido com o dos masculinistas, e fui salvo pelo feminismo que aprendi aqui. E é verdade. E me surpreendi quando você respondeu, interessada, pedindo um guest post. Achei legal e tive aquela sensação de quem zerou o dia. Mas não escrevi post nenhum. Hoje, lendo esse post, tive a sensação que você ou alguém escreveu (inventou) o post que vocês queriam ler mas ninguém escreveu... entende? De qualquer forma, se for real, é bom saber que não sou o único. Desculpe desconfiar de você, mas a gente não pode confiar 100% em ninguém, né? E eu gosto da verdade.

Anônimo disse...

Lola posta um link com o relato original de 4 paginas! Vc pode fazer upload no dropbox, 4shared, google drive, etc. Tenho interesse em ler tudo sem cortes

Sara disse...

Lola antes de conhecer seu blog, eu lia todos os dias esse The Truth, no Questionando o Feminino, a principio o texto dele não tinha tanto conotação machista, ele realmente parecia questionar a mulher, mas em um tom isento, mas com o tempo ele começou a demonstrar q era sim um homem depressivo, rancoroso e pessimista ao extremo.
Ele tinha seguidores fieis, era verdadeiramente adorado, não consigo lembrar o nome de todos, mas eram homens dos mais variados tipos, lembro do Ben, do Mineirinho, de um outro q não lembro o nick mas era um estudante nerd de medicina, tinha um tb que pelo jeito era de uma cidade bem pequena do interior, escrevia tudo com muitos erros, e era rockeiro, tinha tb uma garota tb estudante de medicina q dizia q se casaria virgem e se achava o máximo por isso, q era adorada por todos ali, pq validava tudo o q eles diziam, enfim eram verdadeiros personagens.
A impressão q se tinha era de q se acompanhava um história q se desenrolava, e todos ali faziam parte dela.
Esse The Truth só fazia os textos, ele nunca comentava seus posts, como vc faz as vezes, ele se mantinha distante, e para opinar sobre algum comentário, ele só o fazia através de um novo post.
Os posts até tinham um núcleo interessante, mas como parece ser um vicio dos mascus, se estendiam em cima das mesmas idéias, repetidamente, e eram excessivamente longos e aborrecidos.
Na verdade ele poderia descrever a ideia central do post q fazia em poucas linhas, mas inexplicavelmente repetias as mesmas coisas vez após vez.
Bom eu creio q tive um papel talvez não tão pequeno na trajetória desse cara, pq ao ler um dos posts dele, eu me identifiquei com a história e fiz um comentário, pra minha surpresa esse comentário gerou muita polemica nesse grupo, e por essa razão, passei a ler com mais frequência esse blog e a responder aos outros comentaristas, por muitos dias esse tal post foi muito comentado, e me lembro q foi o post mais importante q o The Truth escreveu, o mais lido e comentado pelo menos.
Como não tinha achado q o post era ofensivo eu respondia com franqueza aos outros comentaristas e era muito bem tratada, exceto
por esse tal de mineirinho que era um misógino hipócrita assumido e tb pelo rockeiro q era muito religioso, mas os outros até me defendiam deles.
Isso durou até eu perceber o machismo q existia ali.
Quando comecei a perceber o duplo padrão e a misoginia embutida ali, respondi a altura, e foi ai q me tornei "persona non grata" nesse meio, hje percebo q o the Truth escreveu alguns textos baseados nos depoimentos q dei ali.
Depois disso acabei ficando com muita raiva dos machistas desse blog, e comecei a trolla-los sem dó, me divertia pra caramba por lá.
Inclusive uma vez fiz um comentário com péssimas intenções, mas o the Truth percebeu meu jogo, ele não é burro, mas os outros cairam q nem patinhos.
Foi através desse blog que pude conhecer mais blogs masculinistas, pois ele anunciava esses outros blogs no dele.
Fiquei pasma ao ver como havia tanta misoginia na internet, e eu não conseguia entender o porque.
Mas alem da sádica diversão que eu tive no passado com esses panacas, tenho q agradecer, especialmente ao BEN que era até meu amigo, mas q depois de me conhecer melhor, se tornou alguem q declarou q me ODIAVA kkkk, pois bem , foi ele q me implorou para q nunca mais entrasse lá no blog deles, e sugeriu o seu blog para mim.
Não vejo TV e trabalho muito através do computador fazendo meus anúncios, e respondendo meus
e-mails de trabalho, por isso a minha distração mais frequente é a internet, e sou grata a eles q me apresentaram a vc, a quem leio todos os dias ha muitos anos.



normalidaderealidade disse...

Esse cara merece crédito porque eu sei que esse tipo de coisa pode colocar a vida de alguém em risco (ainda mais depois dele dizer que alguns mascus têm dados pessoais dele).

Sei que várias feministas vão achar que demos atenção demais a isso, mas vamos por favor reconhecer o quanto a postura dele é um sinal positivo, mesmo que "a gente não precisa duzómi no movimento" e "isso não muda o dano que ele já causou" e etc. Vamos lá, isso não é lá uma marreta contra o patriarcado, mas é um relato muito interessante.


- Notyourmari

normalidaderealidade disse...

Ah sim, e boa sorte com a psicologia/psiquiatria. Espero que sua qualidade de vida melhore logo, cara. Você já deu um puta passo. Não vou te laurear como herói, mas fico feliz pela sua postura. Andar sem o reconhecimento de um grupo é complicado, e receber os aplausos de um coletivo é viciante, mas fazer o certo é imprescindível.

- Notyourmari

lola aronovich disse...

Anon das 12:34, não sei como colocar um link com o relato original com 4 páginas. De qualquer forma, os cortes que fiz foram mínimos. Bom, sei lá, posso colocar aqui nos comentários.


Anon das 12:39, sim, juro. Não acredito em deus, mas eu não minto. Simples assim. Nunca na vida escrevi um comentário fake, tentando me passar por outra pessoa. Muito menos um post fake. Não preciso disso. Recebo centenas de emails com relatos interessantíssimos, e publico grande parte deles. Eu tenho nome, rosto, endereço. Tem gente anônima ou com avatar de superherói que acha que eu invento todos os guest posts publicados aqui. Eu só rio, né? Enfim, sim, tenho certeza que o guest post é do The Truth. Nem lembro o comentário que vc deixou. Desculpe, são muitos. Mas sei que, uma semana atrás, por aí, o Lucas Pin, um ex-mascu, deixou um comentário muito legal num outro post. Eu salvei este comentário e vou publicá-lo. Depois eu recebi o email de uma feminista, leitora de longa data, facebookeira, que me mandou isso. Eu pedi outros dados sobre o The Truth, e ela me mandou também. Ou seja, ela intermediou a minha comunicação com ele. Agora, quem fica pedindo provinha de "tire foto dos seus peitos com plaquinha" são os mascus sanctos. Acho que eles não estão envolvidos nisso.

lola aronovich disse...

Pra quem quer ler a versão na íntegra, todas as 4 páginas do Word, aqui vai. Mas já aviso que é desnecessário. Eu fiz cortes mínimos. Corrigi gramática e pontuação. Enfim, aqui vai, dividido em partes, porque tem limite de caracteres por comentário.

PARTE 1
Desabafo de um Ex-Masculinista e agora feminista.

Antes de tudo, gostaria de dizer que o objetivo desse texto não é acusar ninguém, pelo o contrário, aqui eu quero apenas fazer o que é certo e mostrar meu processo de mudança e amadurecimento.

O Começo de Tudo.

Tudo começou com uma decepção amorosa. Eu amava uma menina e queria me casar com ela. Mas eu pensava que bastava ser legal e ter boas intenções que isso era suficiente. Durante um tempo, essa mesma menina parecia estar interessada em mim e isso alimentou as minhas esperanças de ter um relacionamento longo. Porém ela subitamente desistiu de mim e nunca disse o motivo exato. Apenas disse que não gostava mais de mim. Antes disso, ela começou a namorar outro rapaz e eu inicialmente não aceitei ser desprezado. Eu pedi perdão pelos meus erros e falei que faria tudo o que ela precisasse, mas nada disso foi suficiente.

Então começou o processo de luto. Eu fiquei deprimido e a partir do ano de 2009, eu comecei a utilizar os fóruns da internet para desabafar sobre o meu amor frustrado e tentar procurar respostas para o que tinha dado errado. Inicialmente eu só entrava em comunidades que tinham temática romântica e sensível, porque achava que ali seria compreendido. Porém, depois de uma época eu comecei a ler posts masculinistas na internet e isso reativou em mim determinados valores conservadores da minha educação evangélica.

A Entrada no Masculinismo.

Eu tinha encontrado a resposta para o que eu procurava. O masculinismo dizia que os homens eram injustiçados por um suposto instinto inato das mulheres, instinto que privilegiava uma minoria de homens. Eu comecei a escrever um blog a partir desse pressusposto e busquei apoio em algumas teorias da sedução. O nome do blog, talvez alguns se lembrem, era “Questionando o Feminino”. Na época eu achava tudo aquilo super normal. Porém eu tinha entrado sem perceber no terreno dos preconceitos e das naturalizações. Como um monte de homens igualmente frustrados como eu aparentemente aprovavam e achavam super inteligentes as minhas ideias, eu comecei a ter um vínculo de dependência com o blog.

Eu queria parar de escrever, mas não conseguia e cada elogio virava um combustível para eu continuar escrevendo cada vez mais e mais. Eu percebia que estava mudando e não tinha orgulho do que estava me tornando, mas mesmo assim, eu não conseguia parar de escrever. Não conseguia ficar uma semana sem escrever. Precisava dos elogios dos comentários, era uma dependência. Eu sabia que muitas coisas escritas por mim eram mais para agradar do que para avaliar corretamente o tema.

O blog era uma mistura de teorias conservadoras acerca dos relacionamentos, ideias religiosas evangélicas e teorias da sedução. É claro que essa mistura iria gerar naturalizações perigosas, que mesmo que ficassem no terreno do machismo comum, elas poderiam ser distorcidas. As críticas ao feminismo estavam cada vez mais emocionais e carentes de argumentos. Esse cenário precisava ser mudado e eu precisava amadurecer.

lola aronovich disse...

PARTE 2

Fim do blog e Depressão.

No final de 2011, o blog tinha quase 200 postagens. Nessa mesma época surgiram grupos extremistas na internet. Estes grupos pregavam idéias perigosas que passavam a idéia de um extremismo profundo em relação aos ideais masculinistas. Enquanto alguns blogs masculinistas desistiram de continuar nesse período, eu infelizmente insisti. Mas só fiz isso por causa da profunda dependência psicológica gerada pelos elogios dos comentários. O fato de ser elogiado não significa que eu estava bem. Pelo o contrário, sabia que estava me perdendo e o surgimento dos extremistas mostrava que aquela era a melhor hora de parar.

Eu terminei o blog porque descobri que a minha identidade tinha sido descoberta. Pessoas anônimas postavam fatos da minha vida pessoal nos comentários, que só não eram reproduzidos porque eram moderados. Em choque e sem saber quem tinha feito isso, eu resvolvi parar. Até aí, isso era suficiente para eu terminar o blog, porém minha dependência psicológica dos elogios era grande demais para me fazer parar de escrever. Eu pensava em continuar, mas com o outro apelido e outro título. Mas algo mais forte aconteceu. Começaram a me associar aos extremistas e eu entendi que essa associação partia da mesma pessoa anônima que sabia a minha identidade.

Aconteceram diversas situações na minha vida pessoal, que são íntimas demais para ser faladas aqui, que demonstravam que alguns pessoas realmente pensavam que eu era um extremista. Situações de rejeição eram constantes. Como eu não sabia me defender disso, comecei a adoecer profundamente. Ao invés de ser firme e negar tudo o que eu escrevi na mesma hora, eu apenas me conformei em parar de escrever, porque estava aprisionado pelo orgulho às ideias do blog e não queria desagradar os leitores dele. O meu orgulho excessivo foi a minha ruína.

O dia 15 de janeiro de 2012 foi o meu último post, desde de então comecei a adoecer profundamente. Fiz vários tratamentos psicológicos e psiquiátricos, entrei em depressão profunda, não consegui emprego em lugar algum. Nada na minha vida avançou. Pelo o contrário, a culpa só foi aumentando e dela surgiram somatizações que nunca me deixaram. Hoje sofro de transtorno de pânico e ansiedade generalizada e tudo foi gerada pela culpa, estresse e medo de ser exposto injustamente como extremista. De uma pessoa que só queria respostas para uma frustraçao amorosa, eu me tornei uma pessoa depressiva e amargurada pela culpa.

Amadurecimento e Abandono Definitivo das Ideias Masculinistas.

Eu demorei para amadurecer e amadureci. Eu não quero conviver com a culpa pelo o resto da vida e precisava dar uma resposta definitiva a isso. Hoje estou maduro o suficiente para reconhecer meus erros e pedir perdão a todas as mulheres e a todas as feministas que se sentiram magoadas e entristecidas por tudo o que escrevi de 2010 até janeiro de 2012. Perdõem-me mulheres, eu nunca fui insensível ao sofrimento de vocês, eu apenas estava confuso e precisava de orientação. Eu sei que errei e quero me redimir. Eu nunca mais escreverei qualquer coisa parecida com a do blog. Eu nunca mais escreverei naturalizações e generalizações sobre as mulheres. Eu fui educado de maneira rígida dentro de um lar evangélico e fui criado para casar antes de fazer sexo. Tudo isso repercutiu na minha forma de escrever, mas em momento algum eu tive interesse em prejudicar qualquer mulher. Perdõem-me, eu estou realmente mudado.

lola aronovich disse...

PARTE 3

Refutando as Ideias Masculinistas do Blog

Aqui eu quero refutar algumas das principais ideias dos blogs. Como as ideias do blog estão centralizadas em poucas concepções, isto não é difícil de fazer:

1. O machismo é cultural, não é natural.

Os preconceitos machistas são culturais. Nós somos educados desde pequenos para pensar de forma machista. Se esta educação mudar, nós mudaremos também. Não existe nada como um instinto machista nas mulheres. Elas também são educadas de forma machista e é exatamente por isto que muitas mulheres pensam de maneira machista. Um preconceito machista comum é achar que as mulheres não gostam de sexo. E quem pensa assim não são homens necessariamente insensíveis. Infelizmente muitos homens românticos também são machistas nesse ponto. Existem muitos homens que acham natural achar que eles gostam mais de sexo do que as mulheres e eles pensam que precisam sempre compensar essa falsa falta de necessidade com presentes, favores e outras coisas. Existem milênios de repressão sexual sobre as mulheres. Portanto não podemos cobrar tanto das mulheres acerca de algo que elas foram privadas durante tanto tempo, devemos entender primeiro o contexto histórico de tudo isso.

2. Não existe a mulher, existem mulheres.

Não podemos colocar todas as mulheres dentro de uma classe, dentro de um padrão. Cada mulher pensa de uma forma. É um erro dizer que não existe mulher exceção e que todas são iguais. É o contrário, as mulheres possuem suas características, suas peculiaridades e escolhem diferentemente a partir disso. O preconceito machista junto com frustrações pessoais e valores cultivados pela educação, religião e convívio social criam a ideia ilusória de que as mulheres possuem um padrão só. Se você analisar bem, sempre achará muitas mulheres que fogem ao padrão e que aceitam os homens bem limitados e sensíveis. O problema é que o preconceito machista minimiza esse fato e despreza inúmeros casos de mulheres que fogem ao padrão falso criado pelo machismo. O fato de algumas mulheres não querer nada com alguns homens não faz delas pessoas que possuem um padrão único. Elas estão apenas exercendo uma liberdade de escolha. É claro que existem pessoas e pessoas. O mundo não é 100% bonito, mas não podemos criar generalizações e naturalizações a partir de alguns exemplos, isto é um erro.

lola aronovich disse...

PARTE 4

3. O Passado Sexual da Mulher é uma Bobagem.

Esqueça seus preconceitos sobre o passado das mulheres. Isto é realmente uma bobagem. A coisa que eu mais lamento na vida é julgar as mulheres por causa do seu passado sexual. Eu penso em quanta coisa eu perdi por causa disso. A vida é curta e não vale a pena ficar lamentando o passado sexual das mulheres ou de qualquer pessoa. Isto não interfere em nada nos relacionamentos. Precisamos apenas de responsabilidade. O machismo cria uma competição que torna insuportável os relacionamentos. Pare de competir com os outros, esqueça os ex dela, isto tudo é herança da cultura machista que diz que você deve superar sempre os homens em tudo. Quando você parar de competir com os outros e começar a aproveitar os relacionamentos, todos esses medos e preconceitos irão passar. Os homens mais feliz que eu conheço não ligam para o passado da mulher que estão com eles, porque eles pensam em viver a vida na sua plenitude, sem preconceitos que limitam nossa existência e nos tornam amargurados a toa.

Não pense duas vezes em namorar ou casar com uma mulher se ela te ama de verdade, independente do passado sexual dela. Por que você vai deixar de aproveitar isso? Por causa do que os outros homens dizem, por causa de preconceitos bobos que vão te iludir eternamente sobre o mito da mulher perfeita? Você não é perfeito, por que quer uma mulher perfeita? Não arruine a sua vida por causa disso! Muitos homens sofrem de culpa porque abandonaram as mulheres que eles amam por causa de preconceitos bobos e depois percebem, quando vêem a mulher da vida deles casada com outro, que eles perderam o amor da vida deles. Você vai precisar perder quantos amores até perceber que isso é uma bobagem? Vai esperar envelhecer e chegar aos 30, 40 e depois lamentar profundamente experiências que nunca mais voltarão por causa disso?

Não julgue as mulheres, isto vai te limitar muito. Entre num relacionamento com vontade, ame de verdade, porque depois quem vai lamentar é você. Se eu pudesse, eu voltaria no tempo e jamais perderia as chances que eu perdi. O que eu ganhei com isso? Nada, absolutamente nada. A mulher perfeita criada pelo machismo não existe, você vai procurar e não vai achar.

lola aronovich disse...

PARTE 5

4. O feminismo é bom

A culpa do seu sofrimento não tem relação alguma com o feminismo. Portanto não culpe as mulheres ou feminismo por causa das suas decepções amorosas e frustrações pessoais. Em algum momento nós erramos, ou simplesmente as coisas não eram para acontecer. Não adianta ficar procurando culpados a vida inteira. Isto é fugir da responsabilidade. Eu demorei demais para amadurecer em diversas áreas da minha vida porque ficava procurando culpados. Eu culpava as mulheres e o feminismo pelas minhas decepções amorosas, quando a responsabilidade era minha mesma. Se eu pensasse como eu penso hoje certamente teria evitado todos os problemas que eu tenho agora e estaria muito melhor. Não faça como eu, não espere uma catátrofe acontecer para amadurecer. É dificil para um homem entender o que é feminismo, justamente porque não conhecemos a condição feminina, não sabemos exatamente as dificuldades e mazelas de ser mulher e essa incompreensão impossibilita uma analogia correta das situações. Os homens tendem a julgar as mulheres da maneira como eles pensam e acham que esse modo de pensar é justo, quando é apenas uma distorção da vida social. Eu penso que feminismo veio para dar uma liberdade plena às mulheres. Os homens não devem ficar recentidos com isso, pelo o contrário, precisam amadurecer e pensar que mulheres mais maduras sabem o que querem e estão mais prontas para viver um relacionamento de forma plena e sem recentimentos.

5. Fuja dos blogs masculinistas e afins.

Esses blogs não vão te ajudar em nada. Num primeiro momento, eles parecem te dar a solução, mas você vai perceber com o tempo que eles te dão apenas preconceitos que não servem para nada. Estes preconceitos vão limitar a tua vida e você sem perceber vai se tornar cada vez mais preconceituoso. Dificilmente um masculinista tem coragem de assumir suas ideias em público. Eu posso falar isso porque sempre tive vergonha do ser um masculinista, porque sabia que aquilo era mais emocional do que concreto. Algo no fundo me dizia isto, mas eu desprezava porque estava na minha zona de segurança, não precisa mudar em nada, não precisava me esforçar.

Não adianta você pensar que será equilibrado e achar que vai criticar levemente o que não concorda. Eu também pensava assim, porém é uma questão de tempo você se perder. Mais cedo ou mais tarde, você estará repleto de naturalizações e generalizações. Eu pensava que poderia ser equilibrado, mas eu só caminhei numa direção que só me levava a me afastar cada vez mais e mais das mulheres. Faça esforço, estude, trabalhe, porque a vida é feita de esforços. Não pense que ficar parado e exigir sua justiça vai trazer o amor da sua vida. A maioria dos homens que reclamam das mulheres possuem dificuldades e isto exige deles um esforço que eles não querem fazer.

Além das bobagens que eu escrevi sobre as mulheres, escrevi um monte teorias políticas fictícias e fantasiosas sobre os fatos do mundo político atual. O masculinismo não te leva apenas a distorcer questões sobre as mulheres, mas você acaba entrando num terreno de conspiração totalmente fictício e artificial. Eu também inventei muitas teorias políticas equivocadas e ilusórias fundamentadas em reciclagens de blogs masculinistas e blogs políticos estrangeiros. Estas teorias são falsas, são apenas uma concha de retalhos de vários textos espalhados pela WEB sem pé nem cabeça.

Olha o que masculinismo vai fazer com você! Vai te fazer ver coisas que não estão na realidade e pensar que tudo o que percebe está certo. Ou seja, é inevitável que o excesso dessas teorias produz distorções nas formas de encarar o mundo, a vida, as mulheres e os relacionamentos

FIM DO DOCUMENTO DO THE TRUTH

Clara disse...

Lola, queria falar que adoro os posts sobre os mascus! E esse, especialmente, me deixou muito feliz. Tomara que esse moço se resolva da depressão, eu também estou em tratamento e sei como pode ser complicado.

Acho importante o seu trabalho falando deles, porque tenho certeza que muitos vem aqui e acabam convencidos, mesmo que eles não comentem. O seu blog é um espaço de reflexão e acolhimento e isso atrai as pessoas. Principalmente esses meninos, que estão tão frustrados por se sentirem rejeitados.

Outra coisa que acho legal nesse tipo de post é que o seu blog sempre está na primeira página de buscas no google. Então, um desavisado que quer saber um pouco mais sobre o masculinismo vai fatalmente cair aqui e ter contato com o outro lado da moeda... =)

Então, fica aqui o meu apoio ao tema mascus. Que venham mais posts irônicos e, principalmente, mais mascus que saíram da sala do cinema e perceberam que matrix é só um filme de ficção maneiro.

Anônimo disse...

Olha só, que coisa. Espero que dê tudo certo daqui pra frente. E que ele encontre (se quiser) uma pessoa que o ame de verdade. Só fiquei com uma dúvida: houve traição da parte da ex?

Anônimo disse...

Fiquei pensando agora se isso não era invenção do cara, para nos testar...

lola aronovich disse...

Sarinha, a sua história com os mascus é muito interessante! A única mulher que eu me lembro que comentava lá nos fóruns e blogs deles era a Viviane, que alguns chamavam de Viviane Facada, e que dava pena. Muitos a xingavam um monte, alguns tentavam seduzi-la (imagina: para muitos, ela era a única mulher com quem tinham contato, quase uma Smurfette!), e ela lá, concordando com quase tudo. Parecia muito humilhante, mas pelo jeito ela gostava. Não sei por que algumas mulheres se sujeitam a isso. No seu caso eu entendo: vc ficou lá antes de comprovar que eles eram misóginos. E aí, passou a trolá-los. Como era seu nome lá? Fico muito feliz que através de um deles vc chegou aqui! Apesar das nossas muitas divergências, vc é muito especial pra mim, Sarinha! (e suas filhas e seu genrinho também são).
Sobre o blog do The Truth, eu lembro que os posts dele eram intermináveis, chatos, repetitivos. Ele repetia cada ponto no mínimo umas 3 vezes em cada post, era verborrágico. Lembro de grandes besteiras que ele falava (e que são comuns no masculinismo, tanto o daqui quanto o dos EUA), como "a beleza da mulher sai com água e sabão" (ou seja, mulher pra eles só é bonita com maquiagem, mas eles também não gostam de maquiagem. conclusão: não gostam de mulher). Com o tempo ele foi ficando cada vez mais obcecado com a vida sexual das mulheres. Ele dizia que homem que se relacionava com mulher que já teve outro homem era homossexual, porque estava tendo contato com os "fluidos" do homem anterior. Olha o tamanho do absurdo! E os outros idiotas todos dizendo amém, amém. Um desses idiotas era o Mineirim, que comentava em todo post do The Truth. É ele, por sinal, que está fazendo um blog com esses posts antigos do The Truth. Ele mudou de nome e hoje se chama White Jaws num dos fóruns. Eu lembro da hipocrisia desse cara, lembro dele enchendo os pulmões pra dizer que não tinha medo de ninguém, que não devia nada a ninguém, que era casado e morava no interior do interior de Minas e ia por o nome porque não é covarde... Certo, seu nome oficial deve ser mesmo White Jaws.
Mas sim, concordo contigo, Sara, que The Truth foi ficando cada vez mais misógino. É isso que o masculinismo faz. É só ver o exemplo do Pobreta, de um blog de finanças. Quando ele começou, ele ainda tinha algum humor. Era um fracassado e machista e reaça, não há dúvida, mas foi piorando, e hoje é apenas um misógino revoltado sem nenhum senso de humor. Só eles acham que o masculinismo melhora a vida de alguém. São caras que já tem uma vida miserável dando uma justificativa pras suas vidas miseráveis (mulheres não prestam), só isso.

vivian disse...

Uau.

Quer uma singela sugestão de como amenizar a culpa que você sente?
Faça o trabalho inverso.

Você foi um masculinista. Você entende a mente deles. Você é uma ponte entre feminismo e masculinismo.
Já imaginou a missão que tem em mãos?

Comece um trabalho expondo suas novas ideias. Ajude esses caras. Muitos deles estão na mesma fossa, sem conseguir ver luz no fim do túnel. Torne o mundo um lugar melhor. Compense todos seus erros espalhando a semente da boa vontade e da verdade. Você inclusive vai superar qualquer mal que tenha feito, com folga.

Você tem um talento em mãos. Pode usar este talento em favor de valores que acredita agora.

Mordred Paganini disse...

Olá Gente!

Para que não reste dúvidas desnecessárias, fui eu quem intermediou o contato.

O homem por trás do personagem "The Truth" é meu amigo, o conheço há (quase) exatos 10 anos.

Acho ridículo alguém achar que este relato possa ser minimamente falso, considerando inclusive a riqueza de detalhes do texto.

A intenção dele é sincera. Ele quis se desculpar pelas besteiras que disse e seguir adiante. Estou acompanhando este processo como amiga que sou.

Alguém que realmente tenha lido os textos, que tenha acompanhado o blog tem todos os elementos possíveis para identificar este texto como sendo legítimo.

Claro, nem sob tortura vou dar dados sobre ele publicamente. Apenas passei estes dados para a Lola porque confio no bom senso e honestidade dela.

Espero que este texto possa servir para que outros mascus entendam a merda que estão fazendo com suas próprias vidas.

lola aronovich disse...

Obrigada, Mordred. Não queria te expor, pra que vc não sofra (ainda mais) perseguições dos mascus. Mas como vc mesma veio aqui... (A propósito, já troquei alguns emails com a Mordred antes disso, sei seu nome, onde ela mora, vi foto. Confio totalmente nela). É, eu pedi mais informações pra vc sobre o Truth, porque precisava confirmar. Mas é isso: qualquer um que conheça o estilo dele não pode ter dúvidas que este post é dele. Não sei como os mascus receberão o post (obviamente os old schools vão ignorar ou dizer que não é dele -- vão fazer o que?). Espero que pelo menos alguns vejam que o caminho da misoginia (e da misandria também, porque mascu odeia homem, enfim, o caminho da misantropia) que escolheram não vai levá-los a lugar nenhum.

Anônimo disse...

Parabéns ao ex guru mascu que saiu do poço de ódio pra vida. Alguém, não lembro exatamente quem foi, disse que odiar é como tomar veneno esperando que o outro morra. E esse texto só mostra como isso é verdade, o ódio mata você por dentro, vai destruindo o que você tem de bom até não ficar nada. Carinha, eu tenho certeza de que você vai conseguir se reerguer; o principal, que é jogar fora o que não presta, você já fez. Agora é hora de reconstruir. Que muitos nesse mundo todo façam como você.

Anônimo disse...

Engraçado que mulher tbm passa isso, de o cara não querer mais nada com ela e etc. A mulher pode até ficar com raiva do cara em si, mas dificilmente vc vê uma mulher fazendo textos e blogs pra xingar todos os homens do planeta por conta disso.

Acho que a mulher sabe superar essas coisas melhor. Eles se sentem feridos em seus orgulhos de machinho.

Gente ruim, canalha, irresponsável, tem em ambos os sexos. Você pode ficar se remoendo e culpar todos os homens/mulheres da Terra, ou você pode erguer a cabeça, seguir em frente e encontrar alguém melhor pra partilhar o caminho com você.

Mas parece que mascu em geral gosta de odiar a tudo e a todos...

Ainda bem que esse pelo menos colocou a mão na consciência e tá querendo melhorar.

Justiça caolha disse...

Mordred Paganini

Não entendi! "Nem sob tortura" vc divulgaria o nome de alguém que praticava crimes de ódio? ixi...
Ok! vou falar mais o q?
Soltem todos os Mascus presos, uai! Afinal, se ele influenciou espancamentos de mulher, estupros, agressões verbais, perseguições, atentados... foda-se. Ele escreveu um texto e tá tudo certo... não precisa se redimir perante a justiça. Mascu arrependido em blog é emancipação, é justiça com as mulheres, gays e negros...

To aqui com um estuprador arrependidíssimo e acho q devemos perdoá-lo... vou mandar ele escrever um texto pras feministas...

"Menas", gente....

Anônimo disse...

"Só fiquei com uma dúvida: houve traição da parte da ex?"

Pelo que eu entendi, teve sim. A ex dele disse que não gostava mais dele e antes ainda de terminar o namoro, já estava com outro. Ou seja, não esperou terminar a relação pra arrumar outro cara.

Eu passei por algo pior. Um cara insistiu loucamente pra namorar com aliança e noivar correndo comigo. Parecia ser o homem dos meus sonhos. Até que um dia ele demonstra ter um asco enorme de mim, sem brigas, sem nada; e disse que desde o começo da relação ele tinha uma amante e um filho com outra. E de maneira infantil ficava me jogando indiretas jocosas no facebook, antes de enfim eu exclui-lo.

Imagine, você saber que o cara que tanto insistiu pra namorar e noivar com você na verdade fingiu a relação toda.

Te confesso que tenho dificuldades em confiar nas pessoas até hoje. MAS... não vou sair por aí dizendo que homem é tudo FDP. Tive um FDP na minha vida que não define nem de longe todos os outros.

Fazer isso é ser ingênuo, é achar que todo mundo é igual.

Camila Gois disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sara disse...


Lola eu só comentei no blog do the Truth, pq justamente ele escreveu um post, que tratava de um assunto que pra mim era muito significativo, ainda mais naquela época.
Mas como envolvia minha vida pessoal, para não me expor comentava anonimamente.
Mas como esses comentários provocaram muita polemica e o assunto se estendeu por meses, acabei recebendo um apelido dentro do blog, apelido este q ficou muito famoso até mesmo depois do encerramento desse blog, outro dia, não faz tanto tempo, vi uma critica falando sobre esse post, e achei muito engraçado q não se referiram ao nome do post, e sim ao apelido que eu recebi, para se referir a essa postagem.
É uma pena q eu não possa te dizer qual foi o apelido pq ele é tão explícito q denunciaria a qual post eu me refiro, embora nessa altura do campeonato, se alguem que lia esse blog estiver acompanhando esse seu post, muito provavelmente vai ligar uma coisa a outra.
Como vc disse o the Truth foi realmente degenerando suas ideias, que passaram de indagações sobre a natureza feminina para a misoginia mesmo.
Algumas mulheres comentavam ali, a que era mais conhecida era essa q se dizia estudante de medicina, se não me engano o nome dela era Julia, mas minha memória não é tão boa assim, mas ela lembrava muito bem a Smufette, vc acertou em cheio kkkk, ela era endeusada pelos comentaristas ali, mais eu sempre desconfiei q ela era fake, pois sempre se encaixava nas descrições tanto físicas como comportamentais do imaginário daqueles homens, era até engraçado perceber isso, mas o cúmulo é q nenhum deles sequer desconfiava dessa personagem, e por mais insólita que fosse as declarações q ela fazia, era aceita sem nenhuma reserva da parte deles.

Buh disse...

Gente, joguei o nome dele e do blog no Google e caí no fórum do búfalo, que consta o seguinte texto assinado pelo The Truth:


[BOMBA] Truth decide por um fim em seu Blog !!!
O filósofo The Truth, autor do Blog Questionando O Feminino, redigiu um texto ontem, no qual exprime o desejo de não continuar com o Blog.

Segundo ele, está sendo ameaçado.

De fato, uma grande perda para nós que somos fãs de seu trabalho, e aprendemos muito com seu vasto conhecimento.

Tendo em vista o possível fim, vou salvar a terceira e ultima parte do Blog dele e disponibilizarei para o Barão, alocar em um servidor para todos baixarem como Backup de Leitura.


Abaixo segue a justificativa do abandono:



Citar:
[size=10pt][i]

Eu pretendo parar de postar no blog. Eu não tenho apego ao ego, por isso eu não vou sofrer se o blog acabar. Apenas mantenho o blog por causa do interesse crescente dos leitores.

Como todo ser humano, eu sou falho e me envolvi em muitas discussões. Nessas discussões, alguns egos foram machucados e por causa disso, eu atraí ódio e raiva contra mim. Notem bem uma coisa. Em nenhum momento eu tomei partido por uma causa. Eu mesmo retirei todas as parcerias porque quis deixar claro que não estou tomando partido. Apesar disso tudo, continuo atraindo ódio contra mim.

A razão pela qual eu sou atacado é raiva gratuita. Depois que comecei a postar nas comunidades do Orkut, comecei a ganhar popularidade. Isso irritou algumas pessoas que perderam atenção nesse processo. Só que nunca foi meu interesse competir com qualquer pessoa. Se eu ficasse apenas no Orkut, acredito que esse problema não teria ocorrido. Mas a criação do blog aumentou o ódio contra mim. Não tenho apego, só acho imoral e extremamente covarde você querer prejudicar os outros por motivos tão fúteis quanto vaidade e popularidade.

Se eu soubesse que iria atrair tanta raiva e ódio gratuitos, jamais entraria nisso. Espero que a pessoa fique feliz com isso. Era isso que ela queria. Porém, ela só prejudicará os leitores.


The Truth



Obs:. A pessoa em questão está tentando investigar minha vida pessoal e os rastros desse tipo de tentativa são óbvios. Ela usou a minha boa vontade para isso, numa época do orkut quando eu ajudava todo mundo que me procurava. Eu não sei a troco de que essa pessoa está fazendo isso e o que ela vai ganhar com isso. Mas ela está procurando alguma coisa para me chantagear e me obrigar a deletar o blog. Eu sei quem é a pessoa e sei porque ela está fazendo isso. Não guardo raiva de uma pessoa assim. Apenas lamento porque acho isso uma covardia, porque ela usou a minha boa vontade para me dar uma facada nas costas. Eu poderia dizer quem é a pessoa aqui, mas não vou fazer isso. Ela quer apenas popularidade, então espero que tenha isso. Apenas antecipei o fim do blog, pois prevejo que essa pessoa não irá parar de investigar a minha vida enquanto eu continuar escrevendo. Trata-se de uma pessoa insegura, que precisa me destruir para ter a atenção que busca.

Ana disse...

Bom para ele,esses mascus vivem atormentados,cheios de ódio mas o feminismo tb n é essa maravilha toda.
me desculpem mas as vezes parece machismo as avessas,com hipocrisia e padrão duplo.


"Quando comecei a perceber o duplo padrão e a misoginia embutida ali "

Lembro de um post de uma mulher maior de idade perguntando a lola se era pedófila por namorar uma adolescente,a maioria,senão todas,disseram que não(concordo),ela já tinha uns 15 anos,idade suficiente para saber o que quer.
Tempos depois uma situação quase igual,garota de 15 anos de sacanagem com um homem na net,mandando fotos pornográficas para ele e a coisa toda virou abuso sexual(e o cara nem encostou nela)e manipulação psicólogica,a tal agência da mulher desapareceu.
E quase todas tirando ela pra vítima do lixo estuprador.

Aline Fernandes disse...

Fiquei feliz por ler esse post. Acredito que muitos mascus sofrem sim, e muito, apenas colocam a culpa e a solução dos seus problemas nos lugares errados. Desejo de coração que muitos possam ler esse post e dar os primeiros passos pra fora do poço de ódio e sofrimento em que se afundaram.

"odiar é como tomar veneno esperando que o outro morra" UAU.

GOAT disse...

é, eu perdi todo meu Ânimo pra voltar a ler o blog dele, a qual tenho completamente baixado, adorava as leituras pessimistas que fazia do blog dele nas madrugadas ouvindo black/doom metal. mas agora eu vejo que tudo isso soa muito falso, ele nõa acreditava no que escreveu, ou seja, nem tenho mais vontade de ler o blog dele, pois vi que foi tudo falso e artificial, ele não acreditou no que disse.

eu fui um desses extremitas que surgiram em 2011, ate 2010 só fazia parte de comunidades de thrash e black metal, ate que em 2011 eu comecei a me isolar socialmente, cortei contato com os pseudo amigos que tinha,e sem nada pra fazer comecei a fazer pesquisas no orkut ate que achei a REAL, sendo que eu achei a REAL atraves das feministas, na comunidade feminismo eu vi um post de abril de 2011 em que acusavam o silvio koerich por ter incentivado o massacre de realengo, aí comecei a ler os blogs masculinistas e logo conheci os sanctos, e cheguei a fazer parte das comunidades sanctas por um tempo.

o the truth tanto falava mal dos bonzinhos, mas ele no fundo sempre foi um bonzinho, talvez pela educação evangelica. eu acho que tanto o cristianismo como o esquerdismo deixa o cara bonzinho(se bem que no esquerdismo essa bondade é falsa, pois o transsexualismo pra adolescentes é jogar o direito dos homens no lixo, pior do que o genocidio que hitler fez). mas ele sempre foi um bonzinho, cristão careta, só transava se fosse casamento etc agora, eu que fazia sexo com várias mulheres antes de entrar na minha situação miserável dos ultimos dois anos, nunca idealizei mulher nenhuma, conheci a REAL e logo vi a natureza obscura delas. sempre tive uma tendencia ao pessimismo e ao niilismo.

de qualquer forma, não faz mais sentido eu ler o blog dele, que era meu preferido, agora vejo que tudo foi muito falso e artifical. mas continuo lendo nessahan alita e o silvio koerich.

Mordred Paganini disse...

Mascus não me assustam. Os mais assustadores já estão na cadeia, anyway.

Mas obrigada pela preocupação mesmo assim, Lola. ^^

Natalie disse...

Ora, ora... Isso é novidade para mim! Mascu arrependido? Achava que isso era lenda urbana. Mas pelo que estou vendo, até o pior dos piores pode mudar.

Eu estou feliz que esse moço tenha saído dessa doença que é masculinismo. Issaí cara. Vai viver a vida e deixa de ódio. Porém, não vou dizer que estou muuuito esperançosa que os demais mascus encontrem paz longe desse movimento de ódio. A maioria deles bate na mesma tecla até ela quebrar, e ainda assim eles não desistem.

E sempre é bom ressaltar para os demais: O fato de você ser um fracassado machista não é culpa das mulheres. Talvez o problema, cara "amigo", esteja com você.

Anônimo disse...

Preciso do masculinismo pq sou tão ruim em ser apreciado que tive que criar um campo de força de perseguição inexistente para justificar meu fracasso.

Explica melhor isso ai Lola, porque não entendi como uma pessoa pode ser "ruim em ser apreciada".

Agente ativo e ao mesmo tempo passivo? Deu um nó.

Anônimo disse...

Claro! Tinha que ser coisa da Mordred Pagaganini ( Feminista Indelicada)
Vc conhece The Truth ha dez anos como, se ele nem e do Rio, hem meu pudinzinho de gilo ?

Anônimo disse...

O cara é doente. Pelo menos encontrou tratamento antes dele sair exterminando mulheres, crianças, negros ...

Anônimo disse...

Lola, lembra da Raziel? Ela também supostamnte é ex mascu e vc postou guest post dela aqui toda arrependida. hoje em dia ela toca o terror nas redes sociais e é a trans mais misógina do mundo. cuidado, não acredito que mascu se recupere.

Anônimo disse...

Não vejo qual o problema que as pessoas veêm na misantropia.

Com raríssimas exceções, seres humanos não valem nada.

É mentira?

Jéssica disse...

O comentário da Sara me lembrou... Também conheci o blog da Lola através de mascus!

Quando eu era adolescente eu era bastante machista, mas com algumas noções feministas (que eu nem sabia que eram feministas). Eu estava tentando entender melhor a relação e diferenças entre mulheres e homens na sociedade, em especial porque sempre estive bem fora dos padrões de gênero para mulheres. Nisso li livros do tipo "Homens são de Marte, mulheres são de Vênus" (que hoje não quero nem doar, só jogar fora) e entrei em contato com comunidades do Orkut, os nomes eram +- esses: "Mulheres, quem as entende?" e "Homens, que os entende?". A comunidade sobre mulheres era BEM mais frequentada que a sobre homens. Eu visitava essa comunidade todo dia durante meses, no início eu achava que os frequentadores (a maioria mascus, termo que eu nem conhecia) tinham alguns pontos válidos, mas vez ou outra eu criticava argumentos que eram obviamente absurdos, as respostas as vezes eram ofensivas, mas na maioria das vezes era uma salada de palavras gigantesca, que mal abordava os meus argumentos. Com o tempo fui estranhando, ainda visitava todo dia, mas sabia que não deveria estar fazendo isso. Até que um dia fizeram um post sobre a Lola, e daí sim achei as respostas que eu procurava, no feminismo!

Camila Gois disse...

Lola, que post incrível!!
Parabéns, The Truth, você foi muito corajoso escrevendo tudo isso!! Parabéns também por ter acordado desse pesadelo!! Desejo tudo de melhor de você, muita saúde, paz, e que seja muito feliz. Conseguir se libertar de padrões de pensamentos tão doentios é muito difícil, e você conseguiu! É um vitorioso!!
Ah, Lucas Pin, isso tb vale para você, ia comentar no outro post e acabei esquecendo...

Esses dias eu estava na fila da farmácia com meu filhinho no colo e atrás de mim estavam dois rapazes, com uma aparência depressiva. Entrou pela porta uma moça, e ouvi os dois comentando que ela era "Top", e deram notas. A moça virou e eles viram que ela tinha uma tatuagem grande no braço, então disseram que ela não era mais "Top", por causa disso. Tb falaram que ela tinha cara de ser rodada e baboseiras sobre "alfas". Por essa conversa deu para perceber que eram mascus. Aquela morena linda, nunca nessa vida ia se importar com o que aqueles dois pensavam dela... não entendo qual a necessidade que eles tem de julgarem tanto... Virei para trás, para olhar a cara deles, com muita vontade de rir... mas, eles tinham uma expressão de tristeza tão grande, que senti uma pena enorme. Podemos até sentir raiva desse tipo de pessoa, mas olhando assim, pessoalmente, não tem nem como ter outro sentimento. Fiquei pensando que um dia eles já foram uma criança tão linda e pura como o meu filho...
Que triste deve ser viver com tantos sentimentos ruins...

Anônimo disse...

A ta, mesmo que esse texto fosse mesmo de quem vc diz ser (o que eu duvido muito), a queda dele não diminui todo o legado que ele deixou.
Quanto a ele ser uma "autoridade": Se o Papa se tornar ateu a igreja não vai deixar de existir, ele não pode destruir tudo simplesmente porque mudou de ideia.
Quanto as razões que o(a) verdadeiro(a) autor do texto escreveu, eis o que EU acho:

1) Concordo, o que vocês chamam de machismo é cultural. Mas foi essa cultura que nos trouxe a idade contemporânea, se não fosse o machismo colocando os homens pra cuidar da sociedade teríamos sido extintos ainda na idade da pedra.

2)É verdade, todas as pessoas são diferentes, mas quando se precisa falar de um grupo geralmente se usa generalizações e se fala em características da maioria.
Vocês também fazem isso, ainda não vi feminista falar "estupradores e estupradoras", isso não está errado já que a maioria é composta de homens.
Se vcs generalizam por causa da grande maioria, porque reclamam quando aquele que é divergente faz o mesmo?

3)Depende, realmente não faz muito sentido ficar investigando o que a pessoa fez antes de te conhecer. Mas se o cara sabe que a mulher fazia de tudo e mais um pouco, participava de surubas e gostava que mijassem na cara dela e outras coisas mais cabulosas que prefiro não escrever, é claro que ele vai ter nojo de uma pessoa assim. Ta errado?

4)O Feminismo nunca me fez mal algum e não tenho nenhum motivo pra ser contra ele. Mas tudo o que apresenta idéias contrárias as nossas é criticado, lide com isso.

5)As pessoas têm plena consciência do que fazem e do que leem, se eu ver que não está me ajudando eu simplesmente saio dali, não precisa um anônimo fazer um texto pra isso.
Nunca vi masculinismo como um movimento como é o feminismo, logo não vejo motivos pra sair espalhando por aí. Vejo mais como uma orientação, um conjunto de ideias que podem ser filtradas e aplicadas na vida, não um movimento disposto a mudar o mundo, se vc ler um livro de auto-ajuda, vai sair contando pra todo mundo? Não, né? Porque aquilo é pessoal, é algo que vc pensa a respeito e aplica na sua vida, não é pra fazer um movimento político.

L6

Anônimo disse...

Esqueci de dizer no último comentário: Está refletindo apenas a minha opinião, não a opinião de algum fórum ou grupo.

L6

D Stoffel disse...

Que bom que ele se livrou basicamente o ódio mascu é sobre a mulher qualquer coisa que ela fizer, principalmente se for em sua liberdade, a média do homem num país machista é essa por isso nós feministas generalizamos pq o machismo está nos homens e em algumas mulheres,que bom que ele gosta do feminismo, eu acho que o feminismo liberta homens e mulheres a não ficarem amarrados nos padrões e isso é bom.

Anônimo disse...

Sabe quando The Truth iria dizer que o 'feminismo e bom' Lola? Quando o Doutrinador virar socialista, o Silvio koenrich fizer uma depilação completa cavadinha e Nessanhan Alita sair com cartazes na marcha de vadias.
kkkk, que ridículo, tentem de novo.

Anônimo disse...

A única coisa que o machista faz é fiscalizar a vida sexual das mulheres, reclamar se elas fazem ou não sexo.
E fazer matérias do tipo como fazer a namorada querer sexo anal.
Eu acho que eles só não casam com homem por que machista também odeia gay na teoria...
A única solução pra eles é virarem assexuados, mas como machista é zuado por não pegar ninguém, é melhor eles se matarem logo.

-Georgia

Anônimo disse...

Homem e mulher tem comportamentos promíscuos é um equivoco querer separar, o machista nunca vai entender isso, as mulheres estão cada vez mais independentes e a tendencia é darem uma banana pro que a macharada pensa,

Fabiane Lima disse...

Desculpas? ONTEM esse cara tava assediando uma amiga. ONTEM!

Anônimo disse...

Carol

Lolinha querida,desculpa fugir do post tema do post, mas vc viu algo sobre a confusão que houve no twitter do vlogueiro Felipe Neto? Por conta de uma postagem que ele fez (segundo ele)criticando o slut shaming feito por mulheres, e a partir disso muitas "feministas" teriam respondido dizendo que ele não tem direito de opinar sobre o assunto.
A confusão resultou até em um vídeo - resposta dele, sobre:

http://www.youtube.com/watch?v=fcqysNFB2vE

Se você tiver um tempinho pra assistir ao vídeo e quem sabe opinar sobre .... :)

*primeira vez que comento, mesmo já lendo o blog há anos <33

Anônimo disse...

Gente?? Se o The Truth sumiu desde 2012 e tá se redimindo e dizendo que agora é feminista, quem é o The Truth que até hoje fica criando incontáveis perfis fakes pra mandar msgs pra diversas feministas que conheço - eu inclusa, se não tivesse bloqueado todos os fakes dele e inclusive o perfil pessoal? Eu também sei o nome real dele e a cidade onde mora, conheço gente que o conheceu pessoalmente e tudo mais. Essa história tá estranha. Ou essa carta é falsa, ou é manipulação do próprio The Truth, ou o cara que está usando o nome do The Truth pela internet não é ele mesmo. O cara que se diz o The Truth e AINDA persegue feministas se chama Danilo (não vou falar o sobrenome por hora). Confirma?

Anônimo disse...

A Mordred paganini tem uma pagina no Facebook, há mais ou menos 3 anos, em que ocorrem debates acalorados com realistas/masculinistas (dosi quais ele perde quase todos, e mesmo assim não bane os "mascus" fato que a tornou pessoa "non grata" entre as demais feministas do face)
Então me respondam: Se ela conhece The Truth há dois anos como diz, porque nunca tocou no assunto na pagina dela?

Edson disse...

Ainda há esperança no mundo!

Que esse novo cara, tenha uma vida mais feliz!

#MasculinismoSóFazMal

Anônimo disse...

Enquanto isso muitxs MRAs, inclusive mulheres, são ex-feministas desiludidxs com o rumo do movimento...

Camila disse...

PERIGO: mascus AMAM feministas. Um dos maiores gurus deles é um tal de Leonardo Ribeiro, mais conhecido como Lawlyet Wallace, que sempre fala e AFIRMA que "namora uma feminista de carteirinha, fã da Lola". Enfim, são seres totalmente recalcados, e, por serem extremamente arrogantes e alienados nunca assumem a merda que fazem, salvo raras exceções.

NOTA: Só espero Lola que o The Truth não se transforme em uma segunda Raziel.

lola aronovich disse...

Ahn, não, gente. O nome real do The Truth não é nem Danilo e muito menos o Roberto do fórum. Aliás, no fórum já falaram até que o Truth é o Nessahan, e não é mesmo. Eu sei a faculdade e o curso que ele fez, onde e tal, nome completo. E o estilo do post é totalmente The Truth.
Mas eu, por mim, não acho que o cara é um herói nem nada. Acho ótimo que ele tenha se arrependido e pedido desculpas, e concordo com a Vivian -- se ele quisesse, podia tentar fazer um trabalho positivo agora junto aos mascus (só que também não sei como, é tudo anônimo). Eu acredito sim em ex-mascu, mas a Raziel NÃO É UMA DELAS. Eu coloco o nome dela no feminino porque ao mesmo tempo que ela se arrependeu, ela começou sua transição para uma mulher trans. Mas ela nunca deixou de ser misógina. Raziel é uma péssima pessoa, uma pessoa problemática, frustrada, cheia de ódio - como todos os mascus. O guest post que publiquei dela está cheio de dúvidas minhas, dizendo que não sei se ela realmente mudou, que eu esperava que sim. Sobre o The Truth, digo a mesma coisa. Eu espero que sim. É só isso que eu posso fazer: torcer pra que ele tenha refletido sobre tudo e deixado de ser mascu.
Eu acredito que as pessoas podem se recuperar.

Laurinha (Mulher modernex) disse...

Acho que me lembro desse rapaz no orkut, em comunidades feministas, no começo assinando como A. ou algo assim. Me chamava a atenção pelos textos enooooormes e repetitivos, não sei se querendo convencer mais aos outros ou a si mesmo. Mais triste que raivoso.
É um pouco difícil acreditar que foi ele quem escreveu esse texto. Uma pessoa é capaz de mudar tanto assim? Mas de qualquer forma tomara que ele esteja bem.

Anônimo disse...

O que dizer do The Truth que mal conheço mas já considero pacas?

Minto. Considero não.

O problema do machismo digital (eu me RECUSO a usar o eufemismo de "masculinismo" para essa classe desagradável de pessoas) é comum a outras áreas igualmente problemáticas da sociedade em que pese algum fanatismo, tais como a religião. Basta uma pessoa um tanto mais eloquente, carismática, para que o gado que sem grande reflexão pensa da mesma forma comece a seguir e a reverberar essas ideias. A pessoa não tem ideia própria e vale-se de argumentos de autoridade como o pastor falou, o não sei quem falou, o Truth falou. É bem da condição cultural humana essa dependência dos valores em grupo para validar a si próprio. Então fulano escreve qualquer coisa bom bom uso do vernáculo pátrio e pronto, vira modelo a ser seguido. Lamentável é pouco.

No mais, boa sorte ao colega e que ele supere seus transtornos para alcançar uma vida feliz e plena.

Anônimo disse...

As coincidências da vida.... os mascus fazem um tópico sobre um cara que sumiu da internet há tempo, que ninguém sabe quem é ou onde anda e menos de 30 dias depois aparece uma carta do dito cujo.
E dá-lhe coincidências:
C.O.B.R.A:
The Truth era o Nesahan com outro nick;
Sei o nome completo verdadeiro de NA, a cidade, a profissão, as obras, etc...mas não falo nem sob tortura.

Mordred Paganini:
Claro, nem sob tortura vou dar dados sobre ele publicamente.

Anônimo disse...

"Lola, lembra da Raziel? Ela também supostamnte é ex mascu e vc postou guest post dela aqui toda arrependida. hoje em dia ela toca o terror nas redes sociais e é a trans mais misógina do mundo. cuidado, não acredito que mascu se recupere."

Ele só é "trans" na internet, fikadika.

Cyberia disse...

Bom, tenho que dizer que estou um pouco chocada. Acho que parte de mim já não acreditava muito que um homem tão imerso no 'mundo mascu' conseguisse se salvar... Possivelmente pq eu acompanho por alto o "masculinismo" do exterior, que consegue ser até mais tóxico que o daqui...

Bom, mas que ÓTIMO que eu estava errada. Que ótimo que ele está se recuperando, está melhor, está tomando as rédeas da vida. Desejo que a coisa só melhore para ele e, pq não (sonhar é grátis): que ele abrace o feminismo e que o feminismo o abrace! E que vivam juntos felizes para sempre :)

Anônimo disse...

Caro Anon das 15:43

A questão é que quando alguém vem com o papinho de "a humanidade não presta", eu já consigo ver um certo subtexto de "mas eu superei a humanidade, sou foda e sou diferente".

É importante se reconhecer. A humanidade não é diferente de você. Nessa parte o ódio desaparece. Aí a parte do "miso" da "misantropia" vira nulidade e você acorda pra vida.

GOAT disse...

''mas como machista é zuado por não pegar ninguém, é melhor eles se matarem logo. ''

por isso que masculinista tem que ser misantropo e não ter vida social(amizades, festas, baladas, etc), porque existe muito bullying contra caras pega-ninguem, e a solução é focar em si, ser egoísta e cagar pros outros. a maioria desses caras pegadores são a favor do feminismo e são filhos da puta que sempre vão fazer bullying com poega-ninguem, por isso eu vejo todo cara que pega mulher bonita como filho da puta e nem aceito ter amizade com esse tipo de gente.

e sobre o danilo/truth, não é o the truth, o danilo só usa o nome truth porque ele é fã do the truth, mas ambos são pessoas diferentes. alias, naõ quero atraopalhar o danilo não, nem quero que descubram quem ele é, mas ele foi forte influencia pra mim, ele tem um excelente pensamento, só parei de falar com ele pois perdi a paciencia pra redes sociais.

arthur disse...

acompanhei por um tempo o seu blog e alguns foruns "mascus", pude tirar coisas boas dos dois lugares, mas hoje percebo que(depois dessa bobeira da copa) que o melhor é não ser nem machista nem feminista, simplesmente seguir a vida e respeitar os outros, tanto os blogs mascus quanto os feministas são extremistas só conseguem ver um lado, e quando se conhece as pessoas na rua notasse que a maioria vive sem essas preocupações bobas e vivem mto bem.

Boa sorte pra quem fica, aprendi alguma coisa lendo os dois blogs, mas aprendi muito mais indo pra rua conhecendo as pessoas.

lola aronovich disse...

Mascutroll das 19:04, o que vc quer dizer? Que o Cobra (que disse a besteira de que Truth e Nessahan são a mesma pessoa, quando não moram nem no mesmo estado) inventou a expressão "não falo nem sobre tortura"? Ou que o Cobra é a Mordred?
E sobre a "coincidência" de um mês depois de um tópico num abandonado fórum mascu (despencou o número de tópicos e de visitas de vcs, né?) sobre "volta the truth", aparecer este texto... Bem, quem sabe o Truth leu o tópico de vcs e decidiu escrever por causa disso? Vai saber...

Anônimo disse...

Comovida com a sua ingenuidade Lolita. O the Truth continua na ativa, inclusive comentando no facebook.
Ual, acolhendo "ex estuprador" e agora "ex misógino". Que mãezona esse feminismo hein. Qual vai ser o próximo relato publicado? Algum texto de arrependimento do Emerson? Ou do goleiro Bruno? Se pudesse ressucitar o ted Bundy com certeza ele estaria aqui né.

abçs

Camila Gois disse...

Fiquei curiosa e fui pesquisar sobre essa tal de Raziel... fiquei CHOCADA!! Que loucura!! Eu acredito no relato do The Truth, me pareceu bem sincero... não acho que vai ser como ela, não...

lola aronovich disse...

Anon das 20:12, vcs feministas radicais não estão muito ocupadas brigando com as transfeministas?
O Truth que está no FB não é o the Truth. Como o misantropo lá em cima já disse, é um fã do The Truth. Mas o nome dele, Danilo, não bate com o nome que a Mordred me passou. Não é ele.
Não estou acolhendo ninguém, cara radfem cheia de coragem, tão corajosa que é anônima (fico pasma como vcs e mascus são parecidos na defesa do ódio e na transfobia). Mas eu escrevo bastante sobre mascus, e acho ótimo poder publicar o post de um guru mascu que se arrependeu e diz pra outros mascus largarem disso. Como já respondi em outro comentário, Truth pra mim não é um herói. Mas se ele puder influenciar outros mascus a deixarem o ódio, ótimo. Emerson e Marcelo não se arrependeram. Pelo contrário, continuam cheios de ódio, continuam me ameaçando (hoje recebi uns 6 comentários não aceitos para publicação do Marcelo, por exemplo).
Pra vcs radfems, homens -- qualquer um -- não devem escrever em blog feminista, ponto. É só isso. Sigam o que vcs acreditam, que no meu blog mando eu, obrigada. Vcs devem ter algum blog pra divulgar as ideias de vcs, não? NÃO? Sério, tudo que vcs fazem é patrulhar o feminismo alheio?
Tenho muito orgulho de não fazer parte de um feminismo segregacionista e movido à ódio. Quando vc quiser escrever um guest post se arrependendo de ter adotado o ódio como estratégia feminista, meu blog estará aqui, pronto para recebê-la.

Anônimo disse...

mais um paspalho perdido para o feminismo,esse é o homem ideal de vcs,o que aceita qualquer merda de uma mulher,trouxa sem opinião,enquanto a mesma faz mil e uma exigências de como o homem deve ser.

Raven~ disse...

Entendi pq praquela moça - esqueci o nome, desculpe '-' - ser fã de heavy metal é um problema. Com caras como vc, Maionese, tá foda o baguiooo... ¬_¬

Raven~ disse...

Maldito mascus, repito: Qual é o problema que vcs tem com mulher tatuada??? Chessus!

Sara disse...

anon 20.12hs não sei se vc é uma radfem, nem sei se vc pertence ao grupo feminista no FB, q defende ideias de q homens tem q ser excluídos do feminismo.
Até entendo esses grupos pq a misoginia esta tão entranhada na sociedade patriarcal q ainda influencia tanto o mundo, q considero justificado esse ódio de vcs aos homens, ver todos os dias a quantidade de atrocidades praticadas por homens não desperta nada de bom em ninguem (embora eu não partilhe desse ódio ok).
Só q acusar mulheres q não tem o mesmo pensamento de vcs como a Lola por ex., vai contribuir em que para o feminismo e a mudança desse padrão misógino?
Embora respeite e até entenda vcs, o q desejam??? acham mesmo q excluir metade da população da construção de um mundo mais igualitário é viável.
Estão agora mesmo atacando um cara chamado Felipe, q fez um video apoiando o feminismo, e dizendo com todas as letras q já foi um machista, mas que amadureceu e reformulou suas ideias.
Quem realmente esta ganhando com a atitude de vcs??? respondo , o machismo minhas queridas.
Já percebi q a maior parte dessas garotas que tem esse tipo de pensamento, são muito jovens, muitas são adolescentes ainda.
Sei q nessa idade é difícil organizar bem as ideias, e é um bom indício q vcs se assumam como mulheres feministas, mas custa dar o beneficio da dúvida e raciocinar q talves estejam sendo muito radicais e q suas atitudes podem prejudicar em vez de ajudar o feminismo.
Não sou contra vcs, nem sei se já não cassaram a minha carteirinha.
Mas um pouquinho de reflexão talvez ajude, mas minha esperança maior é o tempo e o amadurecimento de vcs.

Anônimo disse...

Esses mascu, são tudo um bando de narcisistas!

Se acham melhores que a humanidade toda, se acham melhores que todas as mulheres, cortam amizade com todo mundo...

Nossa, que falta eles fazem pro universo!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sério, só podem ter problemas sérios, porque se acham melhores que toda a raça humana.

Um dia vi o post de um mascu falando que não era negócio casar, porque mesmo que um deles encontrasse uma "mulher direita virgem submissa", ela um dia ia envelhecer.

Era de dar nojo o desprezo que ele tinha pelas mulheres mais velhas - e não precisa ser por idosas não, mascu que é mascu começa a meter o malho na mulher antes mesmo dos 30 - quando ela tem uns 22, 23, eles já acham "velha demais" pra começar um relacionamento.

Ou seja, é impossível agradá-los. Todo mundo - inclusive eles - envelhece, mas a mulher não pode passar pelo ciclo normal da vida.

Então continuem no "Marriage Strike" que livram a humanidade deles!!

lola aronovich disse...

Pois é, Camila, a história da Raziel é impressionante. Como eu já escrevi algumas vezes, quando ela ainda era um homem cis, R. me enviou emails e comentários durante MESES. Não respondi nenhum. Mas evidentemente era uma pessoa com sérios problemas. E, óbvio, era mascu. Ela já falava muito de hormônios e tal. Depois ela enviou um relato dos mais inacreditáveis que já recebi, dizendo que ela não só tinha deixado de ser mascu como também de ser homem. Perguntei a uma transfeminista se isso podia ser verdade, e ela confirmou que sim. Publiquei o relato como guest post, cheia de pé atrás. Algumas (poucas) leitoras se aproximaram dela e ficaram amigas. Mas elas me relataram as grandes mudanças de humor dela. Eu fiquei de cara com os ataques que ela dirigia a elas quando estava mal. E eu via claramente essas mudanças de humor nos comentários que ela deixava no blog.
Ela até comprou meu livro, acredita? Eu escrevi uma dedicatória pra ela, torcendo pra que ela realmente tivesse abandonado o masculinismo.
Mas não adiantou muito. A gota d'água pra mim foi quando eu estava viajando e o blog foi deixado aberto, sem moderação. Ela escreveu coisas horríveis, inclusive perguntando pra uma leitora se ela havia sido estuprada, se era por isso que ela tinha ficado "assim". Passei a deletar todos os comentários dela. Ela voltou a virar troll, escrevendo, por exemplo, num guest post sobre o estupro de uma moça pelo irmão, que ela, Raziel, sempre quis ter uma irmãzinha para praticar incesto. Ou seja, é nesse nível pra baixo. Voltei a falar dela aqui.
E isso que só estou contando o pouco que sei. O campo dela é no Facebook. Lá ela continua sendo um mascu de primeira.
É uma história incrível, eu sei, mas é tudo verdade. Em comparação com Raziel, esse arrependimento do The Truth é FICHINHA.

Raven~ disse...

Bom, como tenho pouca fé no ser humano, vou me abster de fazer comentários desmotivacionais.

Sónmais um: GOAT, tentei mas vc é absurdamente chato.

Aline disse...

Parabéns ao ex-masculinista. Sempre é interessante conhecer um processo de desmistificação como esse.

Não deve ter fácil, mas foi necessário. Não sinta culpa, porque isso é mais cotidiano do que vc pensa. Freud dizia que ninguém sai ileso da batalha com seus próprios demônios.

Mas sua vida pode ser mais bonita agora. Sem ilusão de força.

Carol disse...

Lola, você tá recebendo ameaças do Marcelo Otário? não dá pra você imprimir as ameaças ir na polícia ?

É preocupante! Esse cara é perigoso [eu acho].

Raven~ disse...

Então Lola, Raziel deve tá sacando o movimento pq deletou o fb dela a pouco.

Anônimo disse...

Impressionado. Um "guru" dos perdedores da real vendo coisas óbvias e vendo que fez besteira e destruiu a própria vida? Estou impressionado. Mas se todos os puxa-sacos do Silvio tiverem o mesmo destino, acho que eu vou acreditar que a humanidade pode sim ser melhor.

Se bem que eu não posso falar muito sobre esses perdedores. Afinal, cheguei a frequentar aquela famigerada comunidade do Orkut, "O lado obscuro das mulheres". No começo, parecia apenas ser homens que foram sacaneados por mulheres (que foram traídos, enganados, etc) ajudando outros homens na mesma situação. Apesar do nome ruim.

Eis que surgem os livros do Nessahan Alita. E as pessoas daquele fórum começaram a a) adorá-lo como se fossem um deus, b) destilar o seu ódio por mulheres e c) reafirmar uma visão mais conservadora e cristã do mundo. E conforme o ódio ia subindo, meu interesse por eles ia caindo.

Mas vi o "movimento da real" nascer ali. Vi o Nessahan sendo expulso daquela comunidade porque não era misógino o bastante. E claro, vi o blog do Truth nascer. Vi o Silvio Koerich abordar o masculinismo e sendo o "precursor" dele aqui no país. E posso dizer com toda a certeza de que ele é, de fato, o "pai da real".

E quando vi o monstro que foi criado é que me toquei da besteira que estava fazendo. Não quis me associar com eles. E, para ser sincero, tenho vergonha de sequer ter entrado naquela comunidade. Quanto mais de ter compartilhado os mesmos ideais que parte daquelas pessoas.

Hoje em dia eu não sou feminista. Mas tento apoiar esse movimento quando posso. E nesse meio tempo, consegui superar a decepção amorosa que me levou até os guerreiros da real. E hoje sou casado com uma mulher que admiro muito e que me ajudou muito a amadurecer como pessoa e como homem.

lola aronovich disse...

Sim, Carol, recebo várias ameaças do Marcelo. Acho que ele está carente porque tinha um chan com perdedores como ele, e o chan foi fechado. Aí ele fica me mandando mensagens, que são sempre deletadas. Algumas eu nem leio, principalmente as mais longas. Outras eu leio e, se vejo ameaça, tiro print. Eu só fiz boletim de ocorrência uma vez, em janeiro de 2012. Reuni algumas ameaças que tenho e levei pra uma delegacia. Mas é inútil, não dá em nada. Já faz um tempinho que envio as prints para um agente de polícia federal. Só quero que fique claro que, se algum dia eu sofrer um acidente, bom, não será acidente. Não com o número de ameaças que recebo. Eu me sinto bastante vulnerável, mas venho sendo ameaçada desde 2011, então... Acho que não vai acontecer nada. Não tenho medo.


Ravel, ela deletou o FB? Mas não vai durar muito. Ela vai fazer o que, se ficar longe da internet?

Sara disse...

Não sei se isso se aplica Lola, mas essas ameaças não caracterizam motivos para a aplicação da lei Maria da Penha?
Esse boletim de ocorrência não gerou nenhum processo??
O processo é gerado pelo boletim de ocorrência, não te instruíram nesse sentido na delegacia?

Anônimo disse...

http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2014/06/24/marfinenses-sao-engandos-por-brasileiras-e-reclamam-que-nao-pegam-ninguem.htm

Ué, mas o que aconteceu com os estrangeiros lindos? Por que tanta rejeição com eles? Não são os homens os racistas que desprezam a mulher negra? Hmmmm...



"Ela discordou da impressão de que holandeses e australianos são mais respeitáveis em relação às mulheres: - Os holandeses podem ser verdadeiros idiotas. Eu gosto dos brasileiros, todos foram muito legais comigo."

http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/copa-2014/noticia/2014/06/historias-de-romance-e-pegacao-durante-a-copa-em-porto-alegre-4531967.html

Ué? Mas os brasileiros não são uns ogros trogloditas, e os gringos holandeses os simpáticos, educados e evoluídos?

Tem alguma coisa de errado com o cérebro dessa holandesa, amigas?

Fernanda disse...

Pô, Lola, fotinha do Guru Nanak, grande guru Sikh, pra ilustrar esse post????

Sacanagem... :(

Não sou Sikh mas uma grandississima admiradora. E Guru Nanak é O cara!

Anônimo disse...

E ainda tem gente(tanto homens quanto mulheres) que criticam a LOLA por postar artigos como esse.

na verdade a maioria esmagadoras dos masculinistas são homens que sofreram alguma decepção amorosa e não sabem o que fazer aí começam a entrar nesse mundo.

Muitos homens não percebem que o principal fato de você perder aquela garota foi a sua insegurança no relacionamento, o medo de perder a garota faz com que você a perca

Engraçado, eu tinha uma opinião mais a favor dos masculinistas, mas lendo os post daqui do blog, comecei a pensar melhor na verdadeira realidade

Acredito que não há mais homens feministas pelo fato de que vocês carregam muito o ideal da esquerda(que para mim é um utopia)

César

Karla disse...

Eu sei que o post não é sobre isso, mas chegamos ao ponto de comparar feministas a um grupo de ódio que já motivou diversos atentados contra mulheres no Brasil e no exterior? Jura que a fogueira pública de mulheres chegou a esse ponto de má-fé? Tá passando dos limites isso.

Mordred Paganini disse...

O The Truth é da mesma cidade que eu.

Conheci em 2004, quando ingressei na faculdade de psicologia. naquele momento ele era um rapaz evangélico de 20 anos. Apesar de tímido, era um dos poucos meninos da turma (psicologia, duh) e isso acabou fazendo com que ele fosse acolhido como amigo por várias pessoas, meninas principalmente.

Estudamos juntos até 2009, ano em que concluímos nossa formação. Sim, o The Truth é do Estado do Rio de Janeiro.

Nunca toquei no assunto porque soube disto semana passada. Pra ser sincera, nem lembro de já ter visitado este blog. Sabia que ele estava mal fazia um tempo e inclusive, tenho conversado com ele a respeito. Não sabia nada acerca do motivo.

Sempre tivemos nossas diferenças, mas sempre nos respeitamos. Convivemos quase diariamente por mais de 5 anos.

Mas a entrada dele no masculinismo foi em uma época em que estávamos afastados, ambos nos formando.

Sim, a educação evangélica sempre foi um entrave na vida dele, mas gente, eu garanto a todos vocês. ELE NÃO FARIA MAL A UMA MOSCA ALEIJADA.

Com a escrita ele provavelmente "soltava seus demônios" (confesso que li muito pouco do que ele escreveu como The Truth, mas conheço a escrita dele e coincidiu.), mas juro que ele está longe de ser um criminoso, sancto ou coisa que o valha.

Na época de faculdade ele estudava muita filosofia e tomou muito apreço por Lacan (que dependendo do viés, é misógino bagaray) em especial.

Enfim,não tô sabendo dessa treta de ser "persona non grata" até mesmo porque o único troll que não expulsei foi o Fábio Mingau.

Eu não sou uma das feministas "sérias", sou apenas uma feminista zueira que gosta de zueirar. Mas claro, coisa que não sou é mentirosa.

Fabiane: como assim ele estava assediando sua amiga? Tem certeza de que é o mesmo? Vou te falar que só pode ser outra pessoa, sinceramente.

Anônimo disse...

Ai Lola, eu te adoro, mas não consigo engolir o papo desse sujeito. Acho tudo muito milagroso e louvável. Não duvido que ele possa mesmo ter mudado, quem aqui nunca teve uma parcela de machista na vida? Eu tive.

O que me deixa triste com o blablabla todo é uma suspeita; o cara é viciado em elogio, em pompas, em ser o maioral.

Decidiu escrever a carta de redenção pra voltar às alturas como feministo.
E até agora está conseguindo suprir o ego dele, tsc.

Espero muuito que eu esteja errada, mas... Gato escaldado tem medo de água fria...

watch tower disse...

E, levantando-se, foi para Lola; e, quando ainda estava longe, ela o viu, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.

E the Truth lhe disse: Mãe, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.

Mas a mãe disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés;

E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos;
Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado.

E começaram a alegrar-se.

Lucas 15:20-24

lola aronovich disse...

Karla, tá passando dos limites mesmo. Dói no meu coração quando não consigo diferenciar um comentário mascu de um radfem, porque o espírito segregacionista dos dois é tão grande. Sinal de que alguma coisa vcs estão fazendo errado, não acha? Que tal vcs realmente combaterem o machismo em vez de combaterem transfeministas e outras feministas das quais vcs discordam? (e isso vale pras transfeministas também -- essa guerra tem que acabar). E eu que sou jogada em fogueira pública o tempo todo. Eu escrevo um post defendendo homens no feminismo, e sou xingada por vcs. Publico um guest post sobre um cara de um movimento misógino que combate feministas dizendo que ele estava errado, e vcs me xingam. Não quero a aprovação de vcs, mas seria possível pelo menos não atacar? Ou atacar ideias, não pessoas? Aprender a discordar? Eu nunca citei alguma radfem pelo nome. Eu não vou às páginas de vcs no FB (que é onde vcs existem) pra xingar. Seria possível estender a mesma cortesia? Vir aqui provocar e depois se queixar que eu respondi (no meu próprio blog!)... Ridículo, viu?

lola aronovich disse...

Anon das 23:25, entendo o que vc quer dizer, mas ele não está voltando às alturas como homem feminista. Terceira vez que eu digo isso hoje: ele não é um herói. Fico feliz que ele se arrepende, torço para que esse gesto dele influencie outros mascus. E acaba aí. Não acho que ele queira aparecer como um herói feminista. Ao se expor, mesmo por trás de um avatar, ele tem muito mais a perder (ser perseguido por mascus, alguns dos quais bem perigosos, ligados a grupos de supremacistas arianos, por exemplo) que a ganhar (receber uns 2 ou 3 "parabéns" de alguma leitora do seu relato). Também espero que a Mordred não seja perseguida!


E aí, Watch Tower, vc é mascu ou radfem? Suspeito que é radfem, mas incrível como às vezes é difícil decidir.

Sara disse...

watch tower vc esta lendo despertai e sentinela demais, dá um tempo irmão....

Karla disse...

Vocês quem, Lola? Como você adivinhou que eu me reivindico feminista radical? Como você adivinhou que eu saio por aí falando mal de você e te agredindo? Estou sinceramente curiosa. Da mesma forma, como você adivinhou que uma crítica ao espaço dado a agressores confessos de mulheres é uma crítica de feminista radical? Pra quem acusa todo um grupo de mulheres de realizar ataques pessoais, você tá levando isso muito pro pessoal.

É claro que vc sabe, mas são muitas as feministas críticas ao espaço dado a homens (não agressores confessos, que fique bem claro, estou falando de militantes) no feminismo. E esta é uma discussão bastante importante que ocorre em vários espaços, entre várias feministas que sequer reivindicam uma corrente teórica do feminismo. Mas ao invés de falar disso vamos sugerir que feministas radicais são odiadoras de homens, esse ataque recorrente, ultrapassado e misógino.


Também me dói o coração ver que estão reproduzindo má-fé nesse nível contra outras feministas. Reduzir toda a produção do feminismo radical a transfobia e ataques pessoais não passa de backlash e má-fé. É isso.

Caroles disse...

Lola, não quero ser chata, mas esse The Truth manda mensagem pra várias feministas fazendo ameaças, e usa vários fakes pra isso também. Sei lá, talvez ele tenha se arrependido, mas não sei quando foi, porque hoje mesmo vi umas gurias falando que receberam mensagem dele falando coisas tipo: o feminismo deve tudo aos homens, pq se nós não tivéssemos oprimido vocês, o feminismo nem existiria. hahaha Enfim... tomara que seja verdade mas sei lá.
E a Raziel é muito doida, continua por aí chamando mulheres de depósitos de porra.

Mordred Paganini disse...

Hi, Lola, os mascus fazem concurso pra aparecer nos meus prints. Vou sofrer nada não, eles me amam.

(e aparentemente sou persona non grata para outras feministas do facebook. Deveriam ter me avisado, hein! Vacilo. xD)

Mordred Paganini disse...

Caroles: Não é o mesmo cara. Como eu disse insistentemente, eu conheço ele pessoalmente, ela é da mesma cidade que eu.
Não tem como serem a mesma pessoa. Como eu disse, ele não faria mal a uma mosca aleijada.

Este que você falou é o copycat, o tal do Danilo. Eles não são a mesma pessoa.

lola aronovich disse...

Então, Caroles, mas é outro The Truth. É um fã do The Truth original que ficou com o nome. Tanto que, se vc procurar na internet, o site dele ainda existe -- mas não é dele, é de um mascu fã. Vc não acha estranho que seja o mesmo cara trollando feministas e escrevesse um relato dizendo-se arrependido, falando pros mascus pararem de ser mascus, e afirmando que o feminismo é bom? Isso que dá usar avatar na internet. Outras pessoas vão adotar aquele avatar também. Já a Raziel é ela mesma, não muda nunca... Ela tá mais pra mascu sancto que pra mascu da real.


Karla, nem sei quem vc é. Tô falando mais do comentário acima. Infelizmente, o feminismo radical aqui na internet está sim se reduzindo a transfobia e ataques pessoais. Que tal mudar isso? Pra começar, parando de atacar?

Anônimo disse...

Lola, este post foi excelente para aquela ajuda que lhe pedi por email há alguns dias. Obrigado!

Anônimo disse...

Gente! Na verdade a Mordred é e sempre foi o The Truth! como ninguém percebeu ainda?? Ela é o Nessahan Alita também, o marcelo, o sílvio, o danilo e.. pasmem! é o pessimista sacal que fica enchendo as paciência com esse blablablá de misantropia, macho zeta, me excluir do convívio social... uhauhauah eu já DECOREI o discurso do cara, quando vejo que é ele pulo o coment, porque é sempre a mesma bosta repetida até a exaustão!!!!!!!!!!!!


aiaia, muita teoria da conspiração hoje. Mas prefiro ser otimista e pensar: que legal, um mascu a menos...

Anônimo disse...

Muitos homens não percebem que o principal fato de você perder aquela garota foi a sua insegurança no relacionamento, o medo de perder a garota faz com que você a perca



kkkkkk essa foi boa,como sempre a culpa é SÓ e SEMPRE do homem.
minha ex me deu um pé na bunda depois me trair,a culpa é minha? obriguei ela ficar com outro?
ou ela é mais um fdp que nem respeito tinha por mim,para me dar o fora antes de ficar me sacaneando?

lola aronovich disse...

Exato, Mordred. Esse The Truth é o Danilo, e a gente sabe que o nome do The Truth original não é Danilo (nem Roberto. Nem Nessahan. Nem Silvio Koerich). Agora que vcs falaram, lembrei vagamente de um The Truth que sempre atacava algumas feministas em asks e formsprings. Mas não é o mesmo Truth. Não tem nada a ver, o estilo é completamente diferente, o nome é diferente, enfim.


E sobre vc ser persona non gratta, Mordred, eu também não sabia. Mas tem vezes que só não fazer parte de uma panelinha específica te põe na fogueira. Sei lá. Só sei o seguinte: mascus são inimigos declarados de feministas. De todas as feministas, não importa a corrente. Aliás, são inimigos de todas as mulheres também, porque pra eles todas são vadias, imprestáveis, interesseiras, etc. Aí surge um mascu dos mais importantes (não pra mim, mas pros mascus) dizendo: o que vcs estão fazendo, mascus, é uma droga. Pras feministas, o Truth só pede desculpas. O resto do post é pros mascus, que frequentam muito este bloguinho aqui. E aí tem um monte de feminista achando que eu não deveria publicar. Vão pautar outro blog, gente.

Natalie disse...

watch tower:
Amém, irmão.

Anônimo disse...

"E sobre a "coincidência" de um mês depois de um tópico num abandonado fórum mascu (despencou o número de tópicos e de visitas de vcs, né?) sobre "volta the truth", aparecer este texto... Bem, quem sabe o Truth leu o tópico de vcs e decidiu escrever por causa disso? Vai saber..."

Lolinha, se VOCÊ LEU O POST, capaz que ele não ia ler né? ;)

Anônimo disse...

legal, agora só falta vc provar que isso é verdadeiro. Postar algo sobre alguém que desapareceu da internet é fácil, qualquer um faz.
Se ele realmente disse isso, tudo bem sem problemas, todo ser humano pode mudar e criar novas opiniões, mas o problemas deste seu post, é que simplesmente vc em momento algum duvidou da veracidade do suposto e-mail que recebeu.Porque será?

Anônimo disse...

A única parte em que acreditei nesse laralá todo foi a dele estar com medo de ser tido como um dos extremistas, já que parte desse povo foi parar na cadeia. Só isso. De resto, não me convenceu.

Anônimo disse...

"Não tem como serem a mesma pessoa. Como eu disse, ele não faria mal a uma mosca aleijada."

Segura essa inocência aí pherinha... a boca (dele) fala do que o coração está cheio.

Anônimo disse...

Fico muito feliz que ele tenha amadurecido! Tomara que se cure de vez da depressão (se já não se curou) e que, se ainda quiser, encontre um grande amor!

Marcela Cavalheiro disse...

É.

Paulo Vitor Lima Bonifácio disse...

Vamos por partes: primeiro nem todo masculinista é frustrado com as mulheres, quando alguém diz que toda feminista é frustrada com os homens, vocês feministas reclamam, então não deveriam fazer o mesmo. Segundo, o feminismo não está acima do bem e do mal, então ninguém é obrigado a aderir ao feminismo, eu particularmente me considero antifeminista por quê sou contra o aborto, nenhum ser umano tem o direito de matar outro, não importa que esse outro seja apenas um feto, é um ser humano e deve ter seu direito a vida respeitado, tam bém sou contra o fato de aparentemente as feministas quererem dar liberdade as mulheres, mas ao mesmo tempo tirar a liberdade dos homens, liberdade é um dom inerente a todos os seres humanos, homens e mulheres. E tam bém devido ao ódio que as feministas possuem contra a Igreja Católica, a minha Igreja, a Igreja que construiu a civilação ocidental. Quanto ao masculinismo, eu concordo com algumas coisas que eles defendem e discordo de outras, não acho que eles sejam os salvadores do mundo, mas tam bém não acho que eles sejam esses monstros que você fala, Lola.

Anônimo disse...

Cara Raven, tatuagem e carimbo de puta.

Sara disse...

Tantas mulheres são assassinadas ao pedirem o fim do relacionamento ANON 00,20hs, q talves o medo dela de ficar com outro tenha sido menor q este, já pensou nisso.
Talvez vc não tenha obrigado ela a ficar com outro, mas tenha sido possessivo o suficiente para q ela não tivesse a coragem de te largar antes.
Um estudo de 1333 assassinatos de parceiras no Canadá mostra que mulheres separadas têm de cinco a sete vezes mais possibilidades de serem assassinadas por parceiros do que mulheres que ainda estão vivendo com os maridos.
Portanto querido se vc é um machista possessivo, não merece nenhum respeito de sua parceira mesmo.

Anônimo disse...

The Truth foi, e ainda e uma referência importante para muitos masculunistas brasileiros. Tem muitos seguidores seus textos.
Entre os mais conhecidos, o Barão Kageyama, do Canal do Búfalo, e o Éber Empalador, do Detonando a Matrix. Como será que eles vão reagir a este post Lola?

Anônimo disse...

IMPOSSÍVEL!!! The truth jamais escreveria algo do tipo, o que eu acredito é sobre generalizações, ele realmente possa ter recuado. Quem escreveu isso pra você foi um impostor (curioso que tal arrependimento dele, venho depois de um tópico de alguém pedindo a volta do mesmo). Lola seja mais leal a verdade ou questione suas fontes.

Anônimo disse...

O texto mais marcante para mum de The Truth, foi " O homem comum vive na depressão"
Talvez isto explique muito da fãs se atual em que ele se encontra.

Anônimo disse...

SAUDAÇÕES, SERA. LOLA ARONOVICH. MEU NOME É EMMANUEL CORTÊS, FALOU DE MAPUTO-MOÇAMBIQUE.SÓ QUERIA DIZER QUE ENVIEI UM E-MAIL PARA SI, SOLICITANDO UMA ENTREVISTA VIRTUAL (A SER PUBLICADA NUM JORNAL MOÇAMBICANO).
SOU ESTUDANTE DE SOCIOLOGIA,24 ANOS, LEITOR DE NESSAHAN ALITA, E QUERIA OUVIR SUAS OPINIÕES ACERCA DOS MOVIMENTOS MASCULINISTAS-FEMINISTAS, GÉNERO, NESSAHAN ALITA, MASSACRE DE REALENGO, ETC.

VISITE SUA CAIXA DE MENSAGEM. AGUARDO SUA CONFIRMAÇÃO ATRAVÉS DO E-MAIL


EMMANUEL DE OLIVEIRA CORTÊS

Anônimo disse...

"A verdade vai te libertar, mas antes
vai te deixar furiosa". Frase de um dos
ícones feministas que às vezes é
plagiada por mascus."

Não entendi.

Anônimo disse...

Caro Anon das 15:43

A questão é que quando alguém vem com o papinho de "a humanidade não presta", eu já consigo ver um certo subtexto de "mas eu superei a humanidade, sou foda e sou diferente".

É importante se reconhecer. A humanidade não é diferente de você. Nessa parte o ódio desaparece. Aí a parte do "miso" da "misantropia" vira nulidade e você acorda pra vida.


Fale por você mesmo!

A humanidade não é diferente de você talvez.

Quanto a mim, eu consigo enxergar isso bem e por ter consciência disso consigo não ser contaminado pelo resto da "massa de manobra".

Se vc tem orgulho de ser humano, bom para você.

Eu só não vejo do que se orgulhar.

Larissa Petra disse...

Gente esse barraco acontecendo e eu na rua fazendo compras..hauahuahau
Só consegui ler o post hoje e olha, não o vejo como herói nem nada, mas como disse sou dessas bobas otimistas que acredita em redenção, lendo o post vejo que o The truth é uma pessoa ainda super problemática, mas que está tentando mudar, e o feminismo não pode desistir assim das pessoas, afinal no masculinismo ele achava que tinha se encontrado, viu que não, se o feminismo que é um movimento de inclusão o excluir seria horrível para ele, claro que ele pode estar mentindo, ser um novo Raziel, pode ser, mas se for é a vida e a consciência dele que está em jogo não a nossa, a gente dá a mão, agora quem decide se vai segurar ou não é ele.
Sobre o próprio, percebo uma pessoa confusa e problemática, não q isso seja um "defeito", mas aumentou o ódio que ele tem pelas pessoas, então se ele no começo de sua redenção cometer erros, temos que ser pacientes e explicar, não adianta vir com 10 pedras em cada mão, senão ele vai se sentir abandonado de novo, e os blogs mascus se aproveitam justamente disso, ele me parece uma pessoa muito frágil, pq decepção amorosa todos já tivemos ou vamos ter um dia, agora como a gente lida com isso que muda, e ele no ódio encontrou "justiça", hoje ele pelo menos consegue ver que tudo que ele conseguiu foi acabar com a própria vida.
Mas, ainda não estou 100%, achando que ele agora é super feminista e fofinho, o negócio ele que pelo menos de minha parte, ele tem um voto de confiança.

Anônimo disse...

Detesto ser a pessoa a quebrar o clima otimista mas acho que preciso lembrá-las que dezenas de feministas recebem mensagens e ameaças deste cara no facebook DIARIAMENTE, através dos vários perfis que ele usa. Eu mesma cheguei a cancelar minha conta porque não aguentava mais. E, não, essas mensagens e ameaças e perseguições não pararam.

Larissa Petra disse...

E sobre o movimento masculinista em si...
Cara me parece um bando de recalcado com as pessoas que sabem viver.
Parecem meninos, que acreditaram no discurso machista que por terem pênis e cromossomos XY, merecem tudo, uma mulher loira e peituda, um carrão, mansão...aí eles veem que não é bem assim que a banda toca, que ninguém merece nada, que as mulheres são diferentes, se ele quiser se relacionar terá que ser uma pessoa minimamente interessante, aí ficam com raiva.
OU meninos que sofreram decepções amorosas, e não sabem lidar com isso, e "se vingam" na internet de todas as mulheres do mundo.
Meninos que se acham até bonitinhos e não entendem pq não pegam ninguém (ou até conseguem alguém, mas essa não é a loira peituda) então se acham injustiçados...
em todos os casos, são homens problemáticos, que acham que o ódio é a solução.
Tipo o GOAT, cara vc vê nitidamente que ele tem é raiva das pessoas que vivem a vida, ele diz que um homem que pega uma mulher bonita não merece respeito e mimimimi....pq na cabeça dele ele nunca vai pegar essa mulher, então ele tem raivinha do cara, ele diz que se esconde, mas ele é doido para sair, se divertir e ter uma namorada, mas esse mala nunca vai ter ninguém sendo um mascuzão, diz que homens que praticam bullying são feministas (?), tipo não cara, mas ele tem ódio da vida, como expressar esse ódio ? Simples tendo um alvo, e para ele são as mulheres e os "alfas" (seja lá oq isso for...) aí na cabeça doente dele e dos outros mascus ele está vingado e a existência deles ganha um sentido...
SEi lá pelo menos é essa impressão que eu tenho.





Anônimo disse...

Muito bom saber que as pessoas podem encontrar o equilíbrio e a racionalidade, mesmo quando estão com os dois pés no dogmatismo.

Por outro lado, é bom demais para ser verdade e fico me perguntando se o texto é real. Afinal, sem nome do autor, pode ter sido escrito por qualquer um.

Anônimo disse...

A Sara é dessas que acha que mulheres são incapazes de desvios de conduta e mau-caratismo somente pelo fato de serem mulheres e ainda coloca um monte de verdades não ditas sobre o relacionamento alheio só pra defender a ideologia patologizante dela.

Cão do Mato disse...

O verdadeiro The Truth poderia postar um comentário aqui. Ajudaria bastante com relação às dúvidas sobre ele. Outra coisa: acho uma contradição vocês criticarem os caras que acham que homem que é homem tem que "pegar geral". Aí, quando querem ofender alguém, dizem que ele não pega ninguém...Vai entender...

Anônimo disse...

Pois é Lola... tu mesma vive reclamando dos mascus que usam avatares, ou das comentaristas anônimas que discordam de ti mas não assinam o próprio nome... e quer que a gente acredite no relato de um mascu arrependido que não assina...

esse post não tem valor... desculpe...

GOAT disse...

''Detesto ser a pessoa a quebrar o clima otimista mas acho que preciso lembrá-las que dezenas de feministas recebem mensagens e ameaças deste cara no facebook DIARIAMENTE, através dos vários perfis que ele usa. Eu mesma cheguei a cancelar minha conta porque não aguentava mais. E, não, essas mensagens e ameaças e perseguições não pararam.''

eu sei de quem voce ta falando, não é o the truth, como ja falei aqui no blog. não sabia que esse cara que voce ta falando, agia dessa forma, ele parecia bastante frio e indiferente a questões mundanas, tanto que a frieza dele e indiferença em relação ao mundo, me influenciou bastante, mas todo mundo tem algum lado obscuro. de qualquer forma, vou parar de falar sobre esse assunto.

quanto ao the truth verdadeiro, me decepcionei completamente com ele, pois eu realmente achava que ele tinha o melhor blog, mas eu vi uma fraqueza no blog dele, ele nunca apontava soluções pros problemas de carencia emocional por mulheres, coisa que nessahan alita foi mais completo pois nessahan alita apontou o desapego como solução. eu sou desapego, mas sinto ódio pelas pessoas porque a vida inteira sempre fui vítima de violencia por parte de machos alfas, entao se eu não sentir ódio, eu me cago de medo, e eu estou a dois anos com uma treta com um cara que mora aqui perto, quando saio na rua, saio com armas brancas e cheio de ódio mesmo, pra me defender, a culpa nõa é minha, é o cara que é bulier porradeiro e fica me ameaçando, entao nao adianta me acharem um monstro por eu portar facas comigo.

Sara disse...

anon 10.09hs não entendo porque de vc ter chegado a essa conclusão, mas se foi por meu último comentário, só tenho a dizer q realmente em uma situação dessas (q alias é muito comum) o homem possessivo e violento
não tem q desejar nenhum respeito de nenhum tipo ok.
Basta apenas q vc se coloque na situação de uma mulher passando por esse tipo de situação (mas esperar EMPATIA de mascu, é pura perda de tempo).

Anônimo disse...

O movimento masculinista atrai sim muitos garotos baixa estima, e recalque referente a foras femininos. Ms com o passar do tempo, lhes mostramos que isto e bobagem, que o foco deve ser em si mesmos, em seu desenvolvimento pessoal.
O desapego amoroso e pregado sim, como forma de cura ao chamado "amor romântico" que não passa de um mito.
Mulheres não tem este problema, por terem a psique, naturalmente incapaz de paixão por homens, por fetiches sim, pelo homem em si, não.

Anônimo disse...

Kkkkk sara n vou levar seu comentário a sério,já que pra vc,todos os homens são possessivos e assassinos.
Já tem 3 meses que ela me deu o fora e ainda está bem viva.
Eu tenho defeitos e qualidades,assim como ela.
A culpa da traição é de quem trai,n estva satisfeita,era só terminar comigo.
Mau caratismo mesmo,quem n merece respeito é ela.

Mordred Paganini disse...

Mesmo que meu amigo venha aqui esclarecer, ainda vão duvidar.
Se digamos, aparecer aqui um João das Neves dizendo ser o The Truth vocês vão acreditar? Juram mesmo?

Eu simplesmente fiz um favor para um amigo que estava sendo corroído pela culpa. Eu me dispus a fazer a ponte. E a Lola não tinha motivos pra desconfiar justamente por que eu encaminhei pra ela o email do exato jeito que eu recebi, com o email dele.

Uma simples busca no Google serviria a ela de prova que eu realmente estudei com ele. Não é muito difícil descobrir essas coisas. Se não me engano, até hoje minha nota do vestibular está na internet.

Mordred Paganini disse...

E sim, ele se dispôs a explicar as coisas para os incrédulos, mas eu aconselhei a deixar pra lá. Nem mesmo se ele revelasse o nome verdadeiro vocês acreditariam. De que serviria então.

André disse...

The Truth, Barão Kageyama, Éber Empalador ... oh fase dura a aborrecência.

Anônimo disse...

O verdadeiro The Truth jamais ameaçaria ninguém. Quem conhece seus textos no questionando o feminino, sabe que ele pregava o desamor e desapego masculino, como resposta ao natural desamor e desapego feminino para com homens comuns, que não correspondem aos fetiches delas(ele dizia que o homem comum era insuportável para as mulheres)
Mas também pregava a não violência contra as mulheres, mas sim o desapego.

Amiga disse...

Essa pessoa, The Truth, não se arrependeu Lola.
Julgo até que o que ele quer é palco na vida, se aparecer, atenção.
O mesmo sujeito que se diz arrependido e que, ingenuamente, vc abriu espaço do seu blog, ainda (sim, até semana passada) persegue feministas.
Manda mensagem por DM e fica fomentando debate para mostrar o como o feminismo da pessoa que ele persegue está errado.
Se isso não é insanidade, Lola, não sei mais o que é.
Bjs.

Camila Gois disse...

Lola, muito obrigada pela resposta!! Como estou de férias, li quase todos os seus post! Que loucura tudo que já aconteceu por aqui... e quanta gente doida...rs. Eu tb quero seu livro!! Ainda tem? Se tiver, a noite te mando um email.
Abraço

GOAT disse...

''Eu simplesmente fiz um favor para um amigo que estava sendo corroído pela culpa''

tenho certeza que o fato dele ter estudado psicologia só prejudicou a mente dele. o sentimento de auto-culpa é muito utilizado na psicologia. eu li o manifesto de um ativista anti-civilização com psedonimo de unabomber, que explicou perfeitamente o mal que é a psicologia. ele diz que a psicologia é esquerdista, e que a base da psicologia(assim como a sociologia) é a sobressocialização. e o cara sobressocializado, entra em contato com pessoas que o humilha e o faz se sentir culpado. vivi muito essa realidade quando tive vida social, as pessaos realmente queriam eu fazer me sentir culpado, inclusive sociopatas viviam fazendo bullying comigo o tempo todo e querendo me rebaixar, e a maioria apoiava isso. mas eu fui mais forte, e virei misantropo e comecei a me isolar socialmente.

o the truth sofreu uma verdadeira lavagem cerebral da psicologia esquerdista a qual ele estudou, por isso ele tem esse sentimento de auto-culpa muito grande. agora eu percebo que o pensamento dele nunca foi completo, embora eu admire bastante o que ele escrevia no blog dele.

Sara disse...

Por todos os textos q eu lia do The Truth, realmente nunca vi em nenhum q ele pregasse a violência, mas em vários vi ele mostrando empatia pelos homens q a cometiam, embora os chamasse de fracos, justificava essa violência em nome desse SUPOSTO desamor por parte das mulheres, nunca vi nos textos dele empatia alguma com as mulheres vitimas dessa violência, mesmo porque a figura da mulher, principalmente nos últimos textos, era extremamente demonizada naquele blog.
Haaa anon risonho das 10.52hs vc pode ter feito a GENTILEZA de não MATAR sua companheira, mas há tantos outros homens q o fazem q gato escaldado tem medo até de agua fria.
Alguns psicólogos aconselham até um ANO de precaução para mulheres q tenham pedido separação, ainda q seus maridos nunca tenham feito ameaças, acredita????
Haaa e os primeiros meses são os mais perigosos.

GOAT disse...

''Alguns psicólogos aconselham até um ANO de precaução para mulheres q tenham pedido separação, ainda q seus maridos nunca tenham feito ameaças, acredita????
Haaa e os primeiros meses são os mais perigosos.''

eu não entendo porque tanta feminista como lola entre outras, que são marxistas, apoiam o desarmamento da população civil, pra depois ficarem reclamando da violencia contra a mulher. se todo mundo pudesse ter o direito a arma, as mulheres teriam o direito de se defender.

Mordred Paganini disse...

Caralho, mulher! Quantas vezes vou ter que dizer que não é a mesma pessoa. Que saco! Custa ler a porcaria da discussão ou os olhos caem?

Autor (verdadeiro) de Questionando o Feminino disse...

Eu sou o autor do blog deletado Questionando o Feminino e não escrevo em qualquer blog na internet desde 15 de janeiro de 2012. Além disso eu nunca continuei qualquer outro blog na internet em qualquer outro lugar. Eu realmente parei de escrever sobre o tema. O relato é verdadeiro. Eu precisava dar uma resposta forte a tudo o que estava acontecendo comigo e estava adoecendo por causa da culpa. Se o meu relato fosse mais ou menos, poderiam dizer que eu não fui decisivo. Eu precisava realmente escrever algo forte contra tudo o que escrevi na época do blog para acabar com as especulações negativas sobre mim.

Obviamente, meus dados não foram divulgados porque eu sou da área da saúde e não sei até que ponto isto poderia prejudicar a minha vida pessoal e profissional. Não dá para saber se as pessoas são bem intencionadas ou não e o que elas vão fazer com os meus dados. Não poderia arriscar o meu futuro profissional por causa de um blog que eu já apaguei e já me arrependi de tê-lo escrito.

Eu estou em fase de recuperação e estou fazendo tratamento psicológico e psiquiátrico. Ser hostilizado injustamente poderia prejudicar a minha recuperação, visto que eu adoeci profundamente desde que começaram a me associar a extremistas. Eu nunca fui extremista e escrevi isto aqui para acabar de vez com essa associação.

Imagina você trabalhar num hospital e as algumas pessoas pensarem mal de você por causa de erros que você já se arrependeu e nunca mais cometerá? Eu não quero sofrer com a culpa pelo resto da vida por causa de coisas que eu já me arrependi, por isto eu vim aqui humildemente para dizer que eu realmente estou arrependido e mudei. Eu não estou escondendo nada, se a Lola solicitar, eu forneço todos os meus dados unicamente a ela, pois ela me ajudou e sou eternamente grato a ela. Isto prova que ela tem um excelente caráter, porque sabe ajudar quem muda e se arrepende de verdade.

Eu fico realmente triste e chateado em saber que há um perfil fake se passando por mim e fazendo ameaças às feministas. Quem me conhece sabe que eu jamais faria isto e nunca fiz isto na época que eu estava na ativa. Esta pessoa ou esse fake está me prejudicando e atrapalhando o meu processo de recuperação. Parece que alguém não quer que eu melhore, porque esse fake realmente prejudica o meu processo de recuperação emocional, quando faz essas coisas todas. Eu tenho vivido os piores dias da minha vida desde 2012 e sofrido intensamente com a culpa. Eu queria realmente melhorar e pedir perdão é uma forma de aliviar o peso que ficou na minha consciência.

Minha preocupação é que muitas pessoas que não sabem dos fatos podem ficar com raiva de uma pessoa que parou de escrever sobre masculinismo e afins desde de janeiro de 2012. Por isto eu digo a todas as mulheres que estão se sentindo ameaçadas. Não sou eu que está fazendo isso, é obviamente alguém que quer me prejudicar e criar um clima de confusão que já acabou. Alguém necessita criar uma intriga, uma confusão que não existe para ter o que fazer.

Infelizmente existem pessoas no mundo que ainda não amadureceram e ainda querem prejudicar quem mudou e quem aprendeu lições positivas de vida.

Eu estou disposto a ajudar e farei tudo o que necessário para acabar com a imagem negativa que ficou de mim. Portanto, jamais irei prejudicar diretamente qualquer mulher por qualquer motivo. Alguém obviamente está usando o meu perfil para se esconder e praticar ações que eu jamais praticaria, porque isto é uma forma de disfarçar a origem de quem faz isto, além de culpar outra pessoa inocente.

Meus pedidos de perdão são verdadeiros. Eu realmente estou arrependido. E falo para todas as mulheres que comentaram aqui. Eu realmente lamento tudo isso, só que eu não posso voltar no tempo, senão eu voltaria. Se eu pudesse voltar no tempo eu jamais teria escrito o blog. Eu desejo a felicidade de todas vocês mulheres. Eu quero realmente que vocês sejam bem sucedidas e realizadas em todas as áreas da vida de vocês e desejo realmente um mundo mais cordial, com mais respeito e solidariedade.

GOAT disse...

''Caralho, mulher! Quantas vezes vou ter que dizer que não é a mesma pessoa. Que saco! Custa ler a porcaria da discussão ou os olhos caem?''

entenda a estrategia dessa mulher anonima. ela só quer ferrar o cara por tras do perfil fake ''truth'' que não é the truth. entao ela ta fazendo isso pra tentar ferrar a vida do cara, chamar a atenção pra ele etc entao não leve a sério o que ela ta falando, ela vai sempre continuar repetindo as mesmas asneiras, ignorem ela, é melhor.

Anônimo disse...

Ué Mordred, não entendo porque aconselhou seu amigo a não vir aqui dar explicações, sendo que ele tem vontade de fazer isto...
Eu tenho certeza que todos acreditariam se ele desse o nome...

Essa histária está ficando muito estranha... Lolinha, acho que a mordred te passou a perna e escreveu esse email... Ora, qualquer um que lê muito do que outra pessoa escreve percebe seu estilo e pode reproduzi-lo, certo? Isso é óbvio e ululante...

Anônimo disse...

Não importa o que digam. The Truth mestre, muito obrigado.

Anônimo disse...

Eu não sou mascu, leio algumas coisas da real e compartilho com algumas delas, realmente alguns mascus acabam virando extremistas isso é fato, mas isso o feminismo também faz. Assim como os mascus colocam seus problemas no lugares errados, as feministas também o fazem, eu tive uma amiga que começou a me tratar mal depois que começou a ler seu blog, e se envolveu com o feminismo, depois de um tempo ela ficou depressiva, e começou a levar um tratamento. Bem Lola, eu não te culpo pela situação dela, você tem o direito de falar. Mas no final ela me pediu desculpas, deixou tudo o relacionado com o feminismo. Mas ela não é a mesma de antes, eu a vejo vazia. Enfim, só mais uma. Tchau

Anônimo disse...

O "outro The Truth" se chama Danilo M. e vive em Vitória. Ele tem usado o nome The Truth há meses, talvez anos (não tenho como saber pois deve fazer mais ou menos 1 ano e pouco que ele entrou em contato comigo). Já conversei com ele várias vezes e o estilo dele escrever é o mesmo dos textos que costumava escrever e publicar na internet. É sempre a mesma coisa e é muito reconhecível. E é diferente da forma como esse The Truth do post escreve.
Enviamos uma mensagem a ele (Danilo) perguntando "se você é o The Truth, então quem é esse?" e linkamos esse post. Ele desativou o perfil.
Tá estranha essa história toda.

GOAT disse...

''O "outro The Truth" se chama Danilo M. e vive em Vitória. Ele tem usado o nome The Truth há meses, talvez anos (não tenho como saber pois deve fazer mais ou menos 1 ano e pouco que ele entrou em contato comigo). Já conversei com ele várias vezes e o estilo dele escrever é o mesmo dos textos que costumava escrever e publicar na internet. É sempre a mesma coisa e é muito reconhecível. E é diferente da forma como esse The Truth do post escreve.
Enviamos uma mensagem a ele (Danilo) perguntando "se você é o The Truth, então quem é esse?" e linkamos esse post. Ele desativou o perfil.
Tá estranha essa história toda.''

eu acompanho o masculinismo no orkut e internet em geral desde 2011, parei de fazer isso agora esse ano, porque fizeram tanto bullying comigo na internet, ameaças de morte etc que tive que largar as redes sociais. mas por ter acompanhado tudo, eu sei tudo sobre isso, o the truth não é o danilo, o danilo lia o blog do the truth desde 2011, e foi influenciado pelo mesmo. eu nunca falei com the truth mas passei meses falando com o danilo, e naõ pensem que sou amigo dele, pois o próprio não acredita em amizade, a conversa era puramente intelectual, sobre pessimismo, misantropia, etc só troca de informação intelectual, ele mesmo talvez não vá com minha cara e nunca foi mesmo, e eu compreendi aquilo como apenas conversas intelectuais e nõa passa disso.

a pessoa aí só quer acusar o danilo de ser o the truth pra ferrar o danilo, entao como falei. ignorem essa pessoa.

Sara disse...

The Truth pelo seu texto acredito q é vc mesmo cara, ninguem repete tanto rrsss, não leve a brincadeira a mal.
Vc parece ser muito inteligente, suas analises não eram ruins a princípio, pena q seguiu o caminho q todos sabemos, mas tudo pode recomeçar, pq não vc??
Como a Lola tb acredito nas pessoas, mesmo q muitas nos tirem até a fé na humanidade, mas esse não é o seu caso.
Muito boa sorte, foco na sua recuperação e bola pra frente q atráz vem gente....

Anônimo disse...

Paulo, a frustração amorosa combina infinitamente mais e só com o masculinismo. Quem me dera se o feminismo fosse "mimimi meu namoro não deu certo". Feminismo é para estancar o sangue, cara, que está escorrendo há anos. Ao mesmo tempo em que digo isso, percebo que não é possível esperar um comentário/debate sério de uma pessoa que afirma, mostrando um desconhecimento absurdo de história e antropologia básicas, BÁSICAS, bá-si-cas "a minha Igreja, a Igreja que construiu a civilação ocidental.".

Anônimo disse...

"Muitos homens não percebem que o principal fato de você perder aquela garota foi a sua insegurança no relacionamento, o medo de perder a garota faz com que você a perca"

Eu não concordo com isso não. Fui a anônima (sou mulher) que escreveu lá em cima: gente canalha, egoista, sem escrupulos, existe em ambos os sexos.

E eu acho sacanagem sim trair, mentir, enganar, seja homem, seja mulher.

O que mascu não entende é que tá lotado de homem que faz o mesmo ou ainda pior.

O que eu acho que é uma reação decente é realmente sair fora, melhorar a sua auto estima, se tratar e achar uma pessoa legal pra você, porque acredite, ainda tem. Muitas. Eu me considero uma delas.

O que rola e que o "The Truth" até mesmo colocou na postagem dele aqui foi que tem muito mascu - e homem que nem é mascu - que simplesmente rejeita pra relacionamento uma mulher pq ela não é exatamente uma panicat.

Ela pode ser legal, medianamente bonita, fiel, gostar dele, fazer tudo pra vê-lo feliz, mas sabe, ela não é uma panicat. E isso porque os mascus condenam a sexualidade das panicats.

Eles querem panicats virgens e castas kkkkkkkkkkkkkk!!

E com menos de 23 anos, se tiver mais não vale. Depois dos 25 é tudo "balzaca" - nem precisa chegar aos 30.

Ou seja, o problema é que não se contentam com justamente as mulheres que eles taxam de "perfeitas" fisicamente falando, não são virgens e nem loucas por eles.

Daí vc envelhece sozinho, reclamando nos foruns da real que mulher não presta.

Eu fui iludida de uma das piores maneiras que um ser humano pode ser - só não rolou agressão física, mas rolou até algo que posso classificar como tentativa de abuso sexual - fui humilhada e difamada em público, e nem por isso xingo todos os homens. Tem muito homem bom e eu tenho esperança de encontrar um que esteja disposto a me fazer feliz.

Repito: pessoas canalhas são pessoas canalhas, independente do gênero. Ignorá-las e simplesmente encontrar uma pessoa decente e que te ame de verdade é a maior "vingança" que se faz contra uma delas.

Outra coisa: a maioria dos casais felizes que eu vejo não são de "machos alpha" com "panicats", são de pessoas que aceitaram que a realidade é imperfeita porém pode ser muito boa. Aceitam as celulites, os cabelos grisalhos, a falta de jeito, a barriguinha, o esporádico mau humor do outro.

Casais felizes aceitam a IMPERFEIÇÃO do outro.

Claro que abuso é diferente. Mas perfeição, um casal sem uma única divergência, isso não existe.

E a intolerância é que tem feito tantos casais infelizes. Saber que não existe pessoa perfeita é o caminho para ser feliz no amor, e não sair xingando toda a raça humana.

Xingar toda a raça humana apenas te fará um babaca imaturo que acha que todo mundo é igual.

Anônimo disse...

"The Truth", que bom que veio aqui.

Eu também já sofri de depressão e síndrome do pânico e sei o quanto pode ser ruim. Espero que vc consiga melhorar cada vez mais.

Às vezes a gente precisa se afastar de situações ruins, como por exemplo pessoas que não querem o nosso bem. Precisarei me afastar da minha família por conta disso, porque grande parte da minha depressão vem do fato de ter sido emocionalmente abusada por eles.

Mas de qualquer forma, fique bem.

Alana Phibes disse...

O que aconteceu com esse cara foi uma psicose FDP. eu não li nada, mas pelo que disseram aqui, da verborragia, da repetição...e do próprio depoimento do cara, mostra um comportamento totalmente psicótico. E muito me preocupa isso, porque os mascus na mesma situação psicológica vão continuar propagando ideias e atraindo outros doentes. Sujeitos que deviam se tratar antes de chegarem no fundo do poço ou fazerem mal a alguém, direta ou indiretamente.

Espero que a visão dos mascus psicóticos não fique obscurecida pelo orgulho e pela negação da realidade e da sua própria condição, e que realmente aprendam com o exemplo desse rapaz.

vivian disse...

watch tower disse...

E, levantando-se, foi para Lola; e, quando ainda estava longe, ela o viu, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.

E the Truth lhe disse: Mãe, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.

Adorei isso aushaushuahsuahs

Sério, era trollagem? GE-NI-AL.

Por favor, quem topa reescrever a bíblia versão feminista? Ia ser sucesso total! Mesmo!

Raven~ disse...

Huashu realmente. Mas até onde tinha visto ontem, deletou sim.

vivian disse...

Alana Phibes,

Você pode explicar melhor o que é ser psicótico? Ou os "sintomas"?

Obrigada!

Raven~ disse...

Anon da madrugada. Huashuahuashuahdu sério, agora me diz o motivo de verdade

Mordred Paganini disse...

Eu desaconselhei-o a vir aqui justamente porque é inútil. Um avatar chamado "the truth" é facilmente reprodutível, uma vez que não é propriamente uma identidade.

Ele quis se desculpar, fazer a parte dele. Eu me dispus a ajudá-lo antes de mesmo de saber do que se tratava.

Sem haverá quem desacredite. Mesmo que ele mostrasse a cara dele no blog, ainda assim haveria um milhão de teorias da conspiração "provando" sei lá o que.

NEGAÇÃO É uma parada que não tem limites mesmo.

Anônimo disse...

Boa parte dos homens que estupram suas namoradas, colegas de trabalho, esposas, conhecidas são pessoas "super legais" que "nunca fariam mal a uma mosca aleijada".

GOAT disse...

não levo muito a sério a psiquiatria, pode ter coisas verdadeiras mas há coisas falsas tambem, que servem pra manipulação das massas.

o isolamento social é considerado psicose, ou seja, o simples fato de alguem ser orgulhoso, ter amor próprio etc ja é motivo pra ser taxado de psicotico.

não falo de isolamento social que impeça alguem de estudar e trabalhar, falo de isolamento social em relação a amizades, baladas, festas, vida social em geral, socialização na faculdade etc o simples fato de se opor a isso ja é motivo pra taxarem como psicotico.

GOAT disse...

e tem mais, as feministas aqui odeiam muito os psicoticos e a propria sociedade os prendem em hospicios e quando os deixam soltos, os fazem tomar medicação

mas os sociopatas, que tão em alto numero da sociedade, naõ são considerados doentes e estão aí livres fazendo um monte de merda, inclusive eles costumam ser muito mais violentos do que os psicoticos, isso ninguem fala nada, e tem ate uma feminista aqui no blog da lola que falou que ama sociopatas e acha eles o maximo.

ou seja, hipocrisia dizer que os psicoticos são perigosos a sociedade e dizer que os sociopatas são o maximo, sendo que os sociopatas são os que mais cometem atos de violencia por aí.

Anônimo disse...

Autor do guest post,

Ainda bem que você enxergou o quanto isto tudo de masculinismo te fazia mal. Quantos homens seriam mais felizes se enxergassem isto e ao invés de falar que não pegam ninguém, estariam namorando, casando sendo felizes e principalmente, não tornando a vida dos outros um inferno.
É bom saber que mesmo quando a gente erra, podemos mudar radicalmente. Tenho certeza que cada comentarista e cada ser humano já escreveu, falou e fez coisas das quais se arrependem, então, parabéns pela mudança.
Carol H

Anônimo disse...

Concordo com a Vivian,

Ele pode usar o talento de escrever bem para salvar da garra dos mascus outros infelizes.
Carol H

Anônimo disse...

Vocês me desculpem mas para mim isso é tudo uma tentativa de limpar a própria barra com medo de polícia, Judiciário etc. Ninguém que tem dentro de si tanto amargor, tanta misoginia, tanto recalque e frustração muda assim de uma hora pra outra. Não acredito mesmo.

Anônimo disse...

Eu sei quem é o Danilo, ele foi um verdadeiro devoto do verdadeiro " The Truth". Este Danilo comentava muito pouco no blog do The Truth mas tinha uma escrita muito, mais muito parecida com a do verdadeiro The Truth.

Participei de algumas comunidades do Orkut que o Danilo participava e muitos achavam que ele era o The Truth ou que tinha talento para substituir o verdadeiro autor do Questionando o Feminino justamente por um estilo de escrita semelhante.

Danilo conseguia influenciar muitas pessoas também e colocaram pilha na cabeça do Danilo pra ele ocupar a identidade do The Truth porque poderia facilmente ser passado por ele. Eu lembro que na época ele não quis, ele falou que era uma ofensa ao rei dele. Mas depois ele concordou e provavelmente deu no que deu.

Não sei se Danilo era misógino, mas era mais radical que o verdadeiro The Truth.

Mordred Paganini disse...

"de uma hora pra outra" = 2 anos e meio. Ah, tá.

Ah, gente! Parem de se envergonhar.

Larissa Petra disse...

Gente, olha como eu falei não ponho minha mãe no fogo por ele, mas o feminismo é uma movimento de inclusão ou não é ?!
Gente, ninguém está dizendo que ele virou um ícone feminista, mas ele merece uma segunda chance.
Algumas feministas parecem querer transformar o movimento em um clube da luluzinha, gente quando um misógino pelo menos tenta rever seus conceitos significa que o movimento está vencendo o patriarcado, afinal de contas não é esse o objetivo do feminismo ?
Parece que o relato dele fere o ego de algumas mulheres aqui, como se elas fossem mais feministas que todo mundo, e ninguém pudesse mudar, olha meu feminismo não é assim, eu acredito que podemos realmente mudar muita coisa, mas não vamos conseguir isso rechaçando as pessoas assim.
Eu que tenho 19 anos e me considero feminista a um tempão, na minha adolescência escorregava em certos conceitos machistas, é muito difícil ser perfeita o tempo todo, mas eu repensava e buscava aprender, agora imagina se naquela época que eu solto uma asneira machista, alguém viesse com 10 pedras em cada mão, pensem isso provavelmente me afastaria do movimento, com paciência eu fui avançando e avanço cada dia mais, acho de verdade um desserviço a luta pessoas que querem segregar as pessoas em ativistas perfeitos e gente que não passa na porta, meu feminismo é aquele q dá sim uma chance e inclui, que quer ver cada vez mais espalhado por aí, mudando cada vez mais cabeças, feminismo segregacionista pra mim não faz sentido.

Anônimo disse...

Bem bonito ver "feminista" defendendo misógino só porque é amiguinho-peguete-P.A. dela. Diga-me com quem andas....

Será que vocês também perdoariam um estuprador porque ele está super arrependido e jamais vai fazer de novo? Melhor, deixariam sua filha novinha lindinha gostosíssima perto dele, sozinha? Sei não heim.

Se ele estivesse arrependido mesmo e não se cagando de medo de ser preso ou investigado, já que quem deve tem mais é que temer mesmo, já teria começado a desfazer o mal que causou com a mesma eloquência, mas não. Não foi o que fez. E ainda arrumou uma parceria pro disfarce quase perfeito.

Tá tudo uma beleza.

Anônimo disse...

Concordo com um anônimo logo acima, e este Danilo escreve muito igual ao verdadeiro Truth. Ele é um sujeitinho meio arrogante e bastante machista, não acho que seja misógino também. Nunca vi ele pregando violência ou estupro contra mulher como fazem os sanctos.

Conheci essa patotinha toda, Danilo, Minerim, Mó Humirde, Doutrinador etc etc....






Anônimo disse...

Sara, a informação que você tinha quando respondeu o cara que tinha sido traído era: ela traiu ele e depois terminou o relacionamento. Absolutamente nada indicava que ela tinha feito isso por ele ser possessivo ou porque era "mais seguro" trair que terminar.

- Inclusive não entendi essa parte: um marido possessivo reage melhor à traição que ao término? Uma mulher coagida tem coragem de trair alguém potencialmente perigoso, mas não tem coragem de denunciar ou romper a relação? Pode ser que sim, mas confesso que a principio me parece uma decisão estranha.

De qualquer forma, o cara contestou a ideia de que foi traído por culpa dele, o que seria uma culpabilização da vítima na maioria dos casos, e você disse que podia ser porque ele seria possessivo e insinuou que ele não merecia respeito da parceira. Apesar de NADA indicar outra narrativa que não uma traição comum. NADA indicava que ela era uma mulher em situação de risco precisando de ajuda e empatia. E tudo isso pelo simples fato dele ser homem e ela mulher.

Claro, tudo isso não desconsidera que ele interpretou equivocadamente a frase que citou, como se ela fosse aplicável universalmente em todos os casos. Mas você respondeu diretamente à situação dele.

Caroles disse...

aaaaaaaaaaaah! faz bem mais sentido mesmo que seja outro cara! hahaha

Sara disse...

anon 19.31hs apenas falei de alguns motivos q podem ter levado a parceira desse cara a ter agido dessa maneira.
Odeio qdo vem donos da verdade e da justiça aqui ou em qualquer lugar descer a lenha em uma mulher que tenha outro parceiro fora do casamento monogâmico, achando q uma pessoa nessa situação merece todos os castigos até mesmo a morte.
Esquecem da situação q muitas mulheres vivem por causa do machismo, de estarem presas a casamentos q não desejam mais apenas porque seus parceiros não aceitam terminar o relacionamento.
Tão pouco defendo q homens q estejam nessa situação sejam punidos de qualquer maneira tb, afinal relacionamentos monogâmicos, em minha opinião são um celeiro de problemas e neuroses, e odeio esse senso comum q elegeu esse tipo de relacionamento como sendo a norma pra sociedade, pois é justamente baseados nesses senso comum q crimes passionais são cometidos contra mulheres e algumas vezes até contra homens, com a benção dessa sociedade hipocrita q determina essas normas.
Se foi o caso do cara em questão, não sei, mas a forma como ele veio falar da sua companheira foi injusta na minha opinião.
Se ela optou por outro, isso é um DIREITO dela, ele q saia de cena, e arrume outra do seu agrado, tudo civilizadamente, é só isso q eu acho q seja direito se fazer em uma situação dessas.

Aurens Walker disse...

Texto fake, tem que ser muito imbecil pra achaar que isso é real.

Só idiotas caem numa dessa.

lola aronovich disse...

Goat/Maionese, não aceitei um comentário seu, porque você sempre acaba ficando agressivo demais e passa a xingar leitoras e/ou expor abertamente sua misoginia/misantropia doentia. Este último que vc deixou eu não vou aceitar MESMO. Sério, vcs sociopatas oscilam demais de comportamento. Parece que deixam de tomar algum medicamento e daí passam a insultar uma pessoa que nem conhecem. Olha o nível: algum comentarista anônimo diz que Mordred e Truth são namorados. Não são, foram amigos e colegas de faculdade, ou vcs acreditam na ladainha que mulheres e homens não podem ser amigos? Aí o Goat conclui que o que o anônimo falou é verdade, e a partir daí faz mil suposições sobre a vida sexual da Mordred. Goat, nunca entendi o que vc vem fazer aqui nos comentários. Vc não fará falta. Torço para que algum dia vc venha a ter algo minimamente parecido a uma vida.

Autor do blog deletado "Questionando o Feminino" disse...

Eu estou agindo de boa vontade aqui e estou fazendo de tudo para demonstrar que eu mudei e estou realmente arrependido. Por que eu não fiz antes? A resposta disso é que eu não sabia como fazer isso. Eu não tinha nenhum contato com alguma feminista e não sabia realmente o que aconteceria comigo se eu fizesse tal contato. Eu temia ser mal interpretado e exposto de forma errada.

Eu nunca fui defensor de ideias extremistas, nunca. Eu quero que esse ponto fique bem claro aqui. Nunca defendi a violência contra a mulher. Nunca persegui qualquer mulher no orkut ou facebook. Eu sempre condenei esse tipo de coisa. E o meu blog era claramente contra a misoginia. Ele podia ser considerado machista por causa das generalizações que ele fazia, mas jamais defendi qualquer tipo de violência contra a mulher. Eu fico realmente triste em saber que ainda possuem uma impressão errada de mim a esse respeito.

Eu sei que estou pagando o preço de ter escrito coisas machistas. Eu sei que terei que lidar com a incredulidade das pessoas durante algum tempo, mas espero certamente não ser eternamente condenado por algo que já me arrependi.

Não quero atenção, apenas quero me redimir de todas as coisas machistas que eu escrevi e estou aqui humildemente pedindo perdão. Apenas não escrevi um blog criticando tudo o que escrevi porque adquiri fobia de escrever blogs desde 2012. Só estou escrevendo aqui porque acho isto importante na minha recuperação emocional.

Eu entendo a rigidez de algumas pessoas que insistem em desacreditar da minha mudança. Mas não estou fazendo isso para limpar a minha barra ou qualquer coisa parecida. Estou fazendo isso porque quero fazer o que acho certo.

Eu apenas estou sofrendo porque sou sensível e pessoas sensíveis sofrem quando são acusadas injustamente de coisas que não fizeram. Qualquer pessoa sensível passaria por isso também.

Eu adoeci de verdade. Vocês acham que se eu fosse um misógino radical eu iria adoecer? Claro que não! Eu estou sofrendo justamente porque sou sensível. A minha sensibilidade me fez mudar e repensar tudo o que tinha escrito. Na época do blog, eu fiquei apenas no terreno do machismo comum, mas reconheço que esse foi um grande erro. Mas eu já mudei isso e quem conversa comigo percebe a minha mudança claramente.

Estou muito longe dos estereótipos dos extremistas. Eu jamais defenderia ideias como a violência contra a mulher, ou estupro e qualquer coisa parecida. Eu peço as feministas que não me julguem pela ausência de ação contra tudo o que escrevi durante o período desde o fim do blog até hoje. Eu estava me tratando da depressão, do transtorno do pânico e da ansiedade generalizada. Eu estava emocionalmente muito fragilizado com tudo o que aconteceu. Eu acho que deveria ter sido firme e criticado tudo o que escrevi na época, mas naquela época eu achei suficiente simplesmente parar de escrever. Em 2012, eu simplesmente queria ficar um bom tempo sem pensar nesses assuntos, porque não tinha condições emocionais de tocar no assunto.

Eu peço um voto de confiança, eu disse e vou repetir, jamais vou escrever qualquer coisa parecida com o que eu escrevi no blog e peço que me perdoem e encarem a minha atitude como um amadurecimento verdadeiro.

Eu estou aberto a sugestões de como ajudar as mulheres e as suas causas.

Anônimo disse...

(Danilo)- Questionando sobre a mudança radical do autor do blog "Questionando o Feminino - The Truth"

Resolvi me manifestar depois de saber do episódio da conversão do autor do Blog no qual eu assumi a sua identidade por puro entretenimento.

Não vou negar que estou perplexo com a mudança dele. Isto pra mim foi uma desonestidade intelectual chocante!O que o autor do blog escrevia não era mera brincadeiras de teorização. Ele podia inventar uma coisa ou outra, mas muitas coisas que foram dita eram verdadeiras e também era uma interpretação sóbria da sociedade secular de hoje.

Não vou negar que eu era um leitor fanático dele. Mas muitas coisas que o The Truth (verdadeiro) escrevia já eu tinha um conhecimento prévio. Diversas fundamentações teóricas do pensamento amoroso e da natureza feminina possuem respaldo e dados objetivos na Ciência. Pra que jogar a Ciência no lixo e cair no campo do relativismo moral? Isto é um absurdo.

(Danilo)- Questionando sobre a mudança radical do autor do blog "Questionando o Feminino - The Truth"

Resolvi me manifestar depois de saber do episódio da conversão do autor do Blog no qual eu assumi a sua identidade por puro entretenimento.

Não vou negar que estou perplexo com a mudança dele. Isto pra mim foi uma desonestidade intelectual chocante!O que o autor do blog escrevia não era mera brincadeiras de teorização. Ele podia inventar uma coisa ou outra, mas muitas coisas que foi dita eram verdadeiras e também era uma interpretação sóbria da sociedade secular de hoje.

Não vou negar que eu era um leitor fanático dele. Mas muitas coisas que o The Truth (verdadeiro) escrevia já tinha um conhecimento prévio. Diversas fundamentações teóricas do pensamento amoroso e da natureza feminina possuem respaldo e dados objetivos na Ciência. Pra que jogar a Ciência no lixo e cair no campo do relativismo moral? Isto é um absurdo.




(Danilo)- Questionando sobre a mudança radical do autor do blog "Questionando o Feminino - The Truth"

Resolvi me manifestar depois de saber do episódio da conversão do autor do Blog no qual eu assumi a sua identidade por puro entretenimento.

Não vou negar que estou perplexo com a mudança dele. Isto pra mim foi uma desonestidade intelectual chocante!O que o autor do blog escrevia não era mera brincadeiras de teorização. Ele podia inventar uma coisa ou outra, mas muitas coisas que foi dita eram verdadeiras e também era uma interpretação sóbria da sociedade secular de hoje.

Não vou negar que eu era um leitor fanático dele. Mas muitas coisas que o The Truth (verdadeiro) escrevia já tinha um conhecimento prévio. Diversas fundamentações teóricas do pensamento amoroso e da natureza feminina possuem respaldo e dados objetivos na Ciência. Pra que jogar a Ciência no lixo e cair no campo do relativismo moral? Isto é um absurdo.

Nunca tentei prejudicar o The Truth como alguns caras fizeram. Mas essa mudança radical ideológica dá ao entender que foi uma mudança provocada por uma paixão feminina. Provavelmente, o autor do Blog Questionando o Feminino, se apaixonou profundamente por uma feminista ou ele "surtou" e virou homens com princípios seculares jogando todos os seus valores espirituais religiosos no lixo!




Anônimo disse...

cara....se vc for o the truth mesmo....entao prova, não fica com essa desculpinha barata de que tá arrependido. Ativa o Questionando Feminino novamente e começa a escrever que tu virou feminista.

Sara disse...

The Truth vc é uma cara muito inteligente, vai saber melhor do q ninguem o q é melhor p vc, se fosse eu focaria na minha recuperação e nas coisas práticas da vida como formação e trabalho, isso faz um bem danado pra autoestima, lembro q vc dizia q gostava de cuidar da saúde e do físico, isso tb faz bem.
Depois q estiver se sentindo bem com vc mesmo, quem sabe não escreve outro blog bacana, vc tem carisma pra isso.
Muitas vezes qdo a Lola pensa em desistir as pessoas q gostam dela, animam e pedimos para q ela reconsidere, pois o trabalho dela é importante, mas é desgastante pra caramba tb.
E se vc esta fragilizado, talvez não seja o momento de retomar.
Quanto a culpa, não precisa ser auto indulgente, mas ser tão severo consigo mesmo não vai melhorar em nada sua situação.
Todos nós erramos em algum momento, se vc já fez uma auto avaliação e decidiu tomar outros caminhos, vá em frente e esquece o passado, seus amigos q realmente gostam de vc, vão estar ao seu lado, pelo q lia no seu blog, tinha vários, e não acho q eles vão te abandonar nesse seu novo momento, agora tinha uns ali heim que nem pra lixo serviam, me desculpe, devem estar te xingando daquelas coisas toscas q só ogros
falam, aquele Mineirim é um deles, mas tinha uns mais equilibrados como o Ben, q apesar de ser meio machista parecia ser um cara legal q gostava muito de vc.
Tem muito homem q diz q esta perdido nesse mundo q esta mudando, e espero q pra melhor, sei q muitos homens tem uma visão pessimista a esse respeito, pq julgam no seu intimo q o velho patriarcado lhes dava privilégios q hje estão sendo tirados, e ninguem gosta de perder, mas esse mesmo patriarcado tb cobrava seu preço dos homens, acho q todos nós homens, mulheres e todos os tipos de sexualidade q existem podemos ter uma sociedade um pouco mais justa pelo menos, entenda por favor q é uma mentira enorme esse mantra q os masculinistas repetem q queremos ter mais direitos ou ser melhores q os homens, nem iguais a vcs a maior parte das feministas querem, só desejamos ser tratadas com o mesmo respeito, e direitos.

Anônimo disse...

Esse post me revelou todo um submundo de subcelebridades virtuais e messianismos bizarros de internet que eu nunca pensei que existia. Adorei (por perplexidade com a surrealidade, não por admiração) essa Raziel, que pessoa mais louca!

Anônimo disse...

(Danilo) - creio que esta mudança radical ideologica do The Truth é resultado de uma paixão pelo feminino. Seja uma ficante ou namorada. Ou até mesmo, por uma mulher que ele nutre uma amizade profunda. Mas o questionando feminino não é uma obra fantasiosa. The Truth, como um leitor fanático que fui dos seus textos. Acho um tremendo absurdo você abdicar sua obra somente pra agradar a ética secular e uma mulher que você está amando ardentemente e que, provavelmente, deve ser feminista. Acho certo você pedir desculpas caso isso tire um peso da suas costas. Mas não desprezar verdades acabadas que agora você está dizendo ser mentira e não é.

Anônimo disse...

sim sara,era um direito dela,mas pelo visto para vc pisar nos outros para conseguir o que quer é o que importa.
era difícil demais,ela terminar comigo antes de ficar com outro? bela conduta que vc defende.

MayogaX disse...

Nossa, eu fico tão feliz.
Tipo, dá pra ver que masculinistas podem ser recuperados!

Tem tanta gente que diz "deve matar maschista babaca",
"Tem que matar racista fdp"
"tem que matar homofobico empalado".

Credo! Temos que amar (okay, nem tanto) e ajudar a vê-los a verdade!

Por isso eu quero ser professora um dia, ajudar as pessoas a pensar (apesar de que vai ser com adultos e na área de tecnologia).

Mas tudo é recuperavel.

E foda, aposto que a maioria dos mascu são assim por causa de um fora bobo.

E, não conheci esse The True, o avatar dele era esse mesmo? (o da primeira imagem do post). Ele é o personagem The True de um manga feito por uma mulher (mas com publico bem masculino).

E... por fim, concordo com ele sobre que se uma mulher parece não gostar de caras sensíveis, bem, tem quem goste!
Eu mesmo adoro meu príncipe e ele é um doce <3

Beijos Lola, e eu acredito que esse texto não é seu, como uma vez tu publicou o meu.

donadio disse...

"Caralho, mulher! Quantas vezes vou ter que dizer que não é a mesma pessoa. Que saco! Custa ler a porcaria da discussão ou os olhos caem?"

Realmente. Talvez tenha de postar em maiúsculas, assim:

TEM DOIS (2) THE TRUTHS DIFERENTES. O QUE CONTINUA ASSEDIANDO MULHERES NA INTERNET NÃO É O MESMO QUE ESCREVEU O GUEST POST.

DOIS THE TRUTHS DIFERENTES. UM NÃO É O OUTRO, E O OUTRO NÃO É O UM.

Ou precisa desenhar?

Alguém com talento, por favor, põe aí um desenho de dois The Truths diferentes.

vivian disse...

Concordo com a Sara, se recupere e comece a colocar seu carisma e para trabalhar pelas suas novas causas.

Produzir conteúdo que promove igualdade de gênero não tem preço. Claro, sempre tem os do contra, os que são a favor da desigualdade e do sofrimento. Mas eu não falo com essas pessoas, eu falo com quem quer tornar o mundo um lugar melhor.

É muito recompensador. Sabe esse sentimento de culpa que você sente? Do lado de cá você não vai sentir nunca mais, pelo contrário. Você vai sentir que faz a diferença na vida das pessoas, vai ajudá-las. E isso, meu amigo, é muito bom.

donadio disse...

"Vocês me desculpem mas para mim isso é tudo uma tentativa de limpar a própria barra com medo de polícia, Judiciário etc."

É, porque é mesmo extremamente comum alguém ter problemas com a polícia ou o judiciário por causa de um blog desativado dois anos atrás.

Acorda... tá cheio de gente fazendo apologia do crime, direto, em blogs, facebook, orkut, comentários no blog dos outros, e a impunidade é geral.

Rebecca Souza disse...

Que bom que este rapaz se arrependeu e é neste momento que acredito em feminismo INCLUSIVO.
Essa semana aconteceu algo que prova mais uma vez que radfem estão quase se igualando aos mascus,sim!
Uma seguidora do meu fac,de 18 anos,foi convidada por uma radfem,para fazer parte de seu grupo de estudos,a menina não aceitou e a resposta``Vc diz que não precisa de feminismo,mas,o dia que for estuprada,vai precisar´´,a guria de 18 anos corre para me contar e chegando na página da radfem,descubro que ela é figurinha facil de páginas rad e tem um blog com um certo alcance,sim,ela é mulher,nada de mascu se passando,é mulher,sim.Dias depois em um grupo de denuncias do face,que creio muitas daqui fazem parte,uma guria pede que denuciemos a página´´Travesti afetada´´,quero deixar bem claro que não tomei partido da Sofia do ´´travesti reflexiva´´,só acho que expor faces e agir como mascu não é feminismo,pois bem,caiu na besteira de ir debater com elas e adivinha o que a mesma radfem me fala:Espero que vc seja estuprada por estas travecas e feministos que vc defendem´´
Gente,tá lá no face pra quem quiser ver.Gente tem radfem chamando outras mulheres de porca,cadela do patriarcado,tá lá em tudo que é post,ai vem esse mimimi,de ``LOla tá fazendo errado`´,Jura que isso é feminismo,jura?

Autor do blog deletado "Questionando o Feminino" disse...

Obrigado pelo seu comentário Sara. Acho que alguém finalmente entendeu o meu propósito aqui. Realmente a sua resposta foi bastante sensível e tocante, obrigado.

Eu entendo que as mulheres e as feministas estão exigindo uma resposta à altura. Porém eu não tenho condições emocionais de criar outro blog. Eu adquiri fobia de blogs. Meu coração acelera e eu passo mal só de pensar em escrever um blog. O trauma de ser erroneamente confundido com os extremistas ainda é muito recente e eu ainda não superei totalmente. Eu vou precisar de anos para superar tudo isso.

Desde o começo de 2012 eu venho sofrendo uma profunda e intensa depressão. Eu estava adoecendo cada vez mais e mais e precisava fazer alguma coisa para melhorar. Na época eu achava que era suficiente se distanciar de tudo. Eu deletei todos os textos do meu computador. Eu deletei links, centenas de pdfs, dezenas de vídeos e todos os textos que faziam referência ao tema masculinismo.

Eu achava que o afastamento de todo contato com o mundo masculinista seria suficiente para a minha melhora, mas eu estava enganado. Eu só piorava cada vez mais e mais.

Esse ano eu resolvi finalmente tomar uma decisão e pedir perdão a todas as pessoas que se sentiram ofendidas por qualquer coisa que eu escrevi. Eu só não sabia como fazer isso.

Eu sabia que este era um passo difícil porque eu teria que superar o meu orgulho e perder a admiração de todos os leitores do blog que eu deletei. Mas o que é mais importante: ser um guru psicologicamente destruído ou perder todos os seguidores do blog e ser feliz? Eu escolhi ser feliz. Eu escolhi superar o meu orgulho e pedir perdão a todas as mulheres que se sentiram ofendidas por qualquer coisa que eu escrevi.

Este foi um passo de coragem para mim. Eu sei que vou ser xingado. Eu sei que muitos vão me chamar de frouxo, covarde, mangina, fraco e outras coisas mais. Mas aonde estavam essas pessoas que vão me xingar quando eu estava na depressão profunda e sem apoio de ninguém? Eu estava morrendo internamente, eu estava num profundo abismo de sofrimento psíquico. Parecia que eu estava sozinho no universo.

Se eu fosse depender dos seguidores do blog eu teria morrido de depressão. Eu decidi que um blog não era mais importante do que a minha saúde e o meu bem-estar mental e psicológico.

Eu refleti sobre a minha mudança e não estou fazendo isto somente pela minha saúde. Estou fazendo isso também porque realmente eu acho que exagerei em tudo o que escrevi e penso que agora eu amadureci em relação a tudo o que eu escrevi. Eu era um homem romântico e otimista em 2008 e o contato com o masculinismo mudou totalmente o meu jeito de ser. Eu perdi totalmente o romantismo e me tornei um cara totalmente pessimista. Eu me afastei de pessoas legais e elas mesmas estranharam a minha mudança.

Eu não tinha orgulho do que eu me tornei e penso que eu perdi alguns relacionamentos legais por causa de preconceitos bobos criados pela influência das comunidades que eu frequentava.

Eu sei que o que eu estou fazendo será incompreensível para muitos homens. Mas eu não quero ser guru, mestre ou qualquer coisa do tipo e ser uma pessoa totalmente fracassada e falida na minha vida pessoal.

Eu acho que é impossível escrever um blog masculinista e manter o equilíbrio durante muito tempo, porque os leitores de um blog com essa temática não aceitam opiniões moderadas e sempre te pressionam a ter posições cada vez mais radicais. Eles cobram generalizações o tempo todo. Quando eu não generalizava, eu era acusado de estar cedendo e sendo frouxo.

Hoje eu penso que eu fiz a coisa certa ao deletar ao blog, porque mesmo tentando ser equilibrado, eu fui acusado de ser um extremista e isto me chocou profundamente, porque eu criticava qualquer tipo de violência contra a mulher. O meu esforço máximo de equilíbrio ainda não era suficiente para muitas pessoas.

Hoje eu quero cuidar da minha saúde e ter um bom trabalho. Eu quero melhorar e fico feliz de saber que algumas pessoas entendem a minha situação.

Anônimo disse...

(Danilo) - Nunca ameacei feminista alguma. De fato, eu perseguia algumas com o intuito de provocar a inversão de dialética. Sempre fui um cara com delírio de grandeza, então quem não pensa exatamente como eu. Logo, ele é alienado(a). As pessoas levam muito as coisas pelo lado do relativismo moral. Mas eu acredito fielmente que existem padrões naturais do homem e da mulher.

Estes padrões naturais são universais e presentes em todas as culturas. São padrões naturais que se repetem em todas as comunidades humanas durante séculos.

Mas eu nunca ameacei ao ponto de falar em "matar", "estuprar". A feminista que disser isto é mentira! Os meus pensamentos as machucavam sim, pois eram verdades que elas não estavam preparadas para ouvir e ouviram. Mas não passou disso.

Anônimo disse...

Anônimo disse...
cara....se vc for o the truth mesmo....entao prova, não fica com essa desculpinha barata de que tá arrependido. Ativa o Questionando Feminino novamente e começa a escrever que tu virou feminista.
-------------------------------
A feminista Indelicada (Mordred Paganini) e excelente no que faz, psicologia provocativa, e ótima em manipulação, tem verdadeiro fascínio em dissecar a psique de masculinistas. Mas ela e péssima hacker, portando o Questionando o feminino não vai voltar a ativa.
A menos que o verdadeiro The Truth(que na realidade deixou o masculinismo por ter encontrado sua "mulher exceção) volte, e não um fã bipolar, que copia muito mau seu foram de escrita.

Luciana disse...

The Truth,

Sei que não cabe a mim julgar se um arrependimento é sincero ou não, mas eu realmente acredito na sinceridade do seu. Ninguém nessa vida é isento de erros, mas, por mais que nos arrependamos, as consequências perpetuam.

O comentário que vc fez no seu texto me parece estranho. Vc se volta muito para o "eu", para como VC se arrepende, para como VC sofre, para como VC se sente julgado, de como ser apontado por atos que você não pretende mais cometer prejudicam a SUA carreira e para como o arrependimento e o pedido de perdão são importantes para a SUA recuperação. E as pessoas que sofreram direta ou indiretamente pelo que você fez?

Eu não sou uma dessas pessoas que acham que os crimes são eternos, que ninguém muda etc. E concordo com vc que o tempo não volta. Mas acho q arrependimento em palavras é muito raso. Arrependimento de verdade vem com atitude, gesto concreto. Portanto, minha sugestão é que você pense numa forma prática de ajudar à quem você prejudicou. Sugiro um novo blog, talvez com foco no mesmo nicho, homens que sofrem e procuram alguma solução na internet, mas dessa vez apresentando um mundo sem ódio, apresentando tudo o que vc aprendeu depois dos seus erros. Não precisa ser agora... mas não deixe de tentar fazer o bem para equilibrar o mal que você fez.

Anônimo disse...

Este homem não e The Truth.Este provavelmente e um fã juvena bipolar, que deve ter ficado bitolado com os textos de The Truth, e ter absolvido como parte de sua personalidade, e copiado ate sua forma de escrita(porcamente alias)existem muitos casos destes no masculinismo, Doutrinador,Koerinch e N.A tem casos muito parecidos.
Mas existe uma forma de tirar isto a limpo Mordred Paganini, somente o verdadeiro The Truth poderia reativar o "Questionando o Feminino" e postar la toda esta mudança seu conhecido alega.
me responda uma coisa cara Feminista indelicada, ele lhe confessou quem era como? ele sabia de sua ligação digital com masculinistas, que vem de outros carnavais?

Anônimo disse...

"Eu sei que muitos vão me chamar de frouxo, covarde, mangina, fraco e outras coisas mais. Mas aonde estavam essas pessoas que vão me xingar quando eu estava na depressão profunda e sem apoio de ninguém?"

CAIU SUA MASCARA XARÁ, THE TRUTH JAMAIS USARIA ESTAS PALAVRAS.

Anônimo disse...

The Truth sempre defendeu e praticou primordialmente, a morte do ego, portando nada do que este impostor diz,lembra em nada o verdadeiro Truth.

Anônimo disse...

The Truth, pode ter certeza que as pessoas mais sensatas entendem sua situação e desejam que você se recupere. Você é psicólogo, deve contar com o expertise de colegas e sabe a melhor forma para sair desta situação.

Mordred Paganini disse...

"Bem bonito ver "feminista" defendendo misógino só porque é amiguinho-peguete-P.A. dela. Diga-me com quem andas....

Será que vocês também perdoariam um estuprador porque ele está super arrependido e jamais vai fazer de novo? Melhor, deixariam sua filha novinha lindinha gostosíssima perto dele, sozinha? Sei não heim."

__________________________________


Pessoa anônima escrota: além do óbvio slutshaming o que você tem contra mim? Uma suposição fraca de que eu tenho algo romântico com o autor do gest post? Pare de se envergonhar, por favor.

Carolina Lucas Paiva disse...

Nossa! Se o arrependimento for verdadeiro, é uma surpresa muito grande mesmo. Espero que os pupilos leiam e reflitam.
Nos comentários, alguém disse que não dava para generalizar os masculinistas, dizendo que não é certo dizer que eles viram mascus por causa de algum sofrimento amoroso, e que afirmar isto seria equivalente a dizer que feministas são mal-amadas.
Acontece que, diferentemente do feminismo, o masculinismo foca muito no sofrimento amoroso do homem.
Apesar de repetirem que o foco do masculinismo é o crescimento pessoal do homem, os caras passam 100% do tempo falando em como mulheres são obscuras por não premiarem os bonzinhos com sexo e/ou relacionamento sério.
Tendo isso em vista, não é nenhuma surpresa que a maioria dos mascus encontrem refúgio no masculinismo por terem tido uma decepção amorosa.

p.s.: agora todo post da Lola vira motivo para discórdia entre feministas, tá ficando ridículo isso. Vira e mexe tem uma feminista no face compartilhando post da Lola, dizendo "olha a merda da vez". E aí as que discordam acabam tendo suas "carteirinhas de feminista" confiscadas pelas outras.
Aliás, isso tá virando moda. Basta alguém falar algo sobre feminismo (seja homem ou mulher, feminista ou não) pra galera fazer "racha" e perseguir a pessoa, ou incluir o nome da pessoa em alguma "lista negra" para excluir de grupos.
Daqui a pouco feminismo de internet vai estar igual ao masculinismo. É foda.

Anônimo disse...

(Danilo) - Não tenho dúvidas que este cara é o autor do blog do "Questionando o feminino - The Truth". O que está me intrigando é essa mudança extremamente radical, sério, eu estou perplexo. Não estou dizendo que tenho um pensamento fixo ou dogmático sobre as mulheres. Mas o mundo lá fora, prova que a minha repercussão sobre a ciência da "alma feminina" é 90% verdadeiro.

Não vou destruir as minhas observações imparciais e relativizar porque conheci mulheres dentro da porcentagem mínima e que difere da maioria das outras. Nenhum sistema muda por causa de exceções.





Anônimo disse...

o anon tem razão......mordred...como o the truth se reportou a você sendo um masculinista???

o danilo lembra muito o truth mesmo na escrita já que o mesmo está vindo aqui emitir suas opiniões e parece mesmo...tem um linguajar bem equivalente ao verdadeiro the truth.

lola aronovich disse...

Pois é, Carolina, tá ridículo isso. Já cansei de falar "Vamos aprender a discordar". Tem um pessoalzinho aí que não faz absolutamente nada e só tem interesse em destruir. É triste. Podiam estar combatendo o patriarcado, ficam combatendo outras feministas. O melhor é simplesmente não dar bola pra essa gente.


Pessoas, se vcs querem ter o comentário publicado, não incluam links pra blogs e fóruns mascus, ok? Seu comentário pode ser divino, mas incluiu link, eu não publico. Até porque 99% dos comentários com links pra páginas mascus são postos pelos próprios mascus (que quase não têm audiência, então precisam pegá-la de um blog maiorzinho como o meu).

Larissa Petra disse...

Gente acabei de acordar e resolvi dar uma passadinha aqui...
Bem "The truth", não mudei minha posição, e acredito que aquele comentário seja seu de verdade, afinal a Lola é uma mulher inteligente e não deixaria passar um comentário fake, além de dar para ver nitidamente que seria fake uma outra feminista Mordred está fazendo a ponte entre vocês.
Bem, pelo menos de minha parte vc tem um voto de confiança, acredito em redenção, e como eu disse, quando um machista resolve rever seus conceitos o feminismo teve uma vitória, não liga para as pessoas que acham que podem te dizer oq fazer como o anon da 26 DE JUNHO DE 2014 22:06, quem ele/ela pensam que são para dizer como vc deve agir ?!
É seu tratamento, foque muito nele, afinal vc merece ter uma vida e ser feliz como todo mundo, se algumas feministas que insistem em tornar o movimento num clube privado, tentarem te dizer oq fazer, ignora de verdade, acredito num movimento que atraia cada vez mais pessoas como vc e outros machistas, esqueçam a Raziel, ela mentiu como disse antes, a gente dá a mão, agora se ela vai segurar ou não fica pelo próprio critério.
Desejo do fundo do meu coração que vc realmente queira mudar, não por mim ou pelo feminismo, mas por vc, ser um masculinista não é vida, é vegetar, então foque no seu tratamento e seja feliz de verdade "The truth" !

Natalia Alencar disse...

Gente, essa caixa de comentários tá emocionante, haha. Parece uma novela! :v

Boa sorte, pro verdadeiro The Truth. Seu caminho vai estar cheio de cheio desconfiada, rancorosa, mimizenta (os comentários desse post foram só um aperitivo), mas também de gene que AINDA acredita na humanidade e no poder do perdão. Siga em frente e procure fazer o bem e levar ao mundo de forma prática o que aprendeu dessa história.

Entendo que você não queira mais ter blogs, mas há outras alternativas: fique por dentro das ações de coletivos feministas. Como funcionário da área de saúde, pense em ações afirmativas nesse campo e em como contribuir com elas.

Espero que inspire mais mascus a enxergaram o quão deprimentes são essas atitudes. (VIU, DANILO =P)

Mordred Paganini disse...

"o anon tem razão......mordred...como o the truth se reportou a você sendo um masculinista???

__________________

Porque ele não é mais masculinista, porra. Ele já me conhecia de antes, somos da mesma cidade, etc etc etc.

Acreditem se quiserem. Por mim quero é mais que se FODAM.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 245   Recentes› Mais recentes»