segunda-feira, 30 de julho de 2018

PIMENTA NOS ZOIOS DOS OUTROS NÃO É REFRESCO

Assim como tantxs de vcs (imagino!), eu nunca tinha ouvido falar do jovem YouTuber Everson Zoio. Mas ele é popular: os inscritos do seu canal já estão chegando aos 10 milhões. 
E por que estamos falando desse rapaz agora? É que circulou um vídeo em que ele conta como "transou" com uma ex-namorada enquanto ela estava dormindo, depois d'ela ter dito pra ele que estava cansada e não queria transar. No vocabulário de qualquer pessoa minimamente sensata: estupro. 
Felizmente, isso teve uma repercussão enorme, com a grande maioria da internet condenando o YouTuber. A Polícia Civil de MG (onde mora o cidadão) já está investigando o caso. Diante disso, Zoio fez um vídeo se dizendo arrependido, explicando que o estupro nunca aconteceu, que foi uma "atitude imatura, piada sem graça" que ele inventou, "porque homem é assim, homem sempre aumenta a história". Segundo ele, ele contou o caso num vídeo de 2015 e depois para uma outra turma de YouTubers em 2016: "Na época não era esse tal de politicamente correto como é hoje, hoje você nem pode mais contar uma piada".
Independente do estupro ter ocorrido ou não, o vídeo e toda essa história só comprovam o que nós feministas falamos há tanto tempo sobre a existência e força da cultura do estupro. Cultura do estupro é justamente isso -- é um cara achar que transar com uma mulher sem o consentimento dela não é nada de mais, não é estupro (aliás, é divertido, motivo de piada e riso). Pra quem acha que cultura de estupro é mimimi de feminista, pense: naquele vídeo do Zoio com os outros três caras, nenhum deles parou de rir pra dizer: "Peraí, Zoio, mas o que você tá narrando é um estupro, e isso é crime, não é engraçado". Tenho certeza que todos eles ficaram revoltados não com o estupro contado (ou inventado), mas com o "politicamente correto" que está fazendo muita gente chamá-los de babacas. 
Isso tudo lembra bastante o caso do Alexandre Frota narrando o estupro de uma mãe de santo num programa de TV do Rafinha Bastos (ele mesmo que já contou "piada" sobre como estuprador de mulher feia não merece cadeia, merece um abraço). Foi parecido. Durante o programa, nem Rafinha, nem ninguém no auditório ou na produção lamentou a "piada" ou a entendeu como um estupro. O caso só chamou a atenção um ano depois de passar na TV. Confrontado, Frota disse que havia inventado aquilo, que era só uma piada. Diferente de Zoio, porém, ele nunca pediu desculpas. Pelo contrário: processou quem o chamou de estuprador
Republico aqui o texto que Eliana Coelho escreveu no seu FB. Eu não sabia quando li o texto, mas Eliana é uma das minhas alunas queridas e super competentes na pós! Ela é feminista, socióloga, e doutoranda em Sociologia na UFC. 
Recentemente, um youtuber que responde pela alcunha de Everson  Zoio fez um vídeo. Nele, a criatura conta "causos" engraçados da sua vida. 
A história que rendeu muitas risadas dos parças que estavam com ele no vídeo foi a seguinte: a namorada dele dormindo com ele, ele com vontade de transar, e ela já dormindo (lê-se desacordada, olhos fechados,vulnerável), ele não aguentou porque estava de "pau duro", e tentou penetrar sua namorada enquanto esta dormia. E como é sabido de todos, homens não podem controlar suas ereções e se o órgão levanta, obrigatoriamente tem que enfiar em algum lugar. 
Lógico, né, gente? Homens estão mais perto do animalesco e por isso não podem ficar sem transar quando ficam com tesão. Todos do vídeo riram da historia e ponto. Só uma história engraçada, gente. Qual é o drama? Mimimi, né? Pois é. NÃO É NÃO. É a naturalização da pratica da primazia do desejo do homem sobre o da mulher em uma relação não consentida  OU SEJA, CULTURA DO  ESTUPRO. 
Se você não acha nojento isso, sendo homem ou mulher, precisa rever suas ideias. O estupro é toda relação sexual não consentida, mesmo que não ocorra violência física, entendeu? 
Embebedar, coagir, chantagear, ameaçar, etc também são contextos onde estupros acontecem.
O rapaz agora está dizendo que a historia foi inventada para fazer rir. Aí eu me pergunto: POR QUE A HISTÓRIA DE UM ESTUPRO É ENGRAÇADA? Lembro do fatídico programa do Rafinha Bastos em que o energúmeno do Alexandre Frota descreveu uma ocasião engraçada que viveu quando ele estuprou uma mãe de santo. Que hilária essa história, né, cara? NÃO. NÃO É NÃO. 
Resolvi escrever textão sobre isso porque no Twitter vi a postagem do Murilo, do canal Muro Pequeno (canal que eu amo), dizendo que não tinha costume de falar sobre youtubers que fazem merda para não dar mais ibope, só que sobre esse, ele ia falar. Fui uma das pessoas que pediu que ele falasse sobre respondendo ao seu tweet, como outras pessoas  também. 
Fora o fato de que um professor de cinema chamado Rodrigo (não sabia nem quem era até essa manhã) foi acusado de assédio sexual por 13 alunas de uma escola de cinema que ele era professor. Vi postagens sobre isso e uma delas de um cara que sigo e admiro (Pablo Villaça) comentando sobre de forma ética mas imparcial. O cara era amigo dele e sempre fora gentil com ele. Por que eu coloquei um "MAS"? Homens assediadores/ estupradores não o são 24 horas. Não são  personagens de séries de investigação. São homens reais,com diversos papéis e muitas dimensões diferentes. 
Ele pode ser a pessoa mais gentil do mundo e mesmo assim ser assediador. O rapaz pode ser o parça mais humilde do rolê e tentar (e/ou) estuprar uma mina. Ele pode ser o diácono mais solícito da igreja e toda vez que se deitar para dormir, obrigar a esposa a ter relações com ele (ou seja, estuprar ela). O cara pode ser o marxista mais boa praça do partido e estuprar. 
Quando se fala de CULTURA DE ESTUPRO é disso que significa: o desejo do macho ser suprido acima de qualquer coisa.
Mais do que imparcialidade nesses casos eu esperava mais crédito às palavras das mulheres. Parece que sempre que as mulheres falam em coletivo, rola a ideia do filme As Bruxas de Salem na cabeça dos caras. Não pode ser verdade que meu amigo seja isso não. É  conspiração das bruxas, mulheres histéricas e mal amadas. 
Não estou dizendo que não se deva ter cuidado com linchamentos. Mas quando se pergunta se tem lugar dos homens no feminismo, sempre respondo: lógico que tem. "Topa ser o chato da sua turminha de homens ao invés de tentar silenciar as mulheres no movimento ou nos lugares onde você tem poder? Difícil, né? Pois é." Mudar essa cultura precisa disso, mais do que seu amigo assediador precisa da sua cumplicidade.
Para mudar isso (essa cultura), precisa mudar a forma que se socializam as crianças. Parar de dizer aos filhos "guardem suas cabritas que os bodes estão soltos". Essa expressão eu escutei muito na infância. Não, as mulheres não são cabritas e os homens não são bodes. Somos humanos que reproduzimos cultura, mas que também temos potência para mudá-la.

65 comentários:

Anônimo disse...

Ele e todos que erraram na mídia fizeram vídeos pedindo desculpas. Mas o Biel por exemp não mudou, então com certeza eles são assim mesmo e não vão mudar.

Anônimo disse...

Você é como um ladrão que se arrepende do crime pq foi presa e não pq roubou kk.
-Rhett Butler

titia disse...

Humor não é coisa pra ser feita por gente burra. Olha aí esses youtubers topzera provando isso, um bando de manés barbados que não saiu mentalmente dos 5 aninhos e ainda acha hilário xingar ou bater no coleguinha achando que isso é humor...

Deivison Da Costa disse...

Vamos supor que os homens tenhâo vaginas e as mulheres tenhâo pênis ( o sonho de 99% ou 100% das mulheres )
Aí os homens quando estão dormindo ou andando na rua de noite então a mulher usa o seu pinto de 30 centímetros pra estuprar a vagina dos caras ( homens )
Ninguém estaria nem aí,se os caras tão sendo estuprados
Então por que eu vou perder o santo tempo com esses tais estupros???
Reflitâo pessoal...

lola aronovich disse...

Porque no cenário real estupros acontecem e fazem parte da vida das mulheres e no seu cenário estupros só aconteceriam nas suas fantasias, Deivison?

Anônimo disse...

ô bicho mais feio esse everson zoio, viu

Anônimo disse...

Ele postou um vídeo dizendo que é mentira e a ex dele confirmou

Anônimo disse...

Mesmo que seja mentira mesmo o vídeo é totalmente uma bosta.

everton alves disse...

Esse caso me faz lembrar de outro, do MC Diguinho e aquela música ( se é que pode chamar esse lixo, esgoto, chorume de música) um fragmento da letra diz: " Só surubinha de leve com essas filhas da puta, depois taca a pica e abandona na rua." Apologia ao estupro, objetificação da mulher e normalização da cultura do estupro em nossa sociedade. No minimo deveria ser investigado pela polícia e processado judicialmente por incitação ao estupro, esse tal Everson Zoio.

Manoela disse...

São dois problemas: o primeiro se ele cometeu o crime. Segundo, estupro não é brincadeira. É crime e não há razão para fazer piadas sobre isso. Mesmo que seja mentira

Anônimo disse...

Tudo bem. Mas ser acusado de estrupo por um vídeo bosta pelo país intero já é demais.

Felipe Roberto Martins disse...

A internet tem muito material bom de pesquisa - porém - nunca tantas pessoas sem qualquer bom senso/ senso crítico, literalmente "noção" e empatia têm voz e confundem liberdade de expressão com ofensas e outras coisas e situações erradas, tristes e desagradáveis.

Anônimo disse...

18:32 - não, não é nada "demais", pq se ele não é um estuprador (o q duvido q não seja), é no mínimo um apologista do estupro, e apologia ao estupro é tão ruim quanto ou mais q o estupro

Kasturba disse...

Ele foi acusado de estupro porque ele mesmo, por iniciativa própria, fez um vídeo dizendo que estuprou.
Qual reação ele esperava??
Ah, pera, já sei... Esperava que como os amigos idiotas dele, o "país todo" achasse um relato de estupro um fato super engraçado...

Anônimo disse...

18:32. O vídeo bosta é uma piada de estupro. Se ele refletisse antes de falar bosta não estaria ferrado como agora. Não tenho pena nenhuma.

Anônimo disse...

Cara, vc está ruim, hein? É "tenham, reflitam", não é "tenhâo", "reflitâo". Esse teu comentário está ruim de lascar, Jesus na cruz...

Anônimo disse...

Olha a lente de contato azul...

Anônimo disse...

Ué, anon 18:32, mas foi ele mesmo que disse...

Anônimo disse...

Apologia ao estupro; se divertirem com estupro; minimizarem os danos causados nas vítimas; protegerem, defenderem e desculparem estupradores; transferirem a culpa dos perpetradores para as vítimas, revertendo os papéis das vítimas e de quem está do lado das vítimas lhes dando apoio e os papéis dos apologistas-suportadores / agressores e perpetradores / estupradores são lixos misóginos, conservadores, ultrapassados e retrógrados que precisam ser destruídos o mais rápido possível.

Anônimo disse...

Anesse fosse só o português do comentário dele que estivesse tão péssimo. O conteúdo (ou a falta de conteúdo) do comentário podre dele consegue ser ainda pior que a ortografia...

Anônimo disse...

A ex dele confirmou nada mané, quem falou que ele é gente boa foi a atual dele. E acorda q o problema real é normalizar o estupro como piada, caso vc nao tenha notado. Ou tu achou graça no que ele disse??? Penetrar alguem enquanto está dormindo é engraçado? Lê a porra do texto antes de regurgitar merda, aff...

Anônimo disse...

No mínimo, esse homem, esse Everson Zoio, tem titica de galinha no lugar do cérebro...

roberto quintas disse...

Que tal ele pegar de 6 a 10 anos de prisão "só por piada"?

Anônimo disse...

Vcs acham certo o cara ser acusado de esturpador só por causa de uma história que nem aconteceu?

Taí a verdadeira cultura de estrupo: crucificar um culpado de fazer uma piada como culpado de ser estrupador.

Anônimo disse...

Chega desses lixos virtuais. Depois esse babaca diz que foi tudo 'brincadeira', como se fosse engraçado brincar com estupro. Bom fim de 'carreira' para esse lixo virtual. Vai tarde! Que volte para o limbo de onde nunca deveria ter saído! E que leve o tal do professor de cinema cretino junto tbm.

Anônimo disse...

Ele está sendo acusado de estupro porque disse que estuprou, caro! Agora que desmentiu está sendo acusado corretamente de apologia ao estupro e a culpa é toda dele por ter essa boca de esgoto de onde só sai lixo.

Anônimo disse...

A verdadeira cultura do estupro inclui fazer piada de estupro. Já entendi que tipo de bosta você é: um daqueles que acha engraçado fazer piada de mulheres sendo estupradas. Seu tempo e o desses outros bostas acabou. Você pode chorar o quanto quiser, mas as mulheres não deixarão passar sem julgamento suas piadas de mal gosto.

Anônimo disse...

Será você o mesmo troll do post da She Ra que fica falando dos xingamentos das rad? Não é improvável.

Rodolfo abrantes disse...

Sinceramente não acredito que tenha acontecida um estupro, afinal ninguém é tão inbecil (mesmo sendo youtuber)a ponto de assumir um crime hediondo como esse na rede mundial de computadores.

Concordo que foi uma brincadeira sem graca e infeliz, mais só isso, mas pelo jeito já é mais que o suficiente para perdidas das feminista coroborarem a famigerada cultura de estupro, minha nossa até quando vocês irao continuar com esse discurso, os anos 80 já passaram e ainda estão no mesmo disco.

Estupradores são uma minoria, 90% dos homens odeiam e desprezam esse tipo rasteiro de ser humano, nos somos os primeiros a combater esse tipo de crime, nenhum homem de bem jamais iria apoiar ou defender um estuprador, nós temos nojo desses indivíduos.

Anônimo disse...

A cultura do estrupo é apenas uma das consequências da revolução cultural.

Inverteram os valores, ataque sistêmico a moral cristã/judaica, glamorizar o crime, liberdade sexual e .... Vocês queriam o que??????

O estrupo como ato normal vem a reboque, faz parte do pacote.

Anônimo disse...

Namorei um suposto feministo que tentou fazer sexo enquanto eu dormia. Isso é cultura de estupro: considerar normal o desrespeito ao consentimento da mulher porque ela é sua namorada (logo, sua propriedade).

Anônimo disse...

A agenda progressista da ONU já orientou a OMS que considere a pedofilia com uma doença. Assim, em um futuro bem próximo, os pedófilos não serão mais encarcerados, mas internados em hospitais.

Talvez, em algum dia, o estuprador também seja considerado um doente pela OMS.

Coisa que não duvido.

Anônimo disse...

Putz! A islamização ainda nem chegou ao Brasil, mas a cultura do estupro já.

Imagine quando os adeptos dessa religião forem uma parcelas mais significativa da população brasileira?

Cinto de castidade será item de segurança obrigatório.

Anônimo disse...

Adoro esses argumentos da esquerda.

Quando um homem faz algo de bom, foi apenas aquele sujeito; mas quando um sujeito faz uma "merda" todos os homens são assim.

Individualizam o bem ou a neutralidade, e socializam a culpa.

Simplesmente brilhante.

Anônimo disse...

Correção: Antes* fosse...

Anônimo disse...

Horroroso.

Anônimo disse...

Psicodelia argumentativa patética.

Reversão total da realidade.

Defesa de escroto misógino criminoso.

Fora a burrice extrema.

É estupro, não estrupo.

Anônimo disse...

Seria injusto, ilegal e desproporcional. Eu posso brincar do jeito que eu quiser, contanto que não ofenda diretamente a alguém. Só não posso dizer nome, local e data. Falar de forma genérica como ele falou não tem nada a ver. Muito mimimimimi por nada.

Anônimo disse...

Nem li. Ninguém liga pra merdas mentirosas que você fala, Rodolbosta mascunazi. Some.

Anônimo disse...

Ser cristão/ judaico não significa ser bom. Ter liberdade sexual não implica ter liberdade de estuprar. Só em cabeças limitadas como a sua.

Anônimo disse...

O combate à APOLOGIA AO ESTUPRO e CULTURA do estupro acontecerá até que isto deixe de existir. Mulheres merecem respeito não ser objeto de piada de estupro proferidas por bostinha.

Anônimo disse...

Felizmente para todos as mulheres e para desgraça bem merecida dele é de você que acha mimimi piada de estupro ele já está sendo punido. Eu quero que ele se foda. Ao não apontar os nomes o que ele fez foi ofender uma coletividade, um gênero. Ofendeu a mulher. Todas as milheres. Que se foda agora.

Anônimo disse...

Esses machos escrotos que acham que não é nada demais fazer piada de estupro mudariam de ideia se fossem enrabados enquanto dormem e os alvos das piadas fossem eles. Mas piada de estupro no rabo das mulheres é refresco para esses machinhos patéticos.

Anônimo disse...

Estava conhecendo um homem num app e ele tinha um bom papo estava muito entretida com ele e muito a vontade. depois de uns 40 minutos de bate papo ele me pede uma foto de longe (claro ne ele quis avaliar se estou ou nao nos padrões) disse que sou meio cheinha pra ele nao criar expectativas, o mesmo disse que isso nao seria problema.

mando a foto e em pouco menos de 2 minutos ele começa a se esgueirar para sair fora de mim e nunca mais me mandou mensagens.

é so mais um exemplo de como macho é superficial, nao estão nem ai para outros fatores alem da casca o conteúdo não diz nada.

titia disse...

Claro, 11:41. Porque na idade média não existia estupro. Nem no renascimento, nem durante a contra reforma, e muito menos na época de Cristo (que, não esqueçamos, era judeu). Na época em que bandido ia pra forca não existia estupro, aliás, nos países em que ainda tem pena de morte não existe estupro. Estupro só começou a acontecer depois que as mulheres decidiram não ser mais capacho de macho frouxo, homossexuais decidiram que não iam viver no armário pra os enrustidos não ficarem #xatiadinhos e outras minorias começaram a lutar por seus direitos. Estupro só apareceu na face da Terra quando o mundo deixou de girar ao redor do que os machos brancos, héteros e cristãos acham ou deixam de achar desejável 24/7 (dica: nunca girou). Aqui, o mesmo meme da internet pra você, pro Rodolfuher (cujo comentário eu nem li, mas sei que não tem nada que preste) e pro 07:05:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10212529280684672&set=p.10212529280684672&type=3

Pra quem não conseguiu ver a foto, o meme em questão diz:

O besouro rola-bosta vai você(s) embora.

titia disse...

12:01 manicômio judiciário até se curar. Se não se curar, não sai. Tipo Champinha, que tá cumprindo perpétua no manicômio judiciário porque psicopatia não tá cura. Tá achando ruim por quê?

12:06 porque cristão não estupra, né? Olha só os índices de estupro desse país, baixíssimos, e nas ocorrências registradas os estupradores são tudo muçulmano, umbandista, pastafari, pagão, cultista de Chutlu mas nunca um puro e nobre cristão. Vai arranjar uma rola pra chupar, seu xenófobo falacioso de merda.

12:11 "Ain, mulher só quer cafajeste, tudo interesseira, aihn mulher não é boa de matemática, mulher não entende nada de exatas, ain mulher não sabe dirigir direito, ain é melhor a mulher cuidar da casa porque é natural mulheres serem cuidadoras, todas as mulheres tem que parir porque toda mulher quer filho, ain mimimi mómómó pipipipipi".

Vai fazer projeção lá na casa do caralho, entendeu?

12:33 Artigo 287 do CP: Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime.

Detenção: 3 a 6 meses ou $$.

Conduta típica: Elogiar, exaltar, enaltecer criminoso ou vantagens do ato ilícito.

– Constitui incentivo indireto a pratica de crime.

E antes que algum dos mascus ofendidinhos venham reclamar que estou xingando e sendo grosseira: foda-se. Eu falo o que eu quiser e xingo quem que quiser, inclusive vocês, seus estupradores enrustidos de bosta.

Rafael Cherem disse...

Esse cara colocou fogo no próprio corpo,um menino seguiu o "exemplo" e quase morreu,deu no conexão repórter.Sempre foi imbecil,virou conservador de Internet o que agravou a situação.

Anônimo disse...

Rafael você pode nos mandar o link do conexão repórter com essa informação?

Anônimo disse...

Engraçado. Ele imagina mulheres com penis e logo diz que os tais teriam 30 centímetros. Criatura doida, para de confundir os estupros que acontecem no mundo real com suas fantasias molhadas. Eu ein.

Manoela disse...

Acho curioso que alguns homens considerem engraçado piada sobre estupro de mulheres, mas em situações que os envolvem eles ficam ofendidos. Quando um homossexual faz uma cantada eles se sentem ofendidos. Mas ao que se refere a mulher, temos que aceitar tudo e achar engraçado.

Anônimo disse...

Cultura de estupro?

Sim! Existe sim.

Os homens foram fazendo e as mulheres foram permitindo. É assim que uma cultura se desenvolve.

Anônimo disse...

12:01 - Ô sua anta, a OMS considera pedofilia como doença (transtorno mental) desde o CID 1, sua mula

E não só a OMS, como TODOS os catálogos de doenças/transtornos mentais do mundo, incluindo o da Associação de Psiquiatria Americana, seu imbecil

Não teve nenhuma "~agenda progressista~", babaca, e embora pedofilia seja doença, pedófilos (se pegos no ato) não são poupados pela justiça, seu bosta

Agora deu, a bola da vez da direita acéfala e necrosada é dizer q pedofilia "não é doença", não, pedofilia é "normal", vamos dizer mil vezes q pedófilo não é doente até a gente se convencer disso

Babacas, pedofilia é doença SIM, mas isso não significa e nem nunca significou pretexto pra se aceitar a pedofilia socialmente, inúteis, vão inventar sofismas na casa do olASNO do caralho

Quem justamente defende a despatologização da pedofilia são ativistas pedófilos; isto é... são vcs, direitebas câncervadores, quem defendem pedofilia, não a esquerda, retardados

Anônimo disse...

Eu disse que está ruim de lascar, isso vale para a gramática e para o conteúdo. Nada se salva.

Kasturba disse...

Pedofilia e Abuso de crianças e adolescentes são coisas completamente diferentes.
Pedofilia é uma doença. O pedófilo é aquele que sente atração por crianças (em geral pré-púberes) e isso afeta profundamente (e negativamente) sua vida. Mas se tratado (com terapia e/ou medicamento), o pedófilo pode conviver com sua doença sem nunca abusar de nenhuma criança.
O abusador é quem pratica o ato de violência sexual contra uma criança. E nem sempre o abusador de crianças é um pedófilo, isto é, nem sempre quem está praticando esse ato sofre do transtorno mental citado. Em outras palavras, muitas vezes ele é só um filho da puta mesmo, que quer demonstrar poder e acha que tem o "direito" de estuprar a filha, a sobrinha, a entrada, a neta, a vizinha, só porque ele é macho e seu pênis é o centro do mundo.
Abusadores têm que responder por seus atos (sejam eles pedófilos ou não).
Pedófilos precisam de tratamento, de forma que aprendam a controlar sua doença e não venham a se tornar abusadores.

Esse posicionamento de bolsominions e cia que se recusam a raciocinar e conversar sobre o tema, só torna o acesso ao tratamento das pessoas doentes (os verdadeiros pedófilos) ainda mais difícil. E sem tratamento, adivinha o que um pedofilo acaba se tornando?
Exatamente... Um abusador! E a quem isso pode interessar? Às crianças é que nao é. Mas suspeito que interesse aos bolsominions, que na realidade nao querem resolver problema nenhum, e sim encontrar bruxas para continuarem sua caçada.

Anônimo disse...

Por que ninguém faz piada de assassinato?

Anônimo disse...

Complemento ao comentário da Kasturba. Quase sempre um abusador costumeiro de crianças é um pedófilo. Pedofilia não tem cura embora o pedófilo possa optar por não abusar crianças ele vai sofrer por NÃO abusar. Por outro lado os filhos da puta que abusam ocasionalmente, mas não são pedófilos podem corrigir o comportamento e não sentir mais vontade de abusar. A pedofilia está relacionada ao desejo de poder e quebra das regras sociais. Nenhum transtorno mental está livre de sua dimensão social.

Anônimo disse...

Porque para os lindos piada só tem graça se tiver mulher sendo humilhada.

Anônimo disse...

"Os homens foram fazendo e as mulheres foram permitindo."

Oi?

Pessoa, você já ouviu falar em:

Opressão, violência, ameaça de violência, assédios, espancamentos, estupros, assassinatos, sequestros, casamentos por estupro, casamentos arranjados, prostituição, escravidão sexual, encarceramentos, enclausuramentos domésticos, isolamentos sociais, atrelamento imposto das mulheres aos homens, criação e fomentação de separações entre as mulheres e de 'rivalidades femininas' (colocar mulheres umas contra as outras), restrições da liberdade e de movimentos das mulheres, atrofiamento das capacidades atléticas das mulheres, imposições de padrões de 'beleza' e de códigos de vestuário 'feminino', interrupções sociais e econômicas das aspirações criativas das mulheres, corte da criatividade feminina, controle da consciência, proibições de estudar, impedimentos da educação e/ou de formação profissional, exploração do trabalho feminino pelos homens e controle do que as mulheres produzem, trabalho doméstico gratuito, obrigação de se ocupar do cuidado dos homens e de suas necessidades e desejos, imposição de gravidez obrigatória, imposição da heterossexualidade obrigatória; normalização, romantização e idealização da dominação/submissão heterossexual e dos abusos de poder do heterossexualismo em quase toda obra produzida, na publicidade, etc. e muito mais coisas semelhantes que manifestam e mantêm o poder masculino sobre as mulheres.

Agora pense em todas essas coisas acontecendo por séculos a fio, todos os dias, ao redor do mundo. Mas simplesmente "a cultura é algo que os homens foram fazendo e as mulheres foram deixando", né anônimo?

Anônimo disse...

Estupro já denota não permissão das mulheres, seu demente.

Mas segundo o machista uma cultura, qualquer cultura, só se desenvolve pelos homens, pelo que os machos fazem. Misógino de merda...

Anônimo disse...

É lamentável um fato como este, mas se existe criminoso, também existem os cúmplices, quem dá guarida, apoio e culpa quem sofreu a violência, diz que estava desacordada, bebido demais e foi tudo uma ilusão, caso tivesse realmente feito algo sentiria a pessoa tocar, abrir as pernas, ter a penetração, embora a vítima(culpada pelos juízes virtuais ou não) esteja com preservativos usados ao lado ou com o esperma da aberração nas coxas ou outras partes, sinais de ter sido usado de força como hematomas, arranhões. O problema é outro mais além, quem faz isso geralmente é um homem legal, bem considerado, respeitado, trata bem todos, mas faz isso para cometer perversidades muitas vezes e pior ainda quem ajuda e dá estrutura, espaldo para gente assim. Enquanto houver conivência, cumplicidade, tipos assim continuarão livres para continuar a agir e cada vez pior. Não são só homens que defendem tipos assim e culpam a vítima, muitas mulheres fazem isso também e não são poucas, algumas até entendem a "razão", defender o indefensável, outro absurdo.

Anônimo disse...

Como se 'radfem' precisasse de troll, já é por si só.

Anônimo disse...

Disse o mascutroll.

Anônimo disse...

- Por que ninguém faz piada de assassinato?

- Porque para os lindos piada só tem graça se tiver mulher sendo humilhada.

Mas não é difícil imaginar um assassinato como uma situação de humilhação. Então, embora isso seja parte do problema, tem de haver alguma outra coisa. Assassinato - mesmo o assassinato de mulheres - não é normalizado na nossa cultura como o estupro é.

Anônimo disse...

Tem no YouTube, eu acho

Anônimo disse...

Radfem não é esse demônio que Vocês pintam não. Existem as doidas extremistas, as trolls, mas também existem mulheres bem sensatas, que apenas divergem com as liberais sobre determinados assuntos