sexta-feira, 13 de julho de 2018

MISOGINIA, A VINGANÇA DOS NERDS

Não sei se foi alguém aqui nos comentários ou no Twitter que recomendou esses poucos comentários da comediante e jornalista americana Dana Schwartz sobre a misoginia dos nerds. A tradução foi cortesia de um leitor antigo e querido, o Koppe.

63 comentários:

Anônimo disse...

Hummm...Pelo que tenho visto, essa misoginia não se restringe aos nerds não.

Anônimo disse...

Esses caras não são nerds, esses caras são fracassados e ignorantes, sem talento nenhum para nada, que idolatram os tipos mais fúteis e superficiais de qualquer sociedade e por não conseguirem fazer parte desses grupos fúteis que idolatram e não terem o menor destaque entre eles, se acham ''nerds''. A indústria da tv e cinema estadunidense ajudou a alimentar esse mito de que esses caras seriam nerds.

Anônimo disse...

Vocês nos reprimiam na década de 90. Nos chamavam de virjões, mandava a gente crescer. Nerds e gamers sempre foram desprezados pelas mulheres.
Por que vocês querem que as aceitemos agora????

Anônimo disse...

Ôh anonimo das 13:33, ninguém quer que vocês "aceitem" agora, só é bom mostrar que cresceu evoluiu e amadureceu não? Afinal, eu era uma garota magrela, sem peito nem bunda que nem os nerds queriam na década de 90 sabe, e nem por isso hoje eu odeio todos os nerds, aceitação todo mundo quer e precisa na adolescência, alguns ficam sem, mas ainda bem que a gente cresce e se resolve (ou não).

Anônimo disse...

Ninguém precisa da aceitação desses caras babacas e fracassados, até porque as mulheres que eles chamam de ''tops'' continuam os desprezando ou então apenas os aturando por dinheiro, caso alguns deles tenham um pouco dinheiro e use-o para atrair essas mulheres por um tempo, usando-as como troféu, até elas darem corno e pé na bunda deles.

Esses caras que se dizem ''nerds'', não sei como se acham ''inteligentes'', apesar da grande maioria deles serem bastante ignorantes, fúteis e alienados, se acham ''bonzinhos, fofinhos e românticos'' e sempre promoveram o perfil da mulher ''loira, boazuda, fútil e burra'' como o padrão ideal deles.

Anônimo disse...

Homens bem sucedidos x Mulheres.

Nunca vi homens bem sucedidos, mesmo os mais velhos, com mulheres feias.
Sempre com mulheres atraentes, formosas e jovens.

Eu vejo que: Esses tipos de homem podem ter muitas mulheres e elas são seus brinquedos pessoais sim. E é um brinquedos muito caro.

Não tem discurso que mude isto.


titia disse...

13:33 quem disse que queremos vocês, poríferos? O que exigimos não só de vocês mas de qualquer um é o respeito que se deve a seres humanos - que quer vocês aceitem ou não, mulheres também são e não, mulheres NÃO são seres humanos de segunda categoria. Mais nada. Podem nos detestar e manter distancia pra sempre se quiserem, a gente mais que agradece.

E eu morreria de dó do seu chorinho se não tivesse vivido na década de 90 e soubesse exatamente como e em quem vocês descontavam as suas frustrações: em cima de pessoas como eu, que eram introvertidas, tímidas e não se encaixavam nas 'panelinhas'. Iam babar ovo da garota bonitinha que vocês achavam que tinha a obrigação de ficar com vocês, e quando levavam um 'não' vinham pra cima da gente com ofensas, humilhações públicas, agressão verbal e no caso das meninas, assédio sexual - nem tente negar porque eu sofri assédio sexual dos mesmos babacas que diziam que eu era a criatura mais feia e repugnante em que já botaram os olhos.

Se ainda tem gente mandando vocês crescerem, bostinha, é porque vocês PRECISAM fazer isso. A prova maior é essa aí, você vindo choramingar no blog da Lola que as meninas que você queria no ensino médio não te aceitavam e por isso todas as mulheres devem pagar. Quem já cresceu sabe muito bem que o mundo não gira ao seu redor, que as coisas não acontecem só porque você quer, e que nenhuma mulher te deve NADA além de respeito à sua dignidade humana. Se você ainda não aprendeu isso você não cresceu; envelheceu mas amadurecer que é bom, nada. Então CRESÇA de uma vez, porra! Ande logo!

E quanto à acusação de 'virjões', bom, de que mais a gente chama um mané que vê uma bunda e faz maior auê? Que vê bico de peito e reage como se tivesse acabado de descobrir a lua? Que fica com frescura por causa da cor, do tamanho ou dos pelos da buceta? Que lincha mulher por ter vibrador, transar com quem quiser, se masturbar? Virjão, filho! E vê se entende de uma vez: "virjão" não é o cara que não transa, é o cara QUE NÃO CONSEGUE LIDAR COM O SEXO COM A MATURIDADE E A NATURALIDADE QUE O ASSUNTO EXIGE! Entendeu agora a diferença entre 'cara virgem', o que é absolutamente ok ser, e 'virjão' - traduzindo, moleque idiota, imaturo, babaca e incapaz de lidar com sexo a tal ponto que nem deveria pensar em fazer - ou ainda precisa desenhar?

Anônimo disse...

O cara passa a juventude sendo rejeitado, dai devido a se dedicar aos estudos se torna financeiramente bem sucedido e do nada surgem um monte de 'pretendentes carinhosas e atenciosas' queriam que o cara não ficasse cético em relação as mulheres em geral?!
Mulher e utilitarista mesmo, esta e a verdade.

Anônimo disse...

Esses sujeitos são tipos bem parecidos com os supostos nerds de comercial de cervejão. Uns caras machistas, racistas, preconceituosos, vulgares, frívolos e chegados a todo tipo de lixo, mas por não possuírem o padrão de beleza e estilo que os tipos de mulheres que eles desejam gostam, eles milagrosamente viram ''nerds''. Tem um mascu naquele forum de jogos da uol que confessou que só lê auto-ajuda, um péssimo gosto que é bem típico dessa gente mais reacionária.

Na maioria das vezes esses mascus chamam as mulheres de burras, criticam mulheres que bebem álcool, falam que são caseiros e tranquilos. Porém esses caras só vivem atrás de mulheres que fazem exatamente tudo aquilo o que eles dizem condenar em uma. Tudo! Exemplo, tem mascu que diz odiar micaretas, mas só vive correndo atrás justamente de mulher micareteira, levando fora delas e depois vão choramingar pela internet que ''mulher não gosta de homem bonzinho''. Coerência zer0. Enquanto muitas mulheres que não gostam desse tipo de evento, são vistas por eles como ''feias, sem graça, chatas, entediantes, depressivas''. Pois, o mesmo as cobiçadas micareteiras pensam deles, mas eles não querem aceitar isso de jeito nenhum, esses sujeitos não toleram levar fora porque apesar de fracassados, eles se acham ''deuses'' que não entendem por que são tão rejeitados. Falam que são tímidos e rejeitam mulheres tímidas, aliás já vi mascu dizer que não existe mulher tímida, pois é tudo ''vadia'' e quando aparece uma mulher tímida, falam que é chata. Eles não podem ser considerados chatos de jeito nenhum. O mesmo serve para os mascus que se dizem gamers e menosprezam e até ofendem mulheres que gostam de games.

De acordo com esses sujeitos, uma mulher para ser atraente, feminina etc de acordo com os padrões deles, ela deve odiar tudo o que ele gosta. Pois o que ele diz gostar e fazer, é só coisa de ''macho'' (mascu). Quando encontram alguma mulher no perfil que eles acham virtuoso, desprezam se for fora de algum padrão estético que valorizam como ser branca, loira de cabelo liso, olhos claros, ''boazuda'', etc. Ofendem também os eleitos dessas mulheres, acusando-os de serem ''cafas e bandidos'', mesmo que não sejam nada disso. Por essas e outras que esses sujeitos andam sempre frustrados e enraivados com o mundo. E se tornando muito perigosos.



Anônimo disse...

Esses caras são um bando de fanfarrões mimados, eles não temem mulheres, eles apenas supervalorizam determinados padrões estéticos como o de panicat por exemplo e outras futilidades. As mulheres é que devem teme-los. Então quando levam levam fora, posam de vítimas e coitadinhos.

titia disse...

14:36 e homem não é? Passa a vida inteira desprezando as meninas que não estão no padrãozinho Barbie de beleza, ofendendo-as, humilhando-as e tratando-as como lixo. Não importa se elas são pessoas interessantes, gentis, doces, que os gostos e a personalidade delas combinem com as suas. Se a menina não serve pra ser troféu, pra causar inveja em outros machos, ela é lixo e tem mais é que morrer por se atrever a se interessar por vocês.

Vê, depois esses merdas reclamam que só atraem interesseiras, como se eles mesmos não fossem uns interesseiros escrotos querendo apenas mulheres que possam ser usadas como troféu e de vez em quando sirvam de boneca inflável viva pra eles descarregarem o saco. Depois quando as mulheres pensam mil vezes antes de aceitar qualquer tipo de relacionamento com esses trastes elas é que são as vadias interesseiras e misândricas que tem que morrer. Comprem logo uma boneca inflável e deixem a gente em paz.

Anônimo disse...

Isso é nojento, mas não há nenhum discurso tentando mudar isso. Lembrei agora de algo que meu pai me disse uma vez:

O problema da mulher é que ela se vende. Basta ser bonita pra se vender pra um cara muito mais velho ou muito feio ou violento. É só o cara ter dinheiro.

Vejo que certos homens veem as mulheres como objetos com diferentes preços porque muitas delas se colocam nessa posição. Há a mercadoria e há o comprador.

Anônimo disse...

É não são vocês que querem essas utilitaristas?

Anônimo disse...

Acho compreensível. Antes de se tornarem bem-sucedidos, os nerds comumente são rechaçados e humilhados pelas mulheres. Quando a grana começa a entrar e eles "magicamente" se tornam atraentes, chega a hora DELAS receberem o troco, não? Não que eu ache que deva ser assim, mas é justo.

Anônimo disse...

Anon bobalhão das 14:18:
"Nunca vi homens bem sucedidos, mesmo os mais velhos, com mulheres feias.
Sempre com mulheres atraentes, formosas e jovens"

kkkkkk... em que planeta vc vive?? Pois eu já vi muitos desses tais homens "bem sucedidos" com vários tipos de mulher, bonitas, feias, ricas, pobres, altas, baixas, gordas, velhas, igualmente bem sucedidas, etc. Cara, na boa, você assiste muita novela, muito filme besteirol, lê muita revistinha e site de celebridades e fofocas, muita revista Caras... Que tal sair desse mundinho fechado e ver um pouco da vida real, hein?

"Eu vejo que: Esses tipos de homem podem ter muitas mulheres e elas são seus brinquedos pessoais sim. E é um brinquedos muito caro.
Não tem discurso que mude isto."

Não, nunca. Mulheres não são e jamais serão brinquedos pessoais de ninguém. Mais uma vez, saia, abra a cabeça e tome um chá de realidade. Não é porque vc vê novela demais ou acessa somente certo tipo de conteúdo ou vive preso num mundinho que te empurram goela abaixo ou que vc considere ideal, que a humanidade inteira seja exatamente assim ou tenha que ser assim.

Anônimo disse...

Vcs vão falar do caso Douglas Sampaio, que foi falsamente acusado pela namorada de agredir ela e então ela foi desmascarada pelas câmeras de segurança brigando com outra mulher

Anônimo disse...

Pelo menos no meu meio social e profissional não convivo com esse tipo de mulher oprimida. A minha é muito bem resolvida em nossa vida pessoal e bem sucedida profissionalmente, nunca se achou vítima de nada e venceu sem precisar ter recalque contra homem ou mania de perseguição. Aliás, minha superior imediata,diretora por sinal, é mulher e uma puta profissional, ela também nunca precisou de coitadismo para alcançar sucesso.

Convivo apenas com mulheres que, pelo menos aparentemente, estão felizes em seus relacionamentos e vida profissional, alcançaram o que puderam sem esses obstáculos invisíveis que são alegados muitas vezes aqui.

Enfim, só um contraponto até para este comentário da comediante, pois para muitos (e muitas também) esse cerceamento de direitos e opressão misógina simplesmente não existe, talvez se o tempo gasto subsidiando este embate imaginário fosse despendido trabalhando, se capacitando e cuidando de sua família vocês não tivessem tanto ódio dos homens.

Só uma sugestão, tentem ser menos raivosas e mais felizes!

Anônimo disse...

Tem sim muitos homens ricos e bem sucedidos, principalmente na Europa, com mulheres fora do ''padrão mascu'', são mulheres bonitas ou as vezes nem tanto, desde que façam um estilo mais classuda e que não tem nada a ver com tipo bombada. Esse perfil ''panicat'', bombada é mais pro povão, os aristocratas e bilionários não ligam para o ''padrão mascu'', podem até casar com mulheres com perfil de top model (alta e magra), ou até gordinhas, negras, asiáticas ou mestiças, mais velhas que eles. Mas esse tipo ''bombada'', nem em pesadelo, isso é considerado muito vulgar, sem classe, brega e bem povão. O gosto de ricos cafonas tipo o eike batista e seus filhos horrendos já não contam mais depois que caíram em decadência.

Que tanto de mascu é esse que se tornou rico e bem sucedido e ainda mais estudando? Não existe. A maioria dos mascus são uns fodidos. Nos forums de mascus só tem fracassado de todas as formas e mentirosos compulsivos. Não são nerds tbm, nem inteligentes, nem nada, se fossem não estariam reclamando tanto que são pobres. Mascus são sujeitos que tentaram ser playboys, fracassaram e depois passaram a posar de ''nerds'', são obcecados com o perfil bombado. De nerds esses brucutus não tem nada. Alguns nerds de verdade que ficaram bilionários inclusive no meio da informática e internet, viraram alvo de ódio de mascus justamente pq eles não se casaram com loiras bombadas. Esses tipos acabam sendo ''musas'' apenas de desses homens misóginos e fracassados.

Anônimo disse...

A obcessão desses sujeitos por gente bombada é doentia, naqueles forums eles idolatram homens bombados e alguns até chamam de ''gays'' homens que não se sentem atraídos por mulheres tipo panicat ou mulher-fruta. Naquele forum do legado rebostalista, teve até um caso de um mascu que morreu de tanto tomar bomba.

paulista 2018 disse...

Sou um cara mais do que comum. Magrelo, sem grana mas, com um ótimo senso de humor, educado, tocava meu violãozinho..."Apesar" disso tudo, se n não fui o cara mais pegador, ao menos nunca tive carência afetiva/sexual pois namorei bastante, conheci mulheres maravilhosas ao longo da minha vida... Este paradigma dos chamados nerds, só posso concluir um desajuste emocional enorme...Cheguei à conclusão de que as mulheres (ou parte delas) gostam de homens divertidos, leves, sem essas encucações doentias...

Anônimo disse...

É interessante, vc sempre vê inúmeros comentários masculinos aqui, sempre tentando menosprezar as opiniões contrárias as deles.
Tentam se fazer de bonzinhos, negar a realidade, dizem que na vida deles nada disso acontece, como o anon das 18:28.
A misoginia não só existe como afeta todas as mulheres, todos os dias das nossas vidas.
A diferença é que essa nova geração de mulheres não pretende mais aturar abusos de homens, isso deixa eles histéricos. As mulheres já não dão tanta importância à opinião deles, isso deixa eles raivosos.
A mudança chegou, vai ficar e se expandir. Lidem com esse fato

Anônimo disse...

a verdade é q homens são hipócritas

julgam as mulheres "utilitaristas" (sic), mas só saem com elas (pagando, claro)

acham "ruim", mas não largam o osso, e depois querem reclamar, babacas

Anônimo disse...

"A individualidade da fêmea, da qual o macho é intensamente consciente, mas com a qual ele é incapaz de relacionar-se, de compreender ou alcançar emocionalmente, o assusta, o perturba e enche-o de pavor e de inveja. Assim, ele nega a individualidade da fêmea, e se dispõe a definir todo mundo, ele ou ela, em termos de função ou de uso, assegurando para si, logicamente, as funções mais importantes – médico, presidente, cientista –, a fim de dar-se uma identidade, se não uma individualidade, e convencer, a si mesmo e às mulheres (teve melhor êxito convencendo as mulheres) que a função da fêmea é conceber e criar filhos e relaxar, confortar e impulsionar o ego do macho; que sua função é, em suma, tornar-se trocável por qualquer outra fêmea."


Machos criam uma sociedade baseada em funcionalismo e utilitarismo, mas são as mulheres que são as utilitaristas. Sei....

Anônimo disse...

Incels e feministas radicais, duas faces de uma moeda perversa, fanáticxs que pregam o ódio na linha do "dividir para conquistar " e do "quanto pior melhor". Seus patrocinadores secretos como o bilionário tóxico George Soros, sorriem ao ver as pessoas se digladiando enquanto o sistema capitalista segue firme e forte.

A luta pela igualdade total entre TODXS xs humanxs e pelo fim do capitalismo são as únicas formas de resolver não só esse, mas também quase todos os problemas do mundo.

Como anarquistas, entendemos assim e chamamos a todxs para superar os ultrapassados preconceitos de gênero, etnia, cor, orientação sexual, religião etc,esquecer diferenças e concentrar esforços na luta pelo fim do sistema. E já!

Anônimo disse...

Os nerds são os caras que menos namoram, não faz sentido direcionar as críticas feministas a nós nerds, pq eu me considero um cara nerd, ainda não namorei e nunca desrespeitei ninguém, o que é uma obrigação de todo ser humano. Vão direcionar a críticas de vcs a quem realmente importa, os cafas da vida!! Deixem os nerds em paz.

Anônimo disse...

Não sei quanto a vocês, mas vi e vivi coisas totalmente diferente de muitos discursos.

Houve uma época que alguns colegas tinham uma moto chamada CB 400, e na garupa delas, nunca faltou uma mulher bonita.

Possui um Puma GTE 1977, em certa época. Não tinha dinheiro nem para um jantar, mas não faltava mulheres bonitas no banco do carona.

Até hoje não sei quem era o troféu (se eu, ou elas). Mas tudo isso não importa, só sei que curti mmmuuuuiiiiiiitttooooo.

Deixando o discurso hipócrita de lada, não acho quem homens e mulheres mudaram muito de lá para cá.

Anônimo disse...

No inicio da nossa história, as mulheres escolhiam seus machos, aqueles que eram bons caçadores, com essa habilidade estaria garantida a alimentação do grupo.

Avançamos no tempo e o escolhido passou a ser o melhor lavrador ou melhor criador de animais de pastoreiro.

Alguns séculos depois o mais hábil com espadas, arcos e flechas.

Depois os artesões mais talentosos.

Na sequencia, os que mais acumulavam mais capital.

Hoje a moeda é outra, mas mesmo assim é uma moeda.

Encaremos a realidade amigos: Sem nenhum recurso especial ou talentos não seremos escolhidos como parceiros.

Anônimo disse...

Gente, eu sou mulher e não posso negar que tem milhões de mulheres que se vendem sim.Até por uma porção de filé com feitas mais cerveja na noite. Vendem a beleza,o corpo e a barriga. Isso o feminismo não pode negar e não é opressão, elas gostam mesmo.Minha prima odeia trabalhar e é sustentada por um cara Velho casado.Ele pagou a Faculdade dela.Ela ama essa vida é debocha das que falam pra conquistar algo.Isso tem aos montes e nunca vai mudar,principalmente mulher gata,jovem e de família pobre!

Rafael Cherem disse...

O cara que foi nerd e conseguiu alguma coisa na vida estudando com certeza evoluiu seu modo de pensar e agir.Já p adultescente é o sujeito que rejeita crescer,e agora está armado e é perigoso.

Anônimo disse...

Não acho. Esses que saem com as utilitaristas sendo eles também utilitaristas não reclamam delas. Quem reclama são os caras fracassados que querem um troféu mas não tem dinheiro pra bancar essas mulheres.

Anônimo disse...

Quem falou em mascu? Anónimo de 18h43min? O texto é sobre nerds. Percebo mais uma vez que as leitoras desse blog taxam de mascu todo mundo que não pensa igual elas.

Anônimo disse...

Se você namora com um nerd, ou com uma nerd: Casa-se.

A possibilidade dele(a) ser bem sucedido(a) é enorme, e lhe levará junto.

O resto é estoria para boi dormir.

Anônimo disse...

homem tem q deixar de ser trouxa

pq eles sempre vão ter a mulher q merece

"ain, acho rwin a miuié sair comigo só pq eu tenho carru"

mas se aparece uma, vc pega na hora, idiota

quem alimenta o "utilitarismo" nas mulheres é o utilitarismo dos homens, hipócritas

Anônimo disse...

Pode ser q não faltasse mulher na sua carona pelo simples fato de vc talvez ter sido um homem interessante, agradável de ficar por perto. E pouco se lixavam para a marca do seu carro. Já parou para pensar nisso? Sera mesmo que a mulher da tanto valor assim a bem material acima de qualquer coisa? Não dá para extrapolar o gosto e o comportamento de um grupo para todas.
Acho que esse estereótipo de mulher interesseira, que só quer dinheiro é cria da sociedade patriarcal mesmo, que estabelece esses papéis de gênero. Então não adianta culpar as mulheres por situações que elas não criaram, mas que certamente foram bombardeadas com isso desde que nasceram. A mentalidade da sociedade é que precisa mudar.

Anônimo disse...

Mas isso aí é para todo mundo.

Rafael Cherem disse...

A realidade não mostra isso aí,ap contrário,em um país como o nosso estudar nem sempre é sinônimo de sucesso financeiro.

Manoela disse...

Concordo. Inclusive vejo e conheço muito homem reclamando de mulher interesseira, mas eles próprios se esquecem das inúmeras vezes que escolheram as mulheres bombadas enquanto que as consideradas feias são ofendidas pelos homens sofridos e bonzinhos. Eles agem de forma semelhante as mulheres que eles criticam e chamam de interesseiras. E tem muito homem com mulher mais velha pelo dinheiro apenas. Isso eles não criticam

Anônimo disse...

A necessidade masculina de reduzir a fêmea a um animal, a uma Mamãe, a um macho, tem motivos tanto psicológicos como práticos. O macho é simplesmente um membro da espécie, suscetível de ser trocado por qualquer outro macho. Não possui uma individualidade profunda, pois a individualidade se origina na curiosidade, naquilo que se encontra fora de si mesma e que a absorve, aquilo com o que alguém se relaciona. Os machos, completamente absorvidos por si mesmos, capazes de se relacionarem somente com seus próprios corpos e com suas sensações físicas, diferem entre si somente pelo grau e pelas formas como tentam defender-se contra sua passividade e contra seus desejos de serem fêmeas.

Anônimo disse...

Antigamente o cara para ser tachado de nerd precisava ser inteligente.
Hoje qualquer idiota que goste de video game, mangá e essas coisas automaticamente é "nerd".
Eu era considerado nerd na escola, mas isso nunca me abalou. Ganhava as meninas na conversa e namorei algumas muito bonitas até.
Essa molecada de hoje em dia é diferente, não sei qual o problema deles.
Eu fui "nerd" e continuo muito bem resolvido, amando as mulheres e curtindo a vida numa boa.
(só não amo as raivosinhas que chamam homem de "lixomem", "anomalia y" e essas bobagens todas que vemos no feminismo de feicibuqui atual. Na verdade, essas são os tais "mascus" com sinal invertido. Só carregam ódio e tristeza)
Charlie

mh disse...

A culpa é do meu pai...
Quando eu fiz 15 anos, meu pai me deu de presente de aniversário (entre outras coisinhas) uma caixa de ferramentas e me ensinou a usá-las.
Já tinha me ensinado outras coisas importantes, como mínimo necessário para trocar uma tomada, instalar um interruptor, fazer gambiarra para colocar luz na churrasqueira, usar uma chave de rodas e trocar um pneu, limpar velas de ignição, verificar óleo e água do radiador de um carro. Me ensinou como agir em vários tipos de imprevistos.
Mas ao final do "curso" do uso das ferramentas, veio o principal motivo pelo qual eu dou bola para nerds ou não. Eu entendi bem que estava me dando um ensinamento para a vida toda. Meu pai disse:

"Então tá, minha filha. Saiba então que na tua vida, só vais 'dar' para quem tu quiseres e não porque precisa."

O principal ensinamento que veio junto com as ferramentas eu entendi: há homens se utilizam de qualquer poderzinho que possam ter sobre as mulheres para agredi-las, obterem os tais "favores sexuais", para humilhá-las por não terem, por não saberem ou qualquer coisa assim.
Meu pai me ensinou uma vacina contra os ensinamentos que pais, mães, irmãos, tios, primos ou até o dono do armazém ensinam para os meninos: autonomia, independência e tantas outras coisas com uma caixa de ferramentas!

Aninha disse...

Eu não sei, vejo muita gente falando isso, mas eu conheço tantos caras Nerds que são pessoas maravilhosas. Tantos amigos passaram por essa adolescência merda e hoje são adultos incríveis, entre eles me sinto muito bem. Nunca conheci esses nerds, não tô dizendo que não existem, mas para minha realidade é muito raro. Agora cara que era o bonitão pega todas da escola e hoje continua muito babaca eu conheci vários.

Anônimo disse...

Não há razão humana que justifique o dinheiro nem que alguém trabalhe mais do que duas ou três horas por semana, no máximo. Todos os trabalhos não criativos (praticamente todos que são feitos agora) poderiam ter sido automatizados há muito tempo, e numa sociedade sem dinheiro todas poderão ter tudo do melhor que desejarem. Mas as razões que mantêm este sistema, baseado no dinheiro e no trabalho, não são humanas, são masculinas:

1. Xana: Desprezando seu ser altamente inadequado, dominado por uma ansiedade intensa e por uma profunda solidão cada vez que se encontra consigo mesmo, com sua natureza vazia, o macho se fixa desesperadamente a qualquer fêmea, com a vaga esperança de completar a si mesmo, e se alimenta da crença mística de que, pelo mero fato de tocar ouro se transformará em ouro; ele anseia a constante companhia das mulheres, prefere a companhia da mais inferior das fêmeas à sua própria ou à de qualquer outro homem, que só lhe servem para lembrá-lo da sua própria repugnância. Mas a menos que elas sejam muito jovens ou estejam muito doentes, para sujeitar as fêmeas à companhia do macho é preciso obrigá-las ou suborná-las.

2. Proporcionar ao macho (incapaz de relacionar-se com os outros) a ilusão de utilidade, e lhe permitir tentar justificar sua existência cavando buracos e voltando a enchê-los. O tempo ocioso horroriza o macho, pois ele não tem nada para fazer a não ser contemplar sua personalidade grotesca. Incapaz de relacionar-se ou de amar, o macho trabalha. As fêmeas almejam as atividades absorventes, emocionantes e significativas, mas, na falta de oportunidade ou de habilidade para isso, preferem a ociosidade e passar o tempo do modo que elas escolherem: dormindo, fazendo compras, jogando boliche, sinuca, cartas e outros jogos, praticando tiro ao alvo, procriando, lendo, passeando, sonhando acordadas, comendo, brincando consigo mesmas, tomando pílulas, indo ao cinema, fazendo análise, viajando, criando cachorros e gatos, refestelando-se na praia, nadando, assistindo a TV, escutando música, decorando sua casa, dedicando-se à jardinagem, costurando, indo a clubes noturnos, dançando, fazendo visitas, “desenvolvendo seu intelecto” (fazendo cursos), e absorvendo “cultura” (conferências, teatro, concertos, filmes “artísticos”). Assim, muitas fêmeas, inclusive no caso de uma completa igualdade econômica entre os sexos, prefeririam viver com machos ou vender a bunda na rua, para terem a maior parte de seu tempo, em vez de passar várias horas diárias aborrecendo-se e imbecilizando-se, realizando, para outros, trabalhos não criativos, embrutecedores, que as transformam em menos que animais, em máquinas, ou, no melhor dos casos, – se conseguem obter um “bom” emprego – co-dirigindo o monte de merda. Portanto, a destruição total do sistema baseado no dinheiro e no trabalho, e não a obtenção da igualdade econômica com os homens dentro desse sistema, é o que libertará as mulheres do controle masculino.

Anônimo disse...

00:26 retardado que fica enfiando xis nas palavras como um demente, o bilionário George Soros financia é a sua ala do masculinismo, o transativismo, não o feminismo radical. Parem de se projetar, seus porras, pedaços de merda. Acorda pra vida!

Anônimo disse...

As provas estão na internet para quem quiser ver (e pra quem ainda não acredita no que dizemos, nas verdades que trazemos à tona):

https://www.washingtontimes.com/news/2016/aug/11/george-soros-the-money-behind-the-transgender-move/

http://thefederalist.com/2018/02/20/rich-white-men-institutionalizing-transgender-ideology/

https://tobefree.wordpress.com/2016/08/23/the-money-behind-the-transgender-movement-billionaire-george-soros-opens-his-wallet-to-transform-america/

Anônimo disse...

3. Poder e controle: Incapaz de dominar as mulheres em suas relações pessoais, o macho consegue o domínio geral por meio da manipulação do dinheiro e de tudo aquilo que o dinheiro controla, em outras palavras, tudo e todo o mundo.

4. Substituto do amor: Incapaz de dar amor ou afeto, o macho dá dinheiro. Lhe faz sentir-se maternal. A mãe dá o leite. Ele dá o pão. Ele é o Provedor do pão.

5. Fornecer ao macho um objetivo. Incapaz de aproveitar o momento, o macho necessita de um objetivo para aguardar com interesse, e o dinheiro lhe proporciona um objetivo eterno, sem fim. Pensa no que se pode fazer com 80 trilhões de dólares – invista-os! E em três anos terá trezentos trilhões!!!

6. Proporcionar ao macho a máxima oportunidade para manipular e controlar os outros: a paternidade.

Anônimo disse...

Eu já tive um namorado nerd, cujo qual amava muito e sempre o incentivava a conquistar seus sonhos. Acabou que ele preferiu as lolitas 2d, não chamavam a atenção dele quando ele fazia merda.

Marcos Sousa disse...

Gente, a grande maioria aqui, está confundindo "Nerd" com "Perdedor". O Movimento Nerd surgiu nos Anos 80, donde um jovem (normalmente adolescente) tinha uma afeição descomunal por tecnologia e novidades eletrônicas. Gostavam de Gibis, filmes de Super-Heróis, se fantasiavam dos seus ídolos das revistinhas, se reuniam para tratar de assuntos nerds e jogar RPG.

Os considerados "normais" (os que não estudava, e bebiam sem se importar com o futuro), tratavam os nerds como idiotas, que nunca iam conseguir namorada, que passavam o dia no computador e a noite se masturbando por personagens de desenho e seriado japonês.

Não é (e nunca foi) bem isso. Primeiro: a grande maioria dos adolescentes tem certa dificuldade de namorar ou manter um namoro - só os nerds. Segundo: qual o jovem (e adulto, também) não se masturba?

Esse texto dessa moça, só mostra o quão preconceituosos são as pessoas com o "Verdadeiros Nerds", pois, o mito de que o nerd é um perdedor, vem dos verdadeiros perdedores que não tinham jeito com as meninas, e para se "defender", se auto-afirmavam "Nerds", apropriando culturalmente do verdadeiro Movimento Nerd - pois, se "supostamente" os nerds não tinham namorada (o que é uma mentira deslavada; eles namoravam no grupo fechado deles mesmos), os perdedores e sem-competência, usavam a desculpa de serem supostamente "nerds".

É o mesmo que você usar drogas (nada contra quem usa) e para justificar o uso, se apropria do Movimento Heavy Metal para fazer coisas que nem todo heavy metal usa, como drogas - os caras do Iron Maiden são contra as drogas, por exemplo, mesmo bebendo muito álcool...

(Continua)

Marcos Sousa disse...

Quem frequenta ou já foi ao menos uma vez as Feiras Científicas e Culturais do Movimento Nerd, vê que não tem um nerd (fora os pré-adolescentes e adolescentes jovens, por conta da falta da experiência) que fica sozinho, que não curta uma bebedeira, uma diversão, conhecimento de pessoas legais do mundo todo, troca de valores culturais, tecnologia, saraias com os grandes dubladores, autógrafos, e compra de livros e revistinhas dos ídolos Geeks (desenhistas, chargistas, escritos, empresários, produtores, diretos, atores, etc.), além de premiação à melhor fantasia.

Os nerds podem ser tudo o que vocês quiserem, menos perdedores. São pessoas que valorizam as culturas de todos os povos (não só a dos japoneses, como a maioria das pessoas pensam); são pessoas (diferente dos intelectualoides que vão a museus, e comentam com "blasé" coisas que eles mesmos não entendem ou gostam) que se coloram uma charge de um africano, ele saberá quem foi o desenhista e diz como é o traço daquele desenho.

Nerd é muito é inteligente, antenado com tecnologia, e sabem criticar artes Nerds e Geek, como um verdadeiro cinéfilo conhece e critica muito bem os o Filmes B da Hungria - boa partes dos nerds, também são cinéfilos.

(continua)

Marcos Sousa disse...

Então, em suma: Primeiro, quem diz que o cara que não conseguem namorada são necessariamente "Nerd", é um mal-caráter que, precisou se apropriar do Movimento Nerd para justificar suas "derrotas amorosas" se auto-denominando nerd - logo, as pessoas sempre tenderam a acreditar que "nerd era sinônimo de perdedor"; pois na realidade, os nerds sempre namoraram entre si, e o "Nicho dos Nerds" é muito fechado, mesmo eles aceitando muitos "Outsiders" hoje em dia, o que infelizmente, vem "contaminando" tal Movimento com pessoas curiosas e mal-intencionadas - vide, aqueles babacas do Pânico, que estragaram várias fantasias dos nerds, lambendo as maquiagens das meninas nerds que, por serem bonitas e vestidas de super-heroínas, acenderam o fetiche escrotos daqueles "repórteres" sujos do Pânico.

Segundo: dizer que nerd é aquele que passa a vida estudando, sabe tudo de computador, usa roupas "almofadinhas", são desengonçados, e não conseguem namorada, é tão preconceituoso quanto dizer que o negro, para ser aceito na sociedade, tem que ser o "bonitão, fortão, pegador, pauzudo, e grosseiro"; a mulher negra (de acordo com o mesmo preconceito), tem que ser grossa, falar alto, fazer confusão e estar disposta ao sexo quando os outros bem-entendem. Também, é o mesmo que dizer que, nós nordestinos, temos a obrigação de gostar de forró, entender de culinária típica, usar a "peixeira" (¬¬..) para "resolver os nossos problemas com nossos inimigos", e falar com o português mal-falado - na realidade, nosso dialeto é arcaico, não errado; falamos palavras e expressões que não se usa mais em outros lugares, como: "avexar", "aperrear", "arribar", e "futucar".

(Continua)

Marcos Sousa disse...

Ou seja: essa moça que escreveu esse texto nesta Rede Social, dizendo que os nerds "usam de vingança infantil, pois, no passado foram preteridos pelas meninas", é só mais uma preconceituosa, que usa de estereótipos e que, de forma mais machista até que esses "supostos nerds que pensam assim (ontem me humilharam, hoje eu humilho) para sujar ainda mais esse Movimento Científico e Cultural, que movimentam milhões de dólares pelo mundo, onde a Agenda já está lotada em muitos anos antes, e que infelizmente é deturpado por pessoas que não tem capacidade de conseguir as coisas, se auto-identificam com os nerds, pois por serem uma comunidade fechada (hoje bem mais aberta que antes), nunca vêem um nerd namorando - na realidade, eles namoram - e muito! - entre eles mesmo...

Entrem em sites nerds e geeks, e verão o quão maravilhosa é essa cultura, e que, diferente do que a maioria pensa, é um movimento que ensina História (RPG), Geografia (Call Of Duty), Matemática, Física, Astronomia, Esportes, Artes (todas elas, como cênicas, desenho, cartuns, plásticas) e encontro de pessoas do mundo inteiro e suas respectivas culturas.

Então, pensem bem, antes de postarem coisas sobre nichos culturais: talvez vocês não estejam tão despojados de seus preconceitos e paradigmas estereotipados. Todos temos preconceitos, mas nem por isso, vamos usar da verborragia para atacar e contar piadas sobre pessoas e culturas que não conhecemos -, essa piada dessa moça dessa Rede Social, é tão escrota e preconceituosa, quanto àquela do Cocielo sobre o Mbappé...

¬¬...

Anônimo disse...

É assim mesmo. Conheço vários tipos assim, nerds antissociais que ficavam romantizando os relacionamentos esperando resgatar uma donzela à cavalo só que como isso não existe, ficavam na mão literalmente e reclamando 'mimimi molier só quer cafageste mimimi molier não valoriza homens de bem mimimi odeio molieres enteresseiras'.

Aí esses caras cresceram, começaram a ganhar bem e usam o fato de terem melhorado o padrão de vida como uma espécie de 'vingança', como se o fato do cara trabalhar e ganhar bem fosse grandes merdas pra atestar caráter, honestidade e idoneidade.

Agora eu acho o seguinte, as pessoas costumam de orgulhar e utilizar como meio de se aproximar socialmente não só de mulheres mas de qualquer pessoa, no geral, o que elas tem de melhor a oferecer. Por exemplo, um artista puxa assunto com alguém sobre arte, uma pessoa simpática e sociável utiliza seu carisma, já uma pessoa introvertida usa a introversão como uma espécie de charme, e por aí vai. Já esse nerd idiota usa o trabalho e o salário pra tirar onda. Ou seja, se o que o cara tem de melhor pra oferecer é mostrar que ele trabalha (algo que 99% da humanidade faz) e a grana que ele ganha, imagina que bosta de ser humano vazio esse cara deve ser? Por isso eu tenho um misto de pena com vergonha alheia dessa galera.

Geralmente esses caras são os tipinhos que ficam na internet reclamando do 'politicamente correto' da sociedade e do quanto eles são 'reprimidos' sendo que na verdade a 'repressão' é apenas o fato de que as mulheres cada vez mais estão livres dessa amarra social de precisar de um homem e assim esses idiotas cada vez mais estão sendo ignorados e esquecidos no limbo da pseudo macheza deles.

Anônimo disse...

Eu não tiro a razão desses cara, durante a escola eles sempre viram as garotas bonitas se tornando objeto de caras "selvagens" que andavam de moto e carro, toda mulher já quis ser assim, aquelas que não puderam ser assim era por falta de oportunidade, beleza ou era muito timida.
Se as mulheres se vendem como objeto, vai ter homens comprando esse objeto, ou seja a culpa não é apenas dos homens.

E esse comportamento rancoroso não é exclusivo de homens "nerds" mulheres também são assim, lembra das garotas que eu citei que não tiveram a oportunidade de andar com os caras fodões? Algumas dessas se tornaram lésbicas pois culpam os caras de não as notarem.

Anônimo disse...

Aí,eu não gostei disso.Você tá querendo dizer que TODO nerd é misógino?Mas que insulto do caralho.Nem todo nerd é misógino e nem todo misógino é nerd.
Ou por acaso alguém já viu o Bill Gates e o Albert Einstein saírem por aí matando mulheres?Claro que não.
Isso é um insulto aos nerds.Parem de associar as duas coisas.
Ao invés de chamar de "nerds".Chamem os misóginos de perdedores idiotas.É muito mais apropriado.

Anônimo disse...

Mais apropriado é você entender que misoginia não é só "matar mulheres" e que todo homem é misógino, em menor ou maior grau, mas todos são.

Anônimo disse...

18:15, falou pouco mas só falou bosta.

Rafael Cherem disse...

Está exagerando em chamar de movimento não?

Anônimo disse...

acho engraçado que feministas liberais achem ruim que homens vejam mulheres como produtos/brinquedos pessoais e, ao mesmo tempo, defendem a prostituição com unhas e dentes. hipocrisia reina...

Anônimo disse...

mulheres que fazem isso estão apenas tirando proveito do sistema já estabelecido na sociedade patriarcal, que trata o corpo das mulheres como mercadoria/moeda de troca. foram os próprios homens que estabeleceram as regras do jogo, e eles que são os idiotas aproveitadores que trocam dinheiro, cargos, etc, por sexo. os maiores culpados por essa dinâmica são eles

Querência disse...

Bom, e aí, qual foi o resultado? Já passou dos dois dígitos?

Estamos de ooolho disse...

Pois é...

Mulher achar que movimento gay, trans é 'aliado', foi o golpe mais bem sucedido do patriarcado.

Claire disse...

Eu acho engraçadão senhoras feministas de 40 anos falando de 'competência para a pegação na adolescência' como se

1. essa competência não estivesse recheada de machismo. Os 'bem sucedidos' eram aqueles que o pai levou no puteiro aos 13 anos, ou algum condicionamento do tipo ('não vai virar gay, hein').

2. isso ter levado a uma cultura boa nos relacionamentos futuros das pessoas. O divórcio se tornou uma epidemia, cadê a competência para ser legal e fazer alguém feliz "tão" presente na adolescência da maioria "normal"? Alguns livros como 'Hooked' tratam cientificamente da correlação entre promiscuidade e crescente incapacidade de permanecer amando alguém por muito tempo.

(https://www.amazon.com.br/Hooked-Science-Casual-Affecting-Children/dp/0802450601)

E mais uma vez isso é machista... Homem divorcia, larga os filhos nas mãos da mulher e recomeça a vida como se fosse 15 anos mais jovem.

Sei não, é um feminismo bem caduco esse do século XXI.

Anônimo disse...

Nerd é aquele cara popular, sarado, que faz churrasco no findi e pega as "top" (mas só respeita os parça), só que nerd. Porém, ao ler o que o Marcos Sousa postou, seria mais um "new nerd", que é esse idiota que não é inteligente mas como não tem habilidades sociais e gosta de games e tecnologia, entrou no meio. O problema é que esses termos seguem as mudanças sociais, então fica difícil dizer o que é nerd e o que não é.
E morri de rir dos "caras selvagens" de moto, o doido tá louco nos tempos da brilhantina, kkkkkkkkkkkkkk

Dan

Anônimo disse...

Mas vá, uma vingancinha é tão bom.
Que atire a primeira pedra, quem nunca...