segunda-feira, 14 de maio de 2018

MEU CÃOZINHO CERCADO DE INTELIGÊNCIA

Depois que eu vi o vídeo de um cara uivando com seu cão, fiquei com muita saudade do Hamlet. Meu lindo cachorrinho, mistura de salsicha e yorkie, que morreu velhinho (16 anos) há mais de uma década, era o menor cão uivador que já existiu. 
Minha mãe secando Hamlet depois do
banho, com Blanche à espreita, em
Joinville, mais de 10 anos atrás
Quando havia alguma cadela da vizinhança no cio, ele ia até o portão, sentava na frente, e passava a uivar. Incrível que um bichinho tão minúsculo pudesse fazer tanto barulho. Às vezes ele uivava na cama também, à noite. E eu adorava uivar nessas horas, porque ele vinha e completava o coro. Era tão fofinho, o Hamlet. 
Fui contar isso pra minha mãe e pro maridão. O problema é que toda vez que falamos do Ham ela diz algo como "Pena que ele não era nada inteligente" ou algo assim. E eu sempre protesto:
- Mãe! Você sempre fala como se ele tivesse alguma deficiência mental!
- E ele tinha, coitado. 
- Não tinha. Ele não era exatamente um gênio, mas tinha uma... inteligência média. 
- Inteligência média! Lembro quando um amigo deu um brinquedinho pra ele e ele foi e enterrou no jardim e nunca mais encontrou. 
- Vai ver que ele não gostou do brinquedo, mãe.
Minha mãe, me ignorando: 
- O mais fantástico é que ele estava cercado de inteligência! E mesmo assim, era um burro. Tinha a companhia da Blanche, que era uma gata extremamente inteligente...
- É, a Blanche era realmente inteligente...
- Tinha o Calvin, que também é muito inteligente...
Maridão, interrompendo, olhando pra mim: - Você tinha esperança que ela iria incluir a gente, não tinha?
Eu, respondendo pro maridão, e rindo muito: 
- Calma, amore, ela ainda não acabou a lista do "Hamlet cercado de inteligência".
Mas ela já tinha acabado. 

17 comentários:

Anônimo disse...

Até é bom ver um cãozinho bonitinho em um dia que sabemos que o representante escolhido pelo Brasil para participar de um tribunal de direitos humanos batia na esposa e assediava a empregada (1), mais triste é ver um blog de esquerda tratando a coisa como briga de marido e mulher, ela como criminosa por que gravou as agressões e os comentários são a parte. A defesa do dele de um dos mais respeitados advogados diz ao defender seu cliente:

“Ela fala que acordava com ele penetrando. Para mim isso está longe de qualquer definição de estupro (…).

Quem já foi casado razoavelmente sabe que não é estupro. Eu acho que sinceramente é forçar a barra. Eu conheço esse documento. Eu não tenho nem o que dizer porque acho teratológica (absurda) essa análise de estupro.”



(1) https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/ele-dizia-que-eu-despertava-conduta-agressiva-nele-diz-ex-mulher-de-juiz-roberto-caldas/

Cristiane Lira disse...

O meu é covarde. Quando algum estranho chega na frente de casa ele começa a latir lá no fundo da lateral mas não sai pra atacar. Fica morrendo de medo.

Anônimo disse...

“Ela fala que acordava com ele penetrando. Para mim isso está longe de qualquer definição de estupro (…).

Quem já foi casado razoavelmente sabe que não é estupro. Eu acho que sinceramente é forçar a barra. Eu conheço esse documento. Eu não tenho nem o que dizer porque acho teratológica (absurda) essa análise de estupro.”


É estupro SIM!

Anônimo disse...

No patriarcado é muito mais fácil para os homens receberem simpatia por cometerem crimes -- especialmente crimes contra mulheres -- do que as mulheres por terem sido vítimas de crimes dos homens.

Anônimo disse...

SOMENTE o feminismo radical me ajudou a compreender a esquerda regressiva e as táticas da extrema-direita em suas tentativas de minar a credibilidade, a integridade e o propósito dos direitos das mulheres e das proteções das mulheres.

Que todas nós possamos conhecer Mulheres Fortes.

Que todas nós possamos saber, Mulheres Fortes.

titia disse...

A minha pinscher se acha O cão de guarda e fica na porta latindo quando sente o cheiro de alguém desconhecido no hall... mas medrosa que só ela! Bateu o pé a bicha corre. Uma namorada da minha irmã tinha um filhote de maltês que cabia numa mão só, metade do tamanho da pinscher, e ela fugiu dele!

A 'lista de inteligência' me lembra uma piadinha que li, que se ETs viessem à Terra, considerariam os cães e gatos as formas de vida mais inteligentes do planeta. Afinal, eles fazem os seres humanos darem tudo pra eles, casa, comida, remédio, de graça. Então é, Lola, eu acho que sua mãe está certa...

Flavia disse...

Amei o relato! Hahaha, tua mãe é uma figura. E o Hamlet também era uma figurinha. Adota um cãozinho, Lola. Há tanto bicho abandonado precisando de um lar. Quem sabe o Calvin goste de outra companhia canina. Beijo

Jane Doe disse...

Eu ri da lista da tua mãe...
=P

Eu tive um cachorro que enterrava os brinquedos nos vasos de flores da minha mãe =D e roubava os blusões do meu pai para dormir em cima...
Cães são de fato especiais... quem sabe um dia você adota outro, Lola!

Prof. Ane Santos disse...

Pois é, titia. E gatos são os mais sem-vergonhas, porque nem querem brincar com bola e tal. "Me coça" e, quando cansa, sai de perto, rebolando.

lola aronovich disse...

Ah, eu queria tanto adotar um outro cãozinho! Sinto muita falta de cachorro, apesar de amar gatos também. Mas é fato que cachorro dá muito mais trabalho. Precisa dar banho, precisa levar pra passear, precisa jogar fora as fezes (mais do que os gatinhos, que as enterram). Enfim, minha mãe pediu pra que a gente não tivesse um cão até ela partir desta pra melhor. E com pessoas idosas um cão doidão pode ser um pouco perigoso, pode fazer tropeçar (se bem que a gatinha dela, a Sofia, já faz isso). Quanto ao Calvin, ele tá com 17,5 anos e teria um treco se trouxéssemos um cão pra cá. Faz mais de 10 anos que ele não vê um (o último foi o Hamlet). Ele não ia gostar. Já não foi grande fã das gatinhas (Isabel, que morreu jovem, de Aids felina, com apenas 3,5 anos, e Sofia).
Enfim, no futuro, quando eu me aposentar e morar numa cidade praiana, vou ter um cão ou mais de um. E gatos também, claro. Não dá pra viver sem.

Anônimo disse...

As pessoas domesticaram e continuam a domesticar animais porque querem, em benefício próprio. Os animais não-humanos nunca pediram para serem domesticados, não são responsáveis pela domesticação. Não colaborem com inversões, apenas parem.

Seres humanos dão pra eles casa, comida, remédio, tudo de graça, titia? Não tá esquecendo de toda a companhia e apoio emocionais que cães, gatos e outros animais proporcionam às pessoas? Isso sem falar nos sentimentos de posse. Até parece que a humanidade faz qualquer coisa que seja de graça por alguém...

titia disse...

Prof. Ane Santos todo mundo que eu conheço que tem gato diz que eles mandam absolutos. Já ouvi várias brincadeiras de que eles só não dominaram o mundo ainda porque não querem. Por que eu duvidaria, né?

22:23 você leu a parte que diz que isso era uma piada? Uma piada que nem fui eu que inventei, aliás? Posts como esse não são pra quem não tem senso de humor, colega.

Anônimo disse...

Eu também tenho um cachorrinho, gente, como eu amo essa bolinha de pelos!
Eh o cachorrinho mais simpatico do mundo, até quando brinca de morder ele so põe a boca , mas não fecha! Muito amor! <3
GAnhou o prêmio de "cachorro mais simaptico do parque" porque ele corre dar oi pra todo mundo.

Mas realmente, da trabalho. Acordar pra passear, dar banho, não pode deixar sozinho muito tempo... MAs vale a pena. ö se vale! Minha vida é muito mais complicada com meu doguinho, mas é muito mais feliz também.

Yara

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ri litros

ao anon das 22h23, o veganismo tem a bandeira do fim da domesticação de cães e gatos, através da castração, mas isso não significa que, até lá, não possamos amar e ser amados pelos cães e gatos que já estão no mundo, e nos divertir com eles.
Eu sou vegana e entendo toda a argumentação racional sobre o por quê de não existirem cães e gatos como conhecemos hoje, mas sinceramente, meu coração diz outra coisa...
Claro que não devemos deixar proliferar, pois já existem mtos cães abandonados e com cuidados precários, mas fazer cães e gatos deixar de existir? será que eles preferem não existir?
Eu acho que bois, vacas e porcos, que são assassinados, preferem não existir, e eu entendo. É como pessoas escravizadas que se suicidavam por não suportar a situação.
Mas cães e gatos - ao menos os que tem um lar - tem uma existência feliz.

Alícia

Anônimo disse...

"Calma, é só uma piada..."

Acho que já ouvi isso antes... várias vezes.

Felipe Roberto Martins disse...

Adoro cachorros Lola, por sinal é a foto do meu Perfil, são muito amorosos e carinhosos conosco.

titia disse...

18:12 sim ouvimos. Ouvimos justificando estupros e agressões verbais e físicas. Estranhamente, coleguinha que eu desconfio que seja um mascu querendo puxar briga comigo porque ficou de castigo sem videogame e está entediado, as piadas que justificam violência e abuso não envolvem ETs (que até prova em contrário nem mesmo existem) fazendo pesquisas sobre vida inteligente na Terra: envolvem pobres homens que existem e não sabem conter seus desejos quando veem uma fiapinho de pele a mais num decote ou numa saia acima dos joelhos, nem seus impulsos violentos quando alguém é 'bicha demais', ou incapazes de lidar com conflitos e frustrações de forma adulta. São firmadas numa realidade ruim e visam mantê-la assim. Agora me explique por favor em que uma piada sobre ETs considerando cães e gatos as formas de vida mais inteligentes na Terra por fazerem os humanos trabalharem e darem tudo que eles precisam pra sobreviver com certo conforto oprime/humilha os cães e gatos. Se você me convencer, eu não faço mais essa piada na sua presença. Vamos lá, campeão, convença-me. *senta e pega a pipoca*