quarta-feira, 28 de março de 2018

GUEST POST: NÃO COMPARE O PREÇO DA BARRA COM O PREÇO DO OVO DE CHOCOLATE

Gostei muito desta thread que Jana Bianchi publicou no Twitter. Chegou até mim e eu achei interessante reproduzi-la aqui, até porque eu sou dessas que sempre dizem pra não comprar ovo e sim barra de chocolate porque é tudo a mesma coisa. Ela mostra que não é.

Disclaimer: apesar de ser engenheira de alimentos (ou talvez POR ISSO), não venho defender a indústria, até porque não ganho com isso. A indústria como um setor é cruel, aproveitadora e preocupada unicamente com o lucro —  ou seja, uma entidade capitalista em sua forma pura. Mas isso já sabemos, né? A importância de um sistema de produção em escala suficiente pra alimentar os mais de sete bilhões de pessoas que atulhamos nesse planeta é discussão pra OUTRO tópico, mas nessa thread eu quero sim partir do princípio que a indústria nos manipula.
OK, dito isso: pelo amor da lógica, parem de comparar um quilo de chocolate com um quilo de ovo de Páscoa. Sério. O chocolate é mais caro do que deveria? Claro, e o que não é nesse país insano em que os impostos são majoritariamente cobrados sobre o produto e não sobre a renda?
A indústria se aproveita das crianças que querem o f*cking ovo do Frozen e do espírito pascoalino (?) pra enfiar a faca? Claro, os culpados são basicamente a sazonalidade e a lei da oferta e da procura, e nem de longe essa é uma mecânica exclusiva do preço de ovo de Páscoa.
Mas comparar um quilo de chocolate com um quilo de Páscoa é tão inteligente quanto comparar um quilo de aço com um quilo de uma Ferrari. Ou um quilo de papel com um quilo de livro. Ou um quilo de plástico com um quilo de brinquedo. Vocês entenderam.
No caso específico do ovo de páscoa: em termos econômicos, produzir chocolate em forma de ovo é provavelmente uma das ideias mais estúpidas que já se viu. Fazer é uma merda, embalar é uma merda, estocar é uma merda, transportar é uma merda.
Tudo começa na necessidade de adaptar uma planta inteira para a produção desse formato, que só é produzido em uma determinada época do ano (meses antes da Páscoa). Trocar moldes de linhas de envase geram custos de tempo de planta parada, energia e engenharia.
Depois vem a hora de embalar os ovos. A embalagem, geralmente, é manual. O que significa mais gente na linha de produção só pra fazer isso, o que qualquer pessoa que já tentou ter uma empresa sabe que é uma pancada de gasto adicional. E mesmo que exista uma máquina de embalagem: essa máquina (que obviamente seria gigante pra comportar a vazão dos ovos) ocuparia um espaço corno no chão de fábrica se ficasse instalada pra sempre (e, portanto, vazia em parte do ano). E uma fábrica não é uma casa de Lego que você pode montar e rearranjar em dez minutos.
Pra instalar uma máquina nova dentro de uma planta tem todo um trabalho imenso de procurar por interferências, quebrar parede (ou vocês acham que a máquina passa pela portinha?), reinstalar linhas de energia, ar, água e outras utilidades...
Então acho que já convenci vocês que o custo de embalagem já justifica o ovo custar mais que a barra, né? 
Pois bem, agora é que vem a treta. Vocês já imaginaram o quanto custa a mais pra GUARDAR e depois TRANSPORTAR um troço gigante e desajeitado que ainda por cima é quebradiço? O Brasil é reconhecidamente um dos piores países do mundo pra se transportar coisas. Nossas estradas são uma merda, o combustível é caro, não tem trem, não tem hidrovia, tem pedágio caro e pra piorar o país é quase um continente.
Aí imagina que se pra transportar uma tonelada de chocolate em barra você precisa de X caminhões, pra transportar uma tonelada de chocolate em forma de ovo você precisa de MÚLTIPLOS xis (não vou chutar um valor, mas é só olhar uma barra e um ovo que dá pra entender).
Detalhe: tomando cuidado extra porque uma barra dentro de uma caixa é difícil de quebrar, e mesmo quebradinha de boa, dá pra comprar. Um ovo quebra fácil, e quebrado ele certamente não vai vender (talvez só lá no saldão pós Páscoa).
Se estivermos falando daqueles ovos com alguma porcaria dentro, tipo um brinquedo e tal, acrescenta aí o valor do brinde, das pessoas pra colocar esse treco manualmente dentro do ovo, etc.
Além disso tudo, temos que contar com uma coisinha que se chama: valor agregado. Ele pode vir tanto da simples transformação de um produto em outro (um pedaço de madeira e uma tábua de carne têm preços diferentes majoritariamente por isso) quanto de aspectos externos.
Aí entra marca (uma roupa qualquer e uma "de marca" têm valores diferentes), trabalho/ tempo pra fabricação (uma colcha qualquer e uma de fuxicos costurados à mão têm valores diferentes), sazonalidade que já mencionamos, licenciamento (produtos com franquias e personagens), etc.
Em resumo: não, um quilo de ovo de Páscoa não custa o mesmo que um quilo de barra de chocolate, simplesmente porque isso não faz absolutamente NENHUM sentido dentro da economia que vivemos. Agora: devemos achar isso normal?
Não. Aí já é outra história. Primeiro: compra quem quer. Tem gente que dá valor pra simbolismos diversos, ovo de Páscoa seria só mais um deles. Eu não compro ovo de Páscoa há um tempo porque pra mim não é importante, e beleza. Conheço muita gente que também pensa assim.
"Ah, mas se eu não comprar meu filho vai chorar/ sofrer bullying": aí já são outras questões, como marketing focado em crianças (o que é proibido em alguns países), cultura do consumismo (que bosta de mundo é esse em que uma criança sofre bullying porque não ganhou ovo?), etc.
Mas nunca a questão vai ser que o quilo de barra de chocolate é muito mais barata do que o quilo do ovo. São reclamações muito "maiores", vê? Não conhecer da onde as coisas vêm e como as coisas são feitas limitam muito o nosso poder de reação.
Enquanto a gente acha que alguém-sem-rosto fala: "hum, deixa eu pensar, coloca a barra a R$2 e o ovo a R$75" e reclamando disso é que as coisas vão mudar, a gente tem uma sociedade doente sendo alimentada por processos doentes dos quais a indústria é apenas uma pecinha.
Vale finalizar dizendo que o maior protesto que você pode fazer é simplesmente NÃO COMPRAR. Lembra da lei da oferta e da procura? Então. A indústria é tudo, mas não é burra. A hora que fazer ovo não for mais produtivo, as indústrias vão simplesmente parar.
Compre a barra, compre ovos de produtores artesanais locais e VALORIZE esse trabalho (até porque provei aqui por A + B que é um trampo desgraçado) e seja feliz. Mas não compare o preço da barra com o preço do ovo de chocolate. 

34 comentários:

Anônimo disse...

parabéns mercado, seu merda, por transformar uma simbologia pagã (ovo e coelho) em "bem" de consumo

PUTO Q FUGIU, não há limites pra demência mer(da)cadista nesse mundo de meu deus

Seria mais fácil se a Páscoa permanecesse apenas como era originalmente, um feriado religioso pra celebrarmos a ressurreição de Jesus ou pagão, pra celebrarmos a chegada da primavera (no norte)

Anônimo disse...

pq tem babaca achando ruim 1gk de ovo pascal custar mais caro q 1gk de barra de chocolate?

Vcs são idiotas? Não sabem o q é CAPITALISMO não? seus paspalhos

Anônimo disse...

Mas com o preço pago por um ovo da Páscoa dá para comprar várias barras e vem muito mais chocolate.

Anônimo disse...

O post é legal, mas cara autora: vou seguir comparando. Por quê eu deveria validar a a lógica da produção como a única importante para o meu consumo? Se há mais chocolate na barra, e o preço é melhor, pronto - comparação de custo-benefício feita com base na perspectiva do consumidor feita. E viva as barras de chocolate!

Anônimo disse...

Gostei do texto, a lógica é bastante válida e interessante. É um ponto inclusive que quase ninguém pára pra pensar.
Porém a comparação entre ovos e barras ainda é bastante válida e não chega nem perto de ser invalidada por esse trecho:
"Mas comparar um quilo de chocolate com um quilo de Páscoa é tão inteligente quanto comparar um quilo de aço com um quilo de uma Ferrari. Ou um quilo de papel com um quilo de livro. Ou um quilo de plástico com um quilo de brinquedo. Vocês entenderam."
A diferença do consumo de um ovo de páscoa/barra de chocolate é infinitamente menor do que um carro, um brinquedo, um livro. Nem se compara.
No final das contas não tem a menor diferença saborear o chocolate de um ou de outro. Mas a saída é essa mesmo, não comprar. E pra quem tem filhos, desejo apenas boa sorte.

JD

Anônimo disse...

Muita falação pra um assunto sem grande importância... Realmente é óbvio que muitas coisas encarecem os inúteis ovos. E só compra quem tem criança e acha que ovo é essencial (me poupem) ou quem tem muita grana e não se importa em gastar absurdos com besteiras.
Barra é o que há.

Viviane disse...

Assim como os ovos de chocolate, podemos aplicar essa lógica a vários produtos cujo preço alto está muito mais na mão-de-obra do que na matéria prima. Ocorrem-me agora dois exemplos: tomate seco e fios-de-ovos. No entanto, é o que ela disse: compra quem quer!
O maior problema, a meu ver, é como essa discussão boba ocupa o tempo nas redes sociais, desviando a atenção de coisas mais importantes...

Anônimo disse...

Não vejo nada demais no capitalismo produzir ovos. Só acho que é uma grande idiotice comprá-los. O pior é que aqui em casa o povo insiste em comprar ovo e não Barr. Só perda de dinheiro.🍫

Fabi disse...

Complicado, comparar com roupas e tal. Eu trabalho com engenharia e logística. Entendo também deste processo, lógico que há valor agregado. Mas nem sempre o valor agregado é realmente factível da realidade e qualidade. E nem preciso falar do meu trabalho, diversas marcas foram pegas com trabalho escravo, diminuindo o curso em maisque 500% ( menos de 10 R$ a peça e vendendo a 120 R$). Outras marcas estão comprando a rodo as MESMAS peças da china e dividindo entre si, fazendo apenas pequenas alterações ou personalizações. A qualidade, de ovos da até cacau show, supera a maior parte das versões ovo da lacta e garoto, com preços batendo quase frente a frente. Levando em conta que os últimos 2 tem um produção e tiragem bem maior.Nçao vejo nada demais, na produção, eu até compro, mas o preço elevado ao que está, é extremo absurdo.
Fabi

Anônimo disse...

Capitalismo é isso mesmo. É um sistema econômico que produz desigualdade, mas é o único que produz riquezas.

Se não fossem os ovos de chocolate produzidos quase que totalmente de forma manual, milhares de pessoas ficariam sem essa renda extra, um batalhão de promotores para arrumar os ovos na loja, milhares de caminhões refrigerados são alugados para transporta-los, a loja tem que vender caro para compensar os prejuízos por quebra quando expostos, a industria não aceita devolução nem dos inteiros e ...

Ovos de chocolate não para quem quer, é para quem pode.

Rafael Cherem disse...

A cara dos muleque abrindo os ovos não tem preço que pague.

Rafael Cherem disse...

#JustiçaPauloPavessi

Direitos humanos para humanos. Já!

Lola, apague esse comentário, esse Paulo Pavesi fez um dos vídeos mais asquerosos da internet, com acusações nojentas contra a Marielle Franco.

Quem puder, faça o vídeo chegar ao Psol.

Anônimo disse...

Não compre sanduíche, nem suco, nem almoce fora, não tome cerveja no bar e assim por diante.
Que bobajada, tem horas e circunstâncias q vale a pena pagar pelo valor agregado.
Falta de assunto

lola aronovich disse...

Obrigada por avisar, Rafael. Vou apagar. Não sabia quem era esse cara, e não tive tempo de procurar. Desconfiei que coisa boa não era, até porque a pessoa deixou 4 ou 5 comentários iguais, um pra cada post (só liberei um). Vou apagar.

Anônimo disse...

Receita de bombonzinho caseiro pra quem não pode ingerir açúcar:

2 col de sopa cheias de cacau em pó 100%, sem açúcar
1,5 col de sopa cheia de adoçante culinário 1:1 (sem aspartame)
2 col de sopa de óleo de coco
Umas gotinhas de baunilha

Mistura a paçoca até despaçocar, coloque em uma forma de gelo (mas preencha pouco as formas, deixe baixinho), bata a forma de leve na bancada até o chocolate lá dentro assentar, leve ao congelador por 15 minutos e pronto. Esse não pode ficar fora da refrigeração. Gostoso, barato, low carb, satisfaz horrores, não conheço um que não goste.

Anônimo disse...

A menos que a pessoa trabalhe para a indústria dos ovos de páscoa eu realmente não entendi a cagação de regra. Essa ideia de "não gostou, não compre" vale para tudo né? Chocolate, séries de tv, ideologia, música, candidatos a Presidência, arte..., mas não existe uma única coisa na Terra que não seja passível de crítica. É desproporcionalmente caro comprar ovos de páscoa dessas marcas tradicionais, é desproporcionalmente caro pagar por embalagem de algo cheio de gordura hidrogenada e pouco sabor. Até a Cacau Show, já mencionada, teve uma significativa queda na qualidade de seus ovos comparando com alguns anos atrás, ganhei um no meu trabalho e fiquei bastante desapontada.

A reflexão sobre "quanto chocolate você compraria no lugar do ovo de páscoa" é importante sim porque mostra como acabamos sendo escravos de datas que, a rigor, não significam nada para nós. Em um país assolado pela crise econômica, pela perda do poder aquisitivo e com um salário-mínimo insuficiente para atender às necessidades das famílias, recém saído de uma reforma trabalhista que efetivamente ameaçou a empregabilidade dos brasileiros (os que acreditaram que seria uma coisa boa são os mesmos que acreditaram que as passagens aéreas teriam queda de preço aqui ao cobrarem bagagem em separado, coisa que no resto do mundo realmente ocorreu mas aqui é Brasil), falar que é plenamente ok uma casca de gordura hidrogenada custar 40, 50, 60 reais (e detalhe: com peso diferente do ano passado, para menor) e que não deveríamos julgar ou comparar me parece bastante apartado da realidade, pra não dizer simplesmente estúpido.

Anônimo disse...

"No final das contas não tem a menor diferença saborear o chocolate de um ou de outro."

Tem, na qualidade do chocolate, que no ovo comercial comum costuma ser inferior justamente pelo custo alto de produção.

Anônimo disse...

Att, cada vez mais preguiça desses comentários retardados. Cresça e apareça moleque.

Anônimo disse...

Gente, eu gostei do texto. Traz sim uma reflexão: as vezes as coisas não são tão simples e realmente comaprar barra de chocolate com o ovo é descabido. Ela não falou que "não quer comprar não encha o saco". Ela apenas expos que ovos e barras são coisas diferentes.

O caso aqui não é nem a guerra ovo X barra. Eh esses atalhos simplistas que matam a reflexão do brasileiro.

E realmente, se formos simplistas: caralho, parem de comprar ( igual eu ja parei a muuuiiitttooo tempo). São voces que complicam tudo.

Yara

Kasturba disse...

Ai, dá tanta preguiça na época da Páscoa quando começam essas "campanhas" com pessoas falando: "Compre barras, não ovos" e fazendo contas de R$/kg. Parece que fizeram uma grande descoberta: O quilo do chocolate do ovo é mais caro! Ai, que mentes geniais... preguiça...
Cara, quem não gosta de ovo, compra barra. Simples assim.
Eu gosto de ovo. Pode ser psicológico (ou não), mas e espessura fininha do ovo pra mim é bem diferente de comer uma barra. Aqueles que vem com uma camadinha de recheio grudada no chocolate (como o Sonho de Valsa) é maravilhoso. Na minha opinião, melhor que 100 bombons. Se pra mim é mais gostoso e eu tenho dinheiro pra comprar, qual o problema?? E se pra alguém não faz diferença no sabor, seja inteligente e compre a barra. Simples.
Na minha época de faculdade era uma festa. Íamos na segunda-feira pós páscoa aproveitar as promoções de ovos que sobraram. Quando encontrávamos um inteiro, era como achar um tesouro. Adorava.
Mas tem anos que não compro, porque agora sou vegana e não conheço nenhum que seja realmente gostoso e vegano (também nunca me informei muito a respeito).

Anônimo disse...


Eu só não estou entendendo a agonia com relação as crianças, fui criada em uma família para a qual ovo de pascoa nunca foi uma coisa importante.
Sempre se comprou chocolate em barra ou caixas de bom bom, e tuuudo na mais perfeita paz. Assim criarei meus filhos.
Sandra

Anônimo disse...

Barras de aço não são um carro.
Fios de ovos tem gosto diferente de um ovo cozido, idem para tomates secos que não tem o mesmo gosto que um tomate fresco.
Nada, eu disse nada, se compara a falta de lógica de um ovo de pascoa.
OVOS DE PASCOA TEM O MESMO GOSTO DE UMA BARRA DE CHOCOLATE (as vezes inclusive tem gosto inferior) ELES SÃO APENAS EM FORMATO DIFERENTE.
Nada justifica isso. Sério.
Sandra

Anônimo disse...

"OVOS DE PASCOA TEM O MESMO GOSTO DE UMA BARRA DE CHOCOLATE (as vezes inclusive tem gosto inferior) ELES SÃO APENAS EM FORMATO DIFERENTE.
Nada justifica isso. Sério.
Sandra"

E justamente pelo $$$ pra se fazer o diabo do ovo eles compensam baixando a qualidade da matéria-prima, já saiu reportagem sobre isso mostrando que a proporção do dos derivados do cacau nos ovos que se vendem em lojas, mercados etc. é bem menor que do chocolate em barra da mesma marca.

Então a pessoa aí do texto deve ser de algum lobby porque é dureza falar em lógica quando esta, a lógica, está depondo contra o raciocínio que ela quis vender.

Anônimo disse...

Mas tem anos que não compro, porque agora sou vegana e não conheço nenhum que seja realmente gostoso e vegano (também nunca me informei muito a respeito).


-----------

a gravidez imaginária com o marido imaginário vai bem? já escolheu quando você vai dizer que perdeu o bb?

Kasturba disse...

Eu, meu marido e o bebê estamos muito bem, obrigada. Já estou sentindo os primeiros chutinhos, e estamos comprando as roupinhas mais fofas do mundo!
Só não digo que está tudo perfeito porque tenho ficado muito enjoada, e estou com um pouco de anemia. Mas nada fora do normal pra uma gestação saudável.
Obrigada por perguntar.

Daniele disse...

Concordo plenamente! Chocolate e o chocolate, e este ano para presentear, comprei saquinhos de biscoitos lindos e delicioso, e cauxar de brigadeiro feitos por uma amiga!

Anônimo disse...

Concordo, basicamente não pode nada.

Anônimo disse...

Na boa, quem tem criança e fica bancando o ridículo babacão muquirana que não compra ovo de páscoa querendo aparecer tem que se ferrar.
Ora, enfie sua ideologia idiota na própria goela, não force a coitada da criança a passar vontade, porque ela passa. Gente imbecil, parece aqueles seguidores de seita que criam criança toda bitolada porque não pode nada.
Não tenham filhos então, acha que tá abafando "vou criar meus filhos assim porque comigo era assim, ovo não era importante", tonto, cada ser humano é diferente e estamos em outros tempos. Gente dessa estirpe não devia se reproduzir. Nao quer ser parte do "capitalismo selvagem puro" vá pro meio do mato e pare de judiar de criança. Lixos.

Anônimo disse...

"Não tenham filhos então, acha que tá abafando "vou criar meus filhos assim porque comigo era assim, ovo não era importante", tonto, cada ser humano é diferente e estamos em outros tempos. Gente dessa estirpe não devia se reproduzir. Nao quer ser parte do "capitalismo selvagem puro" vá pro meio do mato e pare de judiar de criança. Lixos."


Hahahaahahahaahhahahahahaahhaahha... hahahaha... gente do céu...

Náy disse...

Comprar ovos caseiros/artesanais também não compensam muito pois a maioria dos fabricantes utiliza chocolate industrial( de péssima qualidade, diga-se de passagem) para produzirem os ovos .De artesanal mesmo, só o recheio e olhe lá.

Anônimo disse...

Eu ia dizer o mesmo que a Náy 19:39 esses ovos artesanais tem gosto de parafina são horríveis já joguei fora alguns outros comi para não estragar por isso desisti de comprar.

Anônimo disse...

Não sei qual a intenção de quem faz um post desses, aonde que chegar com essa bobagem e verborragia toda e ainda não sei como, se achando ''inteligente''. boa é que não é. Inteligente é não gastar dinheiro com essas bostas. Por isso eu prefiro muito mais a páscoa judaica.

Anônimo disse...

''não compare o preço da barra com o preço do ovo de chocolate.
Sim, senhor! Ordem seguida e sem questionamentos!

Os tais chocolates de supermercado das marcas famosas tbm são industriais, não só os caseiros. Não se iluda!

=)= disse...

"Aí imagina que se pra transportar uma tonelada de chocolate em barra você precisa de X caminhões, pra transportar uma tonelada de chocolate em forma de ovo você precisa de MÚLTIPLOS xis (não vou chutar um valor, mas é só olhar uma barra e um ovo que dá pra entender)."

A Julia do BláBláLogia já calculou esse X. Seriam necessários 1,5 caminhões a mais para transportar o mesmo peso de chocolate em formato de ovos do que em barras.
https://www.youtube.com/watch?v=OFVVK2hg8Fs