sábado, 13 de janeiro de 2018

LESBOCÍDIO: POR QUE A CRIMINALIZAÇÃO DA LGBTFOBIA É MAIS QUE NECESSÁRIA

Só nos primeiros dias do ano, oito lésbicas foram mortas no Brasil. É um número chocante para nos lembrar que somos o país mais lgbtfóbico do mundo, onde mais se matam pessoas pela sua orientação sexual. 
Reproduzo o artigo de Géssica Souza de Castro publicado ontem no Juntos!

No último domingo (7) uma notícia chocante circulou nas redes sociais. Anne Mickaelly, 23 anos, foi assassinada pelo pai de sua namorada enquanto a pedia em casamento em Samambaia, DF. Segundo testemunhas, Anne Mickaelly soltou fogos de artifício antes de fazer o pedido de casamento. Inconformado com o relacionamento das duas jovens, o pai de sua namorada (46 anos) pegou uma faca e correu atrás da vítima. Após ser alcançada foi esfaqueada na cabeça e no rosto. Anne morreu na via pública e o homem fugiu e permanece foragido.
Esse último caso é o primeiro caso de assassinato de mulheres lésbicas com maior repercussão na mídia neste início de ano. Porém, nos 8 primeiros dias de 2018 já foram registrados cerca de 8 mortes de mulheres lésbicas, entre suicídios e assassinatos com características de execução e crime de ódio. Assim como, em 2016, o caso de Luana Barbosa dos Reis, que foi brutalmente espancada até a morte por policiais militares em Ribeirão Preto, foi o único caso que obteve alguma expressão em meio a diversos assassinatos de lésbicas.
Por que falamos em lesbocídio?
Casos marcados pela brutalidade, violência e covardia rapidamente tornam-se destaque na grande mídia, afinal, a violência é muito lucrativa para o capitalismo. Porém, apesar da mercantilização da violência, notícias como essas trazem à tona uma discussão extremamente importante e muitas vezes negligenciada na mesma proporção:
Mulheres lésbicas estão sendo assassinadas pelo simples fato de serem lésbicas e nada está sendo feito para que isso pare. Além disso, há pouquíssimas informações e registros sobre a morte dessas mulheres.
O conceito de lesbocídio surge da necessidade de entender o crime contra a vida de mulheres lésbicas, o qual não é suficientemente explicado quando utilizamos termos socialmente consolidados como a homofobia e o feminicídio.
De acordo com Suane Felippe Soares e Milena Cristina Carneiro Peres, no trabalho intitulado LESBOCÍDIO: AS HISTÓRIAS QUE NINGUÉM CONTA (em Anais do V Enlaçando Sexualidades, Salvador, 2017), a dificuldade de enquadrar o assassinato de lésbicas tão somente através do feminicídio ou homofobia se dá pelo fato de que as violências que caracterizam a lesbofobia são direcionadas exclusivamente às lésbicas que sofrem não apenas por se relacionarem com pessoas do mesmo sexo como também por serem mulheres. Dessa forma, a lesbofobia precisa ser compreendida a partir da junção de pelo menos dois preconceitos que atingem as lésbicas: o fato de serem mulheres e de serem homossexuais.
A expressão desses dois preconceitos que atingem as mulheres lésbicas, ou seja, a lesbofobia, é claramente perceptível na brutalidade de casos como o de Anne Mickaelly e de Luana Barbosa dos Reis. É a reação social na sua forma mais brutal contra aquelas que se opõem ao sistema violento da heterossexualidade compulsória, que se multiplica contra aquelas que além de não heterossexuais também não são “femininas”. Já a maioria das lésbicas assassinadas são as que não performam a feminilidade, segundo o mesmo estudo de Suane Felippe Soares e Milena Cristina Carneiro Peres.
Por que criminalizar a LGBTfobia?
Diante de casos como o de Anne Mickaelly e de Luana Barbosa dos Reis (e de diversas outras mulheres lésbicas assassinadas que nem ao menos sabemos o nome) e dos números alarmantes de assassinatos de toda a comunidade LGBT, precisamos analisar esse cenário como um processo de extermínio da comunidade LGBT movido pelo preconceito e totalmente consentido pelo Estado.
A bancada da bala e da bíblia no Congresso Nacional, representada por Bolsonaro e Marco Feliciano, utilizou todo o seu arsenal de conservadorismo para paralisar o andamento do projeto de Lei 7582/2014, que define os crimes de ódio e intolerância e cria mecanismos de combatê-los, incluindo os crimes de ódio contra LGBTs. É Preciso entender o combate à LGBTfobia como uma questão política séria e também como uma questão de classe e raça. A grande maioria dos LGBTs assassinados são negros e economicamente e socialmente vulneráveis. Logo, não há uma fórmula simples para combater os crimes de ódio contra nós LGBTs.
Sem excluir a necessidade de políticas públicas capazes de combater a LGBTfobia estruturalmente, precisamos encarar a criminalização da lgbtfobia como uma medida emergencial capaz de desfazer a cortina de fumaça que encobre os crimes de ódio que resultam em letalidade e, consequentemente, que seja capaz de proteger a integridade física e o direito à vida dos LGBTs.
Os crimes de ódio são cometidos principalmente contra os grupos socialmente minoritários, como mulheres, negros e LGBTs. Segundo a advogada Flávia Teixeira Ortega, “o crime de ódio é mais do que um crime individual; é um delito que atenta à dignidade humana e prejudica toda a sociedade e as relações fraternais que nela deveriam prevalecer. Ele produz efeito não apenas nas vítimas, mas em todo o grupo a que elas pertencem. Assim sendo, podemos classificá-lo como um CRIME COLETIVO DE EXTREMA GRAVIDADE.”
Assim como a Lei do Feminicídio visa proteger as mulheres contra os crimes de ódio resultantes em letalidade expressados pela violência de gênero, os dispositivos jurídicos contra o racismo protegem os negros e negras contra os crimes de ódio acentuados pelo preconceito racial. Porém, não há dispositivo jurídico específico que proteja a comunidade LGBT dos crimes de ódio resultantes em letalidade com motivação na sexualidade da vitima. Para fins penais, os crimes contra a vida de pessoas LGBT comprovadamente assassinadas em razão de sua sexualidade são caracterizados simplesmente como assassinatos por motivo TORPE.
Até quando?
Abril de 2016, Ribeirão Preto:
protesto contra o assassinato de Luana
Em memória de Anne Mickaelly e de Luana Barbosa dos Reis e diversos outros e outras LGBT que são assassinadas devido a sua forma de viver, de amar e de sua condição socialmente vulnerável, devemos afirmar categoricamente que a nossa sexualidade não se trata apenas de uma questão individual, trata-se de uma grande parcela da população que tem todos os dias os seus direitos fundamentais violados. Devemos efetivamente nos levantar contra a LGBTfobia e afirmar o nosso direito a vida!

93 comentários:

Anônimo disse...

Não existe "LGBTfobia", o que existe é homofobia e lesbofobia. Ambas são derivadas da misoginia rompante e abundante que permeia as sociedades humanas há séculos.

Anônimo disse...

Segundo o mapa da violência o Brasil tem mais de 40000 homicídios por ano. Em média, em 8 dias se tem mais de 880, menos de 8(já que suicídio tb ta incluído nos 8) foram de lésbicas.

A conclusão que a autora chega é que o problema do Brasil é que os menos de 8 homicídios de lésbicas precisam de mais "visibilidade".

Queria saber pq os outros 880 homicídios não precisam de visibilidade?
Porque a vida de 8 vale mais que a vida de 880?

Porque a mulher morrer pelo pai não aceitar que ela esteja saindo com sua filha é problema, mas o dono de padaria que não tinha dinheiro no caixa e levou tiro de um menor não é problema?

Se acharem o pai que matou a mulher ele vai preso e vai ser escrachado pela sociedade (corretamente). Agora se acharem o menor ele recebe uma passada de mão na cabeça e ta solto...

Anônimo disse...

Não será aprovado por questões econômica. Se você criminalizar a homofobia e seus derivados automaticamente o estado brasileiro vai ter que lotar cadeias de cristãos (Evangélicos e católicos) e o estado mau da conta de lidar com o atual quadro carcerário lotado imaginem triplicar isto ?!
O que e preciso fazer e focar na desconstrução das religiões homofóbicas de origem abraâmicas(Cristianismo, judaísmo e islamismo) nas mentes das novas gerações para depois sim
poder combater a homofobia com embasamento jurídico.

Anônimo disse...

Mas matar uma pessoa já e crime. Não importa se ela e hétero ou gay.

Anônimo disse...

Post 100% lúcido e apoiado

quanto aos mesmos comentários idiotas de sempre:

13:44 - babaca, q lugar do texto a autora diz q a morte dessas lésbicas é mais "importante" q a dos outros? infeliz, deixa de ser burro, pare de distorcer o texto propositalmente, não se faça de idiota

A questão é tipificar o crime q ocorre contra a população gay e lésbica, assim como é tipificado crimes contra as mulheres, negros, etc. e até cristãos, seu lixo, se todos os grupos sociais estão resguardados pelo código penal, pq só as lésbicas e gays estão de fora? essa é a questão, sua anta

É preciso COMBATER a homofobia (e a lesbofobia), e pra isso é necessário q haja EDUCAÇÃO e q o estado brasileiro repudie essa violência de todas as formas, inclusive através da penalização tipificada, é uma forma do estado demonstrar q não tolera a LGBTfobia, algo imprescindível, junto com a educação, pra tornarmos-nos uma sociedade mais igualitária e não-homofóbica, não-machista, não-racista, etc.

14:11 - putz, quanta merda, vc é idiota assim mesmo ou é só homofóbico?

Descriminaliza o homicídio então, seu p%rra, se é pra "esvaziar" as cadeias tem uma série de crimes q "poderiam" deixar de sê-los, seu esterco, q lóJica mais retardada, tu é um jumento mesmo

14:12 - e quem tá falando q não é? ô imbecil

Mais uma vez (tem q desenhar pra essa gentinha esclerosada), gays e lésbicas são assassinados por serem gays e lésbicas, e isso precisa ser tipificado pelo código penal, assim como inúmeros outros crimes tb são: feminicídio, racismo, xenofobia, intolerância religiosa, etc., nada justifica os LGBT's estarem de fora disso, a não a ser a homofobia dos políticos do braZil (feliciânus, bolçomerda, e afins)

Criminalização da homofobia JÁ e educação inclusiva TAMBÉM, os dois principais instrumentos pra acabarmos com esses tipos de crime no país

Anônimo disse...

"para depois" NADA, seu palhaço

o combate à homofobia com ~embasamento jurídico~ (e educacional) é pra começar JÁ

Anônimo disse...

Vi mulheres praticamente justificando o assassinato de Anne Mickaelly, dizendo que a vítima ''provocou'' o assassino. Quase as mesmas que dizem que bostanaro vai ''acabar'' com a violência. O número de mulheres fazendo campanha para bostanaro tem aumentado bastante e elas xingam muito quem as contraria.

Anônimo disse...

Lola, os mascus criaram um site riodenojeira.com que estao usando pra publicar ataques racistas e sexistas. As vitimas foram estudantes negros de universidade no rio. Usaram o mesmo dominio de um conhecido site carioca usafo pra denunciar crimes como assaltos e assassinatos.

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/policia-investiga-blog-rio-de-nojeira-por-racismo-contra-alunos-e-professor-da-unicarioca/

Rodolfo abrantes disse...

E uma dúvida que eu tenho, o homicídio já não é um crime previsto no código penal???

O que este homem fez não foi tirar a vida de um outro ser humano??? Então para que todo esse texto.


Agora só uma observação, pó se sabe que o pai da menina não aprovava o relacionamento é era violento, a vítima ainda vai pedir a namorada em casamento na casa dele.nao estou dizendo que ela teve culpa mas foi no mínimo imprudente.

Anônimo disse...

"A CRIMINALIZAÇÃO DA LGBTFOBIA É MAIS QUE NECESSÁRIA"

CONCORDO

em gênero,

número

e grau

Viviane disse...

Off-topic:
Lola, parece que finalmente um site da "blogosfera progressista" admitiu a existência da perseguição a você:
http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-caso-do-estudante-acusado-injustamente-de-ser-dono-do-site-racista-e-bolsonarista-rio-de-nojeira-por-zambarda/

Anônimo disse...

"a violência está fora de controle, precisamos fazer alguma coisa"

ESQUERDA: cadeia não resolve é culpa da desigualdade social

pessoa olha feio pra um LGBTQRSTUVXYZ:

ESQUERDA:MEU DEUS CRIMINALIZA TUDO CADEIRA ELÉTRICA NELES

Viviane disse...

Sobre o tema do post: esse energúmeno acha que a filha vai deixar de ser lésbica por ele ter cometido esse crime covarde?
E outra, bem lembrada por uma comentarista na notícia original: se a filha dele se relacionasse com um homem que a maltratasse, batesse nela etc., o "machão" mataria o cara?
Parem o mundo que eu quero descer!

Anônimo disse...

Esse caso dessa moça esfaqueada foi um caso de lesbofobia (ou homofobia), mas digo para vcs, a maioria dos casos de assassinatos de homossexuais está relacionado com crimes passionais e tráfico de drogas, ou seja, são assassinados por outros homossexuais ou por traficantes

Anônimo disse...

Acho q você não leu direito a notícia, a filha dele que pediu a namorada em casamento batia nela sim.

Anônimo disse...

Lola pq vc não fala como exemplo aquele caso da mulher que matou a namorada em um lava jato?

Anônimo disse...

Acho rio de nojeira um nome bastante adequado para site mascu, deveria ser oceano de nojeiras, ou melhor ainda: GRANDE POÇO DE NOJEIRAS SEM FUNDO, BURACO NEGRO DE NOJEIRA.

Ezco Musaos disse...

"E uma dúvida que eu tenho, o homicídio já não é um crime previsto no código penal???

O que este homem fez não foi tirar a vida de um outro ser humano??? Então para que todo esse texto."

---> De novo com essa trollagem? Lá vamos nós: sim, homicídio é crime previsto no código penal, assim como racismo, xenofobia, intolerância religiosa e demais crimes de ódio? Por que crimes de ódio motivados como homofobia devem ser exceção? Pelo visto, nem desenhando essa gente "direita" consegue entender algo tão simples...

"Agora só uma observação, pó se sabe que o pai da menina não aprovava o relacionamento é era violento, a vítima ainda vai pedir a namorada em casamento na casa dele.nao estou dizendo que ela teve culpa mas foi no mínimo imprudente."

---> Sim, você está tentando culpar a vítima, como todo bom defensor de ódio contra minorias.

Ezco Musaos disse...

"pessoa olha feio pra um LGBTQRSTUVXYZ:"

---> Porque estamos diante de uma notícia onde um pobre cristão de bem apenas olhou feio para uma lésbica demoníaca e no meio dessa olhada feia decidiu matá-la também, né, masCUZÃO de merda?

Anônimo disse...

16:44 - a esquerda não diz isso, babaca semianalfabeto

16:03 - por acaso vc é analfabeto funcional? não sabe ler?

'Mais uma vez... gays e lésbicas são assassinados por serem gays e lésbicas, e isso precisa ser tipificado pelo código penal, assim como inúmeros outros crimes tb são: feminicídio, racismo, xenofobia, intolerância religiosa, etc., nada justifica apenas os LGBT's estarem de fora

Criminalização da homofobia JÁ e educação inclusiva TAMBÉM, os dois principais instrumentos pra acabarmos com esses tipos de crime no país'

Entendeu ou tem q desenhar?

Ezco Musaos disse...

"Esse caso dessa moça esfaqueada foi um caso de lesbofobia (ou homofobia), mas digo para vcs, a maioria dos casos de assassinatos de homossexuais está relacionado com crimes passionais e tráfico de drogas, ou seja, são assassinados por outros homossexuais ou por traficantes"

---> Fontes? Além do teu próprio rabo, claro.

Viviane disse...

"E uma dúvida que eu tenho, o homicídio já não é um crime previsto no código penal???"

Não, você não tem dúvida. Está apenas trollando. Mesmo assim, vou responder porque outras pessoas podem, de fato, ter dúvidas.

"O que este homem fez não foi tirar a vida de um outro ser humano??? Então para que todo esse texto."

Porque o crime de homicídio, bem como qualquer outro crime, pode ter fatores agravantes ou atenuantes, os quais vão guiar a decisão do juiz/júri sobre a pena. O texto defende que motivação de ódio a uma minoria (no caso, LGBT) seja considerado agravante do crime e, consequentemente, aumente a pena.

"Agora só uma observação, pó se sabe que o pai da menina não aprovava o relacionamento é era violento, a vítima ainda vai pedir a namorada em casamento na casa dele.nao estou dizendo que ela teve culpa mas foi no mínimo imprudente."

Acho que não passa pela cabeça de ninguém, especialmente das pessoas de boa índole, que alguém reagirá esfaqueando uma pessoa de maneira covarde (mais que isso: uma mulher. O infeliz faria isso com um homem?). A Anne, coitada, até poderia prever que o pai da namorada iria brigar, xingar, mas isso? É fora da cotação de qualquer pessoa normal!

Ezco Musaos disse...

"Lola pq vc não fala como exemplo aquele caso da mulher que matou a namorada em um lava jato?"

---> O mascu encontra um caso na mídia de uma mulher que assassinou a namorada, o que na cabeça de fossa sanitária dele é uma prova que a homofobia não existe no Brasil, e que ele tem toda a razão de odiar e perseguir homossexuais. O nível de patetice dessas criaturas é imensurável.

Anônimo disse...

17:09 - fonte: SEU CU

cala boca, seu mentiroso, pare de espalhar desinformação

vc está confundindo as bolas, pq a realidade é q...

a maioria dos casos de assassinatos de homens está relacionado com crimes largamente masculinos, ou seja, são assassinados por outros homens

Viviane disse...

Eu li o link da notícia dado aqui no blog e lá não mencionava nada disso. Você tem alguma outra fonte, por favor?

Cão do Mato disse...

O pessoal que pede a criminalização dos chamados "crimes de ódio" é o mesmo que repudia a pena de morte e a redução da maioridade penal sob a alegação de que tais medidas "não teriam eficácia".Ora,se a própria pena de morte não inibiria homicídios, porque o agravante de "lgbtfobia" o faria?

titia disse...

Por um motivo bem simples, cão do mato: porque quem comete esse tipo de crime é covarde. Veja, esses lixos só assassinam gays, lésbicas e outras minorias porque sabem que não serão punidos. Mais ainda, eles serão apoiados e protegidos por essa sociedade de merda que precisa urgentemente ser extinta e trocada por algo que preste. Se eles forem processados e se verem às voltas com a polícia na hora em que chamarem alguém de viado ou ameaçarem uma moça lésbica, vão ficar com medinho de fazer coisa pior. É só lembrar do seu colega Marmelo, lembra como ele bancava o machão mas na hora que a polícia bateu na porta dele virou um chorão, negando tudo e se escondendo na saia da mamãe?

Anônimo disse...

O único assassino que não recebe punição é o menor de idade. Quem mata gay/lésbica é punido da mesma forma que qualquer adulto que é pego.
Se vocês fossem realmente a favor da igualdade estariam pedindo pro menor ir preso igual adulto, como em qualquer país civilizado. E não estariam pedindo pra gay e lésbica receber proteção de polícia por qualquer xingamento, como se a vida deles valesse mais que de uma outra pessoa qualquer

Ezco Musaos disse...

"Quem mata gay/lésbica é punido da mesma forma que qualquer adulto que é pego."

---> É mesmo, masCUZÃO? Se aqui mesmo nos comentários estamos vendo "gente" (você, por exemplo) defendendo o assassino da moça e a culpando pelo assassinato, será mesmo que assassinos de pessoas LGBT são mesmo punidos da mesma forma?

"Se vocês fossem realmente a favor da igualdade estariam pedindo pro menor ir preso igual adulto, como em qualquer país civilizado."

---> Quem está aqui defendendo que adolescentes não devem ser punidos por cometerem assassinato? Quando a redução da maioridade penal entrou em pauta aqui, seu verme? Desde quando apenas adolescentes assassinam pessoas LGBT?

"E não estariam pedindo pra gay e lésbica receber proteção de polícia por qualquer xingamento, como se a vida deles valesse mais que de uma outra pessoa qualquer"

---> A vida dos LGBT não é mais valiosa que a vida de ninguém, mas pessoas LGBT estão em condição de vulnerabilidade social por simplesmente serem quem são, diferente de uma "pessoa qualquer", por isso precisam de uma legislação que assegure seu direito a existir. Homossexuais são xingados, discriminados e mortos por simplesmente serem homossexuais e um "inocente" xingamento homofóbico pode evoluir para um crime de ódio como o dessa notícia.

Felipe Roberto Martins disse...

Este país precisa de um banho de Educação e Cultura, só assim, para a gente ter um futuro sem preconceituosos e reacionários.

Anônimo disse...

O mais engraçado é que as resposta mais agressivas e recheadas de xingamentos e ofensas é a da turma da "tolerancia", do "mais amor por favor"... aqueles que pregam o debate de idéias hahahahah, sempre os mesmos !!! .... o debate só é valido quando corrobora a opinião deles, por óbvio. O turminha esquizofrênica

Viviane disse...

Mais: quem aqui, afora os trolls, defendeu pena de morte? O texto defende agravamento de pena. Parem de pôr palavras/ideias inexistentes em nossos argumentos. Depois ainda têm a cara-de-pau de mencionar "falácia do espantalho"...

Anônimo disse...

20:36 - não são o mesmo "pessoal", idiota

agora vamos inverter:

O pessoal que pede a redução da maioridade penal é o mesmo que repudia a criminalização da LGBTfobia sob a alegação de que tais medidas "não teriam eficácia". Ora, se a própria criminalização da homofobia "não evitaria" homicídios, porque o a ~pena de morte~ o faria?

Entendeu? otário, se vc acha q pena de morte é eficaz, q moral vc tem pra achar q a criminalização da homofobia não é? seu hipócrita

00:24 - de novo isso? vcs fingem q não entendem mesmo, mas não tem importância, eu vou repetir até entrar na cabeça cheio de merda de vcs:

'homicídio é crime previsto no código penal, assim como racismo, xenofobia, intolerância religiosa e demais crimes de ódio. Por que crimes de ódio motivados como homofobia devem ser exceção? Pelo visto, nem desenhando essa gente "direita" consegue entender algo tão simples'

'o crime de homicídio, bem como qualquer outro crime, pode ter fatores agravantes ou atenuantes, os quais vão guiar a decisão do juiz/júri sobre a pena. O texto defende que motivação de ódio a uma minoria (no caso, LGBT) seja considerado agravante do crime e, consequentemente, aumente a pena'

'gays e lésbicas são assassinados por serem gays e lésbicas, e isso precisa ser tipificado pelo código penal, assim como inúmeros outros crimes tb são: feminicídio, racismo, xenofobia, intolerância religiosa, etc., nada justifica apenas os LGBT's estarem de fora

Criminalização da homofobia JÁ e educação inclusiva TAMBÉM, os dois principais instrumentos pra acabarmos com esses tipos de crime no país'

LEIA E ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS, ô imbecil, e apenas PAREM de fazer analogia com redução de maioridade penal ou pena de morte, vcs parecem uns retardados (o q não é novidade vindo de quem é de direita)

Anônimo disse...

"Quem mata gay/lésbica é punido da mesma forma que qualquer adulto que é pego" - claro q não é, otário, "qualquer" bosta

Existe agravante caso o "qualquer" seja negro, mulher, imigrante ou religioso, pra gay ou lésbica não, seu inútil, até quando vcs vão se fazer de desentendidos? até quando vcs vão fingir q existe igualdade no código penal? até quando vcs vão se fazer de idiotas e fingir q não entenderam o básico? de q o crime homofóbico precisa ser TIPIFICADO do mesmo modo como racismo, xenofobia, intolerância religiosa e feminicídio são?

E ng aqui tá pedindo ~proteção da polícia~, paspalho, proteção policial é OBRIGAÇÃO do estado, babaca, ng precisa pedir; e não sei se vc leu, presumo q não, vc é um panaca completo, o post relata uma série de CRIMES HEDIONDOS, quem é q tá falando de "qualquer xingamento"? seu porco

CÂNCERvadores são como o próprio nome diz: um CÂNCER, cínicos, malditos, hipócritas, semianalfabetos, dementes, falsos-moralistas e com sérios problemas de leitura e interpretação de texto, uns perfeitos analfabetos funcionais

Anônimo disse...

01:58 todo xingamento ainda é pouco pra essa turminha semianalfabetizada q vem aqui se fazer de idiota, cagar no tabuleiro e sair cantando vitória

tem mais é q serem ofendidos mesmo, pra ver se deixam de ser bestas, incluindo vc, analfa

Anônimo disse...

"O único assassino que não recebe punição é o menor de idade"

fonte: SEU CU

Cão do Mato disse...

"O pessoal que pede a redução da maioridade penal é o mesmo que repudia a criminalização da LGBTfobia sob a alegação de que tais medidas "não teriam eficácia". Ora, se a própria criminalização da homofobia "não evitaria" homicídios, porque o a ~pena de morte~ o faria?"

Talvez porque a pena de morte seja uma punição "um pouquinho mais severa" (só um pouquinho) do que uma simples pena de reclusão...rsrsrs...

"Por um motivo bem simples, cão do mato: porque quem comete esse tipo de crime é covarde."

Claro! Porque quem assalta uma pessoa e mete uma bala na cabeça da vítima mesmo que ela não tenha reagido é muito corajoso, não é mesmo?

"Se eles forem processados e se verem às voltas com a polícia na hora em que chamarem alguém de viado ou ameaçarem uma moça lésbica, vão ficar com medinho de fazer coisa pior."

Outra incoerência. A mesma turma que vive dizendo que o nosso sistema carcerário é falido e se constitui uma verdadeira "escola do crime", acha que é um bom lugar pra se colocar alguém que chamou uma pessoa de viado. Bastante coerente, mesmo...




Anônimo disse...

Acho que o assassino da moça, o pai da namorada dela, não era menor de idade. E o crime dele anda sendo justificado por muitos ''cidadãos de bem'', os que se auto-intitulam cristãos e ''guardiões da família tradicional''.

titia disse...

"O único assassino que não recebe punição é o menor de idade"

Quer dizer que a Fundação Casa agora é hotel?

Ah, não, pera, é que o sujeito esqueceu o resto da frase. Deixa eu corrigir pra ele:

"O único assassino que não recebe punição é o menor de idade branco e rico"

Pronto, de nada.

Ezco Musaos disse...

"Outra incoerência. A mesma turma que vive dizendo que o nosso sistema carcerário é falido e se constitui uma verdadeira "escola do crime", acha que é um bom lugar pra se colocar alguém que chamou uma pessoa de viado. Bastante coerente, mesmo..."

---> Estamos falando de crimes hediondos motivados por homofobia, não de alguém que chamou outra pessoa de "viado". Haja engajamento pra defender criminosos homofóbicos.

Ezco Musaos disse...

"Claro! Porque quem assalta uma pessoa e mete uma bala na cabeça da vítima mesmo que ela não tenha reagido é muito corajoso, não é mesmo?"

---> Quem está aqui defendendo isso, além de vocês, mascuzada? Uma pessoa "qualquer" (leia-se homem branco heterossexual) pode ser vítima de homicídio por diversos fatores, mas não por simplesmente ser um homem branco heterossexual, ele nunca precisará, por exemplo, esconder que é hétero pra não correr risco de perder a vida (já passou pela tua cabecinha "direita" que homossexuais podem ser assassinados por uma coisa tão simples quanto ser homossexual?).
E cadê todo esse "protesto" contra as leis que criminalizam o racismo, a xenofobia, a intolerância religiosa, o estatuto do idoso, por exemplo? Por que todo esse repúdio apenas contra a criminalização da homofobia? Não entendo porque essa "gente" não assume logo que tudo que quer é continuar xingando, humilhando e matando os LGBT como faziam nos "bons e velhos" tempos.

Anônimo disse...

mascu do mato

vc sempre sendo incoerente, até aí... nenhuma novidade

já disse q vc (ou outro qualquer) parece retardado ao ficar fazendo essas analogias idiotas

"pq é um pouquinho mais severa" (sic) - EXATAMENTE O MESMO se aplica ao agravamento dos crimes homofóbicos, imbecil, vc é tão burro assim q não se deu conta disso?

de novo: se vc acha q pena de morte é eficaz, q moral vc tem pra achar q a criminalização da homofobia não é? seu hipócrita

e pela MILÉSIMA VEZ: "A mesma turma" VÍRGULA, cacete, vc é tão otário assim q precisa usar falácia do espantalho? será q dá pra deixar de usar inferências ou vc é um anta arJUMENTAtiva mesmo?

Vcs só arjumentam e vem um outro aí cara de pau reclamar das "ofensas", se vcs parassem de usar sofismas, pelo menos, mas não... nos obriga a sempre ficar aqui repetindo o ÓBVIO

cão do lixo: vc é um panaca completo, o post relata uma série de CRIMES HEDIONDOS, quem é q tá falando de "qualquer xingamento"? seu porco

CÂNCERvadores são como o próprio nome diz: um CÂNCER, cínicos, malditos, hipócritas, semianalfabetos, dementes, falsos-moralistas e com sérios problemas de leitura e interpretação de texto, uns perfeitos analfabetos funcionais

donadio disse...

"O único assassino que não recebe punição é" 90% deles, por que a imensa maioria dos assassinatos não são solucionados.

Cão do Mato disse...

"Estamos falando de crimes hediondos motivados por homofobia, não de alguém que chamou outra pessoa de "viado". Haja engajamento pra defender criminosos homofóbicos."

Esse meu comentário não foi pra você. Foi pra pessoa que disse que alguém que chama o outro de viado merece estar "às voltas com a polícia" (suponho que não seja para levar um simples puxão de orelhas).

Cão do Mato disse...

"Quem está aqui defendendo isso, além de vocês, mascuzada?"

Quem defende o quê, meu filho? Pare de falar asneira e distorcer as coisas.
E de novo: esse comentário não foi pra você.

Anônimo disse...

Menor de idade n é punido corretamente. Se mata uma pessoa, ficar na fundacao casa até ser maior de idade e ainda sai com a ficha limpa.
Bela justiça. .. e tudo pq o di menor n tem ideia do q faz...

Anônimo disse...

uem está aqui defendendo isso, além de vocês, mascuzada?

Ué, quem defende o Champinha e outros marginais são vocês mesmos.

Viviane disse...

Nesse caso, Titia, a bem da verdade devemos enfatizar que brancos e ricos não são punidos nem se forem maiores de idade. Vide Thor Batista, Sérgio Sirotsky, os caras que queimaram o índio em Brasília...

Anônimo disse...

É óbvio que ele estava se referindo aos assassinos que são pegos. Que no caso se for menor não recebe punição nenhuma ou alguma punição ridícula completamente desproporcional.

Anônimo disse...

Deixa meus bebês em paz, seus porras! Deixa os gays e as lésbicas em paz, seus malditos nojentos odiosos!!

Respeita os gays e as lésbicas!!!

Ezco Musaos disse...

"Esse meu comentário não foi pra você. Foi pra pessoa que disse que alguém que chama o outro de viado merece estar "às voltas com a polícia" (suponho que não seja para levar um simples puxão de orelhas)."

---> Quem atacar alguém verbalmente em razão da orientação sexual deve ser punido sim, da mesma forma que ofensas racistas também não devem ficar impunes. Lógico que a punição por uma ofensa não deve ser a mesma para quem comete um assassinato (ninguém, além de você, está insinuando isso aqui), mas punição deve haver sim. Nada te impede de sair por aí gritando "morte aos viados", só não espere ficar impune por isso.

"Quem defende o quê, meu filho? Pare de falar asneira e distorcer as coisas.
E de novo: esse comentário não foi pra você."

---> Interessante um troll cujo único propósito aqui é distorcer fatos e "flodar" o tema das postagem, reclamar de distorções de argumentos. Você e seus amiguinhos de esgoto são os únicos aqui que estão insinuando que a criminalização da homofobia implica em valorizar a vida dos LGBT acima dos demais, quando já temos agravamento de pena para diversos outros crimes de ódio. E pra isso vale mesmo distorcer toda a debate e insinuar que a redução da maioridade penal ou a pena de morte resolveriam tudo. Vão ser desonestos assim nos fóruns de vocês, seus lixos. O comentário não foi pra mim? Legal. Você solta pérolas reaças/homofóbicas/mascus das mais escrotas e generalizadas e ainda acha que tem o direito de receber as respostas que merece de um único comentarista. É desonestidade pra dar e vender, né filhão.

Anônimo disse...

Engraçado q quando se fala em colocar agravante em falsa denúncia de estupro, começa o chiado hipócrita de vcs.

Pedro disse...

Lésbicas tem direitos básicos negados onde? Como exageram pqp! tenho uma prima lésbica, ela estudou, trabalha, vota, tem plano de saúde, ta morando com a namorada, faz o q ela quer. Q delirio é esse de direitos negados?

Ezco Musaos disse...

"Ué, quem defende o Champinha e outros marginais são vocês mesmos."

---> Vai tomar vergonha na cara, rato de esgoto. Ninguém sensato aqui defende bandido, a não ser vocês, que se rasgam todos na defesa de criminosos "cidadãos de bem" (homofóbicos, racistas, misóginos, xenófobos, desde que, claro, também sejam homens, brancos, heterossexuais e cristãos). Quanto à redução da maioridade penal é um tema sobre o qual admito não ter uma opinião formada em alguns pontos, mas a questão aqui é que esse tema só entrou na discussão por pura distorção do conteúdo da postagem promovida pelo lixo virtual que vocês despejam aqui diariamente.

Anônimo disse...

"Não matarás", diz o mandamento de deus.

A maioria dos evangélicos e católicos são a favor da pena de morte.

Coerência e seguir as próprias regras deles definitivamente não são pontos fortes dos cristãos.

Anônimo disse...

cao do lixo e 12:48

NÃO INTERESSA, seus energúmenos

já podem calar a boca, pq vcs estão errados e nada do q disseram se aproveita como argumento contra a proposição do post, inúteis

criminalização da homofobia JÁ

Anônimo disse...

Para quem acha que machismo é só no Brasil é porque não conhecem a Itália, o país mais machista da Europa e mil vezes pior que o Brasil nesse quesito:

https://www.youtube.com/watch?v=ASPv4fQgFIc

Anônimo disse...

Off-topic: Rachel Sheherazade detona Bolsonaro e gera revolta entre seus fãs

http://www.otvfoco.com.br/rachel-sheherazade-detona-bolsonaro-e-gera-revolta-entre-seus-fas/

Ezco Musaos disse...

"Deixa meus bebês em paz, seus porras! Deixa os gays e as lésbicas em paz, seus malditos nojentos odiosos!!

Respeita os gays e as lésbicas!!!"

---> Ui, ele sabe fazer comentariozinho irônico pra "denunciar" o quanto está sendo ofendido por destilar lixo nos comentários. Que legal, temos um mascu campeão de argumentos aqui. Falando sério, não quer ser ofendido nos comentários? Poste algum argumento racional e não asneira retirada do rabo.

Viviane disse...

Pergunte a sua prima, então.

Ezco Musaos disse...

"Lésbicas tem direitos básicos negados onde? Como exageram pqp! tenho uma prima lésbica, ela estudou, trabalha, vota, tem plano de saúde, ta morando com a namorada, faz o q ela quer. Q delirio é esse de direitos negados?"

---> O único delírio aqui é o teu, seu lixo. O delírio de negação da realidade. E exagero é essa insistência de vocês de defender criminosos homofóbicos. Lésbicas são pessoas em condição de vulnerabilidade social simplesmente por serem lésbicas. E ainda, que a população LGBT já tenha alcançado alguns (poucos) direitos que antes eram privilégios dos héteros, ainda vivemos num país em que LGBT são assassinados em razão da sexualidade e mesmo o casamento civil ainda não foi efetivamente legalizado. Tem certeza que a tua (suposta) prima pode mesmo fazer o que quiser? Se o Brasil é esse paraíso todo pros LGBT imaginado pela tua cabecinha de fossa sanitária, por que a moça da postagem foi assassinada ao pedir a namorada em casamento? Toma vergonha na cara, masCUZÃO.

Anônimo disse...

meu comentário não foi irônico e foi destinado aos mascus escrotos...

procure ser menos paranoico, Ezco Musaos, vai te fazer bem

Anônimo disse...

15:46

"Rachel sheherazade foi promovida à condição de "eva" traidora da humanidade, pela direita xucra. Ah, eu me divirto…"

Esse twitt é ótimo, já resume toda a treta.

Ezco Musaos disse...

"meu comentário não foi irônico e foi destinado aos mascus escrotos...

procure ser menos paranoico, Ezco Musaos, vai te fazer bem"

---> Humhum... Tô sabendo.

Viviane disse...

Assim como Janaína Paschoal e Joice Hasselman, essa infeliz pensa que será poupada pelos machistas ao concordar com eles... Que leve um bom choque de realidade para largar de ser boba...

Cão do Mato disse...

Alguém sabe informar se o agravamento de pena para os tais "outros crimes de ódio" tem resultado na diminuição desses crimes ou só tem servido para alimentar o sentimento de vingancinha dessas minorias?

titia disse...

É mesmo, Viviane, tem esse detalhe escuso também. Bandido maior de idade branco e rico, se duvidar, nem na porta da cadeia pisa...

Mascu do mato racismo é crime e, pela lei, quem o comete está sujeito a pena de dois a cinco anos de prisão. Não é a mesma penalidade de um assassinato, mas é uma penalidade. E é esse tipo de penalidade que a misoginia e a homofobia tem que ter. Não é pra jogar o misógino/homofóbico na cadeia e jogar a chave fora; é só deixar o canalha trancado uns dois aninhos pra ver se aprende a ser gente.

Quando racismo foi transformado em crime, os racistas chiaram e espernearam. Mas se você não fosse racista, não tinha porque ter medo dessa lei. A mesma coisa com a Maria da Penha: quem não agredia a mulher não precisava ter medo. O mesmo vale pra criminalização da homofobia: se você não é homofóbico (algo que todos vocês afirmam até encher o saco) não precisa ter medo da criminalização da homofobia.

Estão com medo por que, se vocês não são homofóbicos?

Anônimo disse...

Isso de "não mexe com meus bebês, deixa meus bebês em paz, respeita _______" é um meme, não é ironia.

Tem gente que parece que chegou na internet hoje.

Ezco Musaos disse...

Outra dúvida, se esse povo reaça, além de jurar que não são homofóbicos, acham que agravamento de crimes de ódio nada resolve, por que ficam esperneando e espumando pela boca diante da possibilidade de criminalização da homofobia? Se não vai ter efeito prático nenhum (na mente entorpecida deles), por que tanta chiadeira da parte deles quanto a isso? É no mínimo "interessante" tal "paradoxo" dessa "gente de bem".

Pedro disse...

Ezco

Situação de vulnerabilidade por ocorrer assassinato? Então, o mundo inteiro entra nessa. Só muda os motivos do crime. O direito a segurança tá escasso pra todos. Mas vcs juraram q lésbicas vivem na merda, eem direito a nada e é mentira.
E sim, minha prima existe. Bizarro, o chorume de vcs contra qualquer opinião contrária.

E estranho hein, cara. Já vi várias matérias de homossexuais se casando aqui no Brasil.


E eu já falei com ela Viviane. Ela no máximo ouve piadinhas escrotas e ouve de alguns babacas q ela vai virar hetero se ficar com eles. E agressão física, vejam só, ela sofreu de uma namorada. Que era louca e controladora.

Sérgio Carneiro disse...

Interessante.

São quase 60 mil mortes violentas por ano, e o grupo mais atingido são os heterossexuais.
Eles- os héteros - representam quase 95% do total das vítimas.

Talvez a tipificação do heterocídio deva caminhar junto com a do lesbocídio.

.

Ezco Musaos disse...

"Situação de vulnerabilidade por ocorrer assassinato? Então, o mundo inteiro entra nessa. Só muda os motivos do crime. O direito a segurança tá escasso pra todos. Mas vcs juraram q lésbicas vivem na merda, eem direito a nada e é mentira."

---> São assassinadas simplesmente por serem lésbicas. Quem está dizendo que LGBT não têm direito a nada é você, nenhum comentarista sensato aqui está dizendo isso. No entanto, o fato de LGBT já terem atingido um certo patamar de igualdade de direitos em relação aos heterossexuais não significa que a homofobia deixou de existir no Brasil. Entendeu? Ou sua cabecinha de fossa sanitária é incapaz de processar essa informação?

"E sim, minha prima existe."

---> Sim, não duvido, assim como extraterrestres ou fantasmas certamente têm alguma probabilidade de existir também.

"Bizarro, o chorume de vcs contra qualquer opinião contrária."

---> Opinião contrária? Você chega aqui vomitando asneira de que homofobia não existe e quer ser levado a sério?

"E estranho hein, cara. Já vi várias matérias de homossexuais se casando aqui no Brasil."

---> Existe diferença entre o direito à união estável entre pessoa do mesmo sexo determinado pelo STF e o direito ao casamento civil de fato. Esse segundo até onde sei não foi plenamente assegurado ainda.

"Ela no máximo ouve piadinhas escrotas e ouve de alguns babacas q ela vai virar hetero se ficar com eles. E agressão física, vejam só, ela sofreu de uma namorada. Que era louca e controladora"

---> Homofobia não se resume apenas à agressão física. Qualquer forma de discriminação por orientação sexual deve ser penalizada, assim como ocorre com o racismo. E essa "informação" de que a namorada a agrediu? Qual a finalidade disso? Acha que esse tipo de "argumento" dá razão à tua tese absurda de que homofobia não existe e que agressões entre homossexuais só ocorrem entre eles mesmos? Tenta outra, masCUZÃO.

Ezco Musaos disse...

"São quase 60 mil mortes violentas por ano, e o grupo mais atingido são os heterossexuais.
Eles- os héteros - representam quase 95% do total das vítimas.

Talvez a tipificação do heterocídio deva caminhar junto com a do lesbocídio."

---> Você sabe ler, "cidadão de bem"? Sabe interpretar as informações que vê por aí? Tem alguma noção de realidade? Claro que todas essas perguntas são retóricas.
Quantos casos de heterossexuais assassinados simplesmente por serem heterossexuais você tem conhecimento? "Heterocídio"?
Kkkkk. Vocês já tiveram "argumentos" melhores, mascuzada.

Anônimo disse...

"Situação de vulnerabilidade por ocorrer assassinato?" - sim, e vc acha pouco? mas vai além disso, antes de tudo, situação de vulnerabilidade por serem alvos de preconceito, paspalho

"Então, o mundo inteiro entra nessa" - não, IMBECIL, o mundo inteiro o caramba

os éteros não entram nessa equação, pq eles não são assassinados por serem héteros

quanto ao resto da sua FANFIC, ng liga, otário

mascu do mato, claro q resultou na diminuição, seu babaca, o mesmo eu não poderia dizer a respeito da pena de morte ou da redução da maioridade penal, q só tem servido para alimentar o sentimento de vingancinha dos babacóides reaças e demais escrotos

19:32 - vc é só mais um idiota, marginal, imbecil e escroque

"grupo mais atingido são os heterossexuais" - mas não são atingidos por serem eterossexuais, panaca

Eu preciso repetir isso pela milionésima vez, tudo pq essa gente ordinária só sabe usar o mesmo arJumento, eles não desistem (mas eu tb não)

'CÂNCERvadores são como o próprio nome diz: um CÂNCER, cínicos, malditos, hipócritas, semianalfabetos, dementes, falsos-moralistas e com sérios problemas de leitura e interpretação de texto, uns perfeitos analfabetos funcionais'

Ezco Musaos disse...

E a pergunta que nenhum "cidadão de bem" se dispõe a responder:

Por que estão com medo da criminalização da homofobia, se vocês não são homofóbicos?

Anônimo disse...

De acordo com o mapa da violencia são mais de 99%

JJ disse...

No caso especifico do homicídio e feminicédio em vez de criarmos um tipo penal específico para mulheres, depois outro pra LGBT, não seria mais correto criar uma qualificadora ao crime de homicídio que englobasse os crimes praticados em função de sexo, cor, etnia, raça, opção sexual, vulnerabilidade econômico social (vejam os inúmeros casos de moradores assassinados, só por estarem nessa condição)...

Anônimo disse...

20:41 - não importam muito os detalhes

a LGBTfobia simplesmente precisa ser criminalizada, apenas

Sérgio Carneiro disse...

Muitos não tem a capacidade de reconhecer um texto irônico, quanto mais um sarcástico. Herança Paulofreiriana......

Fazer parte de um grupo vitima- ou identificar-se como tal - só tem uma vantagem: Uma proteção diferenciada. Sejam por meios de cotas, tipificação especifica de crimes, assistência ou proteção social e ... O pior de tudo, essa crença da proteção especial torna-se algo inquestionável, como se fosse uma auto-evidencia universal.

Se um cristão for morto por seu cristianismo tipificaremos o cristãocídio? Um islã pelo seu islamismo teremos o islãcídio? Um obeso por sua obesidade, o obesocídio?

Já temos a tipificação para que mata um Homo sapiens: Homicídio.

Viviane disse...

E qual seria a diferença prática entre "novo tipo penal" e "qualificador de pena"? Contanto que se chegue ao resultado de inibir crimes de ódio, tanto faz.

Marina disse...

Cão do mato, vc parece ser um troll um pouco menos desmiolado que os outros. Então vou te explicar de uma forma muito simples a necessidade de tipificação específica para homicídio motivado por homofobia - Registro. Simples assim!
Nem precisamos entrar na discussão super complexa se a gravidade da pena imposta tem impacto na redução do delito, ou qual seria a pena adequada para esse tipo de delito.
É necessário quantificar os homicídios que são praticados motivados pela homofobia, pois quanto mais informações temos sobre determinado delito, mais fácil é desenvolver políticas públicas para evitá-lo. O mesmo está acontecendo com o feminicídio agora. Começamos a ter dados um pouco mais robustos acerca da incidência desse tipo de delito, o que impulsiona a criação de políticas pública sespecíficas, o que, por sua vez, tem o poder de moldar a sociedade. Vc deve saber, informação é essencial para qualquer coisa. Sem a tipificação específica, esses dados são perdidos. Consegue entender??

Cão do Mato disse...

Marina:Agora sim! Finalmente um argumento sensato!

Ezco Musaos disse...

"Se um cristão for morto por seu cristianismo tipificaremos o cristãocídio? Um islã pelo seu islamismo teremos o islãcídio? Um obeso por sua obesidade, o obesocídio?"

---> Notícia diretamente do planeta Terra para o planeta Mascu: intolerância religiosa já é considerada agravantes para crimes há muitas décadas. Que tal se informar antes de defecar pelos dedos em blogs com conteúdos que te desagradam? Dica: se informar não dói.

"Já temos a tipificação para que mata um Homo sapiens: Homicídio."

---> O que leva alguém a se dar ao trabalho de demonstrar tanta imbecilidade na internet? Eis uma questão "profundamente filosófica".

Anônimo disse...

"O único assassino que não recebe punição é o menor de idade."

Mentira. Vai ler o ECA.

Ezco Musaos disse...

"Fazer parte de um grupo vitima- ou identificar-se como tal - só tem uma vantagem: Uma proteção diferenciada. Sejam por meios de cotas, tipificação especifica de crimes, assistência ou proteção social e ... O pior de tudo, essa crença da proteção especial torna-se algo inquestionável, como se fosse uma auto-evidencia universal."

---> Deve ser muito vantajoso ter um tratamento diferenciado pela sociedade, por exemplo: ter direitos civis violados, não poder expressar livremente hábitos comuns, como sair com o parceiro na rua sem correr o risco de sofrer agressões, não ter sua família reconhecida legalmente como uma família, etc. O estado tem o dever de reconhecer e tipificar crimes contra grupos socialmente vulneráveis e não é o ataque de seres com pensamento tão abjeto feito você que vai travar a continuação dessa luta. Pode continuar esperneando.

Anônimo disse...

"Interessante.

São quase 60 mil mortes violentas por ano, e o grupo mais atingido são os heterossexuais.
Eles- os héteros - representam quase 95% do total das vítimas.

Talvez a tipificação do heterocídio deva caminhar junto com a do lesbocídio."

Mas tá esperando o quê? Bora lá!
Abre teu site, começa a tua campanha e deixa a caixa de comentários aqui quieta e em paz.

Rafael Cherem disse...

Para a discussão:Será mesmo o direito penal útil no combate a homofobia? Será que justiça burguesa capaz de fazer frente a essa demanda?

Anônimo disse...

registrar um crime como sendo por motivo de homofobia não requer que exista um tipo penal específico. É burocratizar demais. Se o motivo para criar esse tipo penal for REGISTRO, é o motivo mais ridículo que existe. Nos eua, que tem estatística até para quantas vezes uma vaca tipo nelore foi morta por raio nos meses de março na última década, não existe esse tipo penal, e aposto que existem estatísticas sobre quantos gays morrem por serem gays.

Letra de lei não educa ninguém. Matar é crime. Matar qualquer ser humano é crime. O cara está foragido porque é um criminoso. Ele não teria deixado de cometer o crime se existisse o tipo penal "lesbicídio". Quando a esquerda entender que a solução para os problemas do mundo não se resolve com uma canetada, estaremos melhor.

Alícia

Anônimo disse...

"Se um cristão for morto por seu cristianismo tipificaremos o cristãocídio?"

não idiota, pq JÁ EXISTE TIPIFICAÇÃO PRA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, seu bosta

Vc, como muitos, não tem nem ao menos a capacidade de interpretar um texto, quanto mais um simples. Herança olasno-caraliana

rafael cherado: a resposta é SIM, otário

e alicia, faça-me o favor, foda-se os estados unidos, se for pra usar país como exemplo, tem uns trocentos MELHORES q os eua q TIPIFICAM o crime de homofobia, ignorante

a tipificação não é pra "evitar o crime", pq se fosse por isso, não haveria nada criminalizado, mas cê é devagar hein

é por... 1º lugar: JUSTIÇA, intolerância religiosa, xenofobia, racismo e feminicídio são todos tipificados, pela lógica, LGBTfobia precisar ser tb. Pq só o preconceito contra gays e lésbicas tá de fora do "hall"?

e por... 2º lugar: REPÚDIO, é uma forma do Estado, através da lei, demonstrar q não tolera crimes motivados por homofobia (assim como demonstra q não tolera crimes motivados por outros preconceitos: racismo, xenofobia, etc.); isto é ESSENCIAL, pois contribui na hora de "educar" a sociedade, na hora de mostrar q homofobia é errado; se for crime é uma ajuda em tanto

E vc q pensa q a criminalização não ajuda a evitar os crimes, vc q pensa

Anônimo disse...

"só tem UMA" [...] (tudo sic)

UMA? só UMA? ah, é mesmo? nossa, então vc admite a importância da tipificação pra crimes homofóbicos, já q segundo vc: é uma "única" "vantagem" só

paspalho

tudo o q vc escreveu aí, animal, não tem nada de "vantagem", sua besta, isso se chama JUSTIÇA, panaca

Anônimo disse...

"finalmente" o c#ralho, mascu do mato

HÁ TEMPOS q vinham argumentando sensatamente (refutando por completo os seus sofismas) desde q vc começou a bostejar aqui

Ezco Musaos disse...

Só não entendo porque essa gente "direita" só implica com a criminalização da homofobia. Cadê toda essa gana e espuma pela boca para derrubar as leis sobre os demais agravantes criminais, como racismo ou intolerância religiosa?

Pela enésima vez, "cidadãos de bem DMBC (defensores da moral e dos bons costumes)", já que vocês não são homofóbicos, por que temer a criminalização da homofobia?

Anônimo disse...

"Mentira. Vai ler o ECA."

Assim disse a pessoa que, com a mais absoluta certeza do mundo, NÃO leu o ECA.