quarta-feira, 12 de julho de 2017

GOLPISTAS APROVAM REFORMA TRABALHISTA

Ontem a reforma trabalhista foi aprovada pelo Senado. Um dia triste para o Brasil.
Primeiro foi a lei da terceirização, aprovada em março, que liberou o trabalho terceirizado em todas as atividades das empresas. São os golpes dentro do golpe. A verdadeira razão pela qual o golpe foi orquestrado.
Esperava-se que a reforma trabalhista fosse aprovada, e o placar de 50 a 26 foi ainda mais folgado do que previa o governo golpista. 
Ela foi aprovada exatamente como veio da Câmara de Deputados, e agora cabe a Temer sancioná-la, e talvez mudar alguns pontos mais polêmicos por medida provisória.
Ontem algumas corajosas senadoras de esquerda -- Lídice da Mata (PSB-BA), Regina Sousa (PT-PI), Fátima Bezerra (PT-RN), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Gleisi Hoffmann (PT-PR) -- tentaram obstruir a votação por conta de um desses pontos polêmicos. A reforma permite que mulheres grávidas ou lactantes trabalhem em ambientes insalubres, o que é desumano. 
Como diz uma matéria da Carta Capital, "O texto da reforma altera profundamente as relações trabalhistas no Brasil, ao regulamentar o trabalho intermitente, acabar com a contribuição sindical, enfraquecer Justiça do Trabalho e fazer acordos coletivos prevalecerem sobre a legislação. Um conjunto de medidas visto como um importante desestímulo à formalização de postos de trabalho".
Com a reforma, negociações entre patrões e empregados falarão mais alto que a legislação trabalhista, regida hoje pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Um dos problemas é que patrões e empregados não estão em condições de igualdade. 
Como afirmou o Sensacionalista (só rindo numa hora dessas), o trabalhador tem opções sim -- ele pode negociar se o patrão usará manteiga ou KY para ser ferrado. "Agora os trabalhadores poderão escolher se vão receber chibatadas pela manhã ou à noite".
Embora com a reforma não haja negociação quanto ao fundo de garantia, o salário mínimo, o 13o e as férias proporcionais -- isso continua intocável (por enquanto), empresas e trabalhadores poderão negociar o parcelamento das férias (em até três vezes), a jornada de trabalho (que pode passar de 8 horas diárias para 12, desde que seguidas por 36 horas de descanso), a redução de salário e o banco de horas.
Se você acha que patrão é bonzinho e que não vai bolar as negociações mais nefastas para levar a melhor, sugiro este vídeo. Ele cita como exemplo uma empresa de laticínios no Ceará que "negociou" com o sindicato a revista íntima nos funcionários. Isso é proibido por lei, mas a reforma faz com que pra tudo se dê um jeitinho. O que mais tem é acordo que é feito sem que os trabalhadores sequer fiquem sabendo. Aí você vai reclamar com quem, com o patrão que criou o acordo?
Se uma negociação coletiva quiser pactuar trabalho escravo, tudo bem (afinal, o acordo estará acima da lei). Quem está falando isso não sou eu, mas uma ministra do Tribunal Superior do Trabalho. 
Toda vez que você ouvir a expressão "flexibilização dos direitos trabalhistas", você deveria tremer. Tem coisas que não deveriam ser mexidas, mas em nome da "modernidade", de "criar postos de trabalho", de "aprovar mudanças urgentes que o Brasil precisa", e outras ladainhas que a mídia não cansa de repetir, nossos direitos vão ser bem mais flexíveis, para adotar o eufemismo que eles usam sem corar.
Em abril, a CUT já havia explicado por que a reforma é um desastre completo para o trabalhador. Veja tudo que pode mudar daqui a quatro meses, quando o novo texto for publicado no Diário Oficial. 
Aí fica a pergunta: como que algo tão sério, que afeta tanto as relações de trabalho no Brasil, pode ser votado em regime de urgência por um governo totalmente ilegítimo? Seria por que nada disso foi aprovado nas urnas? Porque os golpistas sabem que só podem passar todas essas aberrações (e outras que virão, como a reforma da previdência -- leia-se o fim da aposentadoria) por baixo dos panos?
A pergunta que mais ouço dos meus alunos é se, com um novo governo, poderemos reverter tudo isso que está sendo passado e que só é benéfico para o patrão. Eu realmente não sei. E se tivéssemos um plebiscito sobre as reformas? Será que elas teriam o resultado de uma enquete da UOL que perguntava "Você acha que a reforma trabalhista é boa para o Brasil?" (o sim estava ganhando)?

73 comentários:

Anônimo disse...

1) ANTES: Trabalho = 8 horas. Ponto Final.
DEPOIS: Trabalho = 8 horas OU negociável (dentro dos limites).

Perceba que há a OPÇÃO de negociar.

"E se o patrão não quiser negociar?"
Resp.: Ficará como ANTES (8 horas)

Quer que eu desenhe?

Anônimo disse...

11:18, não é tão simples assim. Tem um monte de direitos trabalhistas que foram suprimidos nas entrelinhas da reforma. O patrão vai falar: é assim e assim. Se concordar vc fica. Se não concordar, vc vaza que tem outro esfomeado na porta esperando sua vaga. À força, por necessidade alimentar, vc acabará concordando, até regredir ao trabalho análogo à escravidão. A única coisa que presta nessa reforma foi o fim da #@!×+$&* contribuição sindical obrigatória. Isso sempre foi um absurdo, vc ser obrigado a contribuir com qualquer coisa que vc não queira. Mas como é um absurdo, pode ser que o Temer vete a proibição. Pq? Pq é mais um fumo no r@bo do trabalhador. E eles têm orgasmos ao fazer isso. Canalhas! Somente os militares para fechar aquela joça mesmo é o que nos salvará!

Anônimo disse...

"acabar com a contribuição sindical"

Porque eu tenho que ser obrigado a pagar imposto sindical?
Eu não deveria ter o direito de me sindicalizar por vontade própria, a algum sindicato do qual eu concorde com as ideias e sinta que esta fazendo algo por mim? Imposto sindical não e verba garantida injustamente para a industria de sindicatos picaretas, que sustentam um monte de come e dorme? Afinal o deles já esta garantido mesmo não precisam mobilizar nada.

Anônimo disse...

"O patrão vai falar: é assim e assim."

ANTES: Vc vai trabalhar 8 horas por dia e ponto final. É assim e assim.

DEPOIS: Vc vai trabalhar 12 horas por dia, mas APENAS 3 dias da semana e folga 2 dias (limite de carga semanal). É assim e assim.

Anônimo disse...

Vc sabe que não vai ser assim. Dá uma bracha para o patrão ferrar o funcionário e ele vai ferrar. É o lucro a qquer custo. Ex: ele vai falar que o almoço é de 30minutos. Vai dar R$ 20,00 de "aumento" por isso. No ano que vem, nem se fala do assunto e o almoço que era de 1h passou para 30minutos. Se reclamar, rua. E as horas "in itnere"? Adivinhem QUEM é o maior beneficiado com o fim do pgto dessas horas? A JBS, J&F e demais frigoríficos. E essas nem vai ter acordo. Serão cortadas e tchau! DSR, higiene pessoal, troca de uniforme e etc... tudo será cortado. Só será pago POR HORA efetivamente na bancada do trabalho. Olá escravidão? Voltei!

titia disse...

Estamos fudidos e mal pagos.

Literalmente.

Parabéns, reaçada "mamãe-quero-ser-corte" de merda. Conseguiram piorar ainda mais esse país só porque não queriam pobres nos seus espaços exclusivos de pseudo-casta superior.

Não reclamem com a esquerda quando o rabo de vocês começar a doer. É, porque vocês serão enrabados também.

E eu, como sempre, estarei aqui pra jogar sal nos seus cus arrebentados e zombar das suas dores. Cavaram sua vala agora caiam nela junto com todo o povão que vocês odeiam.

Anônimo disse...

Me fala um direito que foi perdido ontem

titia disse...

12:47 não tenha a menor dúvida. Tudo come-dorme-bate punheta sustentado pela mãe que não estuda nem trabalha e passa o dia inteiro no computador querendo chamar atenção.

Anônimo disse...

Engraçado q essas aberrações deram certo em vários países.

Anônimo disse...

Um esclarecimento, a jornada de ate 12 hrs é só pra quem trabalha com plantão

Anônimo disse...

Isso q é síndrome de viralata, n querem q o país mude de jeito nenhum, com a psicose esfarrapada de empresários malvados q ferram o trabalhador.

Anônimo disse...

O Lula foi condenado a 9 anos e meio de prisão

Rodrigo Almeida disse...

Lula foi condenado galera, jah podem ir pras ruas protestar.

titia disse...

14:02 desde a era Collor os empresários mandam e desmandam nesse país, fazem o que bem quiserem, e quando foi que isso melhorou a vida do trabalhador?

Direitistas e essa psicose da esquerda malvada que vai tirar o caviar e os jatinhos particulares dos pobres empresários que não ganham o suficiente nem pra ir pra Europa.

Anônimo disse...

Eleição do Trump, ascensão de Bolsonaro, fim do imposto sindical, inflação controlada, crise do Governo Maduro, prisão de Lula, todo dia a esquerda apanha um 7 a 1

Anônimo disse...

Qual o problema de parcelar as férias em 3x?

Anônimo disse...

"Eleição do Trump, ascensão de Bolsonaro, fim do imposto sindical, inflação controlada, crise do Governo Maduro, prisão de Lula, todo dia a esquerda apanha um 7 a 1"

Já disse e vou repetir: DIREITA TÁ VINDO COM TUDO!

Chegou a nossa hora

#pas

donadio disse...

"Qual o problema de parcelar as férias em 3x?"

Quem você acha que vai decidir se as férias serão parceladas, o empregado ou o patrão?

donadio disse...

"A reforma permite que mulheres grávidas ou lactantes trabalhem em ambientes insalubres, o que é desumano."

E a turma anti-aborto comemorando.

Anônimo disse...

"Quem você acha que vai decidir se as férias serão parceladas, o empregado ou o patrão?"

IMBECIL, se o patrão malvadão NÃO QUISER parcelar as férias, ENTÃO NADA MUDOU. Continua a mesma coisa. Férias não parceladas.

Já estou lógica um dia na tua vida, panacão?

Anônimo disse...

Eu trabalho na Oi e lá é o empregado que marca suas férias no Sistema interno da empresa, escolhendo se quer parcelar ou não e as datas disponíveis. Aliás, trabalho desde os 16 anos e nenhum patrão nunca mais obrigou a parcelar férias, tenho 37 anos.

Anônimo disse...

E incrivel por odio ao PT estes zumbis comemoram ate perdas de direitos.

b) Cada vez mais eu tenho certeza que estes liberais de internet nunca trabalharam sao sustentados pelos pais.

c) Nao existe patrao bonzinho vc presta enquanto trabalha experimenta ficar doente ele coloca outro no seu lugar e pronto.

c) Agora vai ser minha empresa minhas regras se nao gostar rua

Anônimo disse...

"c) Agora vai ser minha empresa minhas regras se nao gostar rua"

Babaca que escreveu isso:

SUA CASA, MINHAS REGRAS

Eu, a partir de hoje, sou eu quem mando na sua casa

Que tal ein???

Anônimo disse...

Liberal de internet que finge que nao entende as coisas.

b) A casa pode ser sua mas vc nao pode explorar ninguem e exatamente o que vai acontecer porque o patrao tem o poder da demissao.

Anônimo disse...

Eleição 2018, Bolsonaro ganha por W.O.

Anônimo disse...

a esquerda está na UTI... depois de ontem, hoje Lula foi condenado a "aposentadoria" política.
Acabou pro Lula, e agora?
ele pode não ser preso mas também não será nunca mais candidato.

Anônimo disse...


Burro é quem está comemorando a suposta prisão de Lula (que não vai acontecer) sendo usada como cortina de fumaça por causa da reforma escravagista.

Anônimo disse...

Burro e quem comemora pois e uma cortina de fumaca

Anônimo disse...

Direita ou esquerda,em cima ou embaixo,TODOS NÓS ESTAMOS FUDIDOS.A coisa só não fica feia pra cachorro grande,beeeeem grande,de resto está todo mundo na lama.A saúde física e mental dos trabalhadores indo pro ralo.Os planos de saúde vão engordar a conta.Se concursada eu já fico um prego de esgotada no final do dia,imagino na iniciativa privada.O brasileiro vai ter que começar a se organizar,fazer um planejamento familiar,ter educação financeira porquê senão...

Anônimo disse...

Q horror! O número de empregos vai aumentar porque não vai mais custar os olhos da cara para o empregador contratar alguém, triste mesmo...

Anônimo disse...

Alguns retrocessos vejo que podem surgir sim, mas essa questão de parcelar ou não as férias, não entendi até agora oq pode surgir de mal ali. Podem me explicar?

Anônimo disse...

Pergunta: a reforma trabalhista afeta funcionários públicos?
Lola, é concursada amiga?

titia disse...

Que horror! Os salários vão diminuir, as condições de trabalho vão ser cada vez mais insalubres, os patrões vão poder fazer esquemas escusos e explorar cada vez mais porque quem não topar é demitido...

Anônimo disse...

Interessante que todos os especialistas de mercado veem com bons olhos a reforma trabalhista (economistas, administradores, mercado financeiro etc), somente a esquerda vende a ideia que a reforma é ruim. Diga-se de passagem que a CLT é do tempo do governo militar, ou fascista, como a esquerda gosta de chamar. Esquerda defendendo lei fascista, quanta incongruência né?

Em tempo: agora só falta fazer um novo update no post anterior, pois Eduardo bolso falou que foi uma montagem em ambas as postagens. Mas isso nao vai ser feito, né?

titia disse...

Meu Deus, de novo a CLT, de novo os "mimimi bolsomito", de novo "a economia foi quebrada por vocês, esquerdistas" (porque não pode mais ir pra Disney todo ano), "o mercado internacional não gosta de esquerda" (óbvio que não gosta, dãããã, povo com o mínimo de condições de vida não aceita ser explorado pelo salário de merda que eles querem pagar), "somos todos pobres coitadinhos" (embora ande por aí com iPhone de seis mil reais na mão enquanto o mendigo da esquina passa fome), "mimimi vão trabalhar seus vagabundos!" (relevemos o fato de que quem diz isso é sustentando pela mãe e não faz nada o dia inteiro. Se ninguém trabalhasse nesse país já teríamos quebrado faz tempo mas, estranhamente, só quebramos quando os políticos de direita querem pagar menos e ganhar mais), "Mimimi funcionário público parasita" (De novo: relevemos que o sujeito é um vagabundo sustentado pela mãe) e nunca pisou num cartório tribunal ou universidade pública pra saber quem é parasita ou não (dica: mão trabalhou em cartórios e tribunais. Segundo ela, os parasitas são os riquinhos direitistas, que não fazem nada, ficam no celular o dia todo, não sabem nem mesmo português correto, etc.).

Enfim, auto projeção. De gente que já admitiu que não liga que as pessoas morram na porta do hospital e passem fome desde que ele possa baixar combo na balada e se endividar até a morte pra exibir iPhone por aí. A reaçada joga todos os seus defeitos na esquerda porque não são "de bem" o suficiente pra admitir que são uns bostas desumanos que cagam pra vida dos outros enquanto puderem se trancar na sua torrezinha de marfim com iPhones e pornografia online, tudo pago pela mamãe (parasitismo é com eles mesmos).

Anônimo disse...

Acha mesmo que nada vai mudar agora que eles tem mais apoio da reforma?

Anônimo disse...

12:50, vou elencar alguns: horas in itnere (J.B.S, J&F, demais frigoríficos e demais empresas de grande porte comemorando o roubo aos empregados); horário de almoço reduzido para meia hora; não pgto de períodos de higiene pessoal, troca de uniforme, etc, etc x etc; pgto somente pelas horas efetivamente trabalhadas, etc... E tem muitos mais direitos surrupiados

Anônimo disse...

Que pessoa burra esse anônimo do dia 12 15:09. E fala como se estivesse abafando. Kkkkkk
Deve ter uns 12, 15 anos

Anônimo disse...

Coitadinhos (12:50 e 14:02), tão inocentes, vão tomar no lombo no trabalho e ainda vão agradecer ao patrãozinho.

Anônimo disse...

Bom, eu acho que vocês estão exagerando nesse ponto da perda dos direitos. Não é bem assim, todos os trabalhadores continuarão tendo direitos. tem muito terrorismo aí nas críticas.

A menos que algo realmente relevante aconteça de ruim, vou permanecer observando os fatos, mesmo porque eu não faço greve contra Temer. Mas claro, se pisar na bola, mudo de opinião.

Francisco Niterói disse...

Procure saber o que aconteceu na Espanha desde 2012 com a aprovacao da lei que inspira a que foi aprovada aqui.

Talvez vc acabe vendo que os tais especialistas de mercado estão tão somente defendendo seus pares e investimentos.

Não vou googlar. Vá no el país. Ah, e no Google tradutor. Rs

Anônimo disse...

Lola, com a condenação do Lula (e provável confirmação na 2 Instância) em quem você votaria no 2 turno em 2018, numa eventual disputa: Bolsonaro X Dória?

lola aronovich disse...

Anon, eu anularia o voto sem a menor dor na consciência. Estou acostumada a anular voto. Morei 15 anos em SC, onde tive que optar várias vezes entre dois reaças, Esperidião Amin e Luiz Henrique da Silveira. Eu sempre anulava.

Anônimo disse...

Mas Dória não seria "menos pior"? O Outro, além de ser reaça, elogiou torturador..

Anônimo disse...

Vcs sabiam que o dono de uma padaria tbm é empresario?

Vcs so veem o empresario como aquele cara engravatado.
Como vcs sao caretas.

Essa imagem é do tempo da minha vó

"Progressistas"
Uma vergonha

Felipe Roberto Martins disse...

Estou em luto pelo Brasil e por todos Nós.

Anônimo disse...

Engraçado é que nem juristas contra a reforma indicam isso. De onde vc tirou essas bobagens? Vai se preciso pelo menos fez anos para as jurisprudências decidirem o que realmente foi perdido. O pior que quecera a terceirizacso atividade fim já havia sido aprovada. Vocês andam delirando quando podiam ter atacado pontos específicos e ter feito realmente diferença.

Anônimo disse...

Eu juro que não quero gerar discussão nem nada, eu só queria saber: o que há de errado com o Doria? Sei pouco dele, mas sempre que escuto do cara são coisas boas. Nunca encontrei nada tratando mais a respeito dele. Se alguém quiser mandar um link confiável, agradeceria muito a informação.

Anônimo disse...

Off-topic, mas...

Desculpa Lola, aquele seu retweet e tweet sobre o Zangado e o Eduardo foram ridículos. Responda sinceramente, você conhece essas duas pessoas? Plmdds... parece mais que a pessoa que está difamando esses youtubers está é querendo usar de psicologia reversa, porque não é possível. Fiquei com vergonha alheia. Se quer fazer uma lista de youtubers reacionarios, FAÇA CERTO.

Maria disse...

Peraí, sem ser o tema do post mas, só eu que me sinto muito ofendida com essa piada do KY? Para mim isso é um exemplo clássico de cultura do estupro... Fazer mal, humilhar, fazer perder, só dentro dessa cultura abominável é sinonimo de penetração, e dá para fazer piada com isso.

Rafael Cherem disse...

Fazendo greve geralde um dia,o que esperar?Óbvio que o andar de cima se sente no direito de fazer o que quiser.

Anônimo disse...

Bom dia, gente como lider chinês falou, não importa a cor do gato, desde que pegue o gato. Precisamos de empregos urgentes, as novas normas vao facilitar. Menos ideologias, mais soluções.

Anônimo disse...

Enquanto alguns dizem os termos golpistas, reacionarios, proletariado, estatais outros falam uber, nuvem, livre iniciativa e liberdade, inclusive liberdade para falar golpistas, ....

Anônimo disse...

Me fala de que forma permitir que grávida trabalhe em ambiente insalubre, parcelamento de férias, aumento das horas trabalhada no dia vai gerar mais emprego? Bobinho, caiu nessa né? Não vai gerar emprego porra nenhuma. Vai explorar ao máximo o trabalhador e aumentar o lucro dos empresários.

Anônimo disse...

Ah, sim. No seu mundo maniqueísta essas palavras são opostas né? Mais um que vai se foder com as reformas, mas vive na esperança que vai se dar bem. Cai na real, se vc não é um grande empresário, vc não vai ser beneficiado.

Anônimo disse...

Lola, entre Bolsonaro e Dória, e vc votando nulo, lembre-se de uma coisa:
Um dos dois será o SEU presidente.
Lide com isso.

Anônimo disse...

Cala a boca Anon das 09:50

Vc nem sabe fazer uma porcentagem e quer falar de emprego.

"e aumentar o lucro dos empresários."
Cala a boca de novo. Parece um robô que só repetem a mesma frase idiota.

Uma tia que tem um salão de beleza é uma EMPRESÁRIA. Sabia disso seu animal?

Anônimo disse...

A esquerda podia parar de se vitimizar e tentar entender o que aconteceu nos últimos anos.

Lula perdeu a forca de mobilizacao que tinha.

Provavelmente, sua popularidade ainda seria suficiente pra se eleger.
Entretanto, a esquerda como um todo perdeu muita forca.

O motivo? Passaram os ultimos 14 anos explorando um discurso classista que demonizava a classe média...

Agora reclama que os reacionarios "mamãe-quero-ser-corte" cansaram de ser esculachados.

Anônimo disse...

"Condição análoga a escravidão"

Ou seja, estamos nos aproximando do modelo Chinês.

Anônimo disse...

Nos EUA não têm 13o, seguro desemprego, FGTS, aviso prévio, Justiça do Trabalho. Licença maternidade tem, mas não é remunerada (se quiser).


Não tô vendo ainda a fila de americanos e americanas desesperados para entrar aqui e ter todos esses "direitos".

Alguém aí viu a fila aí? Tá muito grande?

Anônimo disse...

Não me calo, seu bosta. Me diga como a reforma vai aumentar o emprego, seu cerébro limitado. Ou vc nunca trabalhou na vida ou é um grande empresário que gosta de explorar os outros.

Anônimo disse...

Olá, lucro e empresários não são palavrões. O lucro e o empresário geram empregos. O estado não tem emprego para todo mundo, e, acreditem, as Universidade Federais precisam de um choque de realidade. (lembrem-se a Universidade é um local de debate, então, vamos debater e não bater no anônimo.)

Anônimo disse...

Para os tercerizados a melhor coisa foi essa reforma, agora eles não podem ser demitidos e recontratado com 11 meses na empresa e vão receber férias e todos os direitos, antes eles eram demitidos com menos de um ano e recontratados de novo.

Anônimo disse...

"O lucro e o empresário geram empregos."
Que piada. Nem mesmo o capitalismo liberal afirma isso. O lucro e o empresário pagam o menos possível para o menor número de pessoas possíveis; ou então não teriam lucro nunca. Emprego é outra coisa... e não é gerado por empresário porcaria nenhuma... eita umas aulinhas de economia aí.

Rodolfo Abrantes disse...

Sabe porque a esquerda se mostra tão contra a reforma trabalhista, simples porque ela ataca um dos pilares que sustenta esses partidos com pt, PSOL e PCdoB os sindicatos.


Eles não tem nem aí para os trabalhadores, lembramos que foi o governo desastroso do PT que jogou 14 milhões de trabalhadora na rua e fechou empresas.

A cut e uma piada, ela ficou 13 anos caladas é só manifestou quando a partido que garantiam sua fonte de renda saiu do poder.


A reforma e importante para modernizar o mercado de trabalho e tira ele do século passado.


E finalmente vou parar de sustentar sindicalista vagabundo, não terei mas que dar o arrego do sindicato todo ano.

Rodolfo Abrantes disse...

E isso mesmo titia, vamos confiar nesse sindicatos de faz de conta esse sim estão aí para defender o trabalhador, e por isso que dirigente de sindicato e bem remunerado para trabalhar pelo povo.

Rodolfo Abrantes disse...

Tudo que você descreveu sempre existiu no tempo do PT no poder, naquela época você fazia essas mesmas críticas a esquerda???

Rafael Cherem disse...

Curioso,as pessoas não participam ativamente de seus sindicatos,não cobram de seus dirigentes,não disputam o comando,mas querem e exigem uma atuação forte dos mesmos.Nosso povo é de desanimar.

Rafael Cherem disse...

Pois é.Dilma foi fazer um governo neoliberal,deu nisso.Prova que política de direita não serve ao povo.

Anônimo disse...

Duas coisas boas da reforma: 1. fim do imposto sindical, 2. legalização da demissão por acordo mútuo.

Anônimo disse...

Ô esperto... ela fez um governo neoliberal no finalzinho, quando a economia foi pro buraco por causa do governo de esquerda que ela fez ... kkk quanta desonestidade intelectual!!!

donadio disse...

"IMBECIL, se o patrão malvadão NÃO QUISER parcelar as férias, ENTÃO NADA MUDOU. Continua a mesma coisa. Férias não parceladas.

Já estou lógica um dia na tua vida, panacão?
"

Moço bem educado, se o patrão decidir que você vai parcelar as suas férias, elas serão parceladas, queira você ou não.

Anônimo disse...

Não sei onde o Donádio trabalha, mas nunca vi um empresário ameaçando o trabalhador a parcelar (ou não) suas férias, até porque as férias são negociadas com o chefe imediato que também é um empregado.