segunda-feira, 15 de maio de 2017

DE TANTO GRITAREM "VAI PRA CUBA", EU TÔ INDO!

Hoje não vai ter textão. Só textinho pra expressar minha felicidade, fuzilar alguns de inveja e reforçar os argumentos de quem me chama de comuna.
Sabem aquela expressão que reaças falam direto pra quem é de esquerda? Parece que você espirra e, em vez dos coxinhas falarem "Saúde", eles gritam: "Vai pra Cuba!" Pois é. De tanto me falarem isso, eu vou!
Na realidade faz muito tempo que quero ir pra Cuba. Sempre foi um sonho. 
Mar caribenho: Veradero
Além de ser um país icônico (uma nação minúscula desafiou o maior império da história da humanidade durante décadas), fica no Caribe, dizem que é linda e divina, que tem um dos melhores sistemas de saúde e educação do planeta, que as pessoas são gentis. O maridão e eu até chegamos a comprar passagens em promoção pra Cuba há uns cinco anos, mas nos demos mal. A empresa estelionatária (carioca, nada a ver com Cuba) deve ter roubado um monte de pessoas. Da gente eles tiraram 1.630 reais. O maridão entrou no tribunal de Pequenas Causas contra a empresa mas não deu certo, porque ela vive decretando falência e trocando de endereço. 
Havana by night
Apesar desse grande desfalque, nunca desistimos do nosso sonho. E, visitando a agência CVC do Shopping Benfica, e sendo super bem atendida pelo Leonardo, eu botei na minha cabeça que vale a pena gastar um pouco (na verdade, muito!) pra finalmente conhecer Havana, Varadero, e vamos ver o que mais.
Bogotá, Colômbia
Eu e o maridão não vamos agora. Mas vamos em dezembro! Vão ser 23 dias de férias maravilhosas. Também vamos conhecer Bogotá, pois viajaremos pela Avianca, que tem voo direto de Fortaleza para Bogotá, e depois da Colômbia pra Cuba. 
Queria ir agora em julho, mas os preços estão bem proibitivos. O mais em conta que vimos era de Fortaleza pra Manaus, e depois de Manaus pra Havana (com uma escala em algum outro país), por quase 9 mil reais (pra duas pessoas), ida e volta. Caro demais!
Indo em dezembro, vamos pagar R$ 6.660 nas passagens, parando pra conhecer Bogotá. Mais pra frente eu conto mais detalhes pra vocês. Ainda não sabemos ao certo onde ficaremos, pois os hotéis são caros e nos hospedaremos em casas e quartos de cubanos através do Airbnb (tivemos excelentes experiências com isso em Santiago e Buenos Aires). Pelo que vi rapidamente, não é difícil achar um quarto por R$ 100 a diária. 
Nós só podemos viajar nos meses em que há férias escolares, ou seja, julho, parte de dezembro e janeiro e, às vezes, parte de fevereiro. E óbvio que é a época da alta temporada, quando tudo é mais caro. Pros sortudxs que podem viajar a qualquer momento, há uma bela promoção de passagens aéreas de ida e volta pra Havana, saindo de várias cidades (Fortaleza não inclusa, chuif), agora pra maio e junho (a partir de R$ 1.623 com taxas incluídas!). 
Eu, Silvinho, Kremlin ao fundo
Eu e o maridão vamos contar os dias até dezembro! Este será nosso terceiro destino "comunista". A primeira vez que nosso passaporte foi borrado de vermelho foi em 2004, quando fomos à Moscou (a Rússia já não era mais comunista havia um tempão, mas tente explicar isso pra algum reaça). A segunda vez foi em 2015, quando fui pra China (maridão não foi). E agora, Cuba! 
Estação de trem em Shanghai
Claro que a viagem pra Moscou foi pra jogar um torneio de xadrez, a viagem pra China foi uma atividade cultural e acadêmica patrocinada pelo Santander, e esta viagem pra Cuba será com fins puramente turísticos. Mas, e daí? O que importa é que pros coxinhas eu sou a maior comuna! (trilha sonora pra vocês).
Já vou avisando que só vou pra Coreia do Norte se pagarem minha passagem e arranjarem um intérprete em tempo integral. Obrigada.

48 comentários:

Samira B disse...

Lola, você vai amar. Cuba foi uma viagem que eu amei fazer (fui em 2012). E lá, ficar em casas particulares é outra coisa, nada a ver com Airbnb no resto do mundo. Eles já tinham este esquema muito antes do AirBnb aparecer, é algo autorizado e muito organizado. E você pode bater altos papos com os donos da casa. Em 2012 este foi meu único tipo de hospedagem. É uma pena que você só possa ir alta temporada, os preços estão caríssimos! Mas o importante é ir. E tb que vc não vai na temporada de furacão. rsrs. Aproveite muitíssimo!! Cuba é um lugar muito diferente dos outros que eu já visitei. Tinha momentos em que eu me sentia exatamente como no Brasil e outros em que parecia que estava em outro planeta. Aposto que muita coisa já mudou de 2012 para cá, então por favor conta tudinho aqui pra gente no blog depois que você voltar!!!

Anônimo disse...

Querida Lola, que bom que conseguiste arranjar passagens para Cuba!Ela deve ser maravilhosa!Ignore os imbecis reaças... Bjs

Anônimo disse...

Eba que boa notícia!! Estarei esperando seu relato quando voltar :D

Aproveitem, vcs merecem!!

gabs

Anônimo disse...

Fidel representava tudo o que há de mais retrógrado e autoritário na América Latina. A última vez que alguém tentou importar seu sistema social e político, a Venezuela de Hugo Chávez, o resultado foi retração econômica, aumento da pobreza, mendicância, desemprego e imigração em massa para países vizinhos. O bolivarianismo venezuelano não passou de uma versão populista recauchutada de uma tentativa de controle estatal da economia e personalismo.

Não conheço um só intelectual brasileiro que defende Cuba e Fidel que tenha deixado sua liberdade aqui para viver em Cuba, ou que pelo menos desejasse isso. Mas sempre estão viajando para Europa e Estados Unidos. Isso prova que esses idólatras da ditadura cubana não são honestos no que defendem.

Deixo abaixo um vídeo breve onde Fidel é entrevistado por uma repórter norte-americana em duas ocasiões distintas de sua vida. Nas duas entrevistas ela faz a mesma pergunta sobre liberdade em Cuba. Veja as respostas do ditador e entenda o quanto ele se preocupava que em seu país ninguém contrariasse o governo.

Anônimo disse...

vejam com seus próprios olhos

https://www.youtube.com/watch?v=WYaKceq3wug

Anônimo disse...

Tisc tisc, a gente ta falando pra você ir morar em Cuba e viver como um cubano sob o julgo da ditadura militar cubana.E não ir fazer turismo na parte estrategicamente maquiada pelo status quo do regime cubano.

Anônimo disse...

Lola qual a sua sincera opinião sobre o governo socialista venezuelano e tudo o que esta ocorrendo na Venezuela hoje?

lola aronovich disse...

Que demais, Samira! Tenho certeza que vou amar também. Qual o sistema que eles têm e que já existe bem antes do Airbnb?



Anon que deixou trocentos comentários (copiados de um texto quilométrico que não é seu), desista. Deletei tudo. Se quiser fazer um comentário SEU e deixar o link pro artigo que vc kibou, tudo bem.

Anônimo disse...

uma pena os cubanos não terem a mesma liberdade de saírem de lá quanto você em ir pra lá

Anônimo disse...

Legal Lola boa viagem, mas depois de conhecer Cuba faz assim; vá para algum país capitalista pleno tipo Coreia do Sul, Austrália, Canadá etc, dai você compara.

Anônimo disse...

Dá uma passadinha na Venezuela Lola, dizem que la esta lindo nesta época do ano rsrsrs

lola aronovich disse...

Anon, tds as minhas opiniões são sinceras. Não estou acompanhando a situação na Venezuela. Eu admirava bastante o Chavéz. Pelo menos em todas as entrevistas que eu vi dele ele era muito coerente. Maduro obviamente não está à altura e a situação do país está péssima, pelo pouco que eu acompanho. Agora, me parece meio ridículo falar em ditadura, já que a mídia do país é totalmente contra o governo. Aliás, é uma mídia golpista (como a nossa), que literalmente promoveu um golpe de Estado em 2002. E não aconteceu nada com ela!


Anon das 13:27, vcs não apenas querem me mandar pra um outro país, mas querem também decidir o que eu devo ou não fazer lá ou o que devo ou não ver? E vcs são os que se dizem a favor da liberdade e democracia?

Anônimo disse...

q pena lola, privou seus leitores de verdades inconvenientes

Anônimo disse...

Pena que vc não vai conseguir atualizar o blog de lá, pois a internet é estritamente controlada e censurada.

Acho que o governo cubano teme que as pessoas vejam como é bom lá, e comece a ter uma horda de americanos tentando entrar ilegalmente no país, mesmo arriscando a vida para isso.

Anônimo disse...

Lolinha! Que maravilha! Ja estive em cuba de ferias e morei em Bogotá! Cuba e apaixonante e Bogotá e uma capital incrível! Caso precise posso mandar dicas bacanas de Bogotá, passeios, lugares para comer bem sem gastar muito, comidinhas tipicas etc. Boa viagem ! Beijocas.

Anônimo disse...

Hahahahahahaha adoro um deboche!

Anônimo disse...

Me lembro de quanto a Lola foi na China, disse que os chineses são maridos maravilhosos e que quase não existe machismo lá porque ouviu uma guia de turismo contar isso! Aposto que vai acontecer a mesma coisa em Cuba, vai descrever como o Paraíso na terra. É, cada um acredita no conto de fadas que quer.

Anônimo disse...

Novidade nenhuma que a Lola é uma poliana deslumbrada com qualquer merda.

lola aronovich disse...

Anon das 14:44, como já diz o adesivo: "A inveja é uma m*****", né?


Anon das 14:41, eu nunca disse que chineses são maridos maravilhosos! Disse que os maridos de Shanghai têm fama no próprio país de serem maridos melhores do que no resto da China. Isso eu li num fantástico museu em Shanghai. E prove ONDE eu disse que "quase não existe machismo lá". Imagina se vou dizer uma coisa dessas! Pelo contrário, eu disse que, talvez, se compararmos o Brasil com outros BRICS, TALVEZ o Brasil se saia menos pior no quesito machismo (apesar da altíssima taxa de feminicídio aqui). Eu disse que assédio sexual na rua é bem raro na China. E isso quem me falou não foi nenhuma guia turística, foram as mulheres chinesas (e alguns homens tb) com quem eu conversei lá. Conversei com muitas (só as que falavam inglês, lógico, o que já é um recorte).

lola aronovich disse...

Anon das 13:58, por favor, me conte tudo sobre Bogotá! Acho que vamos passar no total uns 3 dias lá. Não é muito, mas já dá pra conhecer alguma coisa. E só ouvi coisas boas!


Anon das 13:47, é uma pena que não vou atualizar o blog lá de Cuba. Talvez porque vou estar de férias. Desculpe se nas férias eu não tenha a menor vontade de me aproximar de trolls como vc. Não pretendo nem chegar perto de um computador (e eu não tenho celular, smartphone, nada, então... Descanso total!).

Samira B disse...

Em 2012 ainda nao tinha AirBnb, então minhas reservas foram feitas nos sites http://www.casaparticularcuba.org/ ou https://www.mycasaparticular.com/ e checando as resenhas no tripadvisor. Lá não tinha, pelo menos na época, a opção de alugar casa inteira, como o AirBnb oferece. Tampouco penso que alguém estaria autorizado a ter a propriedade de uma casa só pra alugar. Mas a casa de uma família com 2 ou 3 quartos pra alugar era uma alternativa de renda pra muita gente, e considerado tipo um pequeno negócio, autorizado pelo governo de Cuba, e parece que tinham exigencias em termos de qualidade, limitação de hospedes por quarto e por casa... enfim. Numa economia muito regulamentada isto era muito regulamentado, obviamente. E pra complementar a renda extra, eles podiam te vender um jantar, ou almoço. Ou em Remédios o lanche pra levar na trilha. E a família estava ali, né. Vendo Tv, tocando a vida. Eu aluguei um carro e cruzei de Baracoa até havana, parando em várias cidades, dando carona etc. E reservei só as primeiras casas particulares, porque eles tem uma rede de amigos que vão indicando e reservando as próximas. Nesta, quando chegamos em Trinidad, tinha um senhor que saiu correndo atrás do carro gritando o meu nome, porque a outra casa em que a gente estava antes tinha avisado que a gente iria chegar, a concorrência é grande e eles nao queriam perder o negócio. Tomei o maior susto, tipo: "como este sujeito sabe quem eu sou??" Vou te mandar um email com mais detalhes, técnicos. Mas, 5 anos é muito tempo pra Cuba, muita coisa pode ter mudado. No ano em que fomos, já havia mudado a legislaçao de propriedade de imóveis, e parece que as pessoas poderiam trocar de imoveis com a nova lei (antes nao era permitido). Depois os EUA retirou o embargo, e deve ter tido muito americano viajando pra lá. Aguardo ansiosa suas notícias, e só de escrever bateu a maior saudade.

Anônimo disse...

É muito irritante estes conservadores querendo mandar em terra alheia quando mal cuidam da própria vida.

b) Lola boa viagem nos relate como é a vida da mulher cubana dos gays e se tem feminismo lá.

Anônimo disse...

Estive em Shanghai também, e em Hong Kong. Embora chinesas, nenhuma dessas localidades tem resquício do comunismo. São dois importantes centros capitalistas, livre mercado, livre acesso. Não é a toa que, em relação ao restante do país, a qualidade de vida dos habitantes de lá são muito superiores, mesmo sem CLT, vejam só! Hong Kong aliás, já foi classificada como a economia mais livre do planeta.
e é por esse motivo que as pessoas querem ir pra lá, ou para austrália, pro canadá e EUA.
Enquanto em Cuba, os cubanos simplesmente são obrigados a viver lá e quem consegue fugir, não quer voltar.
Assim era o muro de berlim, assim era toda a URSS, a China e a Coreia do Norte.
É o que os países socialistas tem em comum.

Mas sim, o país é lindo. Também já estive lá. Mas carne é coisa rara na mesa dos nativos. As TVs são todas de tubo, muitas preto e branco. É um lugar lindo para passar as férias, é quase uma volta ao passado, carros antigos e tudo mais.
Mas é uma baita mentira a qualidade de vida e saúde de lá. Cuba era um lugar muito melhor antes da revolução.

E sugiro que Lola, vc acompanhe o que está acontecendo na venezuela. Depois de um ditador com o ego do tamanho do pacífico, um outro chefe de estado que fecha o congresso e deixa a população a míngua, sem comida e remédios, porque obviamente a economia está entrando em colapso com tanto assistencialismo.

A mídia, Lola, naõ é golpista. Uma mídia propagar idéias opostas ao do governo é e sempre será algo saudável para qualquer país livre. Mas para a esquerda, é golpe.

Alícia

Anônimo disse...

Aproveita e fica por lá. Vai promover suas opiniões e ideias com toda a "liberdade" que o regime cubano promove.

Anônimo disse...

"
Anônimo disse...

Pena que vc não vai conseguir atualizar o blog de lá, pois a internet é estritamente controlada e censurada.

Acho que o governo cubano teme que as pessoas vejam como é bom lá, e comece a ter uma horda de americanos tentando entrar ilegalmente no país, mesmo arriscando a vida para isso.
15 de maio de 2017 13:47 "

ahahhaa, agora que vc falou que a Lola não vai conseguir atualizar o blog de lá, aposto que ela vai fazer de tudo pra postar fotos de lá, de atualizar os posts a partir de cuba, só pra mostrar que a internet lá é boa!

MI Resende disse...

Silvio, deixa eu te dar uma dica forte lá: assistam o espetáculo do "canonazo".
Outra: vá até o club de xadrez de Havana ver a mesa onde jogaram Lasker e Capa lança, vale a visita. Indo ao ISLA deixem um abraço ao Lebredo.

MI Resende disse...

*Capablanca

Liana disse...

Aaaahhhhhh que sonho!
Me atrevo a dar uma dica de casa de família: Alex casa Havana.
Família super educada e receptiva, ótimo preço, excelente localização e o melhor café da manhã do mundo!!!
Fomos em 2014 e se tivéssemos a oportunidade de ir a Cuba outra vez certamente nos hospedaríamos lá.
Abraços e aproveite!

Rafael Cherem disse...

Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Rafael Cherem disse...

Tá de onda né? A Venezuela em crise por causa do assistencialismo e a imprensa não é golpista!?Fala sério.

Anônimo disse...

Nas próximas férias, você pode pensar em alguma cidade daqui mesmo, no Brasil. Já temos ótimos lugares comunistas, como por exemplo, o Guarujá. Fica a dica e boa viagem.

natalia disse...

Você vai gostar. Uma colega de trabalho foi pra lá e fez um relato bem legal sobre as condições em que vivem os cubanos. Ela chegou a trabalhar (acho que não passou de um dia) na lavoura para poder conversar mais com os locais. Voltou com boa impressão.

Anônimo disse...

Desculpa, mas a piada não foi engraçada não.

Quando te mandam ir para Cuba, é para viver lá. Para passar duas semanas como turista, eu vou até para o Afeganistão.

Viver como os cubanos vivem, nem pensar, né? Pode ser 'comuna', mas não é burra.

Anônimo disse...

Passei seis meses em Cuba vivendo uma vida de não-turista. O que eu vi lá foi muita gente triste, desesperada pra ir embora, racionamento de comida, até de papel higiênico, paranóia governamental, muuuuuuuuuuuito comércio clandestino de tudo o que vocês puderem imaginar (mesmo, inclusive comércio sexual de menores) e histórias interessantes sobre como Cuba virou rota de tráfico de drogas a partir da revolução contadas por pessoas com muito, muito medo de morrer.

Pra turista, de fato, é ótimo. Pro cubano mesmo, não. Tanto que, quando podem, escapam de lá.

Não entendo como alguém pode achar um regime pode ser bom com tanta gente fugindo dele.

Anônimo disse...

Cuba é tão bacana que as pessoas foram proibidas por lei de comemorar a morte do ditador. Não que isso impedisse a felicidade delas, obviamente.

Anônimo disse...

"Quando te mandam ir para Cuba, é para viver lá. Para passar duas semanas como turista, eu vou até para o Afeganistão."

Esses bebezões chorões e raivosos, que nunca amadurecem, acham que podem mandar em alguém, coitados kkkkkkkkk

João Pinto disse...

Sou comunista! Capitalista que quiser conhecer Cuba tem que pagar caro mesmo, pois será muito bem recebido! Cuba não é a casa da Mãe Joana, como uma país da América do Sul chamado Brasil, onde aqui é Casa de Pedro, quem quer mete o dedo: Odebrecht, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez
O Brasil está virando o país das empreiteiras, dos elefantes brancos e dos anônimos.

João Pinto disse...

Anônimo e seu espírito burguês implacável

João Pinto disse...

A Venezuela é socialista. Está na fase de acirramento da luta de classes. Não as faz revolução com flores, Anônimo. A Revolução Francesa de 1789, de caráter burguês, destroçou e matou reis, rainhas, nobres de seus tronos. Nenhuma revolução age de modo pacífico. Caso contrário, não se chamaria revolução. Se você tivesse um nome ou uma nação a qual pudesse se identificar, entenderia. O sentimento nacional do Brasil é fraco porque nossas elites dominantes anônimas fizeram de tudo para que assim o fosse. O brasileiro é povo brasileiro, mistura de imigrante português e africano e indígena. Identificamo-nos mais com o que é regional: o caipira, o sertanejo, o gaúcho. Considero que até essas identificações regionais estão virando peças de folclore e museu no Brasil em troca de modernidade. Os brasileiros se identificam mais com os seus estados e times de futebol do que com o seu país. O sentimento de nação no Brasil é muito fraco e abstrato. Tivemos várias revoltas pelo Brasil durante o período monárquico e republicana, todas assassinadas com requintes de bastante crueldade.

João Pinto disse...

Estadunidenses já visitam Cuba há tempos ou acha que Cuba manteria sua rede hoteleira e suas praias com o dinheiro de quem? O setor de turismo de Cuba é muito forte. A sociedade socialista herda valores r situações da sociedade que a antecedeu: a capitalista. Se ainda há prostituição em Cuba ainda é para os americanos preencherem os seus vazios luxuriantes sexuais. E não foi Cuba que se fechou para os Estados Unidos. Foram os Estados Unidos que se fecharam para Cuba. O socialismo só não avançou mais em Cuba porque há elementos da sociedade burguesa e da universidade burguesa que não se derrubam da noite para o dia. Até hoje há resquícios da monarquia colonizadora no Brasil. Em Cuba não seria diferente sobreviver com males de um passado de Fulgêncio Batista que se quer apagar.

João Pinto disse...

Já ouviu aquela música? Brasil, mostra a sua cara! Anônimo, mostra a SUS cara!

João Pinto disse...

Anônimo não gosta da igualdade entre trabalho manual e intelectual. Prefere a liberdade burguesa de consumo alienado

João Pinto disse...

A Direita só faz é debochar. Debocham até das suas relações sociais falidas, em eventos com muito champagne e caviar.

João Pinto disse...

Anônimo, mostra a tua cara, queremos ver quem paga pra você pensar assim!!! Anônimo, qual é o seu negócio e o nome do teu sócio!!!

Anônimo disse...

quem é de fora tem total "liberdade" pra entrar lá, mas quem é de dentro não tem liberdade NENHUMA pra sair, tanto q os cidadãos precisam fugir, como se estivessem em cativeiro

cuba é um cativeiro socialista em forma de ilha

Anônimo disse...

FATO: ir para Cuba como turista não tem nada a ver com viver como cubano.
Tenho uma amiga Cubana que veio pra cá com o pai ainda criança e não tem a menor vontade de voltar pra lá. Foi criada longe da mãe (com o aval dela), que não conseguiu sair de lá com o marido e a filha.
É isso que vcs defendem.
Lembram dos atletas que pediram asilo pro Brasil no PAN? Aquilo ainda me revolta.

O povo não vive bem, naõ está satisfeito e não teve o seu direito legítimo ("o poder emana do povo") usurpado por ditadores que vendem ilusões.
A opressão estatal e a miséria andam sempre lado a lado, isso é fato no mundo todo.
Quanto mais poderoso e forte é o estado, pior é a vida das pessoas que lá vivem.

Alícia

Cesc Biavati disse...

Existe uma diferença de modelo e sistema político-econômico implementados em Cuba a partir de 1961. Influenciado por Perón, José Martí e mesmo pelo pensamento falangista de José Antonio Primo de Rivera, à frente de 16 homens, Fidel Castro derrubou um governo títere de ocupação que punha Cuba aos pés dos EUA para lavagem de dinheiro, jogatina ilegal, tráfico de drogas, prostituição, tráfico de mulheres, imensa desigualdade social, etc.
Lembre-se que, após a revolução, Fidel Castro foi aos EUA, com boa vontade, para tentar estabelecer relações econômicas justas e razoáveis. Foi rechaçado. Sem opções, Fidel Castro atendeu às recomendações de se aliar à URSS, 1 ano e meio após a revolução e bem após tentar preservar uma postura independentista em relação às duas potências. Enéas, que o admirava, teria feito diferente? Provavelmente não. Sem outro tipo de apoio, Cuba se tornou mais dependente da URSS do que deveria e muitas coisa que poderia ter sido melhor não o foi.
Creio que precisamos de uma América Latina de povos governados por líderes revolucionários patrióticos constituindo um grande bloco ou aliança de mútuo apoio e solidariedade. Caso Perón e Vargas ainda estivessem no poder quando da Revolução Cubana, é possível que Cuba tivesse conseguido preservar sua postura independentista, com o apoio de seus correligionários nacionalistas revolucionários na América Latina.
Sem um forte bloco de apoio, país nenhum no mundo consegue resistir às pressões imperialistas. O nacionalista que decide tentar, é derrotado, derrubado e seu povo volta à escravidão. Vejam o que ocorreu em outras tentativas latino-americanas, ou com Nasser e Gaddafi. E vejam como a Síria só consegue resistir graças a um grande bloco de apoio e solidariedade.
Veja que o Fidel Castro, 20 anos após a revolução e em pleno comunismo, recebeu com alegria estudantes falangistas espanhois, que o saudaram "à romana", recordando sua juventude de estudante.
A era da dualidade direita x esquerda, capitalismo x comunismo, representada pela Guerra Fria já está morta faz tempo. Estamos já em outra era. A era do embate entre patriotas e identitários de várias correntes de um lado e globalistas e liberais (progressistas de esquerda ou direita americanizados) de várias ideologias do outro. E nessa nova configuração, afirma-se, que tal como Gaddafi, Perón, Nasser, Assad (inimigos dos atlantistas) e antigos próceres nacionalistas europeus, Cuba teve seu papel "nacional-identitário de certa forma".

Anônimo disse...

Lola, Cuba é uma experiência incrível, fui em dezembro de 2015 e me hospedei na casa do Luiz (http://hostal-vedado.com/hostal/), recomendo muito! É bem localizado, hospeda muitos brasileiros, a família é super receptiva é o café da manhã ótimo!