domingo, 4 de dezembro de 2016

EU PODIA ESTAR ROUBANDO, MAS ESTOU ESCREVENDO UM BLOG

Agora que já se esgotou a criatividade reaça (meio limitadinha, é verdade) para fazer dezenas de memes com a gatinha Sofia no meu colo 
(eu não salvei nenhum, desculpa: tinha vários analisando o "olhar de pavor" da Sofia, e outros mudando o livro que eu segurava para "receitas de gato" -- ha ha! Ah, e teve bastante gente nos comentários fazendo body shaming com o lindo corpitcho felino da Sofia, que estaria magra demais, segundo eles), vou apresentar novas fotos. 
Desta vez, do meu lindo gato Calvin! A Sofia é uma excelente gata propaganda, mas o Cal tem uma coincidência que eu havia esquecido.
Cal está com a gente desde que ele era um par de orelhas, quando tinha menos de dois meses e morávamos em Joinville. Ele nasceu em outubro ou novembro de 2000 (não dá pra saber ao certo, porque foi na rua). Ou seja, completou 16 anos de vida e continua firme, forte, brincalhão, sem qualquer problema de saúde, sem se dar conta que é um gatinho idoso. 
Mas entendeu? Calvin 16, ideal pra vender o livro Golpe 16! Compra, vai! Ainda tenho uns 25 exemplares pra vender. E rende um maravilhoso presente de natal ou aniversário! Com dedicatória! 
Pra comprar, basta depositar R$ 43 numa das minhas contas (em nome de Dolores): Banco do Brasil, agência 3653-6, conta 32853-7, ou Santander, agência 3508, conta 010772760. e me mandar um email (lolaescreva@gmail.com) com seu endereço e CEP. Aí você espera um pouquinho e logo logo recebe o livro em casa, com uma dedicatória caprichada.
Acredita que reaças (que vigiam cada passinho que eu dou) acham terrível eu tentar vender livro? Pra eles isso é mendigar, é ser capitalista (e eu seria comunista, saca? E comunista se alimenta de ar), é querer se aproveitar de um fato histórico (impeachment pra eles, golpe pra gente). Pelo jeito reaças não costumam publicar muitos livros.
Pra eles, mais terrível do que vender livro é pedir doações! Sim, eles comparam isso a estelionato! Eu não entendo direito como pedir colaboração de leitorxs que leem o meu bloguinho pode fazer de mim uma estelionatária. Até porque boa parte dos sites e blogs (incluindo os reaças) pedem doações! Eles também estão cometendo o crime de estelionato? Ou só os de esquerda?
Ah, dizem os reaças, mas eu não posso pedir doações pro meu blog porque ele é Blogspot, ou seja, eu não pago nada para mantê-lo, e porque eu já sou assalariada! Entendeu a lógica? Se você já tem um emprego, você está proibido de tentar descolar uns trocados com um blog que mantém há quase nove anos e que te custa um bocado de tempo.
Desenho de hoje (eu que faço, segundo
reaças) no chan que me ataca todos os
dias
E não adianta você dizer que está pedindo doações pra cobrir os gastos com a viagem da advogada pra Curitiba, já que um mascu está processando o blog. Reaça nem acredita que eu sou ameaçada de morte e estupro faz pelo menos seis anos mesmo. Pra eles, eu invento milhares de ameaças (porque são milhares) pra me vitimizar e pedir dinheiro. Eu também ameaço minha mãe e meu marido!
Um dos 9 BOs que fiz
Antes, quando estávamos no "regime petista", eu recebia dinheiro do PT para fazer o blog, segundo a narrativa reaça. Agora que houve um golpe, eu continuo recebendo grana "do governo" pra... pra... falar mal do governo? Reaças ficaram frustrados quando saiu uma lista de blogs de esquerda que recebiam anúncios (legítimos, legais, assim como os grandes meios de comunicação também recebem) e este bloguinho que vos fala não estava entre eles. Pois é, o blog nunca teve anúncios (tirando os do Submarino durante uns três anos).
Mas pra reaça tudo é meio confuso mesmo, então se eu sou uma professora universitária concursada de uma federal, e eu recebo salário, o salário só pode ser pra... escrever o blog. E aí eu trabalho 50 horas por semana na universidade só pra disfarçar, imagino. 
É difícil pra reaça entender que uma coisa é o meu trabalho, que eu cumpro com afinco, e outra é o meu bloguinho pessoal. O trabalho que paga meu salário realmente leva 50 horas por semana (ou você não sabia que professor universitário trabalha pacas?), mas a semana tem mais de 50 horas, e no tempo que sobra eu durmo, como, namoro, leio, vejo filmes e séries, tiro fotos com gatinhos, e escrevo o blog, que toma um tempão. E é frustrante sim ver que o blog não dá dinheiro, porque a gente ouve falar de gente que ganha dinheiro na internet.
Eu sempre faço uma prestação de contas em janeiro, no aniversário do blog. Mas desta vez decidi somar pra ver toda a montanha de dinheiro que já recebi graças ao blog. Felizmente sou super organizada e tenho tudo anotado (se isto não te interessa, pule pra depois dos números):
2008, primeiro ano do blog: nem um centavo.
2009: R$ 136 (instalei os "anúncios" do Submarino em dezembro daquele ano; se algum leitor do blog fizesse alguma compra no Sub clicando através do meu blog, eu recebia uma porcentagem daquela compra, entre 3% e 10%, se não me engano; em 2012 o Sub mudou o sistema e deu calote em todos os blogueiros, sem sequer pagar os últimos 3 meses). 
2010: R$ 796 (Submarino)
2011: R$ 2.194 (Submarino)
2012: R$ 1.537 (Submarino) e R$ 2.517 do meu livro de crônicas de cinema. A maior parte dos 600 exemplares eu vendi através do blog.
2013: R$ 3.833 (livros de crônicas de cinema).
2014: R$ 2.044 (livros de crônicas de cinema; não tenho mais pra vender, foram duas edições esgotadas).
2015: R$ 400 (ano em que instalei o Paypal). 
2016: R$ 1.930 (Paypal), R$ 1.920 (doações direto na minha conta corrente), R$ 880 (50% do valor de capa do livro Golpe 16; vamos supor que eu vendi 50 livros pela internet, através do blog, e outros 25 em mãos). 
E somando tudo isso dá... R$ 18.187. O que olhando assim não parece tão ruim, mas dividindo por nove anos dá R$ 2.020 por ano. E se dividir isso pelo número de horas que fazer o blog leva 
(sei lá, vamos fazer um cálculo conservador e dizer 4 horas por dia, todos os dias, incluindo fins de semana, porque não é só escrever e ilustrar o blog, é também responder emails, divulgar, moderar comentários, vistoriar quem me ameaça de morte por causa do blog, etc), dá R$ 1.40 a hora? (É isso? 4 horas por dia vezes 360 = 1440 horas. R$ 2.020 dividido por 1440 = 1.40?).
E perceba: mais da metade do dinheiro foi feita aravés da venda dos livros. Se eu não tivesse publicado (com a ajuda suprema da Líris) o Crônicas de Cinema, seria 0.70 a hora! Pra fazer um blog com média de 400 mil visualizações por mês! 
Pagamento da reconvenção
(clique para ampliar)
Outra coisa é que boa parte do que recebi em 2016 é justamente pra pagar os custos de reconvenção do processo do mascu (por causa do que publiquei no blog -- tudo verdade, aliás). E isso que até agora minhas advogadas incríveis (que conheci e consegui graças ao blog) não me cobraram nada. 
Porém, graças ao Portal Transparência (que eu sou a favor), qualquer reaça sem coragem de assinar o nome pode ver o meu salário na UFC, que, como professora adjunta IV, é de R$ 11.550 bruto, ou 8.500 líquido. 
Os reaças que divulgam o meu salário são os mesmos que me "denunciam" pra Ouvidoria da universidade, pro Ministério Público, pro ministro da Educação. O sonho deles é que eu perca meu emprego. Eu nem sei o que eles denunciam -- que eu sou feminista? De esquerda? "Ain, ela tem um blog que eu não gosto"?
Quando divulgam o meu salário, vem um monte de reaça reclamar que eu não faço cirurgia plástica com esse dinheiro, ou dê um trato no cabelo, ou compre um monte de maquiagem... Não basta saber o quanto você ganhar, reaça tem que me dar ordens sobre como gastar o meu dinheiro (e depois temem um governo socialista, daqueles que interferem na liberdade individual das pessoas).  
Campanha reaça contra meu blog
Eu sou a favor que blogs gerem renda, que as pessoas que leem os blogs contribuam um pouquinho, se puderem e quiserem, e que os autorxs possam viver dos seus blogs. Vi logo de cara que meu blog jamais renderia muito, então nunca tive essa ilusão pra mim. Mas aí entra um outro problema: até gente de esquerda (de direita nem se fala) acha que, se você é ativista, é errado ganhar qualquer dinheiro com o seu ativismo. Você tem que fazer ativismo por amor, por paixão à causa -- e viver sendo sustentado por alguém. 
Tente pedir um cachê, por mais miserável que seja (200, 300 reais?), pra dar uma palestra. As pessoas vão olhar pra você com horror, como se você fosse um explorador da causa! (o mais bonito é que tem vezes que os organizadores cobram de quem assiste a palestra, mas você não recebe nada). Todo mundo no mundo cobra pra dar palestra, menos ativista (pergunte pra Sara Winter: quando ela era líder do Femen Brazil, recebia 100 reais por semana do grupo da Ucrânia -- foi isso que ela me disse; hoje cobra R$ 1.500 por cada palestra anti-feminista ou testemunho em igreja sobre como fez aborto e se arrependeu).
Bernardinho cobra uma nota preta pra dar palestras motivacionais. Ele já é milionário, já ganha um excelente (e merecido) salário pra ser técnico de vôlei. Por ser milionário, ele deveria dar as palestras de graça? Por que o que ele fala nas palestras não é considerado ideologia, mas o que uma feminista, um ativista negro, um ativista LGBT, fala nas palestras que dá de graça, é?
Vamos pensar: quais as consequências de exigir que quem faz ativismo o faça de graça?
E só pra terminar este post gigantesco, escrito num domingo, dia em que muita gente descansa, vai aí mais uma informação. Não vou colocar o nome de todos os blogs de direita que pedem doações, porque ainda tenho que cozinhar hoje (com a ajuda do maridão). Tem um blogueiro que recebe R$ 70 mil por mês do Alckmin pra atacar desafetos, mas isso os reaças preferem ignorar. 
Então, tem o Instituto Millenium, think tank de direita no Brasil. Ele pede doações de seus leitores. O site é mantido por grandes corporações da mídia (que os reaças, tadinhos, acham que são de esquerda), como o grupo Abril, Estadão, RBS (afiliada à Rede Globo), a universidade particular Estácio de Sá, o American Chamber of Commerce, os grupos Gerdau e Suzano, a Localiza Rent a Car, o Porto Seguro, e o Bank of America Merrill Lynch. Suponho que o que essas corporações arrecadam deve dar um tiquinho mais que o meu salário. Uau, e o Millenium ainda pede doações de quem frequenta o site!
Isso que o Millenium faz é estelionato também?
Pelo jeito, as regras para quem pode e quem não pode pedir doações no seu próprio blog é "blogs que eu gosto / blogs que eu não gosto e quero que morram". 
Portanto, gente boa, se você gosta deste bloguinho que tantos reaças detestam e querem derrubar (sinal de que alguma coisa eu devo estar fazendo certo), e se você pode doar, doe. Minhas contas são Banco do Brasil, agência 3653-6, conta 32853-7, ou Santander, agência 3508, conta 010772760 (alguns mascus juram que tenho contas na Suíça). E comprem o Golpe 16. Não sou eu que tô pedindo, é o Calvin!

54 comentários:

Anônimo disse...

O problema é que pessoas com pensamento da esquerda não conseguem nunca estar do lado certo. Ou estão defendendo bandidos que utilizaram a presidência da republica pra se arrumar; ou assassinos de fetos que respondem pela alcunha de abortistas; ou bandidos ordinários, pois, quando eventualmente um é morto já correm para atacar, pasmem, a polícia e defender o pobre criminoso:(alguém honesto já foi, sequer, incomodado pela polícia?).

Aí vem a pergunta; o que uma pessoa com esse perfil de esquerda teria para escrever em um livro? Da até medo.

PS. Olhem o título do post se não é auto explicativo

Anônimo disse...

Ué, mas até antes os mascus não te acusavam de ser financiada pelos Rockefellers?

o gentinha mais estúpida

Anônimo disse...

Lola minha querida, eu sugiro vc criar um FÓRUM, vai movimentar ainda mais o seu blog e torná-lo ainda mais conhecido

Pense nisso, é bem simples

Anon disse...

Olha, você pode até não gostar do que vou falar, mas aí vai: você pode até pedir, não é ilegal, mas é imoral, visto que você é funcionária pública, com estabilidade e salário pago pelo contribuinte, salário esse que é muito, mas muito acima da média do brasileiro comum, inclusive acima da média dos seus leitores. Você não se avexa de pedir contribuições, mesmo ganhando bem, então não se avexe de ouvir críticas também. Tenha maturidade de ouvir essas críticas sem recorrer ao vitimismo barato.

Cássio Serafim disse...

Adorei o título do texto. Lola, ignorava o facto de você ter publicado o livro "Crônicas de cinema". Gostaria de saber se o título ainda se encontra disponível e como é possível adquiri-lo. Abraço e força na luta feminista quotidiana.

Anônimo disse...

Achei que fosse demorar mas pouco a pouco os homens estão aceitando as transexuais. Primeiro foi Romario e agora o cantor Latino.. Logo o homem comum vai está imitando o comportamento dos famosos. É parece que logo você estarão em segundo plano e seu gênero obsoleto.

Anônimo disse...

Seus últimos posts tiveram, respectivamente, 22 e 15 comentários. Se você tivesse bom senso, encerrava logo esse blog para não passar vergonha.

lola aronovich disse...

Anon, vc não acha que me acusar de um crime, como vcs reaças vem fazendo (estelionato é crime, certo?), vai muito além da "crítica"? É calúnia. Só que não posso processar quem me acusa disso ou quem diz que INVENTO as milhares de ameaças que recebo, porque eles são fakes. Atacam uma pessoa de verdade (eu) sem poderem ser responsabilizadas pelas mentiras que divulgam. Isso pra mim é covardia. E é ISSO que é imoral, não vender livro ou pedir contribuição pro blog. Sou funcionária pública assim como vários outros servidores -- médicos, enfermeiros, policiais, juízes etc. Quem recebe salário muito, muito acima do teto são juízes que vcs reaças defendem. Eles devem ganhar umas dez vezes o que eu e outros professores ganhamos. No funcionalismo público, nós professores somos os que ganhamos menos. Vc deveria saber disso. Nosso teto salarial é o salário de entrada de muitos. E como vc sabe quanto ganham os meus leitores? Grande parte é jovem e não deve receber salário algum. Estudam e não trabalham. Duvido muito que esses contribuam, e nem é a eles que eu peço. Mas tem muitos professores que ganham um salário parecido com o meu e que às vezes contribuem. E tem gente de outras profissões que ganham acima do que eu ganho. Enfim, contribui quem quer e quem pode. Não há absolutamente nada de imoral em querer ganhar pelo que se produz.

lola aronovich disse...

Ô anon das 23:41, eu poderia até encerrar o blog, mas o que VC faria da sua vida sem esse blog?


Obrigada, Cássio querido! Não tenho mais o Crônicas de Cinema. Eu vendi todos que tinha. Talvez a Editora da USP, que publicou o livro, tenha alguns exemplares sobrando...

Jac disse...

Lola, o bom desses trolls é que eles sempre aparecem no blog para ajudar nas visualizações ahahahaha

Bem, como blogueira também, confesso que adotei uma política de "enquanto eu puder pagar do meu bolso, eu mantenho o blog, se não volto para uma plataforma free" (eu pago o servidor do meu bolso). Infelizmente, é muito difícil conseguir um dinheiro com produção de conteúdo na internet. E os blogs estão passando por uma era de abandono por conta do youtube (a nova plataforma do momento). E pelo que eu vejo de feminismo, a concetração maior de buzz está no facebook.

Sobre pessoal te criticando por ganhar um salário bom como professora e pedir doação... que que uma coisa tem a ver com outra? Você não diz que precisa dessas doações para comer ou por causa de uma doença. Isso sim seria imoral sendo inverdade.

Se você tivesse dois empregos, você teria que abrir mão do salário do segundo emprego porque já ganha bem no outro? Quantos juízes não ganham salário como professor em alguma faculdade? Ué, um pagamento por um trabalho feito. O problema é que o pessoal não vê produção de conteúdo como trabalho (que cansa, que leva tempo, que exige pesquisa).

Minha postura atual é aceitar os benefícios imaterias de ter um blog: contatos, amizades, diversão (?), sensação de produzir algo relevante pras pessoas e tal.

Mas se quiser fazer o blog render mesmo, existe hoje em dia plataformas de financiamento continuado. Por exemplo, a pessoa contribui todo mês com 10 reais e isso dá a ela acesso a conteúdos exclusivos ou maior contato contigo.

O Território Nerd usava esse site aqui: https://www.patreon.com/ --- Não sei porque desistiu desse esquema.

Espero ter contribuído aí =)

Anônimo disse...

Só é abrangido pelo direito de determinado local quem é cidadão. Fetos não são cidadãos, logo, não podem ser assassinados. Mas as mulheres que abortam ilegalmente podem, é claro, ser julgadas, mal cuidadas em instituições de saúde pública e até mesmo morrer por causa de uma coisa que está longe de ser um ser humano.

Anônimo disse...

Mais vale 5,15 comentários pertinentes que fazem refletir , ao invés de 50,60 comentários carregados de ódio e male tears ! Se não gosta do blog ... vaza daqui . Simples assim .

Anônimo disse...

Post muito grande,nao vou ler, vou esperar virar filme

Charle Coimbra disse...

E se a Lola não tivesse um emprego formal, ou qualquer emprego, e pedisse doações pra manter o blog ou mesmo pra ajudar a se manter, pois, como ela demonstrou, dá trabalho mantê-lo, não tenham dúvida de que os reaças iriam xingá-la de vagab.., berrar pra ela parar com o blog e procurar um emprego. Mas não tenham dúvida! Por que de reaças não se pode nunca esperar coerência e honestidade. Eles nem sabem o que são isso!

Guidi Vieira disse...

Lolinha, vou comprar o livro em breve (antes que acabe!), quero e preciso.
Achei ótimo você escrever sobre essa questão da grana. Êta, tabu!
Na arte e no ativismo ganhar grana com o que se faz, VIVER do que você gosta de fazer, de sua vocação, é um pecado inadmissível, crime inafiançável.
Se um médico ganha horrores, mandou bem. Se um artista/político de esquerda/ intelectual de esquerda ganha muito bem por seu trabalho, vai ser atacado e muito.
Quando se é feliz ganhando as verdinhas, ferrou! Você está errado. Ter prazer AND ganhar dinheiro não pode.
Se você for um sofredor, odiar seu trabalho OU fizer um trabalho nada artístico e ideológico (e que talvez não tenha nada a ver com o que você ama), beleza, pode ganhar bem, fique à vontade, ninguém vai te encher o saco.
Beijos

Anônimo disse...

Lola, o salário bruto de um juiz federal é R$28.197,41. Já com todos os acréscimos. Tire 1/3 e saberá quanto vai para o bolso, realmente. Pouco mais que o dobro do seu salário, não dez vezes. Sou juíza federal há dez anos. Nunca recebi acima do teto. A quantidade de juízes federais é infinitamente menor que a de professores de universidades federais por estado. Estudei 17horas por dia para passar no concurso. Acho que mereço um bom salário. Um diretor de empresa de médio porte (2 mil funcionários) ganha cerca de 30 mil reais na iniciativa privada. Será que a responsabilidade dele é maior que a minha? Leio o seu blog há pelo menos 4 anos, embora sem muita assiduidade. Até faria uma doação, feliz. Mas me desagradou o tom ofensivo aos juízes... pra que isso? Qual a última instância a que se recorre em busca de proteção dos direitos? Não é o Judiciário? Onde você busca tutela quando é ameaçada? Uma remuneração boa permite a exclusividade exigida dos magistrados e a manutenção da sua independência. Eu não posso ser nem síndica do prédio onde moro, que dirá ter um blog remunerado. Em tese, você poderia ganhar 10 vezes mais que eu, como acontece com outros blogs do porte do seu, que fazem editoriais publicitários. É isso. Boa sorte na arrecadação. Acho justo.

Anônimo disse...

Sinceramente vai ler jornal não é somente a esquerda que é acusada de corrupção este ódio as esquerdas está destruindo o Brasil

Anônimo disse...

Lola sou sua fã e gostaria de sugerir um post sobre a cena de estupro do filme O ultimo tango em Paris o diretor do filme admitiu que não avisou a atriz Romy sobre a cena fiquei chocada

lola aronovich disse...

Anon das 9:59, não estava muito a fim de escrever sobre esse assunto, mas é tanta gentte pedindo que vou ter que escrever. Vou ver se consigo produzir um textinho pra hoje.


Juíza, anon das 7:23, eu estava me referindo aos juízes que têm salário de 86 mil, que recebem muito além do teto. Não considero injusto o salário (até o teto) de um juiz. Estava só explicando ao anon um fato: que o salário do professor é o menor de todo o funcionalismo público. É uma categoria que estudou muito (assim como vcs juízes), que tem doutorado, e mesmo assim recebe de teto o que para outras categorias é salário quase de entrada.

lola aronovich disse...

Charle, é isso mesmo. Quem vive de blog é chamada de vagabunda. Aliás, como pra reaça eu recebo salário não pra ser professora universitária, mas pra fazer o blog, eles me chamam sempre de vagabunda e me mandam procurar emprego. É um tanto contraditório.


Guidi, exatamente. Falar de dinheiro no ativismo (aliás, em todo lugar) é um baita de um tabu. Eu venho dizendo isso há anos: quando se decreta que ativista não pode ganhar dinheiro, não pode pedir contribuições em blog, não pode vender livro, não pode cobrar por palestra etc, você está no fundo dizendo que só gente rica ou sustentada por alguém pode ser ativista. Porque a pessoa que não é rica precisa ter um emprego que pague suas contas.

Anônimo disse...

Lola, ser funcionário publico já e um demérito por si só.

Vamos fazer o seguinte: me aponte um pais comunista(esquerda, para aos desavisados) que teve o mesmo desenvolvimento social e econômico dos Estados Unidos (nem vou falar dos Europeus) que te envio todos mês R$ 30.000,00 reais pelos próximos dez anos a titulo de doação para seu blog famélico.

Com a morte do Fidel a farsa da esquerda foi enterrada para sempre, graças a Deus!

PS. O Lula a e a Dilma, dois ladrões, estavam no velório do Fidel assassino; da para acreditar?

Anônimo disse...

Ta chocada com cena de filmes me poupe.. E a vida real o malecidio e esquartejamento feito pela esposa do matsunaga aí você não se indigna nem se choca né? Se fosse o contrário esse blog estaria fazendo um escândalo chamando de crime sexista e o escambal.

Hele Silveira disse...

Na boa... POR QUE, ó sábia criatura, achas que isso seria ruim para nós? Ao contrário, será maravilhoso! Quer mulher que vive em função de homem? Volta pro milênio passado! Ah... não é possível? Que pena! Chola mais, huahuahuahuah... Em tempo: Romário aceitou A QUEM, mesmo? Tua mãe? Pois é, suspeitei desde o prlncípio, rsrsrs!

Hele Silveira disse...

Senhora Juíza que escreve sem parágrafos... leva a mal não, mas "Sua Excelência" NÃO CONVENCEU. Bjs!

Anônimo disse...

Lola eu nunca vou entender pq você dá palco pra essa gente. É isso que eles querem tipo aquelas crianças malcriadas que param quado são ignoradas. Vc é uma pesquisadora, professora, etc. Por que desce tanto ao nível desses bobalhões?
De Sara Winter? Eu não concordo com muita coisa publicada aqui sobre política, mas leio pq acho o blog interessante e respeito. Esses imbecis nem mereciam resposta.

Anônimo disse...

Não! Os transexuais também não merecem lixos como vocês! Tentem usar bonecas infláveis, é melhor. Não adianta livrar, nós, mulheres cis, e deixar as trans com merdas como vocês.

Anônimo disse...

Ser funcionário público não é motivo de vergonha são pessoas que fizeram concursos muitas vezes concorridos mas já percebi que quem fala mal de concursados porque nunca teve capacidade de passar em um concurso

Anônimo disse...

Eu também tenho uma pergunta pra Lola e peço que ele me responda diretamente e honestamente:

Lola, você alguma vez ouviu alguém falar, ou acusar, algum militar, que tenha governado o Brasil no tempo da ditadura, que esse tenha tido algum tipo de enriquecimento ilícito? Pense bem, eu não estou falando que os militares não deveriam ter convocado novas eleições logos após tomarem o poder; eu também acho que eles gostaram do poder e não queriam deixa-lo. Estou falando de atos hediondos de ladroagem e corrupção como que estão em evidencia agora contra o PT e seus discípulos. Pode me responder?

Anônimo disse...

Anônimo 13:10

Quem fala mal de concursado também é quem nunca quis viver as custas do dinheiro público trabalhando o mínimo possível e com estabilidade vitalícia. Você já viu isso em empresas privadas? É desonesto.

titia disse...

HUAHAUAHUAHAUHAUAHUAHAU ai céus, esses mascus me matam de rir! Sério, ninguém consegue ser tão pateticamente engraçado quanto eles! Hahahahahahahah ai ai, respira antes que dê dor de barriga de tanto rir.

Agora voltemos aos fatos: por que o choque desses sujeitos em ativistas quererem dinheiro? Eles acham que ativistas vivem de ar? Fazem fotossíntese? Ou o cérebro já atrofiou tanto que eles tem a mesma capacidade cognitiva de uma batata?

Anônimo disse...

a) Sinceramente eu tenho criticas ao PT mas eles nao são os únicos corruptos tb tem casos no PP PSDB e PMDB.

b) Professores médicos e emfermeiros exercem cargos públicos e fazem concurso e muitos realizam seu trabalho esta perseguição aos funcionários publico é fruto de pessoas que nunca conseguiram passar em uma prova

Anônimo disse...

Esses mascus obcecados pelo grande desenvolvimento dos EUA nem lembram que lá o aborto é legalizado, isso que é desenvolvimento!

Anônimo disse...

Na época da ditadura militar no Brasil o que mais tinha era corrupção e aumento da dívida externa.
Por isso os mascus são tão rejeitados, Ninguém aguenta tanta ladainha.

Anônimo disse...

Lola por que vc aprova tanto comentários de mascus/trolls que repetem sempre as mesmas asneiras?

Anônimo disse...

"Eu podia estar roubando, mas estou escrevendo um blog"

Não Lola, não podia, para ser ladrão tem que se ter caráter.

Anônimo disse...

Anonimo 15:10

O PSDB, o PMDB e vários outros, são cheios de corruptos. O PT que se vendeu como o bastião da moralidade e protetor dos pobres que não podia ter. Você não é capaz nem de entender uma coisa simples desta.

Anônimo disse...

Você quer mesmo comparar os EUA com o nosso pais subdesenvolvido?

Anônimo disse...

Lola, você já pensou em migrar pro YouTube? Você poderia manter o blog e fazer vídeos chamando convidadas, fazer debates e mantendo o conteúdo já feito aqui. É uma plataforma já consolidada e teria mais alcance, inclusive com a juventude (sem falar que adoraria ver seus comentários ao vivo no próximo Oscar <3)

Pensa com carinho nisso =3

Anônimo disse...

Hum... seria o parágrafo indispensável? Creio que não... Há uma única idéia sendo desenvolvida em formato de resposta. Mas o pronome pessoal fez falta, Hele (não ME convenceu).

Anônimo disse...

Hele, ao invés de desqualificar o interlocutor, não seria melhor atacar a argumentação desenvolvida? A ausência de parágrafos não compromete, por si só, a ideia... o uso de smartphones em redes sociais autoriza a simplificação das formas... não das ideias...

Anônimo disse...

A decisão dos transexuais é da conta única e exclusiva deles. Agora deu as feministas querem mandar até na sexualidade das pessoas, dos homens claro. Transexuais sabem se defender muito bem, e olha que maravilha eles gostam de homens pelo que são, bem diferentes de outras que só gostam de quem tem alguma coisa a oferecer.

Anônimo disse...

Não dá essa idéia, pelo amor de Deus

Anônimo disse...

Anônimo do dia 5 às 13:44, que perguntou sobre corrupção militar na ditadura, achei um resumo básico, numa googlada de 10 segundos:

http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/04/01/conheca-dez-historias-de-corrupcao-durante-a-ditadura-militar.htm

Anônimo disse...

Gostei da ideia do canal no youtube
Mas vídeo pode dar mais trabalho que blog, dependendo do nível de edição.

Anônimo disse...

Eu fico com muita dó das transexuais. Sério mesmo.

Anônimo disse...

Do porque no fundo continuam sendo homens então são homens com homens o que quebra toda sua lógica de que homens são ruins,pois são iguais com aparência externa diferente apenas ;)

Anônimo disse...

Não penso que todos os homens são ruins, não. Mas o mascus, como você, são todos misóginos doentes e deveriam ficar longe de todo mundo: mulheres cis ou trans e homens (não mascus) cis ou trans. Relacionem-se entre vocês ou usem bonecas infláveis.

Anônimo disse...

Se vc não tem pênis nem é mulher trans, vc não tem no que opinar. Se toca criatura, vá falar com seu gênero pra q não se relacionem cm homens e virem todas lésbicas dou a maior força

Débora disse...

meu filho ficou encantado com os gatinhos do post, tive q pssar 30 vezes com ele fazendo mimimi

Anônimo disse...

Tenho sim, porque tenho algo que se chama empatia. E por isso vou continuar com muito dó de mulheres cis e trans que ficam com lixos como você. Ficou bravinho, mascuzinho? Fica não! Abre lá no redtube, alivie-se que passa! Ah, boa tentativa, mas não é exatamente ofensa chamar uma pessoa ou um grupo de pessoas de homossexual. Bye!

Fábio Silva disse...

Lola, por favor, não utilize a letra "X" para substituir o sufixo feminino/masculino nos posts, como você fez com a palavra "autorxs", ou como fazem com TodXs. Isso atrapalha na leitura de pessoas com deficiencia visual que utilizam software de leitura para navegar. Obrigado <3

Anônimo disse...

Querida Lola, lamento que hajam tantas pessoas que venham te atacar. Logo que eu tiver um emprego vou doar para ti: não entendo porque tem gente de esquerda que acha imoral você pedir doações, pois vivemos no mundo capitalista. Abraços ;)

Anônimo disse...

Lola, você é admirável! Além de escrever um monte de coisa bacana, ainda encara tudo com um bom humor incrível!

Anônimo disse...

Achei uma ótima ideia