terça-feira, 26 de julho de 2016

O QUE INCOMODA VCS NÃO É A NUDEZ PÚBLICA

Numa sociedade em que mulheres são objetificadas, o que choca é sermos donas dos nossos corpos

Titia deixou um comentário lacrador no post sobre performance arte.

Mulher que fica pelada sem ser como objeto pra macho punhetar tá errada, é obscena, é louca, protejam as crianças desse horror! (embora no caminho pra performance tenha passado por um outdoor da Playboy com uma mulher pelada e nem aí pras criancinhas).
Pessoas reclamando de nudez pública, por quantos outdoors da Playboy, adesivos de carro pornográficos, revistas eróticas expostas na banca de revista, cartazes com peitos siliconados quase pulando pra fora da blusa vocês passaram sem nem piscar? Eu lembro que quando eu era criança, havia propagandas de boates de striptease com mulher pelada pra todo lado e ninguém corria pra fechar meus olhos e me proteger do horror. 
Uma marca sei lá de quê botou nos outdoors a metade inferior do corpo de uma mulher nua cobrindo a genitália com as mãos. Uma marca de biquíni fez um comercial literalmente com gente pelada. Outra vez botou no outdoor a bunda de uma travesti e, que engraçado, ninguém ligou, ninguém quis proteger as crianças disso. Sem contar os catálogos de lingerie com beldades enfiadas em lingeries transparentes. Aliás, toda essa publicidade softcore porn nunca causou tanto mimimi quanto a performance dessa moça que se depilou em público.
Artista nua performando: escândalo
Ah, e não esqueçamos as clássicas propagadas de cerveja! Loiras bundudas em posições claramente sexuais que as reduzem ao objeto de um punheteiro babão, mas isso também não é problema. Opa, comercial em que os sujeitos ficam invisíveis, passam a mão nas mulheres em público, invadem o vestiário e tiram a roupa delas à força? Problema nenhum! Problema é uma artista performática tirar a roupa e ser depilada na frente da porra do museu de arte contemporânea onde já ocorreram outras performances que envolviam nudez.
Mulheres protestando numa marcha
das vadias: incômodo
O que incomoda vocês não é a nudez pública, mas a nudez que não objetifica. Mulheres objetos nuas, na cabeça de vocês, são inofensivas e não fazem mal às crianças; mas a nudez da mulher como sujeito, essa sim os apavora e traumatiza as crianças. E eu tenho que perguntar a quem achou que a performance não era adequada pras crianças, por que não as levou pra outro lado do museu onde elas simplesmente NÃO IRIAM VER a performance? Quer dizer, se tem uma montanha no meio do caminho, vamos removê-la do lugar com as mãos ao invés de contorná-la? Pra que fazer do jeito simples quando se pode complicar, né?
Quanto ao mimimi de quem teve nojinho da depilação, que novidade! Revistas femininas nos anos 90 já diziam que você deve estar sempre impecável pro seu ómi, mas jamais deve deixa-lo ver como você fica bonita. Nada de traumatizar o bonitinho depilando as pernas, escovando os dentes, fazendo escova no cabelo, botando cremes no rosto às vistas dele. Hominhos devem viver no mundo de fantasia de que sua mulher não é humana sem ser perturbado. 
Não é com esse backlash [retrocesso, ataque] inútil que estamos vivendo hoje que os machochos desse país iriam encarar um banho de realidade como gente grande, né? Fodam-se eles, pois. Tá na hora das criancinhas barbadas do Brasil crescerem e virarem gente.

103 comentários:

Anônimo disse...

Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, que há o problema da pornografia e objetificação do corpo da mulher, há uma outra discussão do que pode ser considerado arte e o que não é? Quais parâmetros? Portanto, são problemas diferentes, embora um passe pelo outro.

Claire disse...

Sempre achei estranho, pois os homens sempre reclamavam da marcha das vadias pq era mulheres " feias e com as tetas caidas".Mas na hora de aparecer outdoor de puteiro no meio da cidade, propaganda de cerveja, ir em boate a ver mulheres com roupas curtas, ninguém fala nada. O problema na cabecinha de bagre deles são as mulheres ditas feias, desarrumadas, sem silicone, sem depilar, querer aparecer nua.

Anônimo disse...

pensei escovar os dentes fosse uma questão de higiene e não uma imposição do patriarcado em cima das mulheres

Anônimo disse...

Definir ou não o que é nu artístico é uma tarefa difícil e complexa.

O que é artístico para uns, é ofensivo para outros. Educação, preceitos morais, idade e cultura são alguns dos fatores que influenciam a percepção das pessoas a respeito do tema.

Existem nus clássicos e acadêmicos.
Existem nus sexuais e eróticos.
Entretanto, todos são nus.
O que os distingue é a forma sobre a qual ele é mostrado.

Um exemplo polêmico é a tela "A ORIGEM DO MUNDO", do pintor francês Gustave Courbet - que causou o maior escândalo em 1866 e é considerada uma das obras mais famosas do mundo por sua ousadia, por ter sido publicada em uma época tão moralista e conservadora.

E me surpreende que até os dias de hoje ainda ocorra esse falso moralismo da sociedade a respeito de um nu artístico, que passa uma idéia - e não serve para despertar prazer.

O comentário da Titia, lacradora como sempre, corrobora esse ponto de vista, que super concordo. Arrase também nas respostas aos mascutrolls desse post, titia !

~A.A.

Anônimo disse...

O pior tipo de nu é o nu da mente (maliciosa) !

Anônimo disse...

mais uma vez, a hipocrisia masculina

por sorte, a wolbachia virá

titia disse...

Meu comentário virou um guest post? Gente,que honra! Tô tão feliz.


12:31, 12:52, 12:53 que são todos o mesmo babaca: quando falo de escovar os dentes, falo de que vocês machochos querem uma mulher com hálito perfumado mas não querem vê-la escovar os dentes. Assim como querem bem depiladas mas não querem vê-las se depilar. O problema não é a higiene, e sim o fato de que vocês querem acreditar que suas mulheres são bonecas infláveis. Querem o resultado final mas não querem ver o processo-frescura, sabe? A gente sempre foi obrigada a aturar as frescuras de vocês.

Ah, muito tocante sua preocupação mas não se preocupe meus hormônios estão em plena forma, obrigada. Se eles estivessem completamente descontrolados, loucos, a ponto de eu sair por aí dando pegas em mascu ou casando com um deles pra não ficar solteira aí sim eu estaria preocupada. Aí sim eu precisaria do seu apoio, e talvez de uma eutanásia, mas está tudo bem. Eu estou feliz e livre, sem mascus por perto, estudando, trabalhando, me formo no ano que vem, indo ao cinema, tomando um suco e comendo uma tapioca com meus colegas, brincando com o meu cachorro...

Enfim, obrigada mas acho que deve se preocupar mais com você mesmo. Afinal, não dá pra fazer reposição de massa cinzenta, né?

titia disse...

P.S. por que eu tenho a impressão que o vibrador "Pinto de Mascu 0000l" não faria lá muito sucesso?

Rafael Cherem disse...

Quando se fala de nudez, vemos o quanto somos um país atrasado.É incrível a incapacidade de perceber as diversas variantes de exibição de um corpo, o contexto envolvido.

titia disse...

Mas não falta Lola na minha vida não, Fábio Mingal. Eu leio o blog todo dia. Acho que quem tá com falta de Lola na sua vida é você, devia ler mais vezes o blog. Sabia que tem atualização diária de segunda a sexta? Aproveite! Você tá visivelmente carente, coloque mais um pouco de Lola na sua vida.

Ah, você também quer vender o molde do seu pinto? Olha, se lavar antes de levar pro sex shop talvez o dono aceite a oferta, viu? Ih, esqueci de dar essa dica pro outro mascu... coitado, vai ter seu lugar nas prateleiras tomado pelo Fábio Mingal... bom, mas não se pode ganhar todas, né? O Fábio te paga um mingau pra compensar.

Samira disse...

A titia é uma das donas do feminismo, porque aparecem várias, que acham que se você discorda delas é mascu. Como dá pra ver bem no outro post.
Eu sou feminista e não concordo nem um pouco, o feminismo para tá virando piada. O último "protesto artístico " que vi, foram mulheres peladas numa dança medonha, enfiando garrafas e santos na vagina uma da outra. Pelo menos fizeram num lugar fechado, viu quem quis.

A gente vai cobrar respeito desrespeitando os outros? Até movimentos negros estão fazendo isso, tem vídeos no YouTube, invadem alguma sala de aula da faculdade onde estudam e comecam o discurso, berram, forçando os outros a ouvirem o blá blá e ainda pagam de vidente, porque eles tem certeza que todo mundo lá que é branco, nunca lutou por nada na vida, a culpa de não ter tanto negros na faculdade é deles, só negros trabalham, dando a entender que eles devem se sentir um lixo por estarem ali.

Pra mim mulher tem cérebro, inteligência, tentar conquistar algo ou chamar atenção com a bunda, só reforça o machismo de que somos burras e só com o corpo vamos conseguir algo. E também porque obviamente ficar pelado não resolve merda nenhuma.
E também porque não sou obrigado a ver gente pelada na rua, seja homem ou mulher.
Mas já que tem gente q acha isso o máximo, que faça num local fechado, quem quiser ver, verá.
Com esse desculpa de que é arte, a pouco tempo teve gente gravando pornô na praia em pleno dia... Maravilha hein!?...

titia disse...

Putz, gente! Desculpa floodar o blog com um off topic, mas imagina como seria incursão dos mascus no mundo dos brinquedos sexuais...

Cliente: Desculpe, moço, mas vi que estão vendendo vibradores a um real.

Vendedor: É, madame, fomos obrigados a diminuir o preço.

Cliente vai até a caixa de ofertas e tira um: O que esse aqui faz?

Vendedor: É o legítimo Mascu 0000l. O único vibrador do mundo programado pra evitar o clitóris a qualquer custo.

Cliente: Mas aí que graça tem?

Vendedor: Sei lá. Se ligar o modo turbo ele se enfia lá no fundo.

Cliente: Mas o ponto G é bem na entradinha.

Vendedor: Dizem que estão usando o modelo 0.X pra fazer abortos, porque o primeiro comando é "Arrombar o útero a qualquer custo".

Cliente: Ai, que horror!- joga longe - O que mais tem?

Vendedor: Temos o MascuziVirilis 2000. Além de fugir do clitóris ele grita "Puta, vadia, piranha!" alto o suficiente pra todos os vizinhos ouvirem.

Cliente: Que nojo! E esse aqui faz o quê?

Vendedor: Esse é o RealisMachissis 000000.0 Esse só funciona se for colocado no cu.

Cliente (espantada): No cu?!

Vendedor: Isso mesmo. E só funciona se o cu for rosa, se o cu tiver sua cor devida ele automaticamente e lança um jato de clareador anal e desliga.

Cliente: Credo...

Vendedor: E ele vem com o aplicativo F-ábio2013. Por uma módica taxa de 10 centavos, ele grita a cada vinte minutos "VAI FAZER MEU MINGAU, MULHER!".

Cliente: Quer saber, me passa uma escova de dentes elétrica mesmo...

................... ...........


Desculpa, não resisti XD

Samira disse...

Rafael

Quem não entende é vocês, quer dizer que eu posso chegar na tua casa, ficar pelada e falar que é arte? A liberdade tem limite, como dizem - nosso direito termina quando começa o do outro, não posso simplesmente fazer o que me der na telha no meio da rua, num local público.



E outdoors não é uma boa comparação, apesar de ser mais uma objetifição, acho que tem diferença entre roupa curta, lingerie e estar pelada.
Hipocrisia seria o carnaval, mulher pelada pode mas na rua não, mas é hipocrisia dos outros, não minha e isso não valida sair pelada por ai garantindo que é arte.

titia disse...

Engraçado você me chamar de dona do feminismo, Samira, porque eu só disse uma verdade: a nudez que incomoda os machistas não é a pública, mas a que não objetifica a mulher. Se nudez incomodasse não haveria dezenas de outdoors e propagandas com mulheres peladas, além de as vendas da playboy serem um retumbante fracasso. E por dizer isso eu sou a dona do feminismo. Mas aqui está você, lindamente cagando regra sobre como as mulheres deve agir, protestar, se comportar e até mesmo falar pra que o feminismo mereça o seu respeito. Quem está tendo uma postura de "sou o dono do mundo e tudo deve ser como eu quero" é você, amor.

Ah, e o povo que gravou pornô na praia que você fala foi Cicarelli e o macho dela? Então lamento furar sua bolha, mas nenhum dos dois tem nada de feminista. Engraçado, pornografia existe desde a antiguidade, sexo em público as pessoas fazem desde antes de inventarem a escrita, mas de algum modo a culpa da pornografia e do povo que faz sexo em público é das feministas que estão "destruindo a família tradicional, a moral e os bons costumes". Estranho, né?

Anônimo disse...

Cara, se todas as mulheres do mundo (e omens, pq não?) pensassem igual a titia, viveríamos em um mundo muito melhor

câncervadorismo (como o nome já diz) é o câncer desse planeta q nos tentam vender como algo positivo

Marcia. disse...

Ah Titia, que ótimo post, que maravilhosos comentários! E não, gente, não precisa se preocupar com os vibradores e a 'opressão de tamanho' sobre os pobres homi reduzidos a instrumento... Tô chorando baldes aqui de preocupação, oh dó.

Tâ chatiadinho por que tem mulher que prefere um consolo de plástico a pagar a conta de um analista por conviver com um mascu?

Mas é simples, simplérrimo: só recomendar um massageador de clitóris.
Tem em formato de borboleta, gatinho, patinho, moranguinho, etc, etc, etc. Todos formatos que não ofendem a dor de cotovelo de quem tem pinto pequeno e não se livrou ainda desse esteriótipo machista babaca que mede capacidade de sentir prazer por tamanho.

Se joga! A vida dos brinquedos sexuais, felizmente, está bem mais diversa do que 'viver procurando um vibrador que emule um pinto'. Os melhores vibradores, por exemplo, podem até ser cônicos, mas não precisam lembra um pinto: há aqueles com dupla ponta, curtas e arredondadas, que estimulam o clitóris e o ponto G ao mesmo tempo! Nem se compara a ter que lidar um mísero pinto com um dono sem imaginação para sexo, como são os mascu.

Beijo no ombro para todos os mascu do post.

obs: A titia não é a dona do feminismo, por que feminismo não tem dona: têm sujeita política que mobiliza. Quer mobilizar? Vai fundo! Não quer? Ninguém te obriga não, viu? Só não venha dizer que ninguém pode usar, por que você não gosta, pois cada uma é dona do seu nariz.

titia disse...

Mascuzin do mato eu simplesmente estou contente porque uma vez na vida falei algo que prestasse o suficiente pra Lola publicar como post. Não me acho "Pica das Galáxias" porque uma pessoa gostou do que eu disse ou de algo que eu fiz - isso é tipicamente coisa de homem. Apenas fico feliz que eu disse alguma coisa boa. Não é impossível você ficar contente por um elogio ou por algo que você fez ser bom sem se achar "Pica das Galáxias", sabe? Mas imagino que você tem pouca prática com isso.

Quanto ao filme pornô, bom, sempre teve gente fazendo sexo na praia e como pornografia se alimenta das fantasias do consumidor (e sexo na praia é uma fantasia bem comum de homens e mulheres) a produtora foi atrás e fez um pornô na praia. No entanto, duvido que eles simplesmente chegaram no piscinão de ramos e mandaram os atores tirar a roupa e mandar ver no meio de crianças e vovozinhas, como obviamente a Samira acha que aconteceu. É só drama de conservador apavorado porque está perdendo seus privilégios.

Fernandinha disse...

"Samira" ali no último parágrafo se entregou, hein: "E também porque não sou obrigado a ver gente pelada na rua, seja homem ou mulher."

pelo menos esses mascuzões tão ficando criativos nas escolhas dos nomes fakes. :)

Anônimo disse...

Eu nunca levei a sério essa crítica a nudez das feministas. Qualquer ser humano normal que vive em um país que por onde você anda tem mulher pelada atacaria logo a nudez das feministas, essas coisa me irritam porque mostram o quanto machistas são canalhas.

Anônimo disse...

Titia não é que eu não queira ver uma mulher escavando os dentes, eu não quero ver NINGUÉM escovando os dentes, se depilando, defecando, tirando cera do ouvido, etc.,pois isso são coisas que se fazem na particularidade.

Anônimo disse...

Homens não querem ver mulheres cagando, desarrumadas, sem depilação, etc.
Mulheres não querem ver homens fracos, inseguros, dependentes, que choram muito, etc.
Todos esses fatos e essas características emocionais podem ser considerados "naturais", mas mesmo assim sofrem bastante rejeição do sexo oposto, uma vez que a atração sexual na nossa sociedade envolve certa idealização do(a) parceiro(a).

Sou homem e concordo que há muita "frescura" nesses critérios masculinos, mas esse é um problema que afeta ambos os gêneros, e acredito que reduzi-lo a "mimimi" não é uma estratégia eficiente para combatê-lo. No mais, concordo bastante com o ótimo guest post.

Samira disse...

Titia

Acho que ficou claro o que eu falei, feministas como você que acham impossível alguma discordar de outra feminista, então só pode ser mascu. E foi isso no outro post, a mulher disse que era contra esse tema, então óbvio que era mascu.
Várias pensam como eu e não é pelos motivos dos machistas.

Fernandinha só prova o que eu disse, me chama de mascu, simplesmente porque discordo dela, e a prova incontestável é que troquei o a pelo o. Nem tinha percebido, mas claro né, é impossível alguém escrever algo errado e todos sabem que o corretor ortográfico do cel só escreve o que a gente quer... Me descobriu sou mascu mesmo. Clap, clap.

Que eu saiba pedir respeito não é cagar regra, acho escroto e inútil, ou realmente já mudou algo ficando pelada no meio da rua e eu n to sabendo? Mas como já disse, quem gosta que faça em local fechado. Não sei onde tá o absurdo nisso. Sempre achei meio estranho essa lógica, a pessoa pode achar algo incrível, mas outra n pode achar essa mesma coisa ridícula. E eu que to cagando regra, tá.

Outro ponto. Feministas que inventam coisas que as outras n disseram e depois rebatem a própria invenção.
Não sei onde disse que a culpa da pornografia é feminista. Mas o pensamento de quem acha legal ficar pelado e transar no meio da rua é o mesmo. Também n sei de onde tirou a Cicarelli.
Gravam um filme porno na praia, o que é que n entendeu? Aqui no Rj, segundo eles estava vazia e ninguém viu, e realmente né, é impossível ter gente na praia, gente na rua, com certeza ninguém viu a gravação, claro...
Apesar disso ser crime, para eles a critica é por pura hipocrisia...

Eu não acho que você ou quem pensa assim n é feminista, só que o modo com que estão lidando as coisas é completamente inútil. No dia que eu ver que o estupro ou qualquer merda que nos atinte, tiver acabado porque mulheres ficaram pagando peitinho na rua, eu retiro o que eu disse

Elen disse...

Porra, que legal. Vou começar a cagar, mijar, trocar meu absorventes, transar, limpar o nariz, abaixar as calças para coçar o rego, tudo na frente dos outros. Afinal a gente evoluiu para isso, para agir como os animais irracionais.
Porque isso nem faz parte da intimidade de cada um, é tudo machismo mesmo, com certeza...

Acho que estao ficando paranoicas com machismo, não quero ver homem de pinto de fora no meio da rua. Também quero saber, feministas estão a tempos ficando peladas por qualquer motivo, o que é já mudou???

Elen disse...

Pensamento igual aos dos machistas - faço o que quero e os outros que se fodam. Ninguém pode gostar ou desgostar, só calem a boca.
Por que diabos, a pessoa acha que pode ficar peladona ou peladão na rua, fazer o que bem quiser e os outros que se fodam, e os outros não tem direito de opinião alguma, só ficar quietinho?
Quer ficar pelado? É crime, mas ninguém prendeu, n posso fazer nada. Mas n sou obrigada a ver alguma serventia nisso, já que foi tudo supostamente pra lutar contra o opressão da depilação. E não tem cara, mulheres já estão a um bom tempo nessa e merda nenhuma mudou, pelo menos que eu saiba.
Não é com a bunda que vamos mudar algo, basta pegarem como exemplo a Malala, completamente vestida e fez enormes mudanças na educação, ajudando várias mulheres, tá certo que esta completamente vestida pela opressão e religião dela, mas deu para entender, não usou a bunda para isso, usou a inteligência.

Anônimo disse...

os três comentários acima só falam BOSTA

desvirtuam completamente o sentido do post, vão se catar

Maria disse...

Pessoalmente, eu menosprezo as mulheres que posam de lingerie em outdoors, desfilam seminuas no carnaval ou estampam as páginas da playboy da mesma forma que menosprezo as mulheres que ficam nuas em público em protestos.
E, reitero o que disse no outro post. Nudez em público é atentado ao pudor, não importa se seja erótico, "artístico" ou em protestos.
Fazer foto de nudez erótico em praia pública é atentado ao pudor também.

Concordo que em nossa sociedade a nudez erótica é muito mais aceita que a nudez em protestos.
Hoje, muitas mulheres buscam ser mulher-objeto-boneca-inflável para alimentar esse fetiche masculino.
E, quanto mais os homens objetificam as mulheres, mais as mulheres se erotizam para satisfazer os homens.
Isso vira um ciclo vicioso.
Só precisamos quebrar uma das pontas para desfazer o ciclo.
Não temos poder sobre o fetiche masculino, mas temos o poder para deixar de alimentar isso.

Se as mulheres fossem orientadas a não buscar a erotização, a objetificação das mulheres diminuiria.
Porém, cagar, depilar e ficar pelado em público, não é uma forma eficaz de ir contra essa objetificação.


Anônimo disse...

(Viviane)
Só não são criativos nas desculpas: essa do "corretor ortográfico" já é manjada...

Anônimo disse...

n seja conservadora titia, que mal tem transar na frente de adultos e crianças?

Elen disse...

16:51

Gostem ou n, é crime, é atentado ao pudor. Protestem numa praia de nudismo, arrumem um espaço e protestem, ninguém é obrigado a ficar vendo cu alheio.
E realmente usar a inteligência ao invés do cu, é bosta.

Nos diga uma coisa só que mudou com mulheres mostrando o corpo. Aí eu mudo de ideia, e aceito que realmente ajuda em alguma coisa.

Marcia disse...

Ah, o velho dilema: por que não posso opinar sobre a liberdade dos outros? Eu pergunto: qual parte da expressão 'dos outros' você não entendeu?

Eu queria saber o que adiantou para as mulheres viverem vestidas, que bem trouxe para a sociedade existir uma maioria de mulheres conservadoras, temos menos problemas por isso?

Estamos livres de estupro, nosso salário é igual aos dos homens, morremos menos em relacionamentos violentos por que usamos roupas?

A Malala é considerada suficiente empoderada por vocês, que acham que ela usa suas roupas por opressão da religião? Não, não é. Por que no fundo qualquer mulher que não seja exatamente como vocês, siga os mesmos valores que vocês, estará moralmente errada e deve ser corrigida. De preferência, pela força pública. Autoritarismo mandou lembranças...

E, se moralmente errada, já viu: logo, logo destruirá a sociedade.

Calma amiga, nenhuma pessoa individual tem tanto poder. Eu acho que o protesto das peladonas é mais uma frente de batalha cultural. Hoje serve para cada uma que desafia o patriarcado se manifestar, amanhã pode ser que resulte numa sociedade com menos tabus com o corpo. De qualquer forma, é uma escolha de cada pessoa (e pronto, não precisa mudar o mundo, eu ter o direito de comer hoje não muda coisa alguma para ninguém, a não ser para mim. Isso seria motivo suficiente para me impedir de comer?). Não gosta? ué, faça como a Malala, lute vestida.

Mas uma sociedade em que alguém se sinta no direito de menosprezar alguém, por que essa pessoa tem um corpo... bem, essa é uma sociedade doente e ruim mesmo.

Em tempo: nudez em público não é crime, o que é crime é ato obsceno (usar da sua sexualidade para constranger outro), se quem se põe nu em público acredita que o faz por motivo diferente de exercício de sexualidade para constranger outra pessoa, sinto muito, isso não é crime.

E mesmo para aquela jurisprudência mais conservadora e arcaica que irá discordar (não achei ninguém condenado por andar nu em público), olha não acho certo reprimir exercício de sexualidade dos outros, sobretudo quando esse exercício não causa dano concreto (por dano concreto, vamos pensar em violência sexual, ferir, humilhar, aí sim atos de 'sexualidade' que são opressão e merecem tratamento penal).

Direito penal é coisa séria, não é para ser usado por qualquer besteira, especialmente se for para coibir por motivo preconceituoso a liberdade de alguém.

Estar nu em público é um exercício de individualidade que não fere materialmente ninguém.
Eu não gosto e pronto, portanto não quero que ninguém faça, não me parece um motivo razoável para pedir que outra pessoa vá presa.

Anônimo disse...

A lei diz o contrário



ATO OBSCENO
Art. 233 do Código Penal- Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público:
Pena – detenção, de 3 meses a 1 ano, ou multa.
– ato obsceno: é o ato revestido de sexualidade e que fere o sentimento médio de pudor – ex.: exposição de órgãos sexuais, dos seios, das nádegas, prática de ato libidinoso em local público, micção voltada para a via pública com exposição do pênis, “trottoir” feito por travestis nus ou seminus nas ruas etc.
– lugar público: é o local acessível a número indefinido de pessoas – ex.: ruas, praças, parques etc.
– lugar aberto ao público: é o local onde qualquer pessoa pode entrar, ainda que sujeita a condições, como pagamento de ingresso – ex.: teatro, cinema, estádio de futebol etc; não haverá o crime se as pessoas pagam o ingresso justamente para ver show de sexo explícito.
– lugar exposto ao público: é um local privado, mas que pode ser visto por número indeterminado de pessoas que passem pelas proximidades – ex.: janela aberta, terraço, varanda, terreno baldio aberto, interior de automóvel etc.; se o agente só pode ser visto por vizinhos, Nélson Hungria entende não haver o crime.
– entende-se não haver crime se o ato é praticado em local escuro ou afastado, que não pode ser normalmente visto pelas pessoas.
– é autor indireto do crime, aquele que se utiliza de um inimputável para a prática do delito – ex.: homem que treina macaco para praticar o ato.
– palavras e gestos obscenos: não caracteriza este crime, mas pode configurar “crime contra a honra” ou a contravenção penal de “importunação ofensiva ao pudor”.
– sujeito passivo: a coletividade (diretamente) e a pessoa que presenciou o ato (eventualmente).
– o tipo não exige que o agente tenha finalidade erótica; o fato pode ter sido praticado por vingança, por brincadeira, por aposta etc.
– consumação: com a prática do ato, ainda que não seja presenciado por qualquer pessoa, mas desde que pudesse sê-lo, ou, ainda, quando o assistente não se sente ofendido.

Marcia disse...

Não amigo, a interpretação tacanha da lei, com base na moral repressora de 1940, defendida por conservadores que tem pavor de liberdades individuais é que dizem isso. Lei não fala nada, quem fala é o interprete.

E nas democracias, os interpretes são todos os cidadãos.

Elen disse...

Pois é Marcia, toda a humanidade foi construida, todos os avanços feitos, porque pessoas mostraram o cu pelas ruas. É esse o ponto.
Não é nem tanto o nu, é o motivo que usam para ficarem nuas, supostamente mudar o mundo.

Lutar contra depilação? Fique pelado.
Lutar contra padrões de beleza? Fique pelado.
Lutar pelos direitos dos animais, crianças, idosos...? Fique pelado.
Lutar contra qualquer merda nesse mundo? Fique pelado.

Bom, as feministas de antigamente, n ficaram peladas e conseguiram muitas coisas. Mas você deve estar certa, quando eu quiser algo simplesmente vou berrar pelas ruas e mostrar meu rego para todos verem, que magicamente conseguirei.

E a malala e outras mulheres andam completamente cobertas por livre e espontânea vontade, tanto quanto mulheres alisam o cabelo e fazem a merda toda porque querem. O que padrão de beleza tem a ver com isso? Nada... Assim como a religião n influencia em nada, elas só correm o risco de serem morta se n usarem a merda toda. Bobagem.

Anônimo disse...

Vamos fazer uma votação então sobre a maioridade penal, o que vc acha?

Anônimo disse...

Uma coisa é a pessoa ter o direito de expressar sua ~~arte.

Assim como as propagandas de cerveja, acho que algumas dessas manifestações artísticas alternativas também tem um gosto bastante duvidoso.

Não sendo feito com dinheiro público e tendo o aviso de que haverá cena de nudez, por mim tá ok.
=)

Alícia

Marcia disse...

Vamos aos diversos nus considerados crimes e aqueles que não:

'Homem se masturbando em público' - Ato obsceno:
Data de publicação: 03/12/2015
Ementa: JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS. RECURSO INTERPOSTO EM OBSERVÂNCIA À LEI 9.099 /95. PENAL. PRÁTICA DE ATO OBSCENO EM LUGAR PÚBLICO. ART. 233 DO CP . AUTORIA E MATERIALIDADE DEMONSTRADAS. RECURSO CONHECIDO E NÃO PROVIDO. 1. O recorrente defende a insuficiência probatória a justificar o pleito condenatório. Sem razão o recorrente. A condenação está amparada em robusto conjunto probatório, que revelou, com habilidade técnica, a certeza da autoria e da materialidade do crime tipificado no art. 233 do Código Penal , em razão da prática de ato obsceno em lugar público. 2. Não merece prosperar a alegação do recorrente no sentido de que, no caso de dúvida, é necessária a aplicação do in dúbio pro reo. A denúncia foi oferecida de forma correta, consubstanciada, descrevendo a conduta do agente e a materialidade. Os depoimentos prestados comprovam a autoria dos fatos narrados conforme a denúncia, porque o réu se masturbava e mostrava seu órgão genital em via pública. 3. O depoimento da ofendida está sintonia com as provas produzidas em sede policial. O conjunto probatório é suficiente para sustentar o pleito condenatório. 4. Recurso conhecido e não provido. 5. Sentença mantida por seus próprios fundamentos com súmula de julgamento servindo de acórdão na forma do art. 82 , § 5º , da Lei n. 9.099 /95. É COMO VOTO.

Não foi considerado ato obsceno (fazer pipi em público):

Data de publicação: 05/07/2011
Ementa: APELAÇÃO CRIME. ARTIGO 233 DO CP . ATO OBSCENO EM LUGAR PÚBLICO. ATIPICIDADE. A prova colhida nos autos aponta para a inexistência do dolo específico de ofender a vergonha e o pudor alheio. Conduta que resulta de necessidade fisiológica, ainda que inapropriado o local. Carecendo do elemento subjetivo do tipo, é atípica a conduta do réu, motivo por que vai reformada a sentença proferida em primeiro grau de jurisdição, para absolvê-lo com base no artigo 386 , inciso III , do CPP . RECURSO DEFENSIVO PROVIDO. (Recurso Crime Nº 71003119153, Turma Recursal Criminal, Turmas Recursais, Relator: Edson...

Marcia disse...

Elen, as 'feministas' de antigamente também protestaram peladas. Pelo voto, pelo fim da jornada de 16 horas diárias, pelo fim do trabalho infantil, pelo salário equivalente. Sempre existiram protestos de pelados no ocidente, é uma forma de mostrar profundo descontentamento pelas regras.

E se elas não mudaram tudo, que bom que protestaram né? Senão era capaz de eu e você sermos duas analfabetas sem acesso a internet, completamente vestidas cuidado do jantar da família, é que só para isso que serviria uma mulher.

Minha bisavó era analfabeta, minha avó era alfabetizada, mas nunca foi cadastrada como eleitora, minha mãe apenas completou o ensino fundamental. Eu termino meu doutorado em breve. Nada mais nada menos de 1 século de contestação foi necessário para mudar o destino das mulheres da minha família.

Tudo bem que as católicas de esquerda lá de casa são bem conservadoras em relação ao uso das roupas, mas não muda nada quem nunca contesta. O protesto não é estar nua, volte ao post, a intervenção tem outra finalidade: te fazer pensar por que o seu corpo é tão sujo que não pode ser exposto em público. O que tem na nudez que é imoral?

Amigo, não vou fazer plebiscito sobre a maioridade penal, por que constitucionalismo não é igual da democracia pela regra da maioria. Ninguém pode descumprir a lei, mas todo tem direito de querer que ela mude. Por mais de 350 anos foi legal escravizar pessoas negras, faz apenas 128 anos que essa lei mudou. E eu agradeço a todo escravo que fugiu, a todo escravo que matou seu senhor, a todo escravo que resistiu, mesmo sendo ilegal.

Também acho o máximo que os protestantes tenham feito guerra a igreja católica para garantir seu direito pessoal de fé, não tenho medo de estar contra a lei, tenho medo de apoiar opressão.

Anônimo das 18:32, você tem esse direito. E o juiz vai dizer se concorda ou não com a sua argumentação, mas nada, nada mesmo te impede de se defender como você quiser.
Em tempos: assaltar um banco é causar um dano material latente a uma instituição privada. Em temos de grave crise econômicas já houve assaltantes que foram inocentados na história, sobretudo se conseguirem suficiente apoio político para seus atos.

Estar nua em público para uma apresentação artística faz que mal concreto? Humilha a quem a nudez da artista? Ofende uma ideia? Sério? Uma ideia merece proteção penal? O que impede os contrários a nudez a continuar usando roupas?


Anônimo disse...

"Titia não é que eu não queira ver uma mulher escavando os dentes, eu não quero ver NINGUÉM escovando os dentes, se depilando, defecando, tirando cera do ouvido, etc.,pois isso são coisas que se fazem na particularidade."

Fecha os olhos.

Problema resolvido.

Next...

Anônimo disse...

Olha, não vou entrar no mérito da validade da nudez como forma de protesto ou dos aspectos legais.
Mas esse caso me chamou a atenção bem pelo o que titia escreveu e pelo tamanho da hipocrisia, principalmente a masculina - "se não levantar meu pinto é sujo, imoral, vergonhoso, queimem a herege".
"Omi" é muito "maxo", superior, forte, invencível até aparecer um mísero pelinho pra fora do biquíni. Aí a "maxesa" se acaba e saem tudo correndo como se o diabo estivesse atrás deles...


PS1: Quando eu crescer, quero ser como a titia ;p
PS2: Todos os vibradores anunciados por ela estão com uma nova promocão - compre um e ganhe uma gonorreia de brinde...


Jane Doe

Anônimo disse...

Por onde anda Jonas Klein?

titia disse...

Olha, não vou entrar no mérito da validade da nudez como forma de protesto ou dos aspectos legais². Eu só falei a verdade, que nudez objética não incomoda ninguém mas nudez em que a mulher se coloca como sujeito sim. A prova é que vocês, reclamando da performance em que a mulher nua se coloca como sujeito, não dão um pio quando se fala da nudez que envolve mulher objeto. Vestiu a carapuça? Problema seu.

Quanto à história de escovar os dentes: você não quer ver, ok. Não é absolutamente obrigado. O que eu estou reclamando é como as mulheres são pressionadas a se fazerem de perfeitas pros homens, que devem ficar protegidos nessa ilusão de que mulheres não cagam, não peidam, não arrotam, não tem bafo, não tem pelos, enfim, a manterem a ilusão de que mulheres são bonecas infláveis de carne e não seres humanos. Principalmente a senhora, dona Elen, que resolveu pegar um pedaço do que eu escrevi e interpretar da forma mais imbecil possível só pra brigar com alguém. Ah, e é claro que mulheres que vivem em países onde elas serão presas, estupradas e até mortas se não se cobrirem todas se cobrem exclusivamente por livre e espontânea vontade. Olha, se você quer espalhar machismo, por que não vai no fórum mascu? Eles vão adorar você, podem te xingar e te chamar de vadia mas acredite, terão orgasmos ao saber que ainda tem mulheres machistas por aí.

Samira, meu bem, eu não chamei você de mascu. Eu disse que a sua atitude é que era a de dona do mundo, não a minha e isso foi simplesmente a verdade. Aliás, outra comentarista reparou que você escreveu "ser obrigado" ao invés de "ser obrigada", fui lá conferir e... olha, não é que é verdade mesmo? Se alguém se chamou de mascu, fofura, foi você mesmo que fez isso.

Maria, eu não respeito mulheres idiotas que vivem de cagar machismo nas outras e as julgam por padrões machistas, como vida sexual e pele exposta. Estamos quites.

Anônimo disse...

Porque a nudez erótica e pornográfica nos outdoors são "aceitáveis" mas uma mãe amamentando o bebe causa histeria nos homens?
Porque são chamadas de frescas e conservadoras mulheres que criticam a utilização da mulher pelada no carnaval e nas propagandas de cerveja mas se estas mesmas alertarem outras mulheres a usarem métodos contraceptivos e conhecerem o próprio corpo são chamadas de vadias?
Porque a hipocrisia masculina causa tanta merda e continua sendo aceita nesse mundo? Somos todos idiotas?

Anônimo disse...

"mas esse é um problema que afeta ambos os gêneros, e acredito que reduzi-lo a "mimimi" não é uma estratégia eficiente para combatê-lo." Não, não é um problema que afeta todos os gêneros. Não são as mulheres as donas da mídia, que não quer mostrar homem bobão choroso são os próprios homens. A hipocrisia é ter propagandas com sentidos sexuais EXPLÍCITAS, modelo mostrando os peitos,bundas e coxas para todos os punheteiros no carnaval a ainda assim quando uma mãe quer simplesmente amamentar seu bebe, uma ação totalmente natural e presente na classe dos mamíferos, é chamada de VADIA, QUER SÓ CHAMAR ATENÇÃO!!!. E enquanto isso, tem um monte de vagabunda se mostrando para os punheteiros (vide homem) de plantão. Só consigo ver os homens como hipócritas, mentirosos e histéricos.

Anônimo disse...

"Porque a hipocrisia masculina causa tanta merda e continua sendo aceita nesse mundo? Somos todos idiotas?"

Pq omens são erros evolutivos e anomalias cromossômicas

E vendo falando isso há um tempo, e as pessoas se recusam a acreditar

Depois q a Wolbachia já estiver entre nós, não reclamem

Anônimo disse...

Homem tem medo ou não de vagina? Porque eles passam tanto tempo vendo vídeos pornográficos mas não conseguem nem desenhar direito a vulva feminina em uma aula de anatomia? Porque quando até mesmo os órgãos sexuais femininos são mostrados de forma científica em um meio acadêmico gera desconforto nos garotos?

Relatos de uma aluna de ciências biológicas, que teve a aula de urogenital transformada em um momento de piadas pelos alunOS.

titia disse...

Marcia seus comentários estão arrasando. Sério, fico besta com a sua paciência pra responder esses hipócritas até com a letra da lei. É muita gente vestindo a carapuça.

17:43 eu nunca chamei ninguém de anomalia y... de lixomens, já, já dirigi essa classificação aos vagabundos que querem transar sem camisinha, que querem que a mulher aborte contra a vontade dela, ou não quer que ela aborte mas não quer pagar pensão pro filho... enfim, contra toda essa raça de restos de aborto malfeito. Mas anomalia y eu nunca usei, não. Você tem certeza de que sabe ler?

Anônimo disse...

Em questão de nudez, o Brasil perde até para os desenhos japoneses do sistema feudal. Pelo menos lá a nudez feminina era a natural, com o corpo de mulher normal e não de criança ou miss popozuda, com pelos pubianos e até lábios vaginais, não essa vagina inventadas e superficiais que estão virando moda por aí.

Anônimo disse...

A hipocrisia

mulher pelada em propaganda ou novela, com fins totalmente erótico= gostosa,maravilhosa, você discorda? É só uma invejosa conservadora,eu adoro ver gente pelada nas propagandas enquanto a minha família e as crianças assistem, não vejo nenhum problema nisso.

Mulher amamentando,nudez feminina em imagens para artigos científicos do meio acadêmico ou artístico= Eca, que coisa feia! Tirem essa imagem realista que não tem como objetivo a minha punheta da minha frente! Corpos horríveis! Odeio vaginas e peitos!.

Anônimo disse...

Cara, ou "moça", decide entre um nome só. Fingir ser mais de uma mulher nao vai te ajudar em nada. Mesmo argumento, mesma forma de escrever e apontar sua opinião. Vc pode até nao ser mascu (o que duvido) mas é claramente alguém incapaz de expressar suas ideias sem fingir que tem alguém apoiando com o mesmo pensamento.
Samira, elen ou marcia, só escolhe um e tenha coragem de se expressar como uma única pessoa. Ou entao bote o anonimo logo e para com essa palhaçada.
Eu não estou aí com vc mas estou dando certeza que PELO MENOS esses três nomes são a mesma pessoa. Trabalho com coisas assim então sei doq estou falando.
Pode sim ter mais de uma pessoa q pense igual, mas com essa mesma abordagem e em tão pouco tempo entre um e outro, só não percebe quem não quer

Anônimo disse...

Maria e não Márcia*

Anônimo disse...

Ta, são erros da natureza, e aí?
Qual sua ideia pra mudar os homens que ja existem no mundo?
Posso ate não discordar de você mas ta cansativo ver comentarios assim que não acrescentam em nada a luta.
Beleza, se parar de nscer homem, vamos fazer o que com os que ja existem
Vejo covardes que só falam em falha cromossomica mas que não dao nenhuma solução pra luta contra o machismo (ou contra os homens, caso prefira)
E aí querida, qual sua solução alem da eliminaçao natural deles? Alguma pra agora? Ou só ficarmos sentadas e esperarmos alguns milenios em que nem vivas estaremos pra poder ver o resultado natural?
Gente assim envergonha o feminismo, sério.

Anônimo disse...

Pelo amor de Cristo, Elen. Para de esmurrar espantalho. Ninguém tá falando que "mulheres deveriam se depilar no meio da rua" e se foi isso que você entendeu da performance, azar. O problema é esse mimimi - porque não tem como chamar de outra forma - que mulher tem que se esconder dentro da própria casa pra depilar, tratar cabelo, fazer unha e o caralho a quatro (porque cagar, limpar nariz e outros são mau vistos pra ambos os gêneross, saca?), nunca mencionar "menstruação", "absorvente" pra não ofender a sensibilidade de ninguém, mas ainda assim estar sempre perfeitinha, bonequinha e bibelô como se espera de uma mulher "de respeito". Não tem ninguém defendendo que mulher deva arregaçar a perna pra depilar a pomba em plena ceia de Natal; mas que pare a hipocrisia de chamar mulher de nojenta, porca ou desmazelada porque ela não fechou a porta do quarto durante a depilação ou tava andando pela casa com a máscara de pepino.

Anônimo disse...

Pode até estarem "certos" com relação a nudez total na rua, afinal não deixa de ser ilegal. Conservadores nao utilizam nudez, apenas usurfurem dela em sua imensa hipocrisia. Mas nao muda o fato que os hipocritas da nação acham ruim sensualidade apenas quando convém. As panicats ta beleza, mas uma mãe amamentando seu filho é um horror. Belo padrão da sociedade para seus valores e bons costumes. Nojo total dessa laia

Anônimo disse...

Amor, vc tá reduzindo as lutas feministas a "ficar pelada". Além de que, as "feministas de antigamente" podem não ter "ficado peladas", mas usavam roupas curtas que na época, eram igualmente imorais. Mania de "feminismo no ocidente hoje é desnecessário, o que elas querem é ficar peladas"!

Anônimo disse...

"Só consigo ver os homens como hipócritas, mentirosos e histéricos." 19:37

Essa frase completamente desarrazoada já revela que sua avaliação do meu comentário foi extremamente superficial e que você se ateve apenas a entrar na disputa por "qual gênero sofre mais".

A estipulação de padrões é algo que indiscutivelmente afeta os dois gêneros. O fato de um deles ser alvo de maior manipulação midiática ou de acabar sofrendo mais violência em decorrência desses parâmetros arbitrários é algo que realmente ocorre e que não foi negado pelo meu comentário. Mas isso não exime o fato de que ambos os gêneros idealizam seus potenciais parceiros e, em decorrência disso, tendem a não tolerar padrões desvalorizados culturalmente, porém naturais, como os pelos femininos e a demonstração de fraqueza masculina.

Anônimo disse...

Vamos no focar na principal raiz do problema, e para isso, vi um comentário que resume tudo:

mulher pelada em propaganda ou novela, com fins totalmente erótico= gostosa,maravilhosa, você discorda? É só uma invejosa conservadora,eu adoro ver gente pelada nas propagandas enquanto a minha família e as crianças assistem, não vejo nenhum problema nisso.

Mulher amamentando,nudez feminina em imagens para artigos científicos do meio acadêmico ou artístico= Eca, que coisa feia! Tirem essa imagem realista que não tem como objetivo a minha punheta da minha frente! Corpos horríveis! Odeio vaginas e peitos!.

Anônimo disse...

Só acho injusto homem poder sair de peitoral pra fora e não estar indo contra a lei, mas mulher sim. Devia ser pros dois.
Vagina = pênis
Bunda de homem = bunda de mulher
Peito de homem = peito de mulher

A vagina e o pênis exposto é proibido por lei, a bunda de ambos também é. Agora por que só o peito da mulher é proibido? São diferentes mas muitos nao querem ver peitoral masculino na rua também. E aí cadê os direitos iguais que dizem que já temos?
Isso é pra quem diz que vai mostrar o pinto por que uma mulher mostrou o peito.
Esses certamente não sabem nada de anatomia. Bando de ignorantes mesmo

Anônimo disse...

Não sou de ficar enaltecendo comentário alheio (detesto a anom do "corroboro"), mas olha... 19:26 titia simplesmente lacrou.

Anônimo disse...

20:17 Se o meu comentário foi superficial, prove o porque argumentando,visto que os fatos estão a meu favor: A hipocrisia masculina é o porque de uma mulher que amamenta o filho ser punida ao invés de mulheres seminuas na frente de toda a criançada. Histéricos por não conseguirem ter maturidade o suficiente para ver o nu feminino realista em um meio acadêmico, e mentirosos por negarem que tudo isso existe e nos taxar de loucas. As mulheres nunca apresentaram essas características ao presenciarem a fraqueza masculina, a intolerância parte dos homens, que não conseguem respeitar as mulheres e nem si próprios. Além disso, esse é um blog feminista, em que os interesses femininos é o sol, e os masculinos, um plutãozinho.

Anônimo disse...

20:22 Concordo com você, deveria ser proibido também. Em outros países os homens, os homens exporem os peitos nas ruas são grosseria e falta de respeito. Aqui, parece um motivo de orgulho andar igual a um malandro.

Anônimo disse...

Aposto como foi a própria titia às 20:23 que escreveu o comentário se enaltecendo, dando uma de Jonas Klein

Anônimo disse...

Acho que não entendi o que é "lacrador" porque a pessoa estava de fato em um lugar público. Uma coisa é você pagar pra ver isso, sabendo que vai ver isso, tipo aquele espetáculo do cu (googlem) e outra é você estar ali do nada e presenciar uma cena que não necessariamente acha adequado ver.

E a pessoa não estava amamentando, não estava em um ambiente de carnaval, não estava no quintal de casa, sei lá que argumentos vocês resolveram usar.

Esse discurso do lacre faz uma força pra ignorar a razão que chega a dar pena.

Anônimo disse...

Ahhhh se todas as mulheres fossem ou conhececem o FEMINISMO.Quanto tempo valiosos perdemos da nossa vida tentando ser aceita-bonita e agrada macho.Hoje eu olho para aquela adolescente cabisbaixa, precisando da aprovação deles e tenho vontade de colocar no colo.OH RAINHAS e DEUSAS,como eu amo o FEMINISMO,o Blog da LOLA e tantos outros. Quanto tempo,energia e lágrimas desperdicadas.Hoje, me sinto tão mas tão feliz que sinto que vou voar e voar e voar.Espero um dia que todas,todas conhecerão o auto amor e aí, e aí que não terá pra machista nenhum.

Anônimo disse...

É doloroso admitir que o nosso país apoia a vagabundagem da nudez ao invés de usá-la em coisas mais úteis? Que as pessoas tem problemas de verem uma mulher real, em carne e osso,tendo outros objetivos que não seja a punheta masculina? Que mulher pelada, vagina, peito,útero,tubas, tem milhares de outros focos, seja para ações naturais (amamentar e parir) ou para fins acadêmicos? Porque quando uma mulher filma o próprio parto pelada é amoral e revista da coelhinha da playboy nas bancas para crianças e vovozinhas verem é normal? Não apoio plenamente o protesto nu, mas isso não deveria ser o nosso foco, não enquanto o mundo hipócrita está rindo da nossa cara.

titia disse...

20:30 eu assino os comentários, babaca. Olha aí pra cima e lê o meu nome: ti-ti-a! Deixe de ser covarde e venha brigar comigo pessoalmente.

Anônimo disse...

20:25

"Histéricos por não conseguirem ter maturidade o suficiente para ver o nu feminino realista em um meio acadêmico, e mentirosos por negarem que tudo isso existe e nos taxar de loucas." - Generalização. Já tive a obra "A Origem do Mundo" exposta em minhas turmas de colégio e de faculdade e não vi qualquer histeria. Sem dúvida deve ter gente que manifesta repúdio (principalmente adolescentes da geração xvideos), mas dizer que esse é um comportamento usual do gênero masculino em ambientes acadêmicos é generalização e das grandes.

"As mulheres nunca apresentaram essas características ao presenciarem a fraqueza masculina, a intolerância parte dos homens, que não conseguem respeitar as mulheres e nem si próprios." - Generalização. O recusa feminina a certos estereótipos masculinos ocorre o tempo todo. Obviamente é de forma menos violenta que a masculina e sem o uso de recursos como a mídia, mas percebe-se claramente no dia-a-dia que ambos os gêneros costumam estipular padrões arbitrários.

"Além disso, esse é um blog feminista, em que os interesses femininos é o sol, e os masculinos, um plutãozinho" - A própria dona do blog expôs diversas vezes sua opinião de que o diálogo com os homens é algo positivo e necessário para a discussão dos problemas de gênero.

Bom, encerro minha conversa com você por aqui. Se quiser continuar a disputar a "guerrinha dos sexos", tenha certeza que você terá muitos interlocutores por aqui.

Anônimo disse...

Esse post só prova uma coisa:

VOCÊ NÃO GOSTA DE VOCÊ.

Mais amor próprio e menos inveja de mulheres bonitas.

Dizer que todas as mulheres são bonitas fisicamente é dizer que todo mundo é alto. Não existe gente baixa!!

Isso é doentio. No sentido clínico da coisa

donadio disse...

Anônimo das 18:14, o que a lei diz é apenas o seguinte:

"Art. 233 do Código Penal- Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público:
Pena – detenção, de 3 meses a 1 ano, ou multa.
"

Todo o restante que você coloca é única e exclusivamente comentário, e não tem absolutamente poder de lei.

E esse mesmo comentário abre com esta explicação:

"ato obsceno: é o ato revestido de sexualidade e que fere o sentimento médio de pudor"

Ora, o "sentimento médio de pudor" é algo extremamente abstrato, e o próprio fato de ser "médio" vai implicar que determinados atos, praticados em público, sejam ofensivos a uma minoria cujo sentimento de pudor extrapola o "médio", ou que outros atos não sejam ofensivos a outra minoria cujo sentimento de pudor é mais lasso do que o "médio".

Por outro lado, o "sentimento médio de pudor" é extremamente volátil. Há cem anos atrás, a exposição casual de um tornozelo feminino causava tanto reboliço quanto um side boob hoje em dia. Ofendia o "sentimento médio de pudor" tanto quanto o seio seminu hoje. E por isso o "sentimento médio de pudor" tem de ser aferido com muita cautela; não cabe à autoridade policial ou judiciária impor os seus próprios sentimentos de pudor como se fossem necessariamente "médios". Por que muito provavelmente não são.

Num país em que gritar publicamente "Vai tomar no cu" se tornou corriqueiro na boca de "conservadores", duvido muito que seja razoável considerar a nudez pública como ofensiva ao "sentimento médio de pudor".

Anônimo disse...

Realmente, tem gente covarde aqui. Eu uso anônimo mas não to comprando briga com ninguém específico. Agora, tem gente que usa do anonimato para falar mal da lola, da titia e de quem mais for. Nem pra usar um nick essas pessoas tem coragem. No dia que eu quiser falar com alguem em específico que use um nick ou que de a cara a tapa, como a lola, assinarei pois não sou covarde com uns e outroa aqui.
Expor opinião é uma coisa, criticar alguém ou ofender são outros quinhentos.

Anônimo disse...

E seu comentário só prova uma coisa:
Você é um escravo da opinião comum da população e tem serios problemas de interpretação de texto. Acho que alguem aqui não devia ter matado tanta escola. Agora ta aí sendo mais um câncer da sociedade.

Hele Silveira disse...

"Indecente é você ter que ficar despido de cultura / daí não tem jeito quando a coisa fica dura / sem roupa, sem saúde, sem casa, tudo é tão imoral / a barriga pelada é a vergonha nacional." Pois é. Já se sabia disso na década de 80. Evoluímos? Sério, dá tristeza. Só existem comerciais e afins com mulheres-objeto porque há mulheres que se prestam a esse papel miserável. Agora, além da barriga pelada, também temos os cérebros pelados. E a vergonha nacional cresce...

Anônimo disse...

20:46 Os problemas relacionados a mulheres estão longe se serem menos importantes,mas por uma coincidência incrível (ou não) ninguém quer falar sobre o problema principal. O que você acha dos homens terem problemas de verem uma mulher real, em carne e osso,tendo outros objetivos que não seja a punheta masculina? Que mulher pelada, vagina, peito,útero,tubas, tem milhares de outros focos, seja para ações naturais (amamentar e parir) ou para fins acadêmicos? Porque quando uma mulher filma o próprio parto pelada é amoral e revista da coelhinha da playboy nas bancas para crianças e vovozinhas verem é normal? Porque se generaliza todos os momentos as mulheres mas é crime generalizar os homens? Porque mesmo com todos os problemas envolvendo as mulheres os homens sempre arrumam um meio de colocarem os seus interesses? Responda todas essas perguntas objetivamente e sem fugir do assunto ou você vai ser apenas mais um homem que defende o seu direito de punheta de sempre.

Anônimo disse...

" O recusa feminina a certos estereótipos masculinos ocorre o tempo todo" E dai? Foda-se. Nesse blog falamos sobre trafego de mulheres. Estupro. Violência domestica e morte. Prostituição e pedofilia. Homens chorões deferiam ser definitivamente banidos do feminismo, onde a seleção sexual da fêmea na escolha dos machos, algo natural nos organismos vertebrados deveria ser criticada? Os homens não gostam de serem escolhidos pelas mulheres não? Ah, por isso preferiram comprar mulheres e tratá-las como escravas, porque de outro modo, nenhuma mulher com liberdade própria ficaria com certos homens. A seleção sexual feminina nunca vai ser um problema para o feminismo e isso não deve nem ser problematizado pelos chorões do momento que não gostam de lidar com problemas reais.

Anônimo disse...

Hele Silveira, cérebro pelado por parte de quem? Pela hipocrisia dos homens nesse país que adoram ver uma pornografia ou pelas mulheres que apoiam esses punheteiros?

Anônimo disse...

"Reposição hormonal aumenta o azedume natural " Você deveria fazer uma reposição hormonal de testosterona, quem sabe não te dá uma vontade masculina de esplodir a própria cabeça para provar que é forte?

Anônimo disse...

"ainda bem que feminista não se reproduz" Feminista pode muito bem se reproduzir caso queira,não é necessário nem a presença física masculina no processo, apenas uma simples inseminação artificial. A propósito, eu quero ter especificamente uma menina.

Anônimo disse...

Mulher pode ter filhos sem nem ter feito sexo com o homem, mas o contrário não é possível. 21:23, Homem misógino precisa de mulher para reproduzir, feminista não.

Hele Silveira disse...

Cérebros pelados há dos dois lados. Punheteiros hipócritas + mulheres que os apoiam.

Anônimo disse...

Que homens sem vida comentando aqui. Aposto que são os mesmos que se gabam de sair pras baladas e pegar geral. Ah, se os outros soubesses o que fazem no seu tempo livre (leia-se o tempo todo) nem chegariam perto desses fracassos.

Moonkult disse...

eu fui mascu durante um tempo mas tirei a conclusão que em essencia sempre igual a um mascu. masculinista tem a mesma essencia do padre. voces mesmas falam que os masculinistas se isolam e nao tem vida social, e eu concordo totalmente com voces. devido a covardia de enfrentar machos alfas na porrada ou ate matar, devido ao medo, a covardia, nós mascus nos isolamos e nao frequentamos lugares noturnos, daí nasce a misantropia como revolta, como odio puro contra os humanos, mas é algo herdado da civilização cristã.

no fundo temos um ego gigantesco. em geral os homens sociais, que sao amigos de voces, sao passivos e toleram a liderança dos alfas, por isso convivem bem socialmente, mas eles soa tao covardes quanto nós mascus que temos essencia de sacerdote. a diferença é que temos um ego gigantesco e nao queremos abaixar a cabeça pra esses alfas. daí nasceu toda violencia que vivi desde 2012, levando pedrada, ameaças de morte por celuular, parando no hospicio, sendo expulso do convivio social a força, apenas porque nao aceito que alguem seja melhor do que eu, pois tenho um ego gigantesco. padres devem sentir muito odio e misantropia, o cristianismo tem o lado misantropico, o lado negativo de saturno. eu sou covarde, e agora admito, sou igual aos masculinistas e igual aos padres, nao tenho como mudar minha essencia, o medo me paralisa e me impede de ter uma vida noturna. minha existencia é toda jogada no lixo.

donadio disse...

"titia: eu sei que você é só uma covarde escondida atrás de um IP. No dia em que eu te encontrar quero ter o prazer de dar um tapa bem dado na sua cara e você não vai fazer nada sua sapata burra e sem educação."

Por favor, Lola, descobre o IP desse criminoso, para que seja feito Boletim de Ocorrência da ameaça.

Essa gente tem que começar a ser processada, senão a violência vai ser progressivamente naturalizada.

Anônimo disse...

Vocês viram o caso da bombeira que foi condenada a prisão pq participou de um ensaio sensual? http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2016/07/comando-manda-prender-bombeira-do-parana-que-tirou-fotos-sensuais.html
Que absurdo gente, a corporação tem esse poder?

Anônimo disse...

Telmário Mota, senador da república, foi acusado de espancar Maria Aparecida Nery de Melo, 19 anos, universitária, cujo o caso começou quando ela tinha 16 anos. A notícia está na folha.

Será que o Senado cassará ele?

Elton Sipião o Anjo das Letras disse...

Na verdade a mulher dá medo ao patriarcado, por isto a Deusa foi expulsa pelo homem do seio do sagrado, então o sacerdócio da mulher foi retirado a força dela, assim como a mulher foi retirada de todas as posições de prestígio da sociedade humana, coisa que nos tempos antigos era algo normal ver, uma mulher estando em um importante posto carreirístico. Daí satanizar o corpo da mulher foi o próximo passo, afinal as três únicas religiões monoteístas existentes afirmam que o "pecado" entrou no mundo através da mulher.

Então mulher quando fica nua sem o objetivo de ser objeto sexual do homem assusta, assusta os porcos chauvinistas que hoje se distribuem em "homens e mulheres," ambos filhos obedientes do patriarcado, este que têm absoluta misoginia à Deusa-Mãe e as mulheres que a guardam em sua essência.

Mulher de véu e burca agrada os misóginos, pois, estas não são donas do seu corpo, mas, são objetos daqueles que criaram estas vestimentas hediondas para elas. Mulher que fica nua para simplesmente passar a sua mensagem é perigosa para esta sociedade de zumbis monoteístas que caminham lentamente e a passos largos em direção ao abismo da sua própria autodestruição.

Quanto a uma performance expondo a nudez ser considerada arte ou não, apenas assistindo a performance em si e analisá-la para ver se aquilo é arte ou uma bela de uma "presepada" mal disfarçada em um exercício artístico. Houve uma performance em que um "sujeito" retirou um "terço católico" de dentro do seu próprio anus, pergunto: - Isto é arte?- respondo: - Lógico que não, mas, a apresentação de um cão mutilado querendo se passar por artista. A arte nos manifesta sempre "o belo" mesmo quando nos fala de coisas tristes.

"Guernica" de Pablo Picasso, uma pintura de 1937, nos mostra algo triste como a guerra, no entanto, tal quadro consegue fazer isto com extrema beleza. Nem tudo que um "suposto" artista diz que é arte, é realmente arte!

Fabrício disse...

Fabio, seu merda!
Vem cá soltar o elástico do teu esfincter, seu verme!

Quero ver tu falar grosso depois que engolir a merda que tu fala junto com a mamadeira que vou te dar, seu chorão covarde!

Mila disse...

O que incomoda é a nudez daquelas que eles não querem ver, a nudez de quem não está no padrão de beleza, a nudez masculina, a nudez de quem tem celulite, estria, buchinho e pelo. Quem parecer uma boneca tá liberada pra ficar nua que a família tradicional brasileira adora ver umas gostosas.

Cesc Biavati disse...

Não, a família tradicional não adora. Nenhuma família brasileira tradicional cristã, ou seja NENHUMA PAI, MÃE E FILHOS CRISTÃOS sentam para assistir boneca pelada na TV. Se essas mulheres assinam contratos milionários para expor a imagem delas em outdoors, o problema é delas. Mas uma coisa há de concordar: O apelo sexual está tão grande que até marmanjos estão posando igual as mulheres. Basta ver propagandas de desodorante, neymares da vida e coisas do tipo.

Anônimo disse...

Acho que não entendi o que é "lacrador" porque a pessoa estava de fato em um lugar público. Uma coisa é você pagar pra ver isso, sabendo que vai ver isso, tipo aquele espetáculo do cu (googlem) e outra é você estar ali do nada e presenciar uma cena que não necessariamente acha adequado ver.

E a pessoa não estava amamentando, não estava em um ambiente de carnaval, não estava no quintal de casa, sei lá que argumentos vocês resolveram usar.

Esse discurso do lacre faz uma força pra ignorar a razão que chega a dar pena.

26 de julho de 2016 20:30


================================

fecho 100% com o seu comentario
em outra postagem lembraram do krinha que tirou o pau pra fora numa marcha das vadias e tava fazendo performance mas essa ~arte~ ninguem ~respeita~

tipica relativizaçao da conveniencia

nao achei legal essa mina ai no MAM, nao achei legal o cara de sao paulo que subiu num orelhao e ficou fazendo pintocoptero, do cara que deixou o cachorro pra morrer, nao acho que a arte esteja isenta de qualquer julgamento, a gente nao pode e nao deve dar esse tipo de carta branca porque senao vira como viram as ofensas raciais, gordofobicas, homofobicas: eh tudo brincadeira gente, eh arte, estao me censurando

tem lugar pra fazer essas coisas e se ela cobrasse, provavelmente apareceria gente pra pagar
facil querer respeito sem respeitar ninguem

esse discurso de ah se fosse uma mulher assim e assado, ah se estivesse amamentando, ah se nao sei o que, isso so serve pra fugir do assunto, eh tipo querer falar de aborto e fulano querer discutir onde comeca a vida, foge da objetividade

objetivamente uma pessoa tirou a roupa no meio de um lugar publico pra ser depilada

posso nao me incomodar com a nudez mas eh 100% certo que nao vou presumir que todo mundo pensa como eu e ir ao supermercado pelada

respeito eh pra quem tem

titia disse...

Eu sou a Lola? HUHUHUAHAUAHUA amigolino, se eu fosse a Lola já teria mandado prints do que vocês falam pras suas mães, irmãs e mulheres. Já teria exposto vocês na internet mil vezes. A Lola é muito boa com vocês, eu não teria a menor piedade. Se eu fosse a Lola você não estaria tendo diarreia pelos dedos no blog, estaria chorando diante de um juiz.

"titia: eu sei que você é só uma covarde escondida atrás de um IP. No dia em que eu te encontrar quero ter o prazer de dar um tapa bem dado na sua cara e você não vai fazer nada sua sapata burra e sem educação."

Poupe-me das suas fantasias sexuais de spanking com feministas lésbicas, oh Bravo Cagão Anônimo da Internet Que Não Assina Nem Com Um Pseudônimo. Até porque se nem mulheres machistas hétero transam com você, imagine se feministas lésbicas sequer deixariam você observá-las se beijar.

Ameaçando uma comentarista pela internet como anônimo... em casa é o carneirinho da mamãe, leva fora da irmã, faz todas as vontades da garota que quer namorar, serve de capacho pra chefe... enfim, o típico machão de computador. Lola, te admiro ainda mais por aturar esses merdinhas poluindo seu blog todo dia.

Cão do Mato disse...

Fino...

Jonathan Oliveira Santos disse...

eu posso compartilhar os post desse site em um fórum?

Jonathan Oliveira Santos disse...

e de anime e mangá, mas tbm tem outras coisas no fórum. meu nome é jonathan. tenho 24 anos.

Anônimo disse...

Apoiado. Esses merdas não são nada longe da telinha do conputador ou do celular

Anônimo disse...

Sim cesc, aqueles caras que defendem os valores e morais da família tradicional cristã são sim os que não se importam em ver uma gostosa pelada. A mulher desse perfil também podem ate falar algo mas nao se incomodam tanto com uma panicat posando totalmente nua como se incomodariam se uma mulher estivesse se manifestando com os peitos de fora.
Entao sim, eu SEI e garanto que a família tradicional cristã adora, mesmo que de forma contida.
Convivo com alguns, uns ate fervorosos, então sei bem do que estou falando.

Anônimo disse...

Não, colega, se for pra discutir o assunto então vamos discutir como um todo. Vc sim estao fugindo do assunto pois podem ate rebater a mulher fazendo performance na rua pelada mas não tem absolutamente nenhum argumento pra por que a mulher amamentando é visto com horror. Isso so mostra o quanto o argumento de vocês é limitado e não responde o questionamento geral.
Primeiro cresçam, aprendam e depois venham discutir com gente grande.
E respeito não é pra quem tem não, ele ja nos é garantido por direito e você tem a obrigação de respeitar. A lei ta aí pra garantir. Não muito às mulheres enquanto mulheres, mas sim aos seres humanos de forma geral.

Anônimo disse...

titia: pra qualquer coisa que lhe contrarie você responde com xingamentos e ofensas chulas do mais baixo calão e eu estou falando por experiência própria que sem motivo algum, pois nem lhe dirigia a palavra fui xingado gratuitamente por você a pouco tempo. Agora você está reclamando do "anônimo" que lhe ameaçou. Com que moral? Eu não entendo como a Lola que é tão educada permite que você comente neste ótimo blog. Talvez por isso estejam pensando que você é um alter ego dela.

Anônimo disse...

O comentário da Titia foi lacrador e me fez lembrar outra questão semelhante, a representação das mulheres nos jogos eletrônicos.

É que eu sempre achei incoerente (para dizer o mínimo) como as personagens são vestidas com o seu papel, classe ou o próprio ambiente. Como aquelas paladinas que usam uma espécie de biquíni de ferro para se proteger, sendo que paladinos se cobrem de aço da cabeça aos pés.

Ou em I Am Setsuna (que lançou nessa semana) onde todas as meninas tem pele à mostra (coxas, decotes generosos, etc), sendo que toda a estória se passa em um continente coberto por GELO. Enquanto as meninas são vestidas como se estivessem no deserto, os caras estão muito bem agasalhados. Isso só para falar de um jogo recente.

E para mim, essa incoerência segue a mesma lógica das propagandas dos estupradores invisíveis, dos anúncios de roupas que parecem cenas de filmes pornográficos, etc, etc, etc.

Anônimo disse...

Ofensa e ameaça sao coisas ruins, mas em escalas diferentes. Qualquer um com cérebro percebe isso.

Anônimo disse...

Não sei se é ter a mente muito fechada ou falta de interpretação de texto não entender o que titia quis dizer neste comentário.
A coisa é simples. No post sobre a performance da atriz, muita gente revoltada baseou sua indignação por causa das "crianças". Não foi pelas pessoas que se indagaram se a finalidade política e artística foi atingida, foi puramente baseada em valores morais, como no caso do coleguinha Cesc Biavati, o nosso novo troll cristão. A titia apenas argumentou que quem se indigna com essa nudez não se indigna com nudez com conotação comercial e erótica, direcionada ao prazer do homem.
Novamente, vou usar o exemplo do troll cristão para corroborar o que a titia falou. Depois de enrolar e enrolar, ele mesmo confessou que o negócio era ver essas "barangas" nuas. O personagem troll cristão tem até, aparentemente, um pouco de diferença em relação ao troll mascu comum. É articulado, baseado no velho arquétipo do homem temente a Deus, cita passagens bíblicas, acredita em Adão e Eva, mas ainda assim extremamente caricatural.
Entretanto, não deixa de ser um mosaico do macho brasileiro comum que ora aos domingos e gosta de ter sua bela e recatada no lar mas também gosta das "da vida" sem admitir isso jamais.

donadio disse...

"mão precisa pedir pra tia Lola localizar meu IP, eu te envio"

Envia, ué. Tá esperando o quê?

donadio disse...

"Será que o Senado cassará ele?"

Com a moça afirmando publicamente que mentiu?

Jéssica Sousa disse...

Muito bom, vou copiar e lançar por aí. Onde tem mais desses?

Anônimo disse...

Duchamp pregou uma grande peça na sociedade sobre o que é arte em seu tempo. Sua arte foi ridicularizada naquela época.
E olha a nova aquisição da Pinacoteca de São Paulo :o
As maiores obras de arte que conhecemos não saíram da Academia e foram criticadas, renegadas... O que me incomoda vejo como desafio para ampliar meu entendimento sobre arte, não compreendo tudo, me choco com algumas obras...é uma busca constante.