quinta-feira, 28 de julho de 2016

"COMO FAÇO PRA SER DE ESQUERDA?"

A G. me enviou esta dúvida:

Muito obrigada, você me esclareceu muitas coisas nessa vida, me tornei uma pessoa melhor lendo o seu blog. Eu não queria lhe incomodar, mas não consegui encontrar nenhuma outra fonte de ajuda para meu problema, que existe desde 2013. Então te envio esse e-mail, e peço que você gaste um pouco de tempo lendo a idiotice que eu escrevi. Porque o meu problema é realmente idiota, já tentei escrever antes, mas não tive coragem de enviar.
É o seguinte, eu tenho 14 anos, e cresci vendo as injustiças do mundo e procurando por uma solução, até que com 10 pra 11 anos eu descobri o socialismo. O feminismo eu já conhecia, mas não me considerava feminista, era apenas um movimento legal, com pessoas admiráveis. A partir daí (claro que não foi de um dia pro outro, levou alguns meses), eu passei a me considerar de esquerda. Não contei pra ninguém diretamente, mas sempre fui muito incentivada a dar minha opinião tanto na escola como em casa, e sempre disse o que pensava a respeito de vários assuntos. 
O problema é que eu aprendia cada vez mais, e vendo que eu tinha falado algo errado no passado, fui começando a me sentir insegura pra falar sobre política. Como se não bastasse, minha mãe dizia "isso não é assunto de criança", meu pai dava risadinhas e achava que alguém tinha mandado eu falar isso para agradá-lo (ele é de esquerda). Minha irmã (ela tem 30 anos) fala sobre essas coisas como se eu fosse abestalhada, e uma mulher do salão de beleza, uma mulher que eu nunca vi na minha vida, começou a rir da minha cara porque eu tinha 12 anos e estava lendo Noites Brancas
Que engraçado, não é? Uma criança, que sabe ler, lendo um livro como Noites Brancas. É um livro completamente normal, não é difícil, não é longo, não é teórico, qual o problema? É por essas e outras que eu odeio adultos. Tratam crianças como bobocas, e adolescentes como pessoas irritantes, que fazem muitas besteiras e só se importam com assuntos "fúteis". Tive que ouvir meu irmão dizer que Luciana Genro é candidata de adolescente (eu não posso votar, mas torci e  fiz campanha pra ela). Em quem ele votou? Eduardo Jorge, claro, esse sim é candidato de adulto.
Não fique chocada, Lola, eu disse que odeio adultos, mas eu sei, não são todos, claro, tem ótimos adultos (como você), mas isso é igual aos homens cis falando "não são todos os homens". O engraçado é que quem diz isso são os mais machistas. 
O meu professor e minha professora de História do ano passado são ótimos adultos, sabem nos tratar como gente. O triste é pensar que eu serei um de vocês, e me policio para não esquecer que eu não nasci grande. Parece que os adultos esquecem como é ser criança ou adolescente. Eu lembro, lembro de tudo desde os meus 3 anos. E não esquecerei, para saber como tratar pessoas jovens. 
Isso tudo sobre adultos foi só pra você ter uma ideia da origem do meu problema. Como estava dizendo, eu fui ficando insegura. Teve um tempo em que eu me sentia indigna de ser feminista, até que dei um basta nesse absurdo, me empoderei, afinal eu sou mulher, e o feminismo é para mulheres, não existe isso de uma mulher ser indigna do feminismo. Me assumi feminista para um grupo de amigas em um jogo de verdade ou consequência numa festa de São João. Depois de aproximadamente um mês, eu contei para a minha mãe, na noite do meu aniversário de 14 anos. Nesse dia eu prometi a mim mesma que eu seria um ser político publicamente até meu próximo aniversário. 
Meu aniversário é este mês, eu não sei o que fazer. Lola, o meu problema é que tenho vergonha de me dizer socialista, e a verdade é que nem sei por quê. Eu sou bissexual e não é segredo, eu não me assumi, porque isso nunca foi uma grande coisa para mim, afinal eu não escolhi, minha mãe sabe, minhas amigas sabem e quem perguntar saberá. Mas ser de esquerda foi uma escolha. E eu tenho medo de ser julgada, medo de não ser levada a sério.
Mas eu peço livros esquerdosos para minha mãe, um dia ela disse que tinha medo que eu virasse guerrilheira, eu morri de rir. Nas últimas eleições eu estava andando na rua e um candidato a deputado federal pelo PSOL estava distribuindo panfletos. Eu e meu pai fomos falar com ele, conversamos por uns oito minutos e ele disse que eu ia me tornar esquerdista e indiretamente me chamou de militante, foi o dia mais feliz da vida. 
Luciana Genro em 1994, aos 23 anos,
no seu primeiro mandato como
deputada
Ele mesmo disse que começou a militar com 15 anos, eu queria saber como essa gente faz, Luciana Genro diz que começou com 14. Depois, como quem não quer nada, perguntei ao meu pai o que ele achou do tal ter dito que eu serei esquerdista. Ao que ele disse que gostou, mas ainda não tem como saber, porque eu ainda tenho muito tempo pra decidir. Eu tenho medo de virar reaça, sei lá, dizem que todo mundo é de esquerda quando é jovem, com o tempo vai esquecendo. Alguns são bichonosos (como eu digo esquerdista na minha linguagem de códigos pra falar de política com as amigas) até  o fim da vida. Espero que eu seja e um dia o mundo saiba. 
Então, Lola, muito obrigada por dedicar o seu tempo lendo isso, eu só quero um conselho, como eu faço para ser publicamente de esquerda?
Bem assim...
Minha resposta: Pessoas queridas, a G. me fez esta pergunta faz um tempão. Eu deixei agendado aqui mas nunca respondi a essa fofa. (Adorei o relato dela, é tão jovem, tão espontâneo, tão entusiasmado). E agora estou de férias. E aí, vocês podem responder pra ela? P.S.: Trolls, morram. 

96 comentários:

Anônimo disse...

Não entendi o motivo pelo qual ela quer se assumir oficialmente como esquerda. Na minha concepção ninguém fala: sou esquerda, ou sou direita. Você demonstra através dos seus posicionamentos no cotidiano, nas causas que se envolve. E também não vejo motivo das pessoas terem que saber que você é de esquerda...

Anônimo disse...

1) Você quer ser Socialista? Seja!
Agora, o que não suporto, é hipocrisia.
Não venha com essa de "primeiro quero que a sociedade mude, pra DEPOIS eu mudar"

Detesto isso! haha

2) "até que com 10 pra 11 anos eu descobri o socialismo"
Legal. Você ainda tem muito tempo pra ver OUTRAS coisas.
Não fique com vendas nos olhos.

3) "É por essas e outras que eu odeio adultos. Tratam crianças como bobocas, e adolescentes como pessoas irritantes"

Mas isso é pura verdade, hahaha.

Brincadeiras à parte, vc acha mesmo que vai ser a MESMA pessoa por anos? Com os mesmos pensamentos?

4) "não são todos os homens"
Essas palavras TODO, TODA... muito cuidado ao usá-las.

São discursos manipuladores e meramente ideológicos, esses de culpar TODO mundo.
Manipuladores/ditadores ADORAM isso.


5) Os adultos de hoje estão DESEMPREGADOS, sendo ESTUPRADOS por impostos pelo governo, energia cara, tá uma m*rda!


6) Vi as fotos das incoerências da Direita do Século XXI, Mad Marx, Che Guevara...

Esquerda também é LOTADA de incoerências, contradições, viu?
Aliás, é especialista nisso.

Só observo.


B. disse...

Querida, sei que essa é uma idade em que a gente precisa de noções do tipo "certo x errado", entendo isso porque me lembro um pouco de mim mesma, mas principalmente porque vejo essa característica na minha filha. Acho que faz parte, e é saudável. O tempo muda muitas coisas, sim, mas só gente sem caráter vira fascista depois de ter sido de esquerda na juventude.
Eu acho que não é preciso ler teoria para ser de esquerda, assim como não é necessário para ser feminista. Ajuda, mas o principal é a vontade de justiça e igualdade.
Você quer ser de esquerda atualmente, pense se você acredita na igualdade entre as pessoas. Se você não quer mais uma sociedade de privilegiados e desamparados. Se você acredita que o estado deve regular a sociedade, se todos merecem o mesmo hospital, a mesma escola, as mesmas oportunidades. Se você NÃO acredita em meritocracia. Se você acredita em políticas afirmativas do tipo cotas nas universidades e concursos públicos. Leia um pouco, informe-se.
A sua necessidade de tornar a sua posição "pública", significa que você quer contar para os seus amigos e familiares que você é de esquerda? Faça isso, acho que não dói. Ninguém nasce pronto, a gente vai, ao longo da vida, tomando posições, mudando aqui e ali, se tornando mais radical ou menos, isso depende da trajetória de cada um e é perfeitamente normal. Você não vai nunca ter uma posição "pronta" e "acabada". Isso não existe. A gente é feito de nossas experiências, e você tem muito caminho pela frente.
Boa sorte, um beijo pra vc!

Cesc Biavati disse...

Os primeiros esquerdistas da história foram os liberais comerciantes burgueses franceses da seita jacobina ateísta e antirreligiosa. Sentavam-se a esquerda nas Assembleias Francesas e desejavam substituir o Cristianismo por uma nova moral progressista, libertária e racionalista. Estado Laico é, nada mais e nada menos, que uma distorção dos jacobinos para acabar com o Cristianismo e criar uma nova ideia de Estado com esperança na "política", pautada no "Culto a Razão" ( https://pt.wikipedia.org/wiki/Culto_da_Raz%C3%A3o) . O vácuo deixado por Deus, seria, portanto, preenchido pela a política (liberalismo político) e ideias racionalistas, ateias e cientificistas. Desta forma, o liberalismo (até então a esquerda revolucionária da época) passou a dar espaço para uma nova era das ideologias. Liberalismo abriu o caminho para o socialismo/comunismo e, posteriormente, o fascismo e nazismo. Toda essas ideologias vieram em oposição ao liberalismo que foi o primeiro a esfaquear a tradição católica clerical monárquica. Como sou da direita (a primeira direita) clássica e tradicional católica, abomino essa direita liberal judaico-maçônica americana (basta olhar influência deles no próprio dólar e os mandantes do FEDERAL BANK RESERVE) que financiaram os próprios comunistas e socialistas na Revolução Russa de 1916 através de capitalistas judeus como Jacob Schiff, Felix Warburg, Max Breitung, Otto H. Kahn, Mortimer Schiff, Jerome H. Hanauer, e pelo Banco Kuhn Loeb & Co.

Direita e Esquerda ganhou mais força na perspectiva do Estado Moderno pós-Revolução Francesa, pois a POLÍTICA do Estado (leia-se ideologias) passou a ser a esperança. Além disso, esses conceitos mudam conforme a nação e época de um povo. Por ex: Um marxista russo leninista da Revolução Russa era bem, mais bem diferente de um socialista libertário drogadinho, feminista e "tutti frutti" do PSOL dos dias de hoje. Ademais, a pessoa se diz de esquerda ou de direita segundo o lhe dizem para ser ou o que a própria mídia elege como tal.

Anônimo disse...

Evito falar com adolescentes, mas não posso deixar de me dirigir a alguem que com 14 anos lê Dostoyevsky:

Para ser de esquerda eu sugiro que leia, leia muito, comece com O Capital, depois pegue obras menores, veja vídeos, aprenda as bases teóricas do socialismo, leia sobre as experiências comunistas do século XX, e não se feche ao que o "outro lado diz".

Aprenda uma língua, estude, estude e estude. Pq direita e esquerda no Brasil são muito iletradas, não conhecem os textos básicos das teses que defendem, quem sabe vc que é de uma nova geração não muda esse quadro

Outra coisa, qual a necessidade de se assumir de esquerda? Isso só te limita, e se tiveres uma boa idéia que, por exemplo diminua a desigualdade, mas que se choca com as teses da esquerda? Ou se alguma politica pública for melhor para toda a sociedade que as previstas pela esquerda? Vai defender o que? Veja o caso de Dilma, a própria esquerda se esfarelando para manter uma mulher que virou as costas pra nós assim que pode, porque? Ela foi militante, a direita estúpida n
ão gosta dela, mas na verdade ela não merece nossa defesa, enfim, entenda as idéias do socialismo mas não se prenda a elas.

Rafael Cherem

Mikaela T. disse...

Wikipedia... WIKIPEDIA!!!

Anônimo disse...

Oi, G! Eu completo 22 anos semana que vem, então acho que já adentrei no mundo dos adultos, mas me identifiquei demais com você! Em partes, porque sou uma pessoa meio infantil mesmo (como minha mãe adora pontuar), mas principalmente porque eu sempre tive minhas opiniões (me identifico como feminista, ateísta e socialista/de esquerda desde a mesma idade que vc tinha na época do seu texto) e as pessoas sempre, sempre insistiam em me deslegitimar, e falar que eu era muito jovem, e, principalmente, ficar cobrando minha carteirinha. Esses dias mesmo meu pai veio e me perguntou,se eu me importo tanto com os direitos das mulheres, porque eu não faço ~alguma coisa?~ (como se ouvir, me importar e empoderar minhas amigas e minhas irmãs e minha mãe não fosse nada). E eu acabei internalizando essa cobrança. Eu me identifico como de esquerda e feminista para mim, mas sempre tenho esse problema de achar que eu tenho que ter a tal da carteirinha para poder me legitimar para os outros. A minha dica para você é: não espere a carteirinha, porque ela não existe. Se você se identifica com a esquerda, é porque seus valores são parecidos com os que ela prega. Então estude sobre isso, e discuta com outras pessoas e não fique com medo de mudar, porque isso é normal. Faça o que estiver ao seu alcance (ajude uma ong, participe de assembleias, se filie a um partido), mas não se cobre por conta dos outros, e viva de acordo com quem você é e com o que você acredita. e não se deixe enganar, daqui a pouco você já vai estar aqui no mundo +18, e você vai descobrir que tem muita gente legal e que valoriza gente (de qualquer tamanho). Um abraço!!!

Clara

Cesc Biavati disse...

A citação da WIKIPEDIA, geralmente por esquerdistas e progressistas, foi justamente para não reclamarem de fontes "conservadores". Eu poderia citar outras fontes, mas vocês iriam dizer que é de direita e conservadora. A primeira esquerda foi a liberal iluminista que endeusava a Razão e a Ciência acima de tudo. Qualquer mula que leia o mínimo de história sabe disso.

Cassianne disse...

Já está dando aula de como ser uma pessoa que pensa criticamente, ou de esquerda.
Já está sendo...
Não precisa de rótulo! Já é!
Seja!
E obrigada por ser.

Anônimo disse...

Credo, quem é que quer ser de uma ideologia que nunca deu certo, que faz os pobres mais pobres, divide todo mundo, cheia de hipocrisia e cinismo. Sai para lá!

donadio disse...

Primeiro de tudo, o que é "ser de esquerda" para você?

Thaís disse...

Oi, querida

Primeiro, parabéns pelo seu posicionamento! Você vai longe.

Eu gostaria de pontuar algumas coisas, conselhos, para dizer assim.

- Não sei se há a necessidade de "sair do armário", se declarar publicamente esquerdista. Isso é uma coisa que vem e aparece naturalmente, nas suas ações, nas suas conversas, nos seus relacionamentos. E, pelo o que você falou, seus amigos e parentes já conhecem muitos dos seus posicionamentos e dificilmente ficarão chocados com tal "revelação".

- Não se leve tão a sério. Você é nova, e, ao longo dos anos, a gente muda muito de opinião. Não digo que você vai virar reaça (espero que não, rs), mas muitos posicionamentos que você tem hoje com certeza vão mudar. E não tem problema! A adolescência é isso mesmo: passar de ser criança para ser adulto. Conforme você cresce, vai ter mais experiências de vida, conhecer gente diferente, sofrer, sorrir, e tudo isso agrega conhecimento na sua vida. E isso é ótimo! Pensa em você um, dois, cinco anos atrás: você ainda tiver as exatas mesmas opiniões sobre tudo? Acho que não, né? Então, relaxa.

- Leia muito. Parece que você não precisa desse conselho, já que já faz isso, mas é importante. Se você quer reforçar e aprender mais sobre esse caminho político, leia muito mesmo e aplique esse conhecimento na sua vida. Por exemplo: se você tiver um trabalho na escola, use o que já sabe para incrementar o texto, não se atenha apenas ao livro da escola.

- Procure atividades em que você possa se manifestar politicamente. Sua escola tem grêmio, coletivo feminista ou grupos de estudos? Se sim, participe! E se não, crie um! Conheça mais a política da sua cidade, acompanhe os partidos de esquerda e envolva-se nas atividades, seja ativa. Isso vai te colocar no caminho certo se algum dia você quiser entrar na política eleitoral.

Beijos e espero ter ajudado :)

Anônimo disse...

"Aprenda uma língua, estude, estude e estude. Pq direita e esquerda no Brasil são muito iletradas, não conhecem os textos básicos das teses que defendem, quem sabe vc que é de uma nova geração não muda esse quadro."

Conselho mais importante até agora. Por mais que simpatizar com os ideias de esquerda dispense um conhecimento aprofundado, adquirir uma "bagagem" intelectual sólida na área desejada é fundamental para não se tornar um fantoche de figuras de autoridade ou um mero papagaio de ideias lidas no facebook.

Mikaela T. disse...

Wikipedia não é fonte conservadora ou liberal, é fonte não confiável mesmo. Mas se tu acha que é uma fonte tããão boa assim e como tu é tããão estudado, vai fundo e usa nas referencias do teu TCC.

Anônimo disse...

o problema não e você ser de esquerda, mas sim querer que toda a sociedade engula como forma de vida a sua utopia, queira a sociedade ou não.

Cesc Biavati disse...

A própria Wikipédia possui uma lista de fontes no rodapé na página. Mas tudo bem. Eu só a citei para esclarecer o que era o "CULTO DA RAZÃO" dos primeiros liberais iluministas de esquerda anti-monarquia católica na Revolução Francesa.

https://www.google.com.br/?gws_rd=ssl#q=culto+a+raz%C3%A3o+

JOGUE NO GOOGLE E BUSQUE A FONTE QUE QUISER SOBRE O ASSUTNO.

Anônimo disse...

O socialismo funciona sim....em uma colonia de formigas, não com seres humanos livres em suas individualidades.

Anônimo disse...

Suas duvidas são muito comuns nesta idade, para você abrir sua mente e conhecer melhor o que e a esquerda e sua luta leia sobre grandes lideres de esquerda como Pol Poit, Stalin, Fidel Castro, Idi Amin Dada. Mao Tsé Tung etc.

Mila disse...

Comungo com algumas ideias de esquerda e tenho meu lado reaça também. Não vá pensando que a esquerda é o paraíso de gente desconstruída e dizendo gratidão. Tem muito racista de esquerda, tem muito esquerdomacho misógino e lgbtfóbico, tem muita gente arrogante que acha que as pautas da esquerda sempre devem se sobressair em todo movimento social.
Vejo isso aqui no feminismo (outro lugar que não é nenhum mar de rosas, mas aqui a gente ainda se entende) o quão é crescente a demanda de apoio que a esquerda quer de nós e o quão de apoio a gente recebe da esquerda: ouvir que a gente quer colocar homem contra mulher e que defender emancipação econômica feminina é ser escrava do capitalismo.
Apesar de tudo, ainda é na esquerda que a gente ainda pode tentar alguma coisa. O outro lado (a direita) na melhor das hipóteses só liga para o feminismo quando uma mulher da direita é a vítima. No mais, somos sempre as feminazi esquerdopatas. Sinto falta é de uma terceira, quarta, quinta vias.

Anônimo disse...

A G. certamente vai achar que eu sou só mais uma adulta chata, mas preciso dizer que eu achei tudo muito legal, mas principalmente, MUITO FOFO. Sério, devo estar ficando velha pq achei uma gracinha, e teria muito orgulho de ter uma filha assim.
Nosso problema com adolescentes é que eles não enxergam (como eu não enxergava tbm) que ainda estão em desenvolvimento, e acabam se deixando levar pelo imediatismo. Se me permite um conselho, tenha sempre os dois pés atrás com extremismos, inclusive nas ideologias que vc se identifica. No mais, se inspire no que a Clara disse, que vai dar tudo certo.

Dan

B. disse...

Eu, na faculdade, era bem de esquerda e entendo (e respeito) a guest poster querer ser de esquerda. É natural, em minha opinião, alguém inclinado ao feminismo também se inclinar á esquerda. Por outro lado, de novo a meu ver, e um "conselho" para a autora, é não achar que é a esquerda que vai trazer o tão sonhado "fim do machismo". Não acho que um sistema específico fará isso (nem socialismo, nem capitalismo), e sim acho que temos que lutar pelo fim do machismo, racismo, homofobia, etc INDEPENDENTE do sistema econômico vigente.

Anônimo disse...

(Viviane)
Acho que não tenho muito como contribuir com a G. sobre as ideologias de esquerda, mas gostaria de falar sobre como os adolescentes são subestimados no nosso meio. Gente, eu já tive conversas muito interessantes com gente muito mais nova, inclusive com minha filha, e recomendo: costumamos nos surpreender e aprender também! Quando chegamos a uma certa idade e/ou escolaridade, achamos que quem está "abaixo" disso não tem nada a nos acrescentar. Por isso, é bom descer do nosso pedestal e ouvir as pessoas. Para os jovens, especificamente, isso contribui para formar neles a autoconfiança e desenvolvimento de potenciais.
Em tempo: sei que foge um pouco do tema, mas a Lola, há algum tempo, alertou para o fato de que crianças e adolescentes que não recebem atenção da família podem ser alvo de abusadores que lhes "dão atenção".

Anônimo disse...

http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2016/07/pedi-deus-para-morrer-diz-jovem-torturada-pelo-ex-por-mais-de-um-ano.html


FEMINISMO PRA QUE NÉ?
IMAGINA???... MIMIMI...

MIMIMI É O CARALHO!! ESTOU SANGRANDO, ESTOU AGONIADA. ISSO TEM QUE ACABAR PORRA..

FERNANDA B.

Anônimo disse...

O importante é ter bom senso.

Sinceramente, muito do que ouço e leio da esquerda ou é "mundo dos gnomos" ou "direita virada do avesso". Me alinho muito com os ideais da esquerda, mas tem que coisa que me dá vergonha alheia e tem coisa que não acho que funcione no mundo real.
Assim como na direita não há só demônios genocidas, na esquerda também não existe apenas super heróis cheios de graça e bondade.

Pessoalmente, na minha singela e não profundamente entendida opinião eu acredito que o equilíbrio das duas vertentes seria muita mais produtivo social- e economicamente...

E reitero o que a B. já disse - não pense que o machismo/racismo/homofobia/miséria (no mais amplo sentido da palavra miséria) vai acabar com socialismo/comunismo/qualquerismo... quem encoxa mulher no ônibus e espanca homossexual vai continuar a faze-lo, seja lá qual for a orientação política...


Jane Doe

Anônimo disse...

Eu era uma adolescente bem parecida com a autora do guest.
Também lia de tudo e muito, era uma verdadeira CDF, aluna preferida de todos os professores. Também me considerava "de esquerda". Não podia ser diferente, acho que a maioria dos adolescentes que se interessam por esses assuntos (muitos passam a vida toda alheios), se tornam esquerdistas. Eu era petista (ainda não tinha idade pra votar), e também me considerava socialista (meu livro de história da oitava série tinha uma tabela que diferenciava o capitalismo do socialismo. Segundo eles, o objetivo do capitalismo era o lucro dos empresários em detrimento da classe trabalhadora, enquanto o objetivo do socialismo era o bem estar de todos os seres humanos. Quem seria contra o socialismo lendo isso aos 13 anos? depois reclamam do escola sem partido, mas tudo tem limites né gente). Enfim, eu ia a passeatas pelo passe livre (nem andava de ônibus) e coisas do tipo. O feminismo não fazia parte da minha vida. Me lembro que adorei estudar o movimento feminista ao longo da história, mas ele como movimento social não fazia parte da minha vida, e também não fazia falta: ninguém que me dissesse que eu era menos capaz que um garoto iria me convencer. E isso me bastava. O ateísmo, por sua vez, nunca me foi uma questão. Sequer discuto com quem condiciona a moral a um fé, pq né? tempo é algo precioso demais.

Depois eu cresci. E ao longo do tempo fui acumulando mais e mais informações e fazendo mais e mais reflexões. Me incomodava o fato de não conseguir enumerar nenhum lugar no mundo, ao longo da história, que tivesse implementado o socialismo sem comprometer a democracia e a liberdade de expressão (muitas vezes de modo brutal e cruel). Eu relutei um tempo com isso, argumentava para mim mesma que o fato de não ter existido não significava que não pudesse vir a existir. Mas convenhamos que isso é muito frágil, e a liberdade tem que ser preservada a todo custo.

Depois fui me dando conta que, ainda que um estado conseguisse implementar o socialismo e manter eleições periódicas (requisito mínimo porém não suficiente para classificar uma nação como democrática), ainda teria uma questão muito importante. Liberdade só é liberdade quando plena. Ok, eu poderia criticar o governo sem levar um tiro na cabeça, mas eu não poderia fabricar biscoitos em casa e ficar com o dinheiro do meu trabalho pra mim. Eu não poderia ter uma empresa, o meio de produção seria todo do estado. Isso é liberdade? E aos poucos, fui deixando o socialismo de lado, e notando que "bem estar" é algo muito, muito pessoal, e um sistema tão homogêneo não poderia contemplar "todos os seres humanos".

(CONTINUA) Alícia

Anônimo disse...

CONTINUAÇÃO)

Hoje, resumidamente, sou considerada aqui, por muitos, uma reaça (Seu maior medo! rs). Ainda bem que não ligo muito para rótulos e gostaria que você, autora do guest, também se desfizesse dessas amarras. Em resumo eu acho que devemos pagar menos impostos, que o Estado tem que tutelar e se meter o menos possível na vida das pessoas porque só assim a liberdade será plena, que os serviços devam ser prestados prioritariamente pela iniciativa privada, sem muitas regulações pois só assim o consumidor irá amadurecer e fazer valer a sua vontade. Acho que as boas ideias precisam de um bom campo para prosperarem, sem muita burocracia e dificuldades. Isso é ruim? Não responda, é uma pergunta para você pensar. Eu não quero te convencer de nada. Eu só quero que você veja que existem outras possibilidades e que não é porque a pessoa não é de esquerda que está mal intencionada e só pensa em si, entende?

Espero que você siga o conselho que alguém deu acima, e procure saber outras coisas, ler sobre outros pensadores, e chegar você mesma a conclusões que achar melhor. Sem pressa, você é jovem e tem uma vida pela frente. Recomendo que leia mises (procure mises.org e spotniks no google). E leia sem preconceitos. Leia sites de esquerda também. Leia tudo o que vier pela frente e vá adquirindo maturidade, bagagem. Não se afobe em se assumir isso ou aquilo, até porque, as vezes, você se assumir algo implica em assumir mil outras coisas que as pessoas associam a esse rótulo, coisas sobre as quais você ainda nem sabe, mas já está sendo julgada. Falo isso por experiencia própria. Se você sentir muita necessidade de se identificar, o faça aos poucos. Ouça muito, leia muito. O tempo está do seu lado. E você não precisa se posicionar sobre nada para ser levada a sério =).

Por fim, quanto a pergunta sobre como uns e outros começam a militar tão cedo. Bom, não force isso. Imagino eu que seja algo natural. Muita gente começa com uma chapa concorrendo ao grêmio estudantil na escola, acho um jeito saudável de começar a se envolver com isso, desde que não vire algo profissional e corrompido como invariavelmente vemos acontecer nas universidades a fora. Fazer trabalho voluntário e conhecer os problemas do local onde você mora também. Tomar conhecimento que o controle popular é um direito constitucionalmente previsto e temos vários meios de exercê-lo, vá a câmara de vereadores de sua cidade e assista algumas sessões públicas, estude um pouco de direito constitucional e constitucionalismo, acho que pela sua bagagem de leitura você está apta a se aventurar por esses temas pouco explorados por pessoas da sua idade.
Enfim, é isso. O mais importante você tem: interesse e boa vontade. Fique bem e fique calma! rs

Alícia

Maria disse...

Quantos livros você leu sobre política ou economia?
Quantos livros você leu sobre comunismo, socialismo, capitalismo, liberalismo ou conservadorismo?
Quanto você estudou sobre o assunto?

A não ser que você seja super inteligente e autodidata, acho que você não tem conhecimentos suficientes para se posicionar politicamente.

E, na verdade, esse é o grande problema de nosso país. Um pais com uma população de analfabetos funcionais querendo ter opiniões sobre política e economia e afins.

Conselho: começa a estudar sobre o assunto. Todo mundo aos 14 anos é revoltado com o mundo, mas isso não basta para você ter uma posição política de maneira racional. Leia os clássicos de ambos os lados. Assim você terá conhecimento para tomar uma posição e lutar por isso.

Anônimo disse...

Ser de esquerda ta cada vez mais fácil porque é só conhecer uma pessoa de direita e as merdas que essa pessoa diz fala faz de você uma esquerdista facilmente.

Anônimo disse...

Minha querida, acho que o conselho mais pertinente é: estude. Estude a esquerda e principalmente a direita, pois é importante saber o que se está criticando.
A consequência da falta de estudo você pode ver aqui no post: note quanta desinformação vinda do pessoal de direita. Será que eles estudaram a direita e a esquerda para criticar ou só o fazem segundo ideias do senso comum? Fica a pergunta.

donadio disse...

"A própria Wikipédia possui uma lista de fontes no rodapé na página."

E eu já vi casos em que você vai conferir a fonte, e ela não diz o que o texto da wikipedia afirma. O que não é de espantar. Todo mundo pode editar; você vai e coloca uma frase, digamos, "gatos são mamíferos que pertencem à família dos felinos" e põe uma referência para a fonte. Aí outro "editor" vai lá e põe um "não" no meio da sua frase, mas não se dá ao trabalho de mudar a referência. Aí uma terceira pessoa vai lá, lê a wikipedia, e fica "sabendo" que a Enciclopédia Britânica diz que gatos não são felinos...

Raquel disse...

Parte 1:
Querida G.
Há vários modos de definir o que significa ser de esquerda, mas o que une todos, a meu ver, é o repúdio à desigualdade social, o repúdio à todas formas de opressão e violência arbitrária, em especial, opressão às minorias e grupos socialmente desfavorecidos. Há várias correntes de esquerda e o que difere uma da outra é a estratégia de ação. Ou seja, o modo a como se reponde a questão 'o que devemos fazer diante da pobreza, desigualdade social e opressão?'. Não tenha pressa para se 'filiar' a uma ou outra corrente. Irá conhecer a fundamentação teórica e as práticas de cada uma delas aos poucos.
Minha sugestão: não deixe de olhar e buscar entender a nossa realidade brasileira e latino-americana. Não sugiro que despreze europa e EUA, mas apenas que nao se deixe contaminar pelo complexo de vira-lata que está sempre pronto para desprezar a nossa realidade brasileira e as nossas potencialidades.(Nesse sentido, minha dica de leitura é o livro "A tolice da inteligência brasileira", do sociólogo e professor da UFMG Jessé Souza. Nesse livro Jessé faz uma crítica aos intelectuais brasileiros, sobretudo sociólogos, por sempre verem o Brasil como um lugar em que as coisas não tem potencialidade para dar certo nunca. Há entrevistas ótimas dele no YouTube).

O problema da desigualdade social é, ao meu ver, um dos mais graves que a esquerda (sobretudo no Brasil, esse país desigual) tem que enfrentar. As questões de identidade (questões e LGBT) e ecológicas são 'secundárias', mas não no sentido de que não são importantes, mas sim que tais questões se tornam muito mais graves quando há um fosso de desigualdade política e econômica na sociedade. É claro que todas essas são questões conexas, mas ao longo do tempo vc vai ver que ser gay ou ser mulher na classe média ou alta causa vem menos problemas do que ser gay, preto e mulher nas periferias. Dito isso, sugiro que centre seus estudos na pobreza e desigualdade social.
Sugiro que comece com literatura, leia Machado de Assis e Carolina Maria de Jesus. Leia "Memórias Póstumas de Brás Cubas" e veja como a elite colonial sempre foi mesquinha, tacanha, asquerosa. Preste atenção nos valores que foram passados a Brás Cubas. Preste atenção na hierarquia social.
Depois, leia "Quarto de Despejo: diário de uma favelada", da Carolina Maria de Jesus. Carolina era negra, catadora de papel, mãe solteira, favelada e escritora. Nesse livro, Quarto de Despejo, que foi sucesso mundial quando lançado nos anos 60, Carolina retrata o cotidiano de miséria e fome da favela. Até hoje me emociono quando leio esse livro (e ao ler esses relatos da fome, só fico com mais nojo de quem, com barriga cheia morando em casa de luxo, bate panela para tirar um governo que tirou milhões da miséria). Leia também "Diário de Bitita", em que a Carolina conta como foi sua infância.
São livros raros de encontrar pra comprar, mas estão disponíveis para baixar nesse site: http://gen.lib.rus.ec. (é um site russo maravilhoso com milhares de gigabytes em livros para baixar.)

Leia também 'Geminal', do Emile Zola. É um clássico.
Esses livros vão mostrar para você (sobretudo o Geminal e os da Carolina Maria) a pobreza, a miséria, as condições precárias de trabalho, a exploração e humilhação vistas do ponto de vista de quem as sofre. Não importa a profissão ou posição social que você irá ocupar, o que te fara de esquerda é perceber o outro.

Raquel disse...

Parte 2:
Do Jessé Souza, sugiro ainda a introdução e capítulos 1, 2 e 3 do livro "A Ralé Brasileira:quem é e como vive" (tem em PDF fácil de achar pelo Google). Na verdade, todos os artigos desse livro são excelentes!!!

O livro "O que devemos fazer", do Tolstoi também é ótimo (e, infelizmente, raro).
Nesse livro, Tolstoi se depara com a miséria, desigualdade, mortalidade por feio e fome pelas quais passavam a Rússia, vai entendo que os pobres são iguais a ele, e mostra como foi amadurecendo as respostas a questão 'o que devemos fazer' diante da fome, pobreza e miséria.
Não posso te emprestar meu exemplar, mas pode baixar o livro em português nesse site (http://pt.protopia.at/wiki/O_que_devemos_fazer%3F).

Querida G., mais uma dica: esses livros nos dão uma abertura de mundo, nos colocam cara a cara com a pobreza desumana que a sociedade e nossos hábitos impõem a outros humanos. Esses livros que indiquei não são receituários do que você deve fazer, não são manuais de comportamento ou de política. Servem como um modo de você começar a se ilustrar, a compreender quem são os oprimidos e quais as causas da opressão.
Faço essa ressalva pois sei que nesse período da adolescência queremos muito nos orientar no mundo, saber o que fazer, estamos sedentos por ação (aliás, é importante que cultive isso). Você está em fase de aprendizado, e aprender não é seguir à risca uma cartilha.
Um abraço carinhoso, e não deixe morrer nunca o sentimento de humanidade e generosidade.

OBS1: se não tiver tempo para ler tudo agora, priorize a Carolina Maria de Jesus. ;)
Até porque, a meu ver, os negros foram os fundadores de fato da democracia no país, pois foram os povos negros os primeiros a reivindicar e lutar por igualdade e liberdade no nosso país. Negros e índios.

OBS2: alguns sites de notícias que são de esquerda:
Viomundo
Revista Fórum
Brasil de Fato
Carta Capital
Opera Mundi
Carta Maior
Gosto muito das análises políticas do site Tijolaço e do Mauro Santayana. O site Tijolaço é escrito pelo jornalista Fernando Britto, que foi assessor do Brizola (ah, grande Brizola) por vinte anos.
Já o Mauro Santayana foi assessor do Tancredo Neves também por muitos anos.
Não sei se o Santayana se classificaria como um 'esquerdista', mas ele possui análises muito lúcidas sobre a política nacional e internacional, com grande conhecimento da realidade brasileira e sempre preservando os interesses nacionais. São sugestões, dê uma olhada, mas sinta-se livre para buscar outras.

Anônimo disse...

Querida G,

volto a esse post sem sequer saber se você leu meu comentário anterior para te dizer, frisar na verdade, e repetir quantas vezes for necessário que NÃO, não são só esquerdistas que estão preocupados com as mazelas sociais, com a justiça e a opressão (até irônico dizer que esquerdistas não toleram a opressão, se olharmos os regimes que eles defendem mundo a fora!).

O mundo, Querida G, definitivamente, não está dividido entre pessoas más de um lado e esquerdistas do outro. É de fundamental importância que você não tenha uma visão de mundo maniqueísta (e consequentemente simplória).

Eu quero te propor algumas reflexões, se me permite.

Será a desigualdade social essencialmente ruim?
A minha resposta quando eu tinha a sua idade era um sonoro SIM. Ora, claro que há.
Em suas leituras, porém, você há de descobrir que os regimes de esquerda colocaram todo o povo em patamar de igualdade. Sim, todos era miseravelmente iguais. Pouco dinheiro, pouca comida, pouca roupa, pouca perspectiva. Milhões morreram de fome na antiga URSS.

Querida G, suponhamos que, num determinado período de tempo, em um determinado país, a diferença entre os mais ricos e os mais pobres aumente. Ou seja, aumentou a desigualdade social, correto? Mas suponha que nesse mesmo período, nesse mesmo país, apesar das diferenças entre ricos e pobres ter aumentado, os mais ricos ficaram mais ricos e os mais pobres também ficaram mais ricos. Você entendeu? Os ricos melhoraram a situação deles ainda mais, mas não porque tiraram algo dos pobres, ou do contrário estes também não teriam melhorado (melhoraram menos que os ricos, mas MELHORARAM!). Isso aconteceu porque a RIQUEZA desse país, nesse período, aumentou. Ao contrário do que pensam os socialistas, o capital não é uma conta de soma zero. Se hoje você é economicamente inativa e amanhã você decidir vender bombons o mundo terá mais riqueza circulando, entende? Se amanhã você criar um app e as pessoas quiserem baixá-lo, mais riqueza circulando! (por favor, busque minhas sugestões de leitura anteriores! mas sim, reitero a raquel, leia Germinal).

Então, o que você prefere? todos iguais, mas numa situação ruim, ou uns melhores que outros, porém mesmo os mais pobres tendo acesso a uma vida digna (que inclui um emprego ou uma fonte de renda autonoma capaz de manter uma moradia digna, saúde, alimentação e etc)?
Reflita, minha cara G! e nunca se contente com o senso comum e com discursos bonitos e idealizados!

Forte abraço,

Alícia

Anônimo disse...

hahahahahaha...

Alícia recomendando cuidado com maniqueísmo sendo maniqueísta.

Melhor ver isso que ser cego.

Anônimo disse...

Nossa, esse post me surpreendeu pra caramba !

Ter essa cabeça... Essa guria vai longe !

E os comentários foram todos bem elaborados, sem ataques diretos, todos se solidarizaram a pergunta da menina... Tentaram ajudar ela. Isso me dá fé no ser humano ! (Certo, pelo que eu li, não identifiquei algo ofensivo ou algo do tipo...)

E isso foi uma mudança, visse guria ?! Teu post foi capaz de fazer um grande feito ! Sinceramente, foi o primeiro que não vejo reaças, mascus e/ou feministas se atacando com unhas e dentes... Ou a "praga" da Lolinha funcionou ? Hahahah !

Enfim... Este post me acendeu uma fagulha de esperança.

*Lolinha, quero fazer uma pergunta para você. Quando a senhora estará disponível ? É que passo por algumas situações complicadas (que me afligem a um tempo), e como seus conselhos ao pessoal de todos os guest-posts publicados foram muito bons, gostaria que você pudesse me ajudar também...

Grato pela atenção, O.

Anônimo disse...

(Eita, agora que vi que passaram a atacar a pobre Alícia por pura falta de interpretação ! Nem tudo que é bom dura para sempre... Infelizmente.)

Anônimo disse...

(Viviane)
Anon de 21h05 (O.?), é realmente um milagre. Tomara que tenham a mesma postura da próxima vez que a Lola publicar depoimentos sobre estupro ou relacionamentos abusivos, por exemplo.

Anônimo disse...

Minha experiência: desde criança sou de esquerda e feminista, mesmo sem nomear isso.

Sempre gostei de ler, desde criança, e acho que é difícil que uma pessoa seja sensível, bem informada e não seja de esquerda.

Desculpem pessoas, sem ofensas, mas acho que ser reacionário não é ser maduro. É se conformar, acreditar que o mundo não tem jeito, aceitar a função de ser um pequeno parafuso numa máquina monstruosa de moer vidas e sonhos (máquina que tem o nome, nos dias atuais, de capitalismo).

Ser reacionário é se conformar e criar uma bolha segura onde se esconder porque sabe-se que o mundo lá fora é frio e cruel. Entendo quem faz isso, e até entendo que chamem isso de maturidade, porque é mais cômodo, mas para mim esse pensamento não tem nada a ver com ser racional e inteligente - tem a ver com medo e conformismo. Enfim, minha opinião.

Também acho muito difícil alguém de esquerda se tornar reaça, porque depois que vc toma a pílula vermelha é muito difícil voltar a acreditar que "desigualdades podem ser uma boa coisa". É mais fácil dormir se a gente faz de conta que é bom que crianças passem fome ou sejam violentadas por um prato de comida. Se a gente fizer de conta que não tem ninguém desesperado porque não consegue alimentar a família a gente dorme melhor.

Mas se vc já percebe isso, se vc se importa, aí não tem mais volta, vc pode até se anestesiar por um tempo (comigo aconteceu numa época em que eu vivia , cercada por gente reacionária e estava trabalhando demais, por volta dos 26, 27 anos), mas não por muito tempo.

Então, acho que ser de esquerda é uma questão do quanto vc é capaz de sentir empatia (olha esse vídeo, que legal: https://www.youtube.com/watch?v=W2f4Hw8cvv0)

E, assim, sem querer ser chata e já sendo: talvez ser uma menina seja um fator pras pessoas não te levarem a sério, e o teu pai rir ao invés de te provocar e incentivar a se expressar, e indicar leituras, por exemplo. Mas isso é uma vantagem: na minha vida profissional dificilmente vejo uma mulher abrir a boca pra falar bobagem em reunião (já os homens...). A gente lê mais, se prepara mais, estuda mais, e a nossa fala acaba sendo muito mais consistente. A parte chata é que infelizmente muitas vezes não somos reconhecidas.


Anônimo disse...

Ser de esquerda e um passo importante no amadurecimento moça, ficar longe de homens e outro passo impostante.

Anônimo disse...

"todas essas ideologias vieram em oposição ao liberalismo que foi o primeiro a esfaquear a tradição católica clerical monárquica. Como sou da direita (a primeira direita) clássica e tradicional católica, abomino essa direita liberal judaico-maçônica americana (basta olhar influência deles no próprio dólar e os mandantes do FEDERAL BANK RESERVE)"

Mmmm, então o católico gosta de teoria da conspiração, mmm, então vamo lá:

O q dizer desse trouxa q atualmente é comandado por um papa jesuíta (aquela ordem secreta da igreja católica q ajudou a fundar os illuminati, Adam Weishaupt era um jesuíta) adorador de divindades solares, só olhar o símbolo da Companhia de Jesus, e q é aliado até hj da mesma Maçonaria q esse imbecil condena

Sem contar toda a história da igreja católica, a maior responsável por cristianizar todas as festividades pagãs antigas da Europa, e q até o hj os cristãos celebram feito uns retardados, como se fosse pra jesus, ah, mas é pra jesus sim, o deus sol invicto/mitra, como não poderia deixar de ser?

Fabio Carvalho disse...

Olha G.,

Eu acho que você pode e deve estudar, como já te foi recomendado (mas sem essa de que todo mundo, grossíssimo modo, é iletrado). Não começaria por Marx. Não mesmo. Vou te dar três sugestões:

1) Peça ao teu professor de História um bom livro sobre a Revolução Francesa. Como dali saiu uma figura como Napoleão? Em seguida, será muito divertido, por exemplo, ler sobre a Inconfidência Mineira.

2) Há um livro muito importante sobre o século XX, escrito por um "comunista-marxista". É longo? É. É difícil? Não. É rico em detalhes? É. Tem ótimas fontes? Tem. É fácil de achar? É. A Era dos Extremos, do fabuloso Eric Hobsbawm. Compre. Vá lendo aos poucos.

3) Você se interessa pelo feminismo? Olha, tem muita coisa - e muitas autoras. Eu acho "chato" citar um homem, mas eu o li há pouco tempo e fiquei muito, mas muito fascinado com sua pesquisa e honestidade. Ele afirma que seu trabalho é uma elaboração de Simone de Beauvoir. Dá para googlar o primeiro capítulo de seu livro mais importante: Thomas Laqueur, Inventando o Sexo

Anônimo disse...

Eu diria que se ela aprendesse o de fato que é socialismo ela provavelmente mudaria de ideia. Mas no caso ela tem a desculpa da idade tenra pra se deslumbrar com essa estupidez.

Anônimo disse...

Olá Viviane !

Sim, realmente um milagre dos bons ! Tomara mesmo que todos nós (comentaristas do blog) continuemos assim ! E que nós tenhamos a mesma atitude respeitosa nos outros posts, indiferente do tema, sabe ? Pois se a gente se respeitasse dessa forma, tanto no meio virtual como no "real", a vida seria tão mais fácil pra todo mundo !

Já imaginou como a nossa sociedade seria tão melhor se todos respeitassem o próximo ?
E não apenas respeitar, mas se solidarizar, se compadecer, se condoer...

Eu, maluco que sou, imagino que esses fatos que você citou como exemplo (além de muitos outros), não ocorreriam (nunca !) em um mundo assim...

Creio que para alcançar tais proporções, teríamos que começar por pequenas ações e gestos, como o que ocorreu nesse post, por exemplo... Muitos dirão que sou um utópico sonhador, mas a esperança é a última que morre, não é ?

Grato pela atenção ! Pode me chamar de O. !

Cesc Biavati disse...

Anônimo Anônimo disse...
NOsssa, cada dia encontro um motivo a mais para ser feliz com pessoas como essa aqui
https://www.youtube.com/watch?v=Td2BYsEL17E

29 de julho de 2016 10:43

Fia, deviam era voltar com a Educação Moral e Cívica, cantar o hino obrigatoriamente e sempre orarem antes de começarem as aulas. Colocar disciplina, ordem, trajes obrigatórios sem piercing, mano de aba reta, bermuda, calças caídas mostrando o rego, shortinho de biscate. E podem chorar, mas das escolas públicas, as escolas militares são trocentas vezes melhores que esses estadualzões e municipalzões. Não é só a questão do ensino, mas também da falta de ordem e bagunça de marginais e vagabundos dentro da sala de aula.

Escola sem partido não especifica muita coisa. Devia se chamar "Escola de todos lados", pois o professor mostraria todos os lados sem omitir nada propositalmente. Só fui conhecer autores como Mises, Ayn Rand e Murray Rothbard na internet. Também autores como Chesterton, Gustavo Barroso e Edmund Burke.

Só ensinam um lado nas escolas e faculdade, porém o escola sem partido também deixa a coisa no "ar" sem ter algo específico.

Anônimo disse...

11:02 depois esse lixo vai falar q odeia o liberalismo/libertarismo, "Mises, Ayn Rand e Murray Rothbardolh" kkkkkk, olha as figuras q essa cara lambe as botas

Cesc Biavati disse...

Não disse que amo. Disse? Disse que só fui conhecer esses autores só na internet. Tem umas coisas aproveitáveis deles.

Anônimo disse...

Que comentário negativo, Anon das 8:41 !

O socialismo têm alguns pontos positivos sim, embora você negue esse fato... Por exemplo, a igualdade - hipotética - entre trabalhadores. O que abriria portas para uma situação econômica mais igualitária; maior justiça social e um forte senso comunitário e social. Claro que têm alguns negativos, como pouco incentivo pessoal ao desenvolvimento e produção; gerando baixa acumulação de riquezas...

Mas, sabe, a etapa final de um sistema que visa a igualdade social e a passagem do poder político e econômico para as mãos da classe trabalhadora seria algo muito benéfico. (Pense grande ! Ou melhor, pense nas qualidades que isso ofereceria para o futuro do mundo, quase totalmente destruído pela máquina capitalista ! Veja a nossa situação ambiental e econômica !) Para atingir este estágio, deveria-se passar pelo socialismo, uma fase de transição onde o poder estaria nas mãos de uma burocracia, que organizaria a sociedade rumo à igualdade plena, onde os trabalhadores seriam os dirigentes e o Estado não existiria. Pode ser definido como uma doutrina ou ideologia (propostas sociais, políticas e econômicas) que visa a criação de uma sociedade sem classes sociais. De acordo com esta ideologia, os meios de produção (fábricas, fazendas, minas, etc) deixariam de ser privados, tornando-se públicos. No campo político, a ideologia comunista defende a ausência do Estado. As ideias do sistema comunista estão presentes na obra "O Capital" de Karl Marx. Nesta, o filósofo alemão propõe a tomada de poder pelos proletários (operários das fábricas) e a adoção de uma economia de forma planejada para acabar com as desigualdades sociais, suprindo, desta forma, todas as necessidades das pessoas ! Não seria perfeito ?!? Infelizmente, o socialismo que foi posto em prática (como o da Rússia, que criou outra vertente socialista) acabou se desvirtuando da teoria... E o tal "jeitinho brasileiro" daria certo com esse esquema ? Teríamos que mudar o modo de pensar da nossa sociedade, nesse sentido de querer sempre "passar a perna e burlar o sistema e as leis" (mais um ponto positivo) !

Juba disse...

Uma boa alternativa 'a wikipedia é o citizendium, one todos podem colaborar mas dão preferência a pessoas qualificadas (cada uma na sua área).

G., tem um livro de ficção que cobre uma boa parte da história do Brasil colônia, se chama O cozinheiro do rei. Dá pra entender vários movimentos como a inconfidência mineira, a revolta dos alfaiates, vale a leitura. Mesmo sendo ficção é um banho de História.

Anônimo disse...

Continuando o meu comentário acima... Você me parece um cara esperto, então analisemos de um modo geral e simplório o capitalismo.
Ele, obviamente, tem seus pontos positivos, pois incentiva a produção e a busca de melhores sistemas; gera riquezas com grande vigor e tem período de sustentação eestabilidade mais longo... Porém é bem mais propício a geração de desigualdades econômicas (ricos cada vez mais ricos e pobres cada vez mais pobres); ao individualismo social (não vejo especificamente isso como algo negativo, mas enfim); ao exerbado egoísmo; e uma ruptura comunitária e social, gerando : desigualdade social; abuso de poder; obsolescência planejada; despreocupação com o meio ambiente; elevado consumismo e a concentração de lucro nas mãos de poucos. Veja quantos pontos negativos ! Achei bem pertinente o comentário da Alícia, quando ela perguntou se a desigualdade seria algo essencialmente ruim... Mas porque seria algo, nas suas palavras, estúpido, querer que isso não exista ?

O.

Anônimo disse...

bostocesc é uma anta e HIPÓCRITAAAA

Cesc Biavati disse...

Eu gosto de Gustavo Barroso e Chesterton. O primeiro foi lider do movimento integralista e o outro um teólogo católico. Nada disso me impede de enxergar coisas positivas no liberalismo de Mises. Não sou doente iguais a você que levantam bandeiras para tudo.

Hipócrita é minha rola no meio do seu cu!

Anônimo disse...

Hipócrita e cristão na mesma frase é pleonasmo, deixo vcs este pelo excerto

"O q dizer desse trouxa q atualmente é comandado por um papa jesuíta (aquela ordem secreta da igreja católica q ajudou a fundar os illuminati, Adam Weishaupt era um jesuíta) adorador de divindades solares, só olhar o símbolo da Companhia de Jesus, e q é aliado até hj da mesma Maçonaria q esse imbecil condena

Sem contar toda a história da igreja católica, a maior responsável por cristianizar todas as festividades pagãs antigas da Europa, e q até o hj os cristãos celebram feito uns retardados, como se fosse pra jesus, ah, mas é pra jesus sim, o deus sol invicto/mitra, como não poderia deixar de ser?"

Anônimo disse...

"O primeiro foi lider do movimento integralista"

depois os trouxas ainda dizem q fascismo é de esquerda, AAAAAAAAAAAAAAAAAAAaaa

Cesc Biavati disse...

http://www.livrariacultura.com.br/p/como-a-igreja-catolica-construiu-a-civilizacao-7027120

Neste livro, Thomas Woods mostra como toda a civilização ocidental nasceu e se desenvolveu apoiada nos valores e ensinamentos da Igreja Católica. Em concreto explica, entre outras coisas - por que o milagre da ciência moderna e de uma filosofia que levou a razão à sua plenitude só puderam nascer sobre o solo da mentalidade católica; como a Igreja criou uma instituição que mudou o mundo - a Universidade; como ela deu uma arquitetura e umas artes plásticas de beleza incomparável; como os filósofos escolásticos desenvolveram os conceitos básicos da economia moderna; como o Direito nasceu em medida do Direito canônico; como a Igreja criou praticamente todas as instituições de assistência conhecidas, dos hospitais à previdência; como humanizou a vida, ao insistir durante séculos nos direitos universais do ser humano - tanto dos cristão como dos pagãos - e na sacralidade de cada pessoa.


NÃO VOU PERDER COM ESSE ATEU OU ATEIA PSOLZISTA DE MERDA. ASSISTE UM MONTE DE MERDA DE NEO-ATEU TODDYNHO E VOMITA LIXOS SEM SABER DE HISTÓRIA 25 DE DEZEMBRO É SIMBÓLICO PELO FENOMENO SOLSTICIO DE INVERNO QUE OS PAGÃOS COMEMORAVAM. JESUS NASCEU POR VOLTA DE ABRIL, MAS A IGREJA SIM MANTEVE ESSA TRADIÇÃO POR PURO SIMBOLISMO. VOCÊ NÃO SABE QUE MUITAS COISAS SÃO SIMBÓLICAS E INTERPRETA IGUAL UM ATEU "NEO-PENTECOSTAL AS AVESSAS"

Anônimo disse...

"JESUS NASCEU POR VOLTA DE ABRIL"

KKKKKKKKKKKKKKKKKkkkkkkk, xinga tanto os outros, mas não conhece nem a própria besteologia, segundo alguns teólogos, jesus nasceu em outubro, durante a festa de tabernáculos

esses cristão, nem vou chamar de burro pq é pleonasmo, e vcs adoram Mitra sim, o simbolo da Companhia de Jesus, a sociedade secreta do atual papa, é um disco solar, o cristianismo/catolicismo roubou todas as festas pagãs e fez como se fossem dela

A páscoa por exemplo, era festa do equinócio de Ostara (Easter, em inglês), virou esse lixo hj q chamam de ressurreição de cristo, aaaaaaaaaaa

Cesc Biavati disse...

QUE MANÉ OUTUBRO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


Acredita-se que foi por volta de abril sim, sua mula. E não precisa repetir o que eu já sei: Muitas comemorações foram mantidas por respeito as tradições pagãs europeias e, sobretudo, pelo simbolismo. O fato de alguém comemorar o 25 de dezembro como nascimento de Cristo representa mais uma data de FAMÍLIA e TRADIÇÃO do que propriamente isso.

A IGREJA FUNDOU A CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL E GARANTIU SUA EXISTÊNCIA E PERMANÊNCIA NAS CRUZADAS

Anônimo disse...

Isto é, o cristianismo incutiu todas as festividades pagãs (aliás, ROUBOU/PLAGIOU) e as vende como comemoração cristã pro deus judaico

AAAAAAAAAAAAAAAAAAA

E toma seu bosta
http://opiniaoenoticia.com.br/cultura/jesus-nao-nasceu-em-25-de-dezembro/

católico fanático é uma MERDA, pior q crente

Cesc Biavati disse...

https://www.youtube.com/watch?v=ssf4P0GXvC0

Ele nasceu em 17 de abril do ano 5 ou 6 AC.


DOCUMENTÁRIO DO PRÓPRIO DISCOVERY CHANNEL, SEU ARROMBADO

Anônimo disse...

ui, o católico tá nervosinho falando palavrão, nossa q exemplo de cristão, AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Depois q eu não quero saber dessa merda de igreja não sabem pq, os próprios adeptos defecam naquilo q os fundadores dessa praga (igreja cristã) ordenavam

Toma essa, seu vômito, cu entupido com a própria merda q tem vergonha de cair e pensarem q saiu de um lixo feito vc

http://lars_ulrich.blogs.sapo.pt/37679.html

Anônimo disse...

Não interessa a data exata do nascimento de jesus

E sim q o cristianismo PLAGIOU/ROUBOU a festividade pagã da Saturnália, isto é, os cristãos celebram os mesmos ritos pagãos legítimos da Roma Antiga, pensando q estão adorando o deus dos judeus, são BURROS, e isso não só com o Natal, tb com a Páscoa, com o Carnaval, etc.

E toma mais essa:
http://www.abiblia.org/ver.php?id=2933

tudo leva a crer q jesus (ser mitológico) nasceu em Tabernáculos, pra completar a simbologia das três maiores festas judaicas: Páscoa (data em q ressuscitou), Pentecostes (data em q desceu o Espírito Santo) e Tabernáculos (data de seu nascimento), até eu q não sou cristã entendo mais de besteologia q os ditos, AAAAAAAAAAAA

Cesc Biavati disse...

Os cristãos celebram ritos pagãos? CRISTÃO NÃO COMETE SACRIFÍCIOS COM ANIMAIS COM DIREITO A SANGUES JORRANDO, CRISTÃO NÃO PRATICA ORGIAS SATÂNICAS PAGÃS EM NOME DEUSES, CRISTÃO NÃO É LIBERTINO COMO ERAM OS GREGOS E ROMANOS. Cristo veio para nos mostrar o que era, de fato, PECADO. A ideia de manter "algumas" tradições (Pascoa e 25 de dezembro) é apenas SIMBOLISMO pelo fato do catolicismo ter nascido em ROMA.

A IGREJA CATÓLICA É A IGREJA CRISTO. TU ÉS PEDRO E SOBRE ESSA PEDRA EDIFICAREI MINHA IGREJA.

Pode colar e copiar sites, blogs e outras merdas neo-ateias. CRISTO FUNDOU A IGREJA.

No relato de Mt 16, 13-19, Jesus usa três símbolos ao falar com Pedro: o da rocha, que contém a ideia da base sobre a qual se constrói uma casa [7]; o das chaves, que repete um oráculo do profeta Isaías sobre Eliacim: “Porei sobre seus ombros a chave da casa de Davi; se ele abrir, ninguém fechará, se fechar, ninguém abrirá” [8]; e o de ligar e desligar, que, na linguagem rabínica, quer dizer tanto proibir e permitir, na interpretação da lei mosaica, quanto condenar e absolver, na aplicação da disciplina. Aqui é visível o poder pontifício nos campos da fé e da moral.

https://padrepauloricardo.org/episodios/solenidade-dos-apostolos-sao-pedro-e-sao-paulo-tu-es-pedro



AGORA VAI DAR O CUZINHO PORQUE ISSO ATEU ADORA.

Anônimo disse...

Cristianismo é lixo

"AGORA VAI DAR O CUZINHO PORQUE ISSO ATEU ADORA."
Os padres e pastores da igreja católica tb, isso eu posso garantir AAAAAAAAAAAAAAAAA

Anônimo disse...

Q o cristianismo plagiou a religião romana não é novidade nenhuma mesmo

cristianismo não passa de sincretismo religioso, dá pra identificar umas 10 mitologias pré-cristãs dentro dessa religião de merda

Anônimo disse...

"AGORA VAI DAR O CUZINHO"

Tô adorando ver a verdadeira face do inferno q são os cristão e a igreja

AAAAAAAA

B. disse...

Pessoas se revelando aqui na caixa de comentários...:O

donadio disse...

"Tem umas coisas aproveitáveis deles."

A coisa mais aproveitável do Rothbard é que ele é a favor do tráfico de crianças. E é "aproveitável" para você aproveitar logo e perceber que o sujeito é doido de pedra, e entender que não serve para mais nada.

Cesc Biavati disse...

Isso não (pffff), mas com relação ao sistema tributário tem sim. A crítica ao ladrão-legal Estado tem fundamento. Basta ver os inúmeros tributos (impostos, taxas, empréstimos e contribuições idiotas brasileiras) que temos de pagar. Quer imposto mais inútil que IPVA? Você é punido rigorosamente por ter um carrinho melhor, ou seja, o imposto aumenta e vai para o que? Nada, imposto é tributo não-vinculado. Um das poucas coisas aproveitáveis desses liberais-libertários. Só a parte tributária ao meu ver. No tocante a moral e princípios cristãos, eles são ateus e defendem a agenda dos progressistas e esquerdistas.

Anônimo disse...

"Mises, Ayn Rand e Murray Rothbardolh" kkkkkk

Olha, nunca pensei q ao mesmo tempo q esse católico aloprado critica o liberalismo econômico, ele pudesse elogiar figuras ultraliberais, sendo q um deles defende, como já dito pelo donadio, tráfico de crianças e uma outra aí, o aborto

É meus amigos, hipocrisia pouca é besteira

Cesc Biavati disse...

Vocês cheiram cocaína? Fumam maconha? Não sabem interpretar o que eu digito. Parecem retardados. Se eu elogiar uma posição de um liberal, não me transformar em um LIBERAL. E com esse Estado Brasileiro inchado do jeito que é, a crítica com base em Mises é totalmente válida até mesmo para um católico distributivista. Acho que nem você deve saber o que é isso, mas enfim.

Anônimo disse...

Cesc você nunca deve ter pisado num colégio militar. A garotada alopra durante pois são muitas regras para se burlar. No depois também, conto nos dedos o número de colegas meus do Colégio Militar que não viraram junkies living la vida loca.

Anônimo disse...

Sodomia não era condenado pela Bíblia Cesc Biavati?
"Amai ao próximo como ama a ti mesmo"
Tá precisando aprender mais com os ensinamentos bíblicos

Anônimo disse...

"Q o cristianismo plagiou a religião romana não é novidade nenhuma mesmo

cristianismo não passa de sincretismo religioso, dá pra identificar umas 10 mitologias pré-cristãs dentro dessa religião de merda"

Reitero

Anônimo disse...

15:37 vc é hipócrita, não sabe o q defende

não da pra levar nada do q vc diz a sério e nada do q vc diz se aproveita, pq vc simplesmente não tem nada a acrescentar, só a aloprar, trollar e regurgitar incoerência

bostocesc, vc é MORNO (hipócrita, incoerente, incongruente, não sabe o lado q toma)

"Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Apocalipse 3:16"

Cesc Biavati disse...

Então você resume toda sua vida em LADOS? Sério? Não adianta pegar trechos bíblicos descontextualizados e inventar que sou morno não.

Tenho pena de sua vidinha resumida em lados. Saiba aproveitar o que é positivo de algum autor aplicado ao contexto atual. Isso não o torna militante de X ou Y. Mas como vocês, doentes esquerdistas, sempre resume tudo em lados militantes, ou melhor, classes contra classes.

Não estou trollando. E VAI TOMAR NO MEIO DO SEU CU. É a última vez que respondo você, analfabeto funcional.

Já estudei em escola militar (pouco tempo) bem como em estadualzão.

A diferença é NÍTIDA.

Anônimo disse...

Eu rindo horrores com o piti do nosso Homem exemplar temente a Deus e seguidor da Bíblia cometendo o pecado capital da Ira. Pra que tanto ódio no coração jovem? Além de te deixar um passinho mais longe do paraíso, faz mal pra saúde.
Note que eu falei que nem todo ex aluno de colégio militar vira esse santo obediente patriota. É ou não é?

Anônimo disse...

a) Sou militante de esquerda atualmente estou cada vez mais próxima do Psol eu te aconselho estude livros de esquerda mas tb os de direita precisamos saber contra o quê lutamos. Leia Marx Adam Smith tudo

Anônimo disse...

Esse maluco catolico deve ser daquele site reacionário e fundamentalista Montfort.org

Tem o jeitinho retardado dos católicos rad trads do site.

Anônimo disse...

Cesc,

Primeiro : As igrejas e seu maior produto de venda, a religião, sempre serviram ao obscurantismo e às práticas contrárias a ciência. Desde seus mitos fundadores, como a criação do mundo em sete dias e o surgimento do homem feito de barro por atos de vontade de um Deus onipotente, as diversas seitas religiosas sempre se colocaram do lado oposto à verdade científica e se valeram das fraquezas e da ignorância dos homens para se tornarem poderosas armas que ajudam a manter a alienação das classes sociais com menos acesso à cultura e com isso preservar a injusta divisão social que acompanha a humanidade desde que a antiga sociedade comunitária se perdeu com o avanço dos primeiros negócios.

Segundo : Os católicos precisam ver a igreja como ela é, aferrada a sua lógica interna, seus princípios medievais, dogmas e cânones. Embora existam sacerdotes dignos de respeito e admiração, defensores dos anseios das pessoas humildes com as quais convivem, a burocracia hierárquica jamais lhes concederá voz ativa.
A esperança de que a instituição um dia adote posturas condizentes com os apelos sociais é vã; a modernização não virá. É ingenuidade esperar por ela.
Os males que a igreja causa à sociedade em nome de Deus vão muito além da excomunhão de médicos, medida arbitrária de impacto desprezível. O verdadeiro perigo está em sua vocação secular para apoderar-se da maquinária do Estado, por meio do poder intimidatório exercido sobre nossos dirigentes.
Não por acaso, no presente episódio manifestaram suas opiniões cautelosas apenas o presidente da República e o ministro da Saúde.
Os políticos não ousam afrontar a igreja. O poder dos religiosos não é consequência do conforto espiritual oferecido a seus rebanhos nem de filosofias transcendentais sobre os desígnios do céu e da terra, ele deriva da coação exercida sobre os políticos.
Quando a igreja condena a camisinha, o aborto, a pílula, as pesquisas com células-tronco ou o divórcio, não se limita a aconselhar os católicos a segui-la, instituição autoritária que é, mobiliza sua força política desproporcional para impor proibições a todos nós.

Terceiro : Fundamentalismo religioso é causa de graves transtornos mentais, sabia ? Vá se tratar !

Anônimo disse...

Ah, e mais uma coisa.
Vi que você gosta de fazer referências a estudos... Então aí vai :

Richard Dawkins, no seu livro, Deus – um delírio, diz que “seria preciso uma dose muito baixa de auto-estima para achar que, se a crença em Deus desaparecesse repentinamente do mundo, todos nós nos tornaríamos hedonistas insensíveis e egoístas, sem nenhuma bondade, caridade, generosidade , nada que mereça o nome de bondade” e cita Sean Ó Casey (dramaturgo irlandês – 1880/1964) para mostrar que a religião é mais nociva que a política: “A política já matou uns bons milhares, mas a religião já matou umas boas dezenas de milhares”

Talvez a melhor resposta para o que aconteceria com o homem, liberto da tutela do Deus que ele mesmo criou, já tenha mais de 80 anos e foi escrita por Sigmund Freud em seu livro “O Futuro de uma Ilusão”, escrito em 1927: “Afastando suas expectativas em relação a um outro mundo e concentrando todas as energias liberadas em sua vida na Terra, provavelmente (os homens) conseguirão alcançar um estado de coisas em que a vida se tornará tolerável para todos e a civilização não mais será opressiva para ninguém.”

Como você lida com isso ?

Evandne da Silva disse...

E lembre-se de estudar a biografia das mulheres a vida pessoal de ícones como Frida Kalo, Marion Zimmer Bradley e Simone de Beauvoir são reveladoras.

donadio disse...

"E VAI TOMAR NO MEIO DO SEU CU"

(Cesc Biavati)

E esse é o cara do extremo pudor. O puritano. O Catão reencarnado. O que quer que as mulheres casem virgens.

Como então achar que nudez pública ofende o senso médio de pudor?

Me lembra aquela piada que a gente contava na escola primária, sobre o sujeito que exigia, aos berros:

- Seus viados, vamos parar com a porra do palavrão na merda da mesa, cambada de filho-da-puta!

Corre pra ver, gente! O chefe do departamento de censura está nu!

Cesc Biavati disse...

E vou continuar falando palavrão. E incentivo que façam com quem deboche, ria, provoque e faça piadinhas com Cristo, Maria e a Santa Igreja.

Vocês, ateus, vivem satirizando e ofendendo a fé cristã e todos seus símbolos - igual o Portas dos Fundos - e depois reclamam quando algum cristão perde a paciência e os xinga? Vocês são muito vagabundos. Fazem tudo isso e depois recorrem a parte a qual Jesus diz sobre a dar outra face. Isso não significa aceitar injustiças e zombaria.

Aí quando fazem com os islâmicos, recebem uma bala na cabeça e choram feito putinhas. Acontece que cristão é paciente e tolerante, pois a paciência é uma virtude a qual está presente na bíblia e foi ensinada por Cristo. Mas um cristão não é CRISTO.

29 de julho de 2016 21:38
Anonimo

Você aprendeu sobre a história da Igreja aonde? Nos livros dos MEC? Tipo aquele livro "A HISTÓRIA DO MUNDO" de estadualzões? Práticas obscuras da ciência? Você está de sacanagem? A filosofia escolástica e patrística foi desenvolvida por quem? Não existiu ciência na época da Igreja? A CIÊNCIA FOI DESENVOLVIDA NA IDADE MÉDIA PELA SANTA IGREJA ATRAVÉS DE CLÉRIGOS CATÓLICOS CIENTISTAS como Nicolau Copérnico, Gregor Mendel, Alberto Magno, Roger Bacon, Pierre Gassendi, Ruđer Bošković, Marin Mersenne, Francesco Maria Grimaldi, Nicole Oresme, Jean Buridan, Robert Grosseteste, Christopher Clavius, Nicolas Steno, Athanasius Kircher, Giovanni Battista Riccioli, William de Ockham, e muitos outros.

Males da Igreja? A Igreja criou as UNIVERSIDADES, criou hospitais como as CASAS DA SANTA MISERICÓRDIA, 90% dos orfanatos estão sob cuidados de freiras e padres os quais crianças são cuidadas, pois vadias as abandona (e que vocês querem seja abortados), e os missionários e missionárias cristãs na ÁFRICA, ÁSIA E AMÉRICA? A IGREJA CATÓLICO É A MAIOR INSTITUIÇÃO DE CARIDADE DO MUNDO!


Vejamos o que os ateus fizeram: Mataram e degolaram católicos e cristãos na Revolução Francesa estabelecendo um suposto estado laico e liberal sob o comando do psicopata Bonaparte
Através do comunismo/socialismo doentio, ateus mataram 200 milhões de pessoas na URSS, Camboja, Vietnã, Coréia do Norte, Cuba, Iugoslávia, China, Laos, etc
Os ateus apoiam tudo que seja contrário a família como: Legalização das drogas pesadas, aborto (assassinato), casamentos gays (destruição da família), culto ao "Estado-Deus" ou "Livre Mercado Total".

Richard Dawkins? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Esse sujeito foge dos debates do William Lane Craig porque só sabe apanhar nos argumentos e não refuta em absolutamente nada. Neo-ateuzinhos midiáticos como Dawkins e Harris só sabem passar vexame. Poucos tempos atrás o eugenista insano do Dawkins disse que abortar pessoas com síndrome de down é um ato moral por parte das mulheres. Os próprios ateus adora citar DARWIN que em sua obra "The Descent of man" afirma EXPLICITAMENTE a extinção de raças de homens mais fracas: “Em algum período futuro não muito distante se medido em séculos, as raças civilizadas do homem exterminarão e substituirão, quase com certeza, as raças selvagens no mundo todo. Ao mesmo tempo, os macacos antropomorfos... serão sem dúvida exterminados. A brecha entre o homem e seus parentes mais próximos será ainda mais larga, pois ela se abrirá entre o homem num estado ainda mais civilizado, esperamos, do que o próprio caucasiano, e algum macaco tão inferior quanto o babuíno, em vez de, como agora, entre o negro ou o australiano e o gorila.” (The Descent of Man, p. 178)

Em nome da ciência "moderna" e darwinista, os ateus trucidaram e mataram inúmeras, bem como no nome das ideologias pós-Revoluções Francesas.

E sim a Idade Média não é como você pensa. Leia o livro "Mito da Idade Média" de Regina Pernoud, uma historiadora e medievalista francesa.







Anônimo disse...

Cesc,

Primeiro, quem mandou você ter uma religião tão engraçada ? Me poupe. E você está cometendo então o pecado da Ira ! Nos veremos no inferno ! E você odeia ateus ? Então de acordo com 1 João 4:20 : "Se alguém afirmar: "Eu amo a Deus", mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê." (Oops, seu herege ! Bem vindo ao grupo !)

Segundo : Engraçado você falar em filosofia Patrística e Escolástica, sendo que procuraram aproximar a teologia cristã da greco-romana (que não era pagã ?), utilizando-se da dialética para justificar os dogmas da Igreja. O surgimento de novas ordens religiosas, como a dos franciscanos, reforçava a tendência de dentro da Igreja de produzir um conhecimento que refutasse os leigos e hereges. Isso tinha a clara intenção de reafirmar a fé cristã. E para isso, usou a filosofia, o que deu origem a essas etapas.
Como falar em uma filosofia medieval levada adiante por padres filosóficos quando os objetivos da religião cristã eram diferente daquela dos filósofos gregos ? Pois não podemos nos esquecer que os gregos contemplavam a sabedoria e buscavam caminhos diversos que levassem a ela, pressupondo o homem como centro do pensar filosófico.
Já no caso cristão, o objetivo era disseminar a verdade revelada por Cristo, em um verdadeiro movimento de doutrinação, pois não nos revela muito e exige a crença de que o plano Dele é perfeito. Ou seja, o cristão não questiona e a Verdade nunca se altera, pois exprime a perfeição que seria Deus. E quem prega que não devemos questionar, têm algo a esconder, não acha ?
A postura evangelizadora era tida como necessária para que a seita pudesse se expandir, sendo preciso buscar pessoas que aceitassem isso sem discutir. E diante da massa de homens empobrecidos pertencentes a baixas camadas, eles eram mais suscetíveis a acreditarem que sua situação iria melhorar por intermédios divinos. Então a Igreja não encontrou dificuldades em se expandir, manipulando pessoas como você !

Terceiro : A afirmação de que “A Igreja Católica criou as universidades” já é falsa em si mesma. A primeira universidade do mundo foi a Universidade al Quaraouiyine, do Marrocos, criada em 859, reconhecida inclusive pelo famoso Guinness Book como sendo a primeira. Depois veio a Universidade de al-Azhar, do Cairo, criada também pelos muçulmanos, em 988. Só mais de duzentos anos depois da primeira, e de cem em relação à segunda, é que surge a primeira universidade católica, a de Bolonha, em 1088. E escolas já existiam desde a Grécia antiga, passando pela Roma antiga, Índia antiga, China antiga e pelo Império Bizantino – desde muito antes dos católicos romanos pensarem em criar alguma coisa.

Anônimo disse...

Quarto : "90% dos orfanatos do mundo estão nas mãos de freiras e padres" - os mesmos que estupram crianças ? E que estatística horrível foi essa ? Eles criaram hospitais ? Que contraditório ! Deus não os protegia de tudo ? Incluindo doenças, pragas e tudo mais ?
E "as vadia" os abandona ? Pronto, revelou tua verdadeira face, Cesc ! Você é apenas mais um machista que assombra o blog ! Nem vou falar das suas outras afirmações de que os ateus apoiam "tudo que seja contrário a família como legalização das drogas pesadas, aborto (assassinato), casamentos gays (destruição da família)" porque é o mesmo discurso de um crente homofóbico, machista e acéfalo. E o comentário ficaria maior do que está.

Quinto : Protestantes cometeram massacres em nome da religião (Guerra dos Camponeses). Católicos cometeram massacres em nome da religião (Cruzadas, Inquisição). Mulçumanos cometeram massacres em nome da religião (11 de Setembro, Organizações Terroristas). Ateus cometeram massacres PARA MANTER O PODER (Massacre Civil Chinês). Mao Tsé era ateu e massacrou muitos chineses. Mas o fez por questões políticas, para se manter no governo. Já os religiosos que cometeram massacres o fizeram em nome da religião, de sua fé. Isso não quer dizer que todo religioso é violento, mas nunca ouve um ateu que matasse em nome da sua descrença.

Sexto : O rei governava com poderes absolutos, controlando a economia, a justiça, a política e até mesmo a religião dos súditos. Havia a falta de democracia, pois os trabalhadores não podiam votar, nem mesmo dar opiniões na forma de governo. Os oposicionistas eram presos na Bastilha ou condenados à morte. A vida dos trabalhadores e camponeses era de extrema miséria, portanto, desejavam melhorias na qualidade de vida e de trabalho. A burguesia, mesmo tendo uma condição social melhor, desejava uma participação política maior e mais liberdade econômica em seu trabalho.
A Revolução Francesa foi um importante marco na História Moderna da nossa civilização. Significou o fim do sistema absolutista e dos privilégios da nobreza. O povo ganhou mais autonomia e seus direitos sociais passaram a ser respeitados. A vida dos trabalhadores urbanos e rurais melhorou significativamente. As bases de uma sociedade burguesa e capitalista foram estabelecidas durante a revolução. Os ideais políticos (principalmente iluministas) presentes na França antes da Revolução Francesa também influenciaram a independência de alguns países da América Espanhola e o movimento de Inconfidência Mineira no Brasil.
E não mataram católicos. Ou evangélicos. Ou mulçumanos. Ou budistas. Eles foram apenas influenciados pelos ideais iluministas, que batiam de frente com o que a Igreja pregrava... Mas os católicos amam dramatizar né ?

Anônimo disse...

Seu comentário é uma caricatura perfeita do tipo de católico zumbi tridentino que espuma pelos dentes e vomita desinformação e retardatismo mental nas redes sociais. Não lê o artigo, distorce o que foi escrito, se baseia na falácia do apelo à autoridade, não refuta porcaria nenhuma dos argumentos do artigo e, pra fechar com chave de ouro, ainda tem uma pose arrogante como se soubesse alguma coisa; enfim, é um ridículo sem fim, uma piada engraçada e cômica.

Se você não fosse tão burro, saberia que Regina Pernoud nunca chegou ao extremo de dizer que “a Igreja Católica construiu a civilização”, ela apenas refutava os ataques renascentistas contra a Idade Média. A crença na ICAR como a “construtora do mundo” é invenção moderna e recente do revisionismo católico, que, é claro, como toda e qualquer invenção sofista e mentirosa, tem os seus “PhD’s” defendendo, e os jumentos sem cérebro os seguindo pelo único fato de terem PhD. Se você não fosse tão burro, saberia ainda que a verdade não está do lado de quem tem mais PhD ou de quem não tem, mas sim de quem tem as melhores EVIDÊNCIAS. E mesmo se o PhD fosse o critério, existem MILHARES de PhD’s que discordam completamente de Thomas Woods, ou você é tão ingênuo e doente ao ponto de pensar que todo mundo em Harvard concorda com o fanatismo católico dele ?

Ah, e deixei escapar algumas coisinhas, então aí vai :

"A CIÊNCIA FOI DESENVOLVIDA NA IDADE MÉDIA PELA SANTA IGREJA ATRAVÉS DE CLÉRIGOS CATÓLICOS CIENTISTAS" - Sério ? Pois bem. Vamos ignorar que a maioria dos Criacionistas são no entanto cientificamente leigos, sendo em sua maioria pastores e teólogos. Vamos considerar como válidos mesmo os títulos científicos de criacionistas que os conseguiram em cursos por correspondência não reconhecidos, e ignoremos o fato de que alguns estabelecimentos cristãos fundamentalistas conseguem distribuir diplomas em áreas científicas. Como é possível que tantos indivíduos que passaram por instituições científicas de ensino superior defenderem propostas completamente irracionais e incoerentes com a Ciência ? Os Criacionistas alegam que a Teoria da Evolução é um embuste, uma fraude com o objetivo de anular a Bíblia como fonte Única de Verdade Suprema. Dizem que há uma conspiração secular que predomina no meio científico, com raízes provavelmente no Iluminismo e Positivismo, se não uma manobra ardilosa do próprio Satanás.

Afirmam que a verdadeira Ciência é a que afirma a glória de Jeová e confirma os ensinamentos da Bíblia.

Entretanto não cabe aqui esticar mais essa difusão de opiniões pessoais a respeito. Cada um pode acusar ao outro das mesmas coisas. Afinal o que é pior? Acreditar ou não em Deus? Estado vinculado ou não a Religião? Democracia ou Teocracia? Formação filosófica e humanista ou doutrinação religiosa? O que contribuiria melhor para o progresso da Ciência e da Sociedade ? Uma postura Evolucionista e Naturalista ou uma Criacionista e Religiosa ? Só pra lembrar que hoje em dia os países menos desenvolvidos do mundo são os mais influenciados por Religiões, alguns são inclusive Teocráticos...

Anônimo disse...

"A IGREJA CATÓLICA É A MAIOR INSTITUIÇÃO DE CARIDADE DO MUNDO !" - Prefiro dizer seita. As únicas fontes que eu encontrei para a alegação de que a ICAR é "a maior instituição de caridade do planeta" são de blogs apologéticos católicos, ou seja, nenhuma fonte séria ou imparcial, com um mínimo de credibilidade. Mas dado o poder e riqueza da Igreja Católica somado ao fato dela possuir 1,2 bilhões de fieis no mundo, não duvido que ela seja a "maior instituição de caridade", da mesma forma que não duvido que ela seja a instituição com maior número de pedófilos, etc.
Só me intriga o fato de que nestas listas oferecidas pelos blogs católicos constam como "caridade" as escolas católicas PAGAS, como por exemplo a PUC, cujo curso de Jornalismo aqui na minha cidade tinha uma mensalidade de "apenas" 1.200 reais por mês. Isso não é "caridade", é INVESTIMENTO. Caridade seria se abrissem escolas gratuitamente, e não criando faculdades caras e com mensalidade altíssima só para ricos. Caridade é quando a pessoa PERDE algo para o bem do próximo, e não quando ela LUCRA com algum tipo de empreendimento. Os caras criam uma faculdade paga para lucrar em cima disso, e ainda chamam de "caridade", chega a ser piada.

O mesmo raciocínio se aplica à maioria dos demais empreendimentos das listas: quase todos eles pagos, que dão muito lucro à ICAR, e mesmo assim estão descaradamente incluídos nestas listas de "instituições de caridade" para fazer da Igreja Romana a "maior instituição de caridade do mundo". Ela cria escolas e hospitais pagos para lucrar em cima disso e ainda ajudar a limpar um pouco da história suja que possui. É uma estratégia esperta, confesso.

"Através do comunismo/socialismo doentio, ateus mataram 200 milhões de pessoas..." - Sugiro este site : http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/03/7-erros-que-voce-comete-quando-fala-em-comunismo-e-capitalismo.html

Esqueci de mais alguma coisa...?

Cesc Biavati disse...

QUANTO PORCARIA DE LIVRINHO DE MEC! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

ME CITE UM ATEU CIENTISTA: VOCÊ SÓ CONSEGUIRÁ CITAR STEPHEN HAWKING...OUTRO? QUEM FREUD? KKKKKKKKKKKKKKKKK

MAS POSSO CITAR INÚMEROS DITADORES E PSICOPATAS ATEUS DESDE A REVOLUÇÃO FRANCESA DE NATUREZA ANTICRISTÃ, LIBERAL-MAÇÔNICA SOB O PRETEXTO DE "RAZÃO E CIÊNCIA", PASSANDO PELOS IDEALISTAS SOCIALISTAS/COMUNISTAS MARX, ENGELS E FEUERBACH, STALIN, MATO TSE TUNG, POL POT, FIDEL CASTRL, CHE GUEVARA, THAN SHWE, KIM JONG-II, BENITO MUSSOLINI.

OBS: HITLER ERA OCULTISTA E ACREDITAVA EM PALHAÇADAS DE ATLÂNTIDA, ODINISMO PAGÃO, ALIENÍGENAS ARIANOS E OUTRAS PORCARIAS. PROCURE SOBRE SOCIEDADE DE VRIL.


ATEU JAMAIS CONTRIBUIU PARA A CIÊNCIA, PARA A MORAL, PARA ÉTICA, PARA VALORES, PARA FAMÍLIA, PARA ABSOLUTAMENTE NADA! SÃO MARIONETES DE JUDEUS MAÇÔNICOS POSITIVISTAS.

VEJAMOS CIENTISTAS CRISTÃOS:

Vou incluir protestantes cristãos também:

Roger Bacon
Robert Boyle
Issac Newton
John Flamsteed
Stephen Hales
John Mitchell
William Herschel
Georges Cuvier
Michael Faraday
Samuel Morse
Charles Babbage
Charles Bells
Louis Agassiz
George Mendel


FORA OS CATÓLICOS MEDIEVAIS OS QUAIS JÁ CITEI PARA CORROBORAR A IMPORTÂNCIA DA ICAR E TODOS CRISTÃOS PARA A CIÊNCIA, OCIDENTE E EDUCAÇÃO.

Nicolau Copérnico, Gregor Mendel, Alberto Magno, Roger Bacon, Pierre Gassendi, Ruđer Bošković, Marin Mersenne, Francesco Maria Grimaldi, Nicole Oresme, Jean Buridan, Robert Grosseteste, Christopher Clavius, Nicolas Steno, Athanasius Kircher, Giovanni Battista Riccioli, William de Ockham,



VOCÊ ME CITA UNIVERSIDADES ISLÂMICAS CRIADAS NO PERÍODO AO QUAL A REGIÃO DO SUL DA ESPANHA ESTAVA SOB O DOMÍNIO MOURO. EU FALO DE UNIVERSIDADES OCIDENTAIS. E MESMO ASSIM UNIVERSIDADES RELIGIOSAS E NÃO ATEIAS

NENHUM ATEU TEM AUTORIDADE PARA FALAR SOBRE MORALIDADE, CIÊNCIA, SOCIEDADE OU HISTÓRIA.

FORAM TODOS ASSASSINOS CRÚEIS LIGADOS A IDEOLOGIAS PSICOPATAS.

Cesc Biavati disse...

O PRÓPRIO DESENVOLVEDOR DA TEORIA DO BIG BANG QUE OS ATEUS ESQUERDISTAS IDOLATRAM FOI UM PADRE CATÓLICO: GEORGES LEMAITRE

AGRADEÇA A IGREJA CATÓLICA E AOS CRISTÃOS EM GERAL POR VOCÊ TER O CONHECIMENTO QUE TEM, PELO OCIDENTE, PELA DEMOCRACIA QUE TEM E POR NÃO SE CHAMAR ABDUL AL-MOHAMAD.

Anônimo disse...

Quanta porcaria de um livrinho BÍBLICO ! De qual versículo você pegou esses absurdos e asneiras ?

Citar um ateu famoso/cientista ? Como estou com preguiça, sugiro este site : https://ateuativo.wordpress.com/ateus-famosos/
E também esse link : https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Lista_de_não_teístas

(Apenas veja e morra de inveja)

Depois de ver os dois links, me diga... Ateu jamais contribuiu pra ciência, ética, valores e política ? Aham, tá bom... Então, Malafaia, Bolsonaro, Donald Trump, Feliciano, Edir Macedo, os padres acusados de pedofilia, contribuiram muito né ?

Bill Gates se declarou agnóstico, nem preciso falar desse cara, extraordinário no que fez, doou 40 bilhões de dólares para produção de vacinas, combater AIDS, ajudar a Àfrica, não segue nenhuma religião... Dizem que agnóstico é um ateu cagão, mas tudo bem...
Einsten não acredita no Deus da bíblia como você mesmo já falou, pois ele era judeu, mas porque tantas religiões né, se o Cristianismo é (ou era ?) a única verdadeira...
Thomas Edison, grande inventor da lâmpada também era ateu. Santos Dumont, inventou o avião também era Ateu. Stebe Jobs da Apple também era Ateu.
Existem muitos cientistas ateus !
- Enrico Fermi;
- Robert Oppenheimer;
- Casal Curie;
- Carl Sagan;
E muitos outros (você citou dois, obrigado) ! Pesquise um pouquinho mais antes de vir falar abobrinhas, okay...?

Achei no mínimo irônico você citar protestantes cristãos pois há vários graus e motivos para hostilidade entre esses dois grupos religiosos (católicos e protestantes). Os ensinamentos da Reforma que identificam o papa como a Besta do Apocalipse e/ou o Catolicismo Romano como o Mistério de Babilônia ainda são comuns entre os protestantes. Claramente, qualquer um com esta visão não vai simpatizar com Roma tão cedo.
Muitos protestantes pensam que os católicos romanos ensinam um evangelho de obras que não pode salvar, ao passo que os católicos romanos pensam que os protestantes ensinam um “Cristianismo fácil”, que requer nada mais do que uma explosão emocional causada por uma pregação manipuladora. Os protestantes culpam os católicos por adorar a Maria e os católicos pensam que os protestantes são aparentemente insensíveis demais para entender as distinções que Roma fez em relação a isto...

E, what, Marx e Engels como ditadores e psicopatas ? Me poupa !

Réplica ao seu P. S.: Em seu livro, Mein Kampf, ele afirmou seguir os principios do cristianismo. Em seus publicos discursos, especialmente no começo de seu governo, Hitler frequentemente descrevia positivamente a Cultura Cristã alemã, e a sua crença em um Cristo ariano.

Anônimo disse...

Percebi que você tem um fetichismo por Napoleão Bonaparte... Além do seu gênio militar que contribuíu para evitar que as monarquias absolutistas européias derrotassem a França e restituíssem o Antigo Regime, cabe destacar o Código Napoleônico, criado em 1804, que é ainda o Código Civil francês. O Código Napoleônico foi o primeiro código de leis de sucesso na Europa a enfatizar a clareza no Direito, razão pela qual exerceu grande influência sobre as leis de outros países... Porque você fica demonizando ele ? (Uma tecnologia comum dos católicos...)

Em resumo, o ensino católico nas universidades medievais:
• Ensinava lógica deturpando a lógica.
• Ensinava história deturpando a história.
• Ensinava geografia deturpando a geografia.
• Ensinava ciências deturpando a ciência.
• Ensinava o latim deturpando o latim.
• Em vez de conduzir à santificação, conduzia ao máximo da imoralidade.
• Era elitizado, deixando a grande maioria do povo no analfabetismo.
Podemos resumir todo o ensino das universidades católicas com uma só palavra: lixo.
Podemos comparar aos dias de hoje: nos vestibulares mais concorridos, em geral 90% dos que passam vieram de colégios mais respeitáveis, especialmente do ensino privado, enquanto em média 10% dos que passam vieram de escolas públicas em situações precárias e com péssima educação. Ou seja: a qualidade do ensino não é tudo o que conta, porque depende muito do aluno também. Um gênio consegue passar em ambas. Da mesma forma, embora surgissem cientistas católicos de grande renome, eram das universidades protestantes que saía a grande maioria deles, consequencia natural de um ensino com mais qualidade.
Em suma, foi o protestantismo que nos deu ensino de qualidade, que deu luz aos melhores cientistas, que derrotou as grandes superstições, que levou o aluno a exaltar a Deus por meio do estudo, que abriu as portas das universidades para as pessoas mais simples, que colocou a Bíblia nas mãos do povo, que superou o analfabetismo, que gerou prosperidade e desenvolvimento, que valorizou o ser humano. Sim, a Igreja Católica tem seus méritos; afinal, ensino ruim ainda é melhor do que nada...
E ser acéfalo que não sabe interpretar, eu apenas citei que os católicos não foram os primeiros a criarem uma Universidade. Pode dar piti a vontade ! Mas isso não muda esse fato !

"Ateus não passam de marionetes da Maçonaria" - Hum, mas um dos princípios básicos para você entrar numa Ordem Maçonica não seria crer em Algo Superior ? Apenas pare com essas teorias conspiratórias que não tem base ou fundamento algum... Aliás, é super comum ouvir essas teorias conspiratórias dos católicos, sendo que a Igreja que eles tanto defendem têm mil teorias "obscuras" a respeito dela mesma...

Anônimo disse...

"NENHUM ATEU TEM AUTORIDADE PARA FALAR SOBRE MORALIDADE, CIÊNCIA, SOCIEDADE OU HISTÓRIA !" - Vem me obrigar então, queridinho ! Você acha que vou me sentir amedrontado por um ser como tu ? Me poupa ! Aliás, alguém que acredita em teorias criacionistas não deveria se intrometer nesses assuntos ! Ou vai me dizer mesmo que o homem surgiu do barro, que o conhecimento todo do bem e mal estava dentro de uma fruta, que serpentes (e jumentos, pelo visto) podem falar, que uma virgem teve um filho, que Deus provocou o Big Bang e outras coisas toscas que essa religião vende realmente existem ?

"FORAM TODOS ASSASSINOS CRÚEIS LIGADOS A IDEOLOGIAS PSICOPATAS" - Sério ? O Cristianismo não teve assasinos na seita, não teve ideologias filosóficas (Porque surgiram a Patristica e a Escolástica ? Não eram ideológicos ?)...

"O PRÓPRIO DESENVOLVEDOR DA TEORIA DO BIG BANG QUE OS ATEUS ESQUERDISTAS IDOLATRAM FOI UM PADRE CATÓLICO: GEORGES LEMAITRE" - Ou seja, nem um padre concordava com a historinha absurda da Bíblia !

"AGRADEÇA A IGREJA CATÓLICA E AOS CRISTÃOS EM GERAL POR VOCÊ TER O CONHECIMENTO QUE TEM, PELO OCIDENTE, PELA DEMOCRACIA QUE TEM E POR NÃO SE CHAMAR ABDUL AL-MOHAMAD" - Aham, devo agradecer a ela por ter matado milhares de pessoas, por fazer lavagem cerebral nas crianças, por ser simpatizante da ditadura (já que ela apoiou a ditadura militar)...
"NENHUM ATEU TEM AUTORIDADE PARA FALAR SOBRE MORALIDADE, CIÊNCIA, SOCIEDADE OU HISTÓRIA !" - Vem me obrigar então, queridinho ! Você acha que vou me sentir amedrontado por um ser como tu ? Me poupa ! Aliás, alguém que acredita em teorias criacionistas não deveria se intrometer nesses assuntos ! Ou vai me dizer mesmo que o homem surgiu do barro, que o conhecimento todo do bem e mal estava dentro de uma fruta, que serpentes (e jumentos, pelo visto) podem falar, que uma virgem teve um filho, que Deus provocou o Big Bang e outras coisas toscas que essa religião vende realmente existem ?

"FORAM TODOS ASSASSINOS CRÚEIS LIGADOS A IDEOLOGIAS PSICOPATAS" - Sério ? O Cristianismo não teve assasinos na seita, não teve ideologias filosóficas (Porque surgiram a Patristica e a Escolástica ? Não eram ideológicos ?)...

"O PRÓPRIO DESENVOLVEDOR DA TEORIA DO BIG BANG QUE OS ATEUS ESQUERDISTAS IDOLATRAM FOI UM PADRE CATÓLICO: GEORGES LEMAITRE" - Ou seja, nem um padre concordava com a historinha absurda da Bíblia !

"AGRADEÇA A IGREJA CATÓLICA E AOS CRISTÃOS EM GERAL POR VOCÊ TER O CONHECIMENTO QUE TEM, PELO OCIDENTE, PELA DEMOCRACIA QUE TEM E POR NÃO SE CHAMAR ABDUL AL-MOHAMAD" - Aham, devo agradecer à ela pela hiperdulia, à dulia, à ética católica sobre o casamento (que condena o divórcio), sobre a Vida (que condena o aborto, as pesquisas científicas que matam embriões humanos, a eutanásia e os contraceptivos artificiais) e sobre a sexualidade (que condena o sexo pré-marital, a homossexualidade e o uso de preservativos).
Devo ser grato a ela pelas questões doutrinárias como o ensinamento de ser impossível conferir ordenação sacerdotal às mulheres, grato pelo abuso sexual das crianças por padres, grato pelas históricas acções opressoras e violentas das Cruzadas e da Inquisição (que perseguiu os hereges, os judeus e alguns cientistas), grato pelo seu suposto envolvimento com os regimes não-democráticos e as acções "desatinadas" de alguns missionários católicos durante o período colonial na África, na Ásia e na América...

Anônimo disse...

Ops, o comentário acima foi repetido ! Foi mals, vou enviar o certo :

"NENHUM ATEU TEM AUTORIDADE PARA FALAR SOBRE MORALIDADE, CIÊNCIA, SOCIEDADE OU HISTÓRIA !" - Vem me obrigar então, queridinho ! Você acha que vou me sentir amedrontado por um ser como tu ? Me poupa ! Aliás, alguém que acredita em teorias criacionistas não deveria se intrometer nesses assuntos ! Ou vai me dizer mesmo que o homem surgiu do barro, que o conhecimento todo do bem e mal estava dentro de uma fruta, que serpentes (e jumentos, pelo visto) podem falar, que uma virgem teve um filho, que Deus provocou o Big Bang e outras coisas toscas que essa religião vende realmente existem ?

"FORAM TODOS ASSASSINOS CRÚEIS LIGADOS A IDEOLOGIAS PSICOPATAS" - Sério ? O Cristianismo não teve assasinos na seita, não teve ideologias filosóficas (Porque surgiram a Patristica e a Escolástica ? Não eram ideológicos ?)...

"O PRÓPRIO DESENVOLVEDOR DA TEORIA DO BIG BANG QUE OS ATEUS ESQUERDISTAS IDOLATRAM FOI UM PADRE CATÓLICO: GEORGES LEMAITRE" - Ou seja, nem um padre concordava com a historinha absurda da Bíblia !

"AGRADEÇA A IGREJA CATÓLICA E AOS CRISTÃOS EM GERAL POR VOCÊ TER O CONHECIMENTO QUE TEM, PELO OCIDENTE, PELA DEMOCRACIA QUE TEM E POR NÃO SE CHAMAR ABDUL AL-MOHAMAD" - Aham, devo agradecer à ela pela hiperdulia, à dulia, à ética católica sobre o casamento (que condena o divórcio), sobre a Vida (que condena o aborto, as pesquisas científicas que matam embriões humanos, a eutanásia e os contraceptivos artificiais) e sobre a sexualidade (que condena o sexo pré-marital, a homossexualidade e o uso de preservativos).
Devo ser grato a ela pelas questões doutrinárias como o ensinamento de ser impossível conferir ordenação sacerdotal às mulheres, grato pelo abuso sexual das crianças por padres, grato pelas históricas acções opressoras e violentas das Cruzadas e da Inquisição (que perseguiu os hereges, os judeus e alguns cientistas), grato pelo seu suposto envolvimento com os regimes não-democráticos e as acções "desatinadas" de alguns missionários católicos durante o período colonial na África, na Ásia e na América...

Pronto, agora sim !

Maiara Menezes disse...

Na minha opinião você não tem que aprender "como ser de esquerda". Você simplesmente tem que analisar tudo de acordo com sua consciência. Não se delimite a partir de rótulos. Eles já virão naturalmente. E outra, eu quando tinha a sua idade (eu sei q é um saco qdo alguém fala isso, mas é inevitável) sentia a necessidade de pertencer a algum grupo de pessoas. Quero te aconselhar a não cometer este erro, porque você sempre vai encontrar pessoas que irão te menosprezar (no caso, pelo fato de ser adolescente), porque mtas pessoas, a partir do momento que se encaixam em determinado grupo, buscam de todas as formas utilizar as características desse grupo para se superiorizarem em relação às outras. Ou seja, vc vai encontrar pessoas dizendo como vc deve pensar e o que deve estudar para ser realmente de esquerda, e isso vai te tirar do rumo certo, que é pensar com a própria cabeça, e não procurando estar de acordo com determinada doutrina. Espero ter me feito compreender e ter ajudado em algo ;)

.h disse...

Meio atrasado e nem sei se vai ser lido, mas lá vai:

antes de mais nada, não tenha medo de mudar de opinião. Enquanto continuamos estudando amadurecemos nossos ideais. Nenhuma posição (política, ideológica, religiosa, etc.) é permanente. Nem que a gente queira! A gente precisa estar aberto a mudar, sim. E enquanto vivemos, mudamos. Exercite seu discurso, não se cale: é assim que muitas vezes damos coragem ao que a gente acredita; também é assim que vemos como nossas idéias se saem quando confrontadas e assim vemos o que nos falha, o que precisamos estudar ainda.

Em segundo lugar, se você se interessa pela militância partidária, procure as sedes dos partidos em sua cidade. Durante as eleições fica ainda mais fácil. Muitos partidos têm militância jovem, em idade escolar. Conheça o trabalho dessas militâncias. E tudo isso leva tempo mesmo.

Sayoko disse...

eu não costumo comentar aqui, mas não custa. mas antes, só pra avisar: eu sou militante do PSTU há 6 anos (passei antes dois meses no PSOL e fui anarquista por quase dez anos) e, com todo respeito às outras organizações e aos ativistas independentes, que certamente acham coisas diferentes, falo do ponto de vista de quem acha que a única forma de ser de esquerda e consequente é a que eu vou defender abaixo. pra mim, são oito pontos fundamentais:

1-questione, sempre, toda e qualquer autoridade. isso não quer dizer enfrentar qualquer líder, até porque sem direção todo processo se dissipa, mas lembre sempre que ninguém está sempre absolutamente certo. na verdade, o mais comum é que as atitudes sempre tenham partes certas e erradas, e isso inclui qualquer direção. reinvindique Luciana Genro, Trotsky, Stalin, Bakunin, ou qualquer outro que quiser, mas lembre-se de que são humanos e portanto falíveis, e meramente terem dito algo não quer dizer automaticamente que está certo. se permitar errar, também.

2-seja honesta sempre, principalmente consigo mesma. só a verdade é revolucionária. isso não quer dizer sair falando tudo pra todo mundo em qualquer circunstância, porque há espaços mais perigosos ou tóxicos. mas sempre que possível, tente ser clara sobre o que você pensa e sente. faz com que as pessoas confiem mais em você e com que você mesma se sinta mais segura. ligado a isso: não tenha medo de defender suas posições e de achar que elas estão corretas e as das outras pessoas estão erradas, desde que esteja aberta a essas posições. acho que esse é o ponto mais importante de todos.

3-tente sempre entender as coisas como parte de uma totalidade mais ampla. o caso de estupro coletivo no Rio, por exemplo, não é isolado, e sim parte de uma cultura mais ampla do estupro no Brasil, correto? pois bem, a mesma coisa vale pra tudo mais. a própria cultura do estupro brasileira é parte de um conjunto mais amplo de ideologias, que são tão parte da nossa sociedade quanto as fábricas, estradas, escolas e governos. por outro lado, não tenha a ilusão de que está levando TUDO em conta. somos seres falíveis e somos incapazes disso, mas temos que tentar.

4-seja muito internacionalista. isso é parte do ponto 3, na verdade, mas é tão importante que precisa ser ressaltado. nada acontece em um país só, sempre tem ecos, e os trabalhadores e oprimidos do mundo todo estão meio que no mesmo barco. não caia no erro de achar que nós somos mais importantes que os outros, porque esse é o primeiro passo pra virar de direita, como qualquer nacionalista demonstra.

[continua]

Sayoko disse...

5-lute muito contra a LGBTfobia, o machismo e o racismo. para além de ser moralmente erradas e destruírem as pessoas, as opressões dividem os trabalhadores e atrapalham qualquer luta pra mudar o que quer que seja. não deixe nunca passar barato, mas tente distinguir quando alguém está cometendo um deslize ou sendo ignorante e pode ser educado ou chamado a atenção, e quando está conscientemente sendo opressor e tem que ser ignorado e/ou escrachado.

6-tente, na medida do possível, se colar nos trabalhadores mais explorados (especialmente os operários e operárias), porque são eles que mais entendem os problemas das coisas e também são os mais consequentes quando lutam. se você é estudante, tente se aproximar dos faxineiros, secretários, cozinheiros e tal, ou dos alunos que moram pior. é um esforço difícil num primeiro momento porque nós somos ensinados a tentar se relacionar só com quem tem status, mas isso faz com que a gente se acostume a tratar todo mundo como igual e, mais importante, faz com que vejamos as coisas do ponto de vista de quem precisa de verdade que as coisas mudem radicalmente. a classe média não precisa de socialismo pra sobreviver; a classe operária, sim.

7-não fique sozinha. não existe nada que leve mais gente da direita pra esquerda quanto achar que ninguém acha o mesmo que você e que por isso as coisas não vão mudar. se você tem afinidades com alguma organização, procure ela (se tiver interesse no PSTU, por exemplo, me avise que eu te arrumo um telefone de alguém que atue por aí) e peça pra ouvir as idéias deles. se não, procure um espaço de militância: um grêmio, um coletivo estudantil, um movimento de mulheres, qualquer coisa mesmo. todo espaço de militância tem problemas, mas é infinitamente militar junto com problemas do que ser sozinha e perfeita.

8-por último: saiba ser disciplinada e séria, mas também relaxar. por exemplo: se você é a favor de derrubar Temer (como eu) e quer que Dilma volte (ao contrário de mim), não trate isso como brincadeirinha. não faça bundaço e vomitaço; se você acha que é um golpe de estado, aja como se fosse um governo inimigo, ditatorial, e que precisa ser destruído politicamente e fisicamente! faça atos, entre em contato com gente que parece concordar, tente convencer pessoas. mas ao mesmo tempo, não se cobre por não conseguir fazer absolutamente tudo, porque, novamente, somos todos falíveis e pequenos. nossa força está em nos juntar com quem pensa como nós e nos separar de quem não pensa como nós, não em sermos superhomens ou supermulheres (ou super-NBs, sei lá) que resolvem tudo sozinhos. se alguém fosse assim, o capitalismo já tinha acabado.

boa sorte pra você, moça, e nos vemos nas lutas!

G. Tolstoy
PSTU - RJ