segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

NÃO HÁ NADA DE LEVE NA ANOREXIA

Acabei de ler esses dias a autobiografia da atriz e modelo Portia de Rossi, chamada Unberarable Lightness (em português, A Insustentável Leveza: Uma História de Perdas e Ganhos). 
Portia, mais conhecida por ter feito parte do elenco fixo da série Ally McBeal entre 1998 e 2002 e, desde 2008, por ser esposa da apresentadora Ellen DeGeneres (considerada por muitos “a lésbica mais famosa do mundo”), publicou suas memórias em 2010. Na realidade, é mais um relato de como Portia aprendeu a aceitar o seu corpo e sua orientação sexual do que propriamente uma biografia. Mas está bem escrito e é muito interessante. E assustador, porque fala de anorexia.
Portia com seu irmão quando eram
crianças
Portia hoje tem 42 anos. Ela nasceu na Austrália, e começou a ser modelo por lá aos doze anos de idade. Aos quinze já estava em grupos de autoajuda querendo saber como emagrecer. Todas as mulheres no grupo tinham o dobro de sua idade e peso. Quando lhe perguntavam “Qual parte do seu corpo você mais gosta?”, ela respondia: “Nenhuma”. E isso que ela era modelo, com medidas de modelo. 
Nas entrelinhas das memórias sobra bastante acusação pra mãe de Portia (ela perdeu o pai quando criança). O problema maior, a meu ver, é permitir que uma menina de 12 anos se torne modelo. Soa como abrir as portas para uma série de distúrbios alimentares. Portia escreve:
“Como uma jovem adolescente, eu estava cercada de modelos que bebiam apenas suco de melancia durante dois dias antes das fotos, ou comiam um grande almoço, cheiravam cocaína, e iam dançar a noite inteira para queimar as calorias da comida. 
"Mas eu não precisava estar com uma modelo para me cercar de pessoas sem saúde obcecadas por dietas. A escola estava cheia delas. O espanto da minha nutricionista me fez pensar se ela vivia em outro mundo, um mundo não realista onde garotas adolescentes estavam felizes com seus corpos do jeito que Deus os fez e os alimentavam com a comida caseira que suas mães faziam para que elas pudessem seguir uma carreira sabendo que o que uma menina conquistava era de maior importância que a sua aparência” (minha tradução). 
Durante muito tempo, desde a adolescência, Portia comia quase nada antes de um trabalho de modelo. Depois do ensaio, ela buscava se recompensar, comendo tudo o que via pela frente (o que se chama binge eating, compulsão alimentar), e, em seguida, vomitar. Na Austrália, antes de se mudar pra Hollywood, Portia já era anoréxica e bulímica, mas sem saber. Não achava que tinha algum problema, além daquele de ser uma “sapata gorda, feia e inútil”, como escrevia em todas as páginas do seu diário.
Portia não aceitava ser lésbica. Levou um tempão pra contar pra mãe e pro irmão, e mais tempo ainda pra “sair do armário” em Hollywood, e isso só por causa de paparazzi, que a flagraram beijando uma mulher. Muito antes disso, ela chegou a se casar com um homem nos EUA (esse marido foi embora com a esposa do irmão dela). 
Quando Portia foi fotografada para a capa (ao lado) da Rolling Stone australiana, ela já fazia parte de Ally McBeal e detestava seu corpo havia anos. Achava-se gorda, embora medisse 1,73 m e pesasse 130 pounds (60 quilos). 
Ela enganava a própria nutricionista. Fazia um diário em que mostrava para a nutricionista como consumia as 1,400 calorias diárias em seis porções pequenas ao longo do dia, e com grande variedade de alimentos. 
Mas tinha um diário só pra ela, em que descrevia a realidade -– 600 calorias por dia e apenas oito tipos de alimentos. Tudo que ela comia era peru, alface, atum, aveia, mirtilos (blueberries), clara de ovo, iogurte e gelatina, quase tudo com um spray de manteiga sem calorias em cima. 
E ela fazia tudo que podia correndo na esteira. Na volta do trabalho para sua casa, ela parava no meio do caminho numa academia, para fazer mais ginástica, porque não podia ficar muito tempo parada. A nutricionista lhe perguntava: “O que aconteceria se você ficasse sentada por tempo demais?”, e Portia respondia: “Eu iria engordar! A dieta é só a metade de tudo, você sabe”. Ela havia parado de menstruar, e nem tinha percebido. 
Em 1999, ela foi contratada para ser a garota-propaganda dos produtos pra cabelo da L'Oreal. Ela foi levada para uma suíte presidencial sem móveis, mas lotada de terninhos cinzas -– mais de duzentos modelitos cinzas, com pequenas diferenças entre eles. Portia tinha que prová-los e... nenhum cabia, para seu desespero. Ela havia fornecido medidas meio chutadas do seu corpo. E os ternos, que eram todos pequenos, não cabiam nela. Ela era um “size 8” (que equivale no Brasil ao manequim 36; a média das mulheres americanas é 12, ou seja, manequim 40). Depois ela ficaria tão magra que viraria um size 2 (manequim 34).
Ela ia a um restaurante e pedia cem gramas de peru com salada, e dava quase todo o peru pro seu cachorrinho. Antes de receber uma amiga que ficaria em sua casa, ela comia 300 calorias por dia durante duas semanas, para “compensar” tudo que iria engordar ao sair com a amiga. Cansado e temeroso pela saúde de Portia, seu irmão lhe falou: “Só porque você trabalha com alguém que é muito magra, não quer dizer que você precisa ser muito magra também”. 
Esta é uma das falhas do livro: Portia mal fala de Calista Flockhart. É chato falar de outra pessoa, eu sei, mas também é impossível escrever um livro sobre anorexia sem mencionar a colega que toda semana aparecia como símbolo máximo da anorexia nos tabloides. Aliás, não só ela. Ally McBeal era vista como a série em que as atrizes ficavam mais magras a cada semana. Alguns anos depois do final da série, Calista reconheceu que teve problemas alimentares, mas negou que tenha sido anoréxica. Alegou que, na época, trabalhava demais, quinze horas por dia. 
Portia fala pouco da série em si. Ela critica o criador de Ally McBeal, David E. Kelley (casado na vida real com Michelle Pfeiffer) por ter rapidamente transformado sua personagem, Nelle, uma advogada fria, durona e competente, numa moça que transa com o chefe e posa de lingerie pra ele. Portia se achava gorda demais pra fazer essa cena (ao lado). Ela perguntou a uma amiga como estava na TV, e a amiga respondeu: "Como uma mulher normal e saudável".
E Portia é muito competitiva. Ela tinha que ser a melhor em tudo. O pior palavrão pra ela era “normal”, “na média”. Quando Lucy Liu entrou na série e, pouco depois, conseguiu um papel no filme As Panteras, Portia decidiu que precisava de um papel bom no cinema também. 
Quase no auge da anorexia (Portia chegou a pesar 82 pounds, ou 38 quilos), ela chegou no trabalho para filmar uma cena na série, e sua estilista lhe disse: “Olha pra você! Dá pra ficar mais magra? Toda vez que te vejo, você fica melhor e melhor. Eu queria ter um décimo da sua disciplina”. Na narrativa, Portia diz como as conversas sobre peso seguem praticamente um roteiro. 
Outros exemplos insanos: Portia parou de usar pasta de dentes na escovação para não engolir nenhuma caloria acidentalmente. Na manhã de um natal, ela apareceu às 5:30 na academia de ginástica que abria às 6 e, enquanto esperava, ficou correndo nas escadas para se exercitar. Quando ela viajou da Califórnia para a Austrália, um voo de 14 horas, ficou todo o tempo sem comer. A comissária de bordo sussurrou pra ela, orgulhosa: “Você está sendo tão boa!” 
Em 2002, durante as filmagens (em Toronto) de uma comédia bem desconhecida, o corpo de Portia entrou em colapso. Ela não conseguia se mexer, todas suas juntas doíam, não podia andar. Até que chegou um dia em que desmaiou no set. Foi levada ao hospital e diagnosticada com cirrose e osteoporose. Seus órgãos estavam a ponto de parar de funcionar. Se ela não desse um jeito na sua vida, iria morrer, aos 26 anos. 
A mídia é terrível. Monitora regularmente a vida das celebridades pra encorajar a gente a fazer o mesmo nas nossas vidas pessoais. Exige um padrão de beleza que não tem nada de natural para a maior parte das mulheres. Portia apareceu em várias capas de tabloide por estar magra demais. A mídia fez escândalo sobre sua magreza, mas, se ela estivesse no peso “normal”, provavelmente a teriam chamado de gorda ou feito reportagens sobre como ela conseguia sobreviver em Hollywood mesmo sendo “gordinha” (como fizeram com Kate Winslet e, mais recentemente, com Jennifer Lawrence). 
E é tudo uma hipocrisia, porque as atrizes e modelos têm que dizer em todas as entrevistas que comem normalmente e que nem se exercitam, que pra elas tudo é “natural”, enquanto na realidade passam fome e horas moldando o corpo. 
Quando pesava tão pouquinho, Portia precisava usar manga comprida para esconder seus braços (e também as veias desses braços, que se destacavam muito). Na série, os estilistas a vestiam com camisas e ternos com enchimentos nos braços e nas pernas. A julgar pelo relato de Portia, o que mais “denuncia” a magreza extrema de alguém são os braços e as pernas, que ficam realmente esqueléticos. 
Ela conseguiu se reeducar quando foi viver com Francesca (enteada de Ringo Starr), antes de Ellen (que passou a namorar em 2004). Francesca comia de tudo, nunca fazia dieta, e era magra. Portia havia voltado a ser bulímica, e também a pesar muito mais. Então ela reparou que fazia dieta desde os 12 anos de idade, e que esse não era um bom modo de viver. Assim, ela passou a comer o que tinha vontade, quando tinha vontade, sem contar calorias, sem se pesar, sem fazer exercícios em academia. E emagreceu.
Portia ressalta que a anorexia não acaba assim que a pessoa começa a recuperar peso. Ela continua na cabeça. Segundo a atriz, ela pensava o tempo todo em comida, até sonhava com ela. 
No epílogo do livro, ela revela a importância de ler O Mito da Beleza, e a vergonha que ela, que sempre se sentiu feminista, sentiu ao perceber que havia caído no golpe do padrão. “Desperdicei meu cérebro e meu talento para caber num vestido minúsculo enquanto meus colegas homens iam trabalhar e fazer dinheiro, fazer política, fazer diferença”. Ela e sua terapeuta conversavam “sobre a imagem da mulher ideal na forma de modelos que eram em sua maioria meninas adolescentes nada saudáveis”. 
Seis anos depois de publicar suas memórias, Portia continua muito magra (como se espera de uma atriz de Hollywood), vegana (ela começou a adotar esse estilo de vida depois de “se curar”), e casada com Ellen. Há sempre alguma fofoca nos tabloides de que Ellen (que é quinze anos mais velha que Portia) paquera moças mais jovens, que o casamento vai acabar, que Portia fez plástica. 
E sempre, sempre a avaliação pública do corpo alheio. Numa entrevista, Portia fala das atrizes que estão cada vez menores em tamanho e pergunta: "Quem quer ser pequena quando se pode ser grande?"

155 comentários:

Anônimo disse...

Essa Ellen tá me parecendo um tanto machista não, paquerando mulheres mais jovens por aí enquanto tem uma mulher em casa, talvez algumas lésbicas se sintam como os homens da relação e gostam de ser o opressor.

Anônimo disse...

Novo plano dos mascus. Espalhem o máximo possível esse alerta pra q ninguém clique nessa bosta de site e dê dinheiro pra esses doentes!


"O negócio é o seguinte, consegui um grupo de investidores que estão interessados em investir R$50.000 em meu projeto do ADSENSE.
O REIS DO CAMAROTE nada mais está sendo que um laboratório para nós estudarmos o gado.

Preciso do photoshop fag para fazer um logotipo semelhante aquele do megaupload quando o FBI tirou do ar.

Vou meter um no REIS DO CAMAROTE.
Precisa ter o logotipo da PF e do MPF para parecer que eles tiraram o site do ar para investigações, e abaixo vou por um texto lá.

Site tirado do ar em razão de ordem judicial papapapapapa-SP/0001-0384.
O gado SJW vai ficar basicamente sedento pra saber de onde é tal ordem judicial, e vai ser redirecionado para o ADSENSE.

Terminamos a merda em grande estilo.
É o jogo do ganha-ganha, a PF será parabenizada por tirar um psicopata do ar, o psicopata irá ganhar dinheiro, e a Dolores que irá ficar com cara de idiota no final das contas, visto que nos ajudou a ganhar dinheiro."

Anônimo disse...


Saiu uma matéria falando do pq as mulheres héteros pedem mais divórcios a explicação era o machismo, as mulheres se sentem infelizes no casamento. Mas com casais gays acho que existem machismo também.


http://super.abril.com.br/comportamento/divorcio-e-coisa-de-mulher

Anônimo disse...

Lola, lembra da Karen Carpenter?

Anônimo disse...

Trabalho com moda, na verdade, esses casos são extremos, de gente doente, a modelo precisa ter o biotipo magra,para mostrar com perfeição a roupa do estilista,não dá para fazer um tipo para cada mulher, é sim preciso um padrão-geral.Questão de indústria.

Anônimo disse...

""O negócio é o seguinte, consegui um grupo de investidores que estão interessados em investir R$50.000 em meu projeto do ADSENSE. "

Fico pensando que tipo de investidor faz um negócio ruim desses hahahahahahaha esse povo tá vivendo em 2003 será?

Anônimo disse...

Se for anorexia é doença, tem que tratar, ninguém pode ser feliz assim.

Agora quando é obesa daí tem que aceitar, não é doença, e ser gordo é ser feliz. E se alguém diz pra emagrecer é gordofobia...

Anônimo disse...

Confesso que nao li o texto pois a palavra anorexia é gatilho demais.
É um problema superado, mas me entristece mesmo pois o motivo que me levou a esse disturbio é o mesmo que ainda leva muitas outras meninas.
A sociedade é gordofobica.
E para os que vem com a desculpa "aiinnnn...eu sou muito bonzinho e só estou preocupado com a saúde", eu nunca fui obesa, eu estava no limite superior do peso normal... e mesmo assim desenvolvi anorexia, pois era lida como gorda, tratada mal pelos colegas, etc. E mesmo se fosse obesa, eu mereceria respeito como qq pesoa ! O peso é individual, no é da conta de ninguem !

Anorexia é silenciosa !!! tem que ser falado à exaustao !
E pra quem está tao preocupado com a saúde, pq favor, cuidado com o que falam para as pessoas e perto das pessoas, principalmente de crianças e adolescentes mais gordinhas.



Anônimo disse...

Lola lembra do mascu Kyo el fuego sancto? então agora ele criou uma pagina a https://www.facebook.com/Legalize-o-estupro-722309751237066 nossa ele posta coisas horriveis, legalização do estupro, rodeio de gordas, pelo que me parece ele se chama brayan

Camila Bezerra disse...

Com certeza ela ficou muito mais linda depois de parar de fazer loucuras pra ficar magra.

O problema é que isso está tão entranhado na gente que mesmo sabendo, lendo, se informando, se empoderando, é muito difícil se ver além do que sua imagem física mostra no espelho. Essa transformação acho que é a mais complicada de todas.

Anônimo disse...

Essas são as fotos do Kyo El Fuego Sancto: http://imgur.com/a/aPUYz

Canal com os vídeos dele falando um monte de bosta: https://www.youtube.com/channel/UCpQnFyu-dOjW2_Pb5zOTaTg

lola aronovich disse...

Obrigada, já tenho os vídeos e as fotos do Kyo / Bryan. Agora quero saber seu nome completo, endereço e CPF, para que possamos denunciá-lo formalmente. Alguém sabe? Tenho certeza que, assim que ele for preso, ele entrega o Marcelo.

Julia disse...

Lembrei desse texto que li essa semana

"Você prefere gozar ou ser magra?"

https://medium.com/@letrapreta/voc%C3%AA-prefere-gozar-ou-ser-magra-86516ca82fa2#.ly8jc3cbe

"Um dia se quantificassem o tempo que a gente gasta se lamentando por não sermos bonitas o suficiente aposto que não falaríamos de horas, mas falaríamos de anos onde estávamos sendo assaltadas pelos mais horríveis pensamentos a respeito de nós mesmas. Tempo que poderíamos estar produzindo, amando, rindo, gozando, ganhando o Nobel."

Anônimo disse...

"Nas entrelinhas das memórias sobra bastante acusação PRA MÃE de Portia (ela perdeu o pai quando criança). O problema maior, a meu ver, é permitir que uma menina de 12 anos se torne modelo. Soa como abrir as portas para uma série de distúrbios alimentares."(Extraído do post)

Pensei que era culpa do patriarcado. Percebam que a ausência paterna, pode sim prejudicar. O homem não é o culpado por tudo de ruim.

Anônimo disse...

Porque gordofobia não existe, né anon das 14:09? Imagine, gordofobia, você só veio num post sore pessoas enganadas por um padrão de beleza irreal que passam fome até morrer reclamar que mulheres gordas (porque homem pode estar quase explodindo, mas a "saúde" dele não é tão preocupante assim) tem mais é que fechar a boca e passar fome porque você se ofende com a visão delas. É, realmente, nada gordofóbico...

Anônimo disse...

14:59 quer dizer que o patriarcado não cobra padrões irreais de beleza nem reduz as mulheres à sua aparência, julgando-a pelo que ela faz pra parecer bonita e desvalorizando seus talentos e seu trabalho em prol da beleza?

Os trolls desse blog já foram mais criativos...

Anônimo disse...

Você sabe que o patriarcado é um sistema, né? Não é pelo fato de uma menina ser órfã de pai que vai fazê-la ser menos cobrada e exigida pelo patriarcado.
E nem tudo é culpa dos homens mesmo. Por exemplo, a sua burrice, é culpa só sua. Os homens não tem nada a ver com isso.

Anônimo disse...

Você sabe que o patriarcado é um sistema, né? Não é pelo fato de uma menina ser órfã de pai que vai fazê-la ser menos cobrada e exigida pelo patriarcado.
E nem tudo é culpa dos homens mesmo. Por exemplo, a sua burrice, é culpa só sua. Os homens não tem nada a ver com isso.



Ué! Alguém a obrigou a se tornar modelo?? E por que mãe não a educou dentro dos princípios humanísticos pregados pelas mulheres??

Camila Bezerra disse...

Daqui a pouco vem um e comenta que o post é magrofobia...

Anônimo disse...

14:59 quer dizer que o patriarcado não cobra padrões irreais de beleza nem reduz as mulheres à sua aparência, julgando-a pelo que ela faz pra parecer bonita e desvalorizando seus talentos e seu trabalho em prol da beleza?

Os trolls desse blog já foram mais criativos...

Se não me falha a memória, foi uma mulher quem criou a boneca Barbie, um dos ícones responsáveis por propagar este padrão, não é mesmo? Ou a criadora da Barbie estava sendo manipulada pela patriarcado e não estava pensando nos dividendos provenientes de sua criação?

Anônimo disse...

Ruth Handler a criadora da Barbie

Mila disse...

Um dos aspectos mais interessantes sobre distúrbios alimentares (anorexia e bulimia) é que há a invisibilidade dos "sintomas", digamos assim. Só há preocupação com as duas quando a menina está magérrima, quando o problema fica visível. Existem sim pessoas gordas/sobrepeso ou peso normal que sofrem de anorexia e bulimia, pois estas são muito mais psicológicas que fisiológicas, assim é fácil mascarar o distúrbio, ele é disfarçado de emagrecimento e até é enaltecido. E durante essa emagrecimento, quando percebe-se o quão você é digna por ser magra, isso vai te estimulando mais até chegar às últimas consequências.

Anônimo disse...

A obesidade mata mais que a anorexia.
O número de casos de anorexia aumentou, entretanto os obesos são uma maioria esmagadora, basta andar na rua e conferir.
Assim como relatos dessa atriz com anorexia devem servir de alerta, relatos de pessoas obesas também deveriam servir como uma maneira de mostrar a realidade, ou vocês acham que ser gordo é legal.

Anônimo disse...

Criticar vc vai ser idiotofobia então?

Anônimo disse...

Feministas dizem que boneca Barbie é sexista e estimula transtornos alimentares

“Casa dos Sonhos” da boneca Barbie foi inaugurada em Berlim | Imagem: Divulgação/Mattel

A abertura da “Casa dos Sonhos” da boneca Barbie, em Berlim, nesta quinta-feira (16), provocou protestos de vários grupos que qualificam o brinquedo como “sexista” e “associado ao capitalismo”, responsável por estimular transtornos alimentares nas crianças devido à sua magreza.

Com 2,5 mil m² em diversos tons de rosa, a representação em tamanho real da casa da famosa boneca, “abre nova forma de diálogo do produto com os consumidores”, de acordo com a vice-presidente de marketing da marca Barbie, Lori Pantel.

A visita à casa oferece um passeio por todos os cômodos, da cozinha ao banheiro. Os visitantes podem conhecer o enorme guarda-roupas, a penteadeira, joias e artigos de maquiagem e a interminável coleção de sapatos da boneca. A casa permite às crianças provarem os vestidos da boneca virtualmente, cozinhar seus alimentos também virtualmente e desenhar e pintar as suas roupas.

Para Stevie Meriel Schmeidel, presidente da Associação Pinkstinks da Alemanha, a forma de potencializar a beleza e a moda faz com que a Casa dos Sonhos da Barbie seja uma iniciativa condenável. “A Barbie é o brinquedo mais representativo do mundo dos brinquedos para as meninas, um mundo que sempre fala de como se vestir e como ser bonita”, explica Schmeidel. Na opinião dela, a figura da boneca é uma das causas do drástico crescimento dos transtornos alimentícios das meninas, que sofrem uma pressão psicológica para se adaptarem aos padrões de beleza da magérrima boneca.

Militantes feministras protestaram do lado de fora da casa contra a ‘educação sexista’ representada pela boneca. Katharina Nesterowa, uma das militantes que organizaram o protesto na porta da ‘Casa dos Sonhos’, disse que a boneca define um modelo que pede às meninas, de forma irônica, que sejam mais sensuais, loiras e tenham mais peitos e menos quadris.

Anônimo disse...

DETALHE: RESSALTO QUE QUEM CRIOU A BONECA FOI UMA MULHER

Anônimo disse...

Assim como a anorexia é uma doença a obesidade também é

Anônimo disse...

"Ué! Alguém a obrigou a se tornar modelo?? E por que mãe não a educou dentro dos princípios humanísticos pregados pelas mulheres??"

Querido, aqui a gente não tem tempo pra te pegar pela mãozinha e te explicar coisas básicas. Vá ler os posts do blog e não faça mais perguntas idiotas. Vá ler.

Anônimo disse...

Ok, querido. Já sabemos que quem criou a Barbie foi uma mulher e que você não acha que ser gordo é legal. Agora vai jogar um videogame. É mais divertido do que ficar comentando em blog, não acha? Tchau.

Anônimo disse...

Ok, querido. Já sabemos que quem criou a Barbie foi uma mulher e que você não acha que ser gordo é legal. Agora vai jogar um videogame. É mais divertido do que ficar comentando em blog, não acha? Tchau.

Outro problemas de algumas feministas: atribuir dizeres falsos a outrem. Em que momento eu disse que não acho legal ser gordo??? Depois eu quem sou burro!!

Anônimo disse...

Tem comida.

Se quiser comer, come. Se não quiser comer, não come.

Anônimo disse...

15:51

Na sua cabeça, ser contra a gordofobia é: Comam fast food todos os dias, não façam atividades físicas, não bebam água, não consumam coisas saudáveis

Na realidade é: Parem de exigir que as pessoas sejam magras e de discriminar gordos. Só isso.

Querer que todos sejam gordos é diferente de pedir que sejam motivo de chacota.

Se a sua preocupação é com a saúde (o que duvido que seja), não se esqueça de que existe a saúde mental do indivíduo. Conforme o post e alguns comentários, quando se é incentivado a deixar de comer em nome da "saúde" também se está incentivando que ela emagreça a qualquer custo. Já foi comprovado que comer com culpa faz alguém comer mais.

http://www.brasilpost.com.br/sophie-deram/alimentacao-2016_b_8905778.html?utm_hp_ref=brazil

Ou seja, encher o saco do gordo (muitas vezes desconhecido) não vai fazer com que ele emagreça. Encher o saco de alguém que tá longe de ser obeso mórbido não é preocupação nenhuma com os malefícios que a obesidade pode vir a causar.

Anônimo disse...

Que lindo ver tanta gente preocupada com a saúde do gordo. Mas pagar academia, nutricionista, alimentação saudável para o colega gordo, o "preocupado" não quer.

Anônimo disse...

É evidente que a presença paterna é essencial, até para previnir violência contra as mulheres, no meu tempo, o rapaz tinha medo do paz da moça, sabia que se aprontasse com ela teria de ser ver com o pai dela, hj em dia o cara bate, faz filho e larga pra lá, pois perdeu o respeito pela figura masculina em casa.Não estou dizendo que mulheres são incapazes de se defender, mas é bem mais dificil sem um homem junto.

Anônimo disse...

Casamento não traz felicidade e sim dupla jornada.

Anônimo disse...

Eu não acho, as vezes o próprio pai é quem bate e abusa da filha, alguém viu o caso do pai que raspou o cabelo da filha pq ela tinha pintado de verde crepom, e ainda tinha muito homem batendo palma pra esse pai. As vezes a nossa família é o nosso carma.

Anônimo disse...

A família em si não é bom pra mulher, pode ser duro o que eu falo mas a família implica muito com as mulheres. E o casamento é só a perpetuação desse ciclo violento.

Anônimo disse...

a nao ser que a pessoa prove o contrário,
eu nao acredito em quem diz que tá preocupado com a saúde do gordo.

Anônimo disse...

Pessoas reclamando da Barbie ter sido criada por uma mulher; a Barbie foi criada pelo casal Ruth Handler e o seu marido Elliot Handler em 1959 pra filha deles, Bárbara. A primeira Barbie foi baseada no tipo modelo, com cintura fina e pernas longas mas era bem mais realista na época. E vocês, chorões "ai, não culpem os homens, uma mulher inventou a Barbie então é claro que nossa misoginia gordofóbica está justificada". Se vocês fingiram não entender, mulheres sofrem toda uma lavagenzinha cerebral do patriarcado desde a mais tenra idade pra pensarem e se comportarem do jeito que os machochinhos queriam, priorizar a beleza e os padrões estabelecidos e isso afeta o que elas produzem. Mas é claro que Ruth Handler em plenos anos 50 tinha que ser completamente imune à pressão machista pela beleza e fazer uma boneca longe de todos os padrões, do contrário os babacas podem continuar sendo misóginos e gordofóbicos.

Na boa, vão chupar um parafuso pra ver se vira prego. Gente chata e burra com preguiça de pensar ainda por cima!

Anônimo disse...

Ser obeso ou anoréxico/bulímico pode indicar pouca saúde sim mas vejam: existem pessoas acima do peso com boa saúde, diferente de pessoas anoréxicas/bulimicas. E o mais importante: enquanto ser magra é bonito, ser gorda é feio. Essa é a grande diferença. Pensem antes de escrever meus amores.

Anônimo disse...

Quanto preconceito!! Qual o problema da pessoa ser obesa? Qual o problema da pessoa não querer comer? Quem decide sobre a sua própria vida é você.
Se a pessoa quer ser obesa ou anoréxica o problema é dela, parem de querer controlar o q os outros fazem com seus preconceitos ridículos!!!!

Anônimo disse...

não vejo ninguém reclamando dos Ken, Max Steel e outros bonecos bombadões/montanha de músculo influenciando um certo ideal de homem padrão.

Anônimo disse...

16:35
Isso é porque os homens tem mais o que fazer do que ficar chorando sobre o quanto a sociedade é feminista e o matriarcado que lava o cerebro dos homens e os obriga a tomar anabolizantes para ficarem bombados

Anônimo disse...

gordofobia é a nova ''fobia'' da moda né? ainda bem que a esmagadora maioria dessas pessoas é assim por livre e espontânea vontade (tirando os casos de transtornos metabólicos). Todo mundo sabe que ser gordo não é as mil maravilhas, mas a tentação de comer o suficiente pra 3/4 pessoas é bem maior que a vontade de ter um corpo funcional e saudável. Daí vivem chorando e culpando a sociedade, a mídia, o fast food, o padrão de beleza, tudo menos eles próprios.

Anônimo disse...

Deixa eu explicar anônimo das 16:28...

Se uma pessoa tiver sobrepeso ou estiver gorda, mas se alimentar de forma saudável e se exercitar ela NÃO vai morrer.
Se a pessoa for magra e se alimentar bem e praticar exercício, ela tb não vai morrer.

Quando a pessoa é obesa MÓRBIDA, ela tem risco de morrer.
Quando a pessoa está muito abaixo do IMC corporal (estude sobre isso) ela TAMBÉM tem risco de morrer.
A questão não é preconceito com gordo ou magro, mas preocupação que todos(as) nós devemos ter com a saúde.
Mas veja bem, uma pessoa um pouco acima do peso, se for especialmente...mulher, vai ser infernizada!!
Sei porque sempre fui magra e um colega(feio de doer) me chamou de "gorda e barriguda" quando engordei um pouco na volta das férias à casa da vovó. Chorei feito boba.
Reencontrei o otário alguns anos depois, já adulta, e ele disse que eu tava "magrinha e gostosa". Falei pra ele: magrinha sempre fui apesar da minha barriguinha que ganhei na casa da vovó, gostosa não sou pq sou um ser humano não algo comestível, e vejo que contínuo sendo o babaca de sempre".
Ficou com uma puta cara de bunda, disse que fui grossa com elogio dele, e mandei antes se ir embora, "sou grossa com quem merece, e da próxima vez enfia tua opinião no teu cu".
Saí com a alma lavada! Kkk
A questão é, já fui anoréxica por um curto tempo mas minha família me ajudou, mas conheci uma menina de outra turma que MORREU por causa da anorexia.
Então anônimo a questão é que gente imbecil e escrota fica se intrometendo em qualquer celulite, estria ou quilinhos a mais que uma mulher ganhe, mas se está mesma aparecer com aparência cadavérica um bando de imbecil bate palma!
O preconceito ridículo, vem de gente machista e babaca como vc que fazem questão de cagar regras em cima das vidas e corpos das mulheres.

Anônimo disse...

Anonimo das 16:43, ou vc tá sendo irônico ou é um completo IMBECIL. Sem mais.

Anônimo disse...

hoje em dia ser magrela nem é mais o padrão, a nova moda fitness é das marombeiras turbinadas que exibem musculos e ''barriga negativa'' trincada no instagram.

Anônimo disse...

Complemento do comentário 17:05

*Ficar com gay nem se for a única opção. Antes que venham distorcer o sentido da frase "gay nem morto".

Anônimo disse...

Já ouviu falar em "tipo físico"?

Um(a) gordo (a) pode se alimentar de forma saudável e fazer exercícios e ainda SIM, ser gordo.
Conheço uma amiga da minha mãe que é empregada doméstica. A mulher trabalha o DIA TODO em mais de uma casa, e ainda volta pra casa dela pra preparar comida e roupa do marido e do filho.
Ela se alimenta bem, NASA de extravagância, arroz, feijão, salada e um filé de frango. A moça come MENOS que eu, conhecida como " magra de ruim" que bate prato de pião (e mesmo sendo magra, já fui chamada atenção por um primo e um desconhecido por não comer "feito moça e sim como pedreiro", mandei os dois se fuder).
Essa senhora é diabética então não tem NADA a ver as questões de sedentarismo e alimentação.
Ninguém tá pedindo pra vc aplaudir ou pagar um combo de lanche pra uma pessoa gorda, apenas pedimos que vc deixe de ser tão burro e cague seus preconceitos achando que é o " dono da verdade". Até.

Anônimo disse...

Anônimo das 17:02

Antes um homem de verdade bacana, inteligente mas gordinho, que um magrelo ou um gordão misógino horroroso, fracassado de porão que "se acha" como você!

Você pensa que é homem mas não é, vc é só um MONTE de LIXO!

Tenho NOJO de pseudo homem misógino e fracassado como vc.

Vai se fuder com teus gostos.

Ps: magrinha, loirinha mas que tem NOJO de mascu horroroso, fedorento de hambúrguer e Todynho da mamãe e melequento punheteiro de porão.

Você não gosta de nenhuma mulher. Vai tomar no teu cu que vai ser maus feliz assim seu merda.

Anônimo disse...

achei o comentário do anon 16:48 bem sensato. Imaginem um cenário futuro do planeta cada mais escasso em recursos. As pessoas não vão poder se dar ao luxo de se entupir de comida a cada refeição e engordar que nem gado como hoje. A falta de alimento e água é uma realidade cada mais próxima sim! os gordos seriam os primeiros a ter que rever seus hábitos.

Pink Pepper disse...

"Essas são as fotos do Kyo El Fuego Sancto: http://imgur.com/a/aPUYz"

Puta cara de maluco, o que ele tá fazendo na última foto? Soltando uma pokébola?

Pink Pepper disse...

catupizenta é o que, bee?

donadio disse...

"Daqui a pouco vem um e comenta que o post é magrofobia..."

Você duvida?

http://www.revleft.com/vb/govt-madrid-discriminates-t50954/index.html?p=775050&highlight=fashion#post775050

Anônimo disse...

Esses dias um mascu postou um video no xvideos dele se masturbando e no final ele simplesmente coloca o pinto sujo pra dentro da bermuda de novo. Imagino a nhaca q deve ser a piroca desses mascus, cheias de requeijão. E querem vir falar da higiene alheia. Na certa esses babacas frustrados e depressivos não tomam nem banho.

Anônimo disse...

Pior vc que fica vendo vídeos deles

Anônimo disse...

Aproveitem agora que a Lola esta com diarréia e foi cagar para fazer a festa.
Porque depois que ela terminar vai apagar todos os comentários machistas preconceituosos. Huahuahuahauhaubaub

Anônimo disse...

Vcs já repararam que obesos não trabalham em shoppings centers

Anônimo disse...

"a diferença é que ser magro é bonito e ser gordo não"

óbvio, crystal clear, mas e daí? chovem pencas de relatos de obesas/os aqui sobre aceitação do corpo e pouca coisa sobre pessoas extremamente magras ou com pouco ou nada de saúde por conta de anorexia e bulimia. a sociedade aceita melhor sim pessoas magras, mas como foi dito acima pessoas acima do peso podem ter uma saúde ótima, anoréxicas não. digo com conhecimento de causa, sofro com isso há 11 anos e não consigo me livrar da porra da anorexia, nem com intervenção e sendo arrastada pra cá e pra lá pra observarem se eu to comendo. o mundo é maravilhoso pra quem vê de fora e não vê que isso é um transtorno além de alimentar, mental , e MUITO sério. além da ausência de menstruação (q é uma maravilha tomar repositor hormonal aos 18), anorexia e bulimia causam perda de cabelo, enfraquecimento das unhas, dores de cabeça absurdas, desmaios, N problemas dentários, problemas em todo o trato digestivo... e aí tem que ouvir que a diferença é que ser magro é bonito. senta lá, Cláudia.

Anônimo disse...

Você fala, mas quero ver se vc contrataria um obeso

Anônimo disse...

Ser magra é uma coisa
Ser anoréxica é outra

Anônimo disse...

esses mascus cagando regra no corpo das mulheres nos comentários deve ser tudo capa da Men's health né? kkkkk
Tudo um bando de seboso que só sai do xvideos e dos chans pra pegar um toddynho na geladeira

Anônimo disse...

17:01 o que é extremamente contraditório, porque a barriga negativa é um sinal de que o estoque de gordura já acabou e o organismo tá queimando músculo pra poder sobreviver. Como alguém com os músculos sendo queimados pra não morrer pode exibir musculatura marombada? Só pra provar que os padrões de beleza que jogam nas mulheres são completamente impossíveis.

Anônimo disse...

homem gordo me dá nojo. Esses dias sentou um do meu lado no ônibus lotado, a pança era tão grande que invadiu meu espaço e eu fiquei em contato com aquela camisa suada.
Mulher gorda pelo menos costuma ser higienica e não transpira tanto.

Anônimo disse...

Aí, mascus, vcs são muito burros. Puseram um aviso falso da Justiça Federal no site cheio de erros. Vou nem falar quais são pra não dar dica. O MPF, a PF e a Justiça Federal quando virem, vão morrer de rir da cara de vcs. Vão são uma piada. Bichos burros da porra

Anônimo disse...

17:59
Pior ainda é vc que responde ao comentário de quem viu um vídeo desses

Anônimo disse...

Eu segurei o vômito e vi o video até o final por dois motivos: eu tinha CERTEZA q ele ia fazer isso e eu queria ver se o cidadão ia ter a desfaçatez de mostrar a fuça. Dito e feito: ele mostrou a cara e guardou o pinto sujo. Asqueroso. Isso só comprova a minha tese de q mascus são uns punheteiros imundos q não tem higiene.

Anônimo disse...

Homem gordo e feios são mais ridiculos pq eles se acham, só querem as gostosonas. Se acham os gordelícias e só querem mulher tipo top model, acham que são s galãs ,e se eles se encontrarem com o seu par feminino no tipo físico eles fazem cara de nojo.

Anônimo disse...

É tipo aqueles homens que tem uma peruca lá embaixo e falam de mulher peluda.

Nojentos! não se cuidam, não escovam os dentes, não lavam o piu, vivem cheios de pelos pelo corpo do dedinho do pé até o nariz e ainda acham que tão lindos kkkkkk

Anônimo disse...

Assistiu pq tava molhando a calcinha!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

@18:45
Uma feminista reclamando de pelos : o

Anônimo disse...

Alguem já viu uma pessoa gorda saudavel?
Alguém já viu uma pessoa comer direito e fazer exercício e ser gorda?

Óbvio que não até porque se essa pessoa fosse saudável seria magra e não gorda e se fizesse dieta e exercícios emagraceria e não seria uma baleia imprestável.

Agora anoréxica eu já vi várias que comem pouco e são perfeitamente saudáveis, fazem seus execícios, fazem suas refeições consistentes de uma folha de alface uma rodela de tomate e meia cenoura e vivem muito bem.
O que as pessoas não se dão conta é que comer pouco ainda possibilita um estilo de vida saudável, claro que tem q comer o suficiente. Agora ser gordo não tem como ser saudável.

Ezco Musaos disse...

Anon 17:57, você descreveu uma visão do inferno, eca.

Anônimo disse...

16:57-Chora porque alguem te chama de barriguda, depois quando te elogia vc sai xingando a pessoa de tudo que é jeito. Você é díguina de pena!

Anônimo disse...

*****díguina****


KKKKKKKKKKKKKKKKK olha o nível do português dos mascus.

Anônimo disse...

Falei a verdade sobre o "mundo" da moda e lola pra variar censurou. Hoje comecei a me aproximar da rejeitadas do banco. Elas me disseram que estou mais simpático. Aí eu disse pra elas "que quero me tornar uma pessoa melhor". Ao menos elas sabem que no momento oportuno, irei enterrar ainda mais a autoestima delas. Só assim irei combater a hipocrisia das mulheres tipo a lola.

Anônimo disse...

Quando a Ex-companheira da Lola, Sara winter, foi contratada pelo Femen a Lola achou lindo o maior movimento feminista vir para o Brasil.
Mas agora que um macho ensinou à Sara Winter como ser uma mulher de verdade a Lola fica com medo de escrever sobre ela neh?

Anônimo disse...

Não te ilude, essa daí "abandonou" feianismo porque apareceu um "machismo lucrativo" pra ela.

Anônimo disse...

Os interesses dela são irrelevantes, o que interessa é que ela está ajudando as pessoas a ficarem longe dessa doença chamada feminismo

Anônimo disse...

mascu tá tomando muito toddynho estragado pra achar que o feminismo tá em decadencia.
Pelo contrário, tá cada vez mais estampado na mídia, mais explorado, discutido e tendo uma visibilidade que nunca teve antes.
O choro é livre.

Anônimo disse...

19:05 ou é anoréxica ou é saudável. Os dois não coexistem simplesmente porque você só é saudável quando as necessidades nutricionais do seu corpo estão satisfeitas e quem é anoréxica não come o suficiente pra ser saudável. Por que você simplesmente não admite que é gordofóbico e pronto? Porque, puta que pariu, dizer que anoréxica é saudável só mostra o quanto você odeia mulheres gordas. Preferir ver mulheres morrendo lentamente de fome a ver mulheres gordas... você tem um problema sério, meu filho. Corra prum manicômio e peça pra mexerem no seu cérebro.

É, 20:10, ela tá ajudando tanto que o único lugar em que ainda se fala sobre ela é nos blogs mascus e aqui, quando vocês vem tentar nos fazer desistir porque Sarah Winter (que nunca foi representante de todas as feministas, seu idiota) resolveu que quer ganhar dinheiro e dane-se a desigualdade de gênero. Ela quer ficar rica? Pois que encha o rabo de grana! Mas nó não vamos regredir aos anos 50, mascus. Daqui em diante o feminismo só vai pra frente.

Anônimo disse...

Anon das 18:03 você faz terapia ou tem algum apoio psicológico? Porque terapia ajuda muito, fui paciente psicoterápica por 12 anos e olha, me fez um bem enorme. Eu tratei fobia social causada por bullying, meu isolamento era total, perdi nota na escola por me recusar a fazer trabalhos em grupo e nunca teria conseguido chegar onde cheguei (trabalhos em grupo, festa, sair com os colegas da faculdade, me comunicar no trabalho) sem a ajuda da terapia. Talvez também seja bom pra você, eu pessoalmente aconselho procurar uma terapia se você não tem.

Anônimo disse...

Ser anoréxica ou gorda não é bom, será que dá para vcs entenderem isso

Anônimo disse...

Pq a Angelina Jolie, q é casada com o Brad Pitty, continua mais feminista do q nunca? Explica aí, espertalhão

Anônimo disse...

Machistas que falam pelos, + são os que mais tem .

Anônimo disse...

Admitam que machismo é um fracasso, basta ver as regiões mais machistas são as que mais tem causado problemas para o mundo. Aonde tem macho machista as coisas desandam.

Anônimo disse...

"Homem gordo e feios são mais ridiculos pq eles se acham, só querem as gostosonas. Se acham os gordelícias e só querem mulher tipo top model, acham que são s galãs ,e se eles se encontrarem com o seu par feminino no tipo físico eles fazem cara de nojo."

Opa, mas só por que o moço é gordinho ele não pode almejar namorar uma gostosona tipo Viviane Araújo?
Isso se chama gordofobia.

Se queremos que gordinhas possam exigir caras sarados para relacionamento, temos que permitir o inverso também. Não acham? Eu queria saber a opinião da Lola sobre isso, se possível.

Anônimo disse...

a pessoa que comentou isso deu a entender que a anorexia, por muitas vezes deixar a pessoa magra, é aceitável aos olhos dos outros e como os gordos são gordos nunca é bonito. magreza provocada por anorexia não é bonito, é doente. e tu não tem como olhar uma pessoa na rua e adivinhar se ela é anorexica ou magra. eu recuperei alguns kg de todos que se foram e hoje eu sou "magra", se alguém for me olhar ou julgar. mas eu não consigo nem trabalhar porque não paro um dia inteiro em pé sem me sentir tonta e desmaiar. então, eu sou anoréxica, mas palatável pros outros porque sou magra em decorrencia dessa doença e isso " é bonito". minha mãe por ex é gorda, e não é "bonita", e meu direito de reclamar das coisas some em qualquer conversa com alguém acima do peso porque eu to " dentro dos padrões". a diferença é q ninguém convive comigo pra saber o inferno q é viver com anorexia pra apresentar esse corpo "bonito".

lola aronovich disse...

Eu acho que qualquer um pode desejar, namorar (desde que haja interesse das duas partes, claro) e recusar quem quiser, ué. Conheço vários gordinhos que são simpáticos e divertidos e por isso conquistam um monte de mulher. E também conheço gordinhas que conquistam montes de homens. Quem fica colocando pessoas em moldes são mascus, que são contra todo tipo de amor.

Anônimo disse...

anon 18:03 anoréxica aqui :P

obrigada pelo tempo. no momento eu não to fazendo terapia ($$$ e não to morando na minha casa - to sendo supervisionada pela minha mãe na casa dela em outra cidade), mas foi bem importante pra mim sim, adoraria voltar, só que agora tá um pouco difícil fazer isso. alguns dos meus problemas eu consegui e consigo enfrentar melhor por causa da terapia, mas sobre anorexia é uma coisa extremo complicado de abordar ate mesmo com quem te trata... enfim. obrigada

Anônimo disse...

Vc que o diga

Anônimo disse...

Anon das 22:38 eu entendo, não tenho anorexia mas tive vários problemas que demorei pra abordar na terapia e você só consegue falar de certas coisas com o tempo. Bom, torço pra que você consiga voltar pra terapia quando precisar e aproveite o que você já conseguiu pra lutar contra a anorexia.

Anônimo disse...

O problema da obesidade esta relacionada a industrializacao dos alimentos e a forma que eles são produzidos.Se pensarmos que que injetam hormônios para frangos engordarem quais as consequências do consumo destes frangos por nós?Deixamos de consumir alimentos naturais para consumirmos química pura.Quem ganha dinheiro neste pais come fora...é muita gordura e lanches e muito refrigerante

Anônimo disse...

Anônimo das 20:10, a Sara nunca foi feminista de verdade, até pq a maioria das feministas não fazem protesto de topless.
Feminismo nunca foi doença, mas o Machismo que destrói milhões de vidas de meninas e mulheres é um.verdadeiro CÂNCER neste Mundo.
Se essa exibida e oportunista da Sara se declara "anti feminista" tem um MONTE de feminista jovem, linda, hétero, rica e famosa!
Chora mais viadinho!

Anônimo disse...

Anônimo das 19:33, entenda o seguir...

Você NUNCA irá enterrar auto estima de uma mulher segura de si a começar pelo fato de você ser um baita FRACASSADO!
Vai se preocupar com seus amiguinhos mascus que estão "enterrando" em vc kkk.

Anônimo disse...

Caralho aninimo das 19:05!!!

O que mais tem é meninas e mulheres morrendo por causa da anorexia IMBECIL!!
Vai se fuder com essa ignorância do caralho!!
Se achar que eu to mentindo, continuar achando que anorexia não é doença leia sobre Jaren Carpenter, UMA entre as milhões de mulheres que já morreram por cauda dessa doença. Sem mais.

Anônimo disse...

Anônimo viadao das 19:25, você que é DIGNO de pena seu fracassado!

O babaca do meu colega não me elogiou só me tratou como um mero pedaço de carne pq ele é um traste machista.
Mas não tenho que te dar satisfações. Vai tomar no teu cu pq isso tu gosta.

Anônimo disse...

23:44, você arrasou.
Sapateou no machinho babaca.

Anônimo disse...

É uma falta de respeito com os cidadãos, querem sempre impor regras sobre como os outros cuidam dos seus corpos!
Deixa a pessoa ser do jeito que ela quer, desde que não esteja afetando seus direitos qual éo problema?
Cada um maior de idade é dono de si e se comporta da maneira que acha melhor e se não afeta seus direitos não é da sua conta!
Então se a mina não tiver afim de comer pra ficar bonita deixa ela em paz.

donadio disse...

"Você fala, mas quero ver se vc contrataria um obeso"

A preocupação de gente que obviamente vive de salário agora é quem vão contratar ou deixar de contratar?

Cada uma.

donadio disse...

"Agora anoréxica eu já vi várias que comem pouco e são perfeitamente saudáveis"

É, eu também conheço vários tuberculosos que são perfeitamente saudáveis.

Ignorância, a gente vê por aqui.

donadio disse...

"Falei a verdade sobre o "mundo" da moda e lola pra variar censurou. Hoje comecei a me aproximar da rejeitadas do banco. Elas me disseram que estou mais simpático. Aí eu disse pra elas "que quero me tornar uma pessoa melhor". Ao menos elas sabem que no momento oportuno, irei enterrar ainda mais a autoestima delas. Só assim irei combater a hipocrisia das mulheres tipo a lola."

Eu sabia que essa ideia de fecharem os hospícios não ia dar certo...

Anônimo disse...

Nossa mãe, vcs não aprendem, só pode ser burrice, um tema sério e importante que afeta sobretudo adolescentes, e vcs de conversa com mascu?Fala sério, que necessidade é essa de mostrar o pinto pra eles?

Anônimo disse...

Anônimo das 00:32, vc só pode ser IMBECIL e analfabeto funcional não é?

A moça tá relatando o quanto sofreu com uma doença chamada anorexia e vc vem falar que ela apenas "não está afim de comer pra ficar bonita"!! Mulher com aspecto cadavérico é " bonita" pra vc?!
Sinceramente teu cu tem inveja enorme da tua boca pq vc só fala MERDA, seu merda! Kk

Anônimo disse...

A julgar pelo linguajar utilizado pela maioria dos leitores deste blog, eu presumo que devam ser adolescentes de mal com a vida(redundância). Continuo a reafirmar que temas mais importantes não se debatem aqui. Ontem comentei sobre o Projeto de Lei 6393, que versa sobre equiparação salarial entre homens e mulheres e que não seguiu, inclusive com veto da Presidenta. Mas não!! vamos discutir sobre os descuidos higiênicos de homens e mulheres, gordas(os) ou magras(as). Parabéns pra vocês! Depois não querem que afirmemos que mulheres não conseguem aprofundar em temas sérios. O pior é que depois ficam reclamando que é culpa do machismo. Quando há temas importantes sendo propostos no Congresso, vocês ficam discutindo temas inócuos.

Anônimo disse...

19:05 desculpinha feia pra ser gordofóbico hein garotão? Ter uma alimentação equilibrada (não se entupir de fritura, mas também não comer uma folha de alface por dia) garante os níveis necessários para seu corpo funcionar direito. Quem não come está sujeito a queda na imunidade e aparecimento de doenças oportunistas. Meninas anoréxicas morrem de inanição e doenças decorrentes destas. Da mesma forma que exercícios físicos são inúteis quando não há alimentação equilibrada, sem a quantidade mínima de calorias e doses protéicas, vc vai queimar seu músculo. Seja imbecil com seus parceiros e não propague falsa informação que pode custar a vida e a saúde de alguém.

Olha o nível de argumento dos "preocupados com a saúde".

Anônimo disse...

Anônimo das 09:36 senta lá Cláudia!!

Meninas de 11, 12, 13 anos e jovens adultas MORRENDO pela imposição de padrão estético não é tema inócuo!
Talvez se vc tivesse uma filha que sofresse bullyng e ficasse com aparência cadavérica vc não acharia um tema "inócuo".
Boa sorte da próxima vez que for vir cagar regras, arrogância e pseudo inteligência.

Anônimo disse...

Pelo amor! "Feianismo", falar que a Sara Winter está ajudando as pessoas a evitarem o feminismo... Obviamente a pessoa que escreveu isso tem 12 anos ou é daqueles retardados funcionais. Não dá para perder tempo respondendo. Eles não querem argumentar, só querem ganhar essa batalha eterna contra coisas que nem estão atrás deles. Anônimo 23:34, melhor ignorar.

Anônimo disse...

Nossa, q pessoa chata essa q fica querendo mandar no assunto q a gente pode ou não pode falar. Vai caçar um serviço, ô fiscal de assunto

Anônimo disse...

Esse tema não é inócuo, Inócuo é ficar com briguinha infantil com um monte de loser que só encontram espaço aqui, em nenhum outro lugar esses mascus tem tanta moral.

Anônimo disse...

Entendo o ponto de vista de vcs, mas vou continuar fazendo o que sempre fiz.

Vou SEMPRE falar o que eu quiser, quando eu quiser. Podem dar o chiliques e pitis que quiserem, também é direito de vcs....

Anônimo disse...

Minha namorada engordou pra caralho. Acho que vou enfiar um pé na bunda dela.

Anônimo disse...

Quero ser saudável e que minha mulher também seja, nem anoréxica e muito menos obesa

Anônimo disse...

10:12 abra um processo seletivo da próxima vez e faça de tempos em tempos uma avaliação física pra sua namorada. Estipule um contrato se ela passar de x quilos, certamente não merece um Apolo como vc.

Sua namorada vai ficar no lucro se livrando de um traste

Anônimo disse...

É fácil vc fazer sua namorada voltar ao peso que vc quer, 10h12. Se sua versão for The Sims 4, basta dar CTRL+SHIFT+C e digitar cas.fulleditmode. Depois abrir o CAS e editar. Simples e fácil, não?

Anônimo disse...

Se fizer isso anônimo das 10:12, sua namorada vai te agradecer por ser livre de um baita babaca como você.

Anônimo disse...

Sua louca das 10:08!

Quer causar né bicha? Kkkk

Anônimo disse...

Nessas horas, a meritocracia dá um pause, né 10:42

Anônimo disse...

10:50 e 10:58 aqui, tomem umas fraldinhas novas, leva pra mamãe trocar. A chupetinha tá aqui também, a mamadeira tá esquentando e o chocalho tá no bercinho já. Querem mordedor? Papinha de sobremesa? Vão tomar seu mingauzino e colorir uns livrinhos que os adultos tão conversando, ok? Já já começa Teletubbies.

Anônimo disse...

Lola, The unbearable lightness of being é um livro do Milan Kundera (a tradução em inglês) o livro que vc menciona no post tem o mesmo nome? Estranho.

lola aronovich disse...

Nossa, eu escrevi UNBEARABLE LIGHTNESS OF BEING? Não, esse é o livro do Milan Kundera. Obrigada por apontar, já corrigi. O título do livro obviamente é inspirado no título do Kundera (e tem tudo a ver com o que Portia passou), mas não tem o "do ser".

Anônimo disse...

Anonimo das 12:47

a troco de que vc faz isso ?
"direito" seu contratar quem vc quiser. Mas a troco de que fazer isso ?

Vc já parou pra pensar qual seu legado no mundo ? o que tem dentro de vc ?

Nem sou gorda, mas vc me deu nojo !

Anônimo disse...

O fato de a mãe dela reproduzir os anseios do patriarcado acerca da beleza feminina não exime o próprio patriarcado de culpa. O modelo de beleza inatingível é formatado para mulheres. O cúmulo do fracasso feminino é ser feia, gorda, velha. Tudo ligado a aparência.

Anônimo disse...

Sou dona de empresa, sempre que pego currículo e sei que i candidato é gordo e feio faço questão de marcar entrevista pra que ele veja os outros funcionários só homens magros e bonitos, aí ele fica pra baixo, faço questão de fazer mascu gordo, horroroso e fedorento passar por todo processo só pra eu não contratar depois.

Anônimo disse...

Menina liga não!

Esse viado só quer aparecer kk

Anônimo disse...

"Esse viado só quer aparecer"

Não é um blog que apoia as minorias?

Anônimo disse...

gordura não é saude minha gente

Anônimo disse...

13:24 ficar perseguindo e humilhando as pessoas porque elas são gordas também não. Mas se eu te disser pra ir se tratar e deixar os outros em paz você vai dar chilique.

Larissa Alana disse...

eu não li isso

donadio disse...

"Sou dona de empresa, sempre que pego currículo e sei que i candidato é gordo e feio faço questão de marcar entrevista pra que ele veja os outros funcionários só homens magros e bonitos, aí ele fica pra baixo, faço questão de fazer mascu gordo, horroroso e fedorento passar por todo processo só pra eu não contratar depois."

Lola, a gente tem mesmo que aguentar esse nível de classismo? Precisa vir patrão aqui pra dizer explicitamente que contrata funcionário pela aparência?

A sorte é que é mentira de adolescente desocupado, que não tem nem nunca vai ter uma empresa. Caso contrário, valeria a denúncia ao Ministério do Trabalho.

Anônimo disse...

Esses padrões de moda nada tem haver com os homens e o patriarcado, quem domina a moda são mulheres e gays.

Anônimo disse...

o pessoal que tá indignado de ver o comentario (fake ou nao) do dono de empresa que nao contrata gordo, deveria repensar suas atitudes (nao todos, apenas os gordofobicos) e ver se nao estao contribuindo pra essa gordofobia.


Quando vc, magro, ou IMC normal ... mesmo que vc tenha uma barriguinha ou uma coxa grossa ou seja uma pessoa grande com uma aparencia mais volumosa... quando vc fala que precisa emagrecer porque está "horrivel" de gordo... vc está propagando a ideia que ser gordo é feio, que nao é aceitavel...E esse é apenas um dos exemplos.

E nao me venham com papo de saude pra destilar gordofobia que isso nao cola aqui nao.

Anônimo disse...

O corpo é meu e eu tenho o direito de querer emagrecer

Anônimo disse...

O corpo é meu e eu TENHO o direito de não querer mais ser gorda e com corpo fora dos padrões minimamente aceitáveis. Vcs não tem nada com isso. Sofro com o fato de ser gorda. Quero ser magra, voltar a ser bonita e atraente, e vou conseguir. Feminismo não tem nada a ver com ser gorda e peluda.

Acordem! Vcs estão fora do mundo real com esse feminismo radical, com esses pelos e com essa gordura inaceitável.

lola aronovich disse...

Anon das 15:16, se vc for mulher mesmo (porque o que mais tem é mascu tentando se passar por mulher), ACORDE! Este é um post em que uma atriz magra, depilada, loira, super dentro dos padrões de beleza, fala de quase morrer por causa da anorexia e conta como conseguiu se aceitar. Ninguém está querendo que vc seja magra ou gorda. Eu nem te conheço, vc é anônima. Faça da sua vida o que quiser. Mas feministas PRECISAM (alguém tem que fazer) criticar a ditadura da beleza e como ser bonita e magra é visto como a principal missão de uma mulher. Não é uma crítica pessoal a vc ou sequer a quem morre (literalmente) tentando alcançar um padrão inatingível, é uma crítica a esse padrão.
Esse discurso parece tão radical assim pra vc?

Anônimo disse...

Ps: Sou a moça que comentou está pseudo informação.

Não precisa denunciar no Ministério do Trabalho.

NUNCA avalio aparência, só foi pra dar troco em um mascu chato pra karai que toda hora postava que humilhava e não contratava mulher gorda!
A Lola tirou comentário dele, só quis mostrar uma versão feminina da discriminação que nunca pratiquei, só pra ele parar de encher o saco e não comentar mais.

Anônimo disse...

Ps: pode deletar meu comentário, é FALSO e só escrevi pra ganhar o mascu chato e gordofobico, e fazer ele sumir da oagina.
Exagerei na retaliação e peço desculpa. Até.

donadio disse...

"Esses padrões de moda nada tem haver com os homens e o patriarcado, quem domina a moda são mulheres e gays."

E quem domina as mulheres e os gays que trabalham com moda... é o patriarcado. Oh! O horror, o horror!

Anônimo disse...

donadio,

Nada haver, homens não estão nem ai para a moda feminina, tanto que elas já usaram coisas ridiculas, como as calças saruel e os homens nem ligaram, são elas que movimentam essa indústria, apenas elas, igual a indústria musical.

Barbara disse...

Adorei esse post, me deu vontade de comprar o livro da Portia - que é mais conhecida por mim pela Lindsey de Arested Development :)

donadio disse...

"Nada [a ver], homens não estão nem ai para a moda feminina, tanto que elas já usaram coisas ridiculas, como as calças saruel e os homens nem ligaram, são elas que movimentam essa indústria, apenas elas, igual a indústria musical."

E daí? São mulheres educadas desde crianças a acreditarem que o papel das mulheres é agradar aos homens, que o sucesso para uma mulher é ser bonita, etc.

Achar que o patriarcado não tem nada a ver (é assim que se escreve, não "nada haver") com isso é como um peixe achar que não vive dentro d'água por que não se sente molhado.

Ezco Musaos disse...

Mascu das 16:07, pare de se fazer de desinformado (impossível, sei disso). Os padrões impostos pela moda ao corpo feminino existem justamente para colocar a mulher no "lugar dela", mesmo que diversas conquistas femininas já tenham acontecido. Está sim a serviço do patriarcado, assim como qualquer outra indústria, não importa se a indústria da moda é constituída predominantemente por mulheres ou gays, pois a sociedade AINDA É machista e misógina.

Anônimo disse...

Quiridos, quando vcs acharem a mulher fisicamente perfeita mandem beijos por mim. Também desejo a vcs ótimas fapadas enquanto eu transo com gente de verdade. Bessos!

Anônimo disse...

Mas feministas PRECISAM (alguém tem que fazer) criticar a ditadura da beleza: Lola

E a ditadura da burrice, você nem ninguém vai criticar?

Anônimo disse...

15:16, todas as gordas sofrem, as que dizem que não, estão mentindo.
Elas, como você, queriam ser magras, atraentes, elegantes, leves, mas
não sabem comer e ou não conseguem fiscalizar o que comem. São muitas
as razões pra isso, as histórias de vida, etc. A anorexia é um acidente
de percurso que acontece com as que não sabem quando parar de emagrecer e
começar a manter. O padre Marcelo Rossi está passando por isso,
por exemplo. Mas enquanto você não toma o caminho certo, pelo menos
coma coisas realmente saudáveis como frutas, legumes, verduras, não
importa se acompanhados de muita porcaria.

No outro dia fui comer uma pizz (massa integral, ingredientes de primeira) com a família dentro do supermercado.
Não tive dúvida: peguei uma salada pronta picadinha, higienizada e embalada
pra acompanhar a pizza. Não é ciência astronômica, é bom senso e olho vivo.

Abçs.

Anônimo disse...

Que bom que vc se cuida anônimo das 22:30 agora pare de vigiar e cagar regras sobre o físico das mulheres e vai tomar no teu cu.


Abcs.

Anônimo disse...

A ditadura da burrice é pregada pelos mascus que como sai acéfalos, é difícil combater kkk.

Anônimo disse...

20:30, você saiu do ralo do banheiro de que rodiviária, querida?

Anônimo disse...

Saí do mesmo ralo do banheiro de rodoviária onde você mora, querido.

Anônimo disse...

Moro em ralo de banheiro não, amore. Mas você admitiu
ter saído de um. Não admira!

Vicky_ disse...

Carolina, perdão, fiquei off esses dias.
Não creio que a gordofobia seja institucionalizada, mas sei que é um preconceito.

Anon, nem toda anoréxica foi gorda um dia, na verdade, vemos bem o contrário, garotas magras e/ou massa médio adotando um comportamento anoréxico. A própria Portia, magra, inclusa. (Não encontrei estudo nenhum dizendo a média de massa no período anterior ao transtorno, mas se tiver um que diga o contrário, poste)

Passar fome por longos períodos (dias) nunca foi método eficiente pra emagrecer, comer qualquer bagaça e depois vomitar idem.

Não considero ser gordo algo saudável, mas dizer que anorexia é só "passar um pouco do ponto" demostra a tremenda falta de empatia (e conhecimento mínimo sobre um transtorno tão comum nesse século).

Você parece usar a mesma lógica do Thomas e de comercial de TV. (comeu um brigadeiro? Morra.)
Sou a favor de quem protesta contra a indústria de fast foods, mas usar esse discurso é que nem tentar derrotar o McDonald's xingando o/a empregado/a.

E para você ver que alimentação vai muito além da sua pizza de supermercado: Cê sabe que trigo não é saudável, não?
Chega dessa qualquer coisa + salada ser salvação. Menos.

Anônimo disse...

19:36

Começando de trás pra frente. Pizza é prato presente na dieta
de muita gente, pp aquelas que não ligam pra saúde ou não sabem
comer direito. Claro que trigo, quer dizer, qq alto carbo refinado
ou não tem que ser consumido em pequeníssimas proporções. Por isso que
recomendei as frutas (cuidados com as muito doces), verduras e legumes.
Nunca recomendei SALADA. Eu abri uma salada higienizada pra comer com a pizza por
ser a única opção pra toda a família. Mas olha, pra seu governo, pode-se comer
legumes, verduras e frutas (secas ou não) crus, cozidos no vapor, refogados, na sopa, no suco, picados, inteiros, temperados, sem tempero, e por aí vai. A falta de um repertório variado na dieta é a responsável pelo insucesso constante ao tentar perder peso.

Eu não falei do álcool no meu coment. anterior. O álcool livre e irrestrito na
dieta das gordas (uma blogista plus size confessou que tomou uma garrafa de vodka
inteira) derrota qualquer tentativa de emagrecer. E muitas gordas estão nessa
armadilha.

Finalizando: eu não disse que legumes, verduras (condimentos incluídos) e frutas são a salvação, mas pelo menos são fonte de sais minerais, vitaminas e um monte de nutrientes que
podem, sim, nos proteger de doenças. Li recentemente dos benefícios da salsinha
e outros condimentos, por causa da epigenina, já ouviu falar? http://brasileiros.com.br/2015/12/composto-presente-em-temperos-melhora-conexoes-cerebrais/
Não precisa estar de dieta pra emagrecer de verdade para adicionar coisas boas à alimentação.






Anônimo disse...

cont.

De novo, nunca disse que a anorexia é um acidente de percurso no emagrecimento
de gordas. Qualquer um que comece a emagrecer e não pare, ficará anoréxico.
Se as anoréxicas, pelo menos MANTIVESSEM o peso em algum momento, não
acabariam morrendo de inanição ou tendo que ser hospitalizada, tratada por
uma junta médica, etc. Elas se tornam anoréxicas porque continuam o processo
ou querendo emagrecer por vários motivos. Um deles, que eu experimentei, é que
emagrecer é DIVERTIDO. Derrotar e vencer os mal hábitos alimentares, a compulsão,
ver um corpo harmoniosos, elegante, estético aparecer é muito divertido. Só que
eu parei o processo de perder e comecei o de MANTER.

Estou falando de quem é gorda ou com sobrepeso sem outra patologia/ganho psicológico
ou contingência fora do normal. A grande maioria, por outro lado, não se condiciona, não
toma a decisão correta e seguem tentando em vão.

O caso da Portia é muito comum entre modelos, e a orientação homossexual pode ter contribuído para a baixa auto-estima. Eu achei ela bem bobinha pra uma mulher nascida num país de primeiro mundo, bem criada, bonita, etc. No fim, o que ela conseguiu foi vender livro e ganhar uns trocados a custa do coitadismo. A história dela só tem alguma importância por ser companheira da Ellen DeGeneres, que é magra, saudável, inteligente e super divertida. Essa, sim, é exemplo a ser conhecido e seguido.


A princesa Diana foi bulímica por alguns anos por causa do comentário do noivo, o principe Charles, e igualmente a anorexia pode ser desencadeada por um comentário insensato. Alguém mencionou a Karen Carpenter, outra vítima de um comentário que a levou à morte porque não
conseguiu sair do transe de emagrecer sem parar, talvez pra 'dar o troco' ao dono do comentário. Shit happens, não tem jeito. Cada um/uma tem que cuidar de si e usar a cachola positivamente.

Sobre preconceitos, já estamos grandinhas pra saber que existe o preconceito e o CONCEITO. Meu conceito sobre a obesidade, em virtude de todo o conhecimento que eu tenho no assunto me excluem dessa acusação, gostem as gordas ou não. Não é preconceito que toda gorda queria ser magra, é FATO.

PS. Gostaria que a pessoa pra quem eu postei se manifestasse.

Abçs




donadio disse...

"Elas se tornam anoréxicas porque continuam o processo"

Não. É exatamente o contrário. Elas, ou eles, continuam o processo por que se tornaram anoréxicos.

Anorexia não é desnutrição; é uma doença psiquiátrica na qual a pessoa não consegue perceber que está magra demais. Pesa 30 quilos, se olha no espelho, e vê um(a) gordo(a).

Anônimo disse...

Não, eles/elas fazem exatamente o mesmo que todos nós: apertam a pele da cintura e
fazem de conta (autoengano) que é gordura pra poder continuar o processo. Eu já estive lá,
rapaz. As gordas agem de outra forma: olham no espelho e só enxergam o cabelo e o rosto.
O corpo elas não enxergam porque NÃO QUEREM PARAR DE COMER CADA VEZ MAIS POR DIA.

O fato é que essas pessoas QUEREM continuar a comer cada vez mais(senão não engordava) ou a diminuir a comida sem parar.

A doença vem por conta de o organismo não aceitar mais uma quantidade de comida maior, a atrofia do estômago tem a ver com isso. (nosso estômago tem capacidade para 1.5l, mas pode dilatar e hipertrofiar um monte). A tendência então é comer cada vez menos, também porque o estado mental não sofre mudança. As anoréxicas continuam ativas, fazendo exercício e tudo, por isso acham que estão bem. É uma engenharia danada não comer e não desmaiar na rua, não ficar em cima da cama...Elas sabem o que fazer...
Por que essas meninas anoréxicas não são internadas assim que apresentam os sintomas? Nâo me refiro a essas clínicas multidiciplinares. Estou falando de UTI, sedação, alimentação nasogástrica, etc. Pois é.

Não confundir anorexia com greve de fome. Anoréxica não faz greve de fome. Ela come, sim. Só não come o que deveria e cada vez menos. Greve de fome MATA em 80+/.

PS Anorexia não é uma condição de SER. É uma condição de ESTAR.
Entrou, sai. Mesma coisa a obesidade.