quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

NOS TEMPOS DO JOHN TRAVOLTA

Revi Grease, Nos Tempos da Brilhantina. Tenho o musical em dvd. Aliás, se tem um gênero que vale a pena colecionar é musical, porque a gente (ok: eu) não se cansa de assistir. Tenho vários: Cabaret, Cantando na Chuva, A Noviça Rebelde, Amor Sublime Amor, Núpcias Reais (aquele em que o Fred Astaire dança no teto), Os Embalos de Sábado à Noite, South Park, Chicago, e o indiano Bride and Prejudice. Outro dia a gente gravou três que eu amo, Hair, A Pequena Loja dos Horrores, e Across the Universe. Mas não é a mesma coisa. Meu aparelho de dvd tá fazendo corpo mole pra ler downloads. E por que não tenho Sweeney Todd, que certamente é um dos musicais mais marcantes dos últimos anos?Mas falando em Grease, de 1978: é um clássico. Indiscutivelmente, o John Travolta é um ícone. Eu nunca o achei bonito, mas ele tinha (tem ainda) presença, carisma, e um jeitão de não se levar muito a sério, além de ser um dançarino excepcional. E dá pra notar que o Tarantino viu Grease várias vezes antes de compor o personagem do John em Pulp Fiction. Tem até uma parte em que as meninas passam pra Sandy (Olivia Newton-John) uma garrafa pra ela beber pelo gargalo e, diante da sua hesitação, dizem “Pode tomar. Não temos sapinho”. É a mesma fala que a Uma Thurman diz pro John em Pulp Fiction, quando ela passa seu milk-shake de 5 dólares pra ele tomá-lo com canudinho. Só que aí ele responde: “Talvez eu tenha [sapinho]”. Acho que fazendo um esforço, a gente pode interpretar todo aquele encontro do John com a Uma (num bar que imita os anos 50, ainda por cima) como uma releitura de Grease. Quem eu mais gosto de Grease depois do John é a Stockard Channing, que faz a líder das Pink Ladies. Adoro a cena em que ela canta “Look at me, I'm Sandra Dee”, parodiando a Sandy feita pela Olivia.Tadinha, nada contra a Olivia, mas seu personagem é um zero à esquerda, puro água com açúcar. Pelo menos ela se transforma sozinha no final (ao contrário da transformação forçada de Clube dos Cinco, em que a Molly Ringwald “ajeita” cabelo, rosto e vestuário da Ally Sheedy para que ela possa ser aceita pelo Emilio Estevez, o que nega todo o espírito do filme). E a transformação da Sandy é mais que física, é de atitude. Ela parte do princípio que é superficial e que deve ter mais substância que a sua aparência revela, e daí passa a usar couro justo e cabelo encaracolado. Mas talvez a partir daí ela pare de ficar toda feliz pelo John dar-lhe seu anel, pois isso representaria que ele “a respeita”. Ela se cansa de ser a Sandra Dee dos pobres.Pra ser franca, Grease é uma tragédia nos intervalos dos números musicais. Diálogos sofríveis, atuações exageradas, e toda uma galera que tem que ter 18 anos e não aparenta ter um dia menos do que 35. Mas “Summer Nights” (minha cena favorita de todo o filme é quando os garotos dançam passinho por passinho na arquibancada), “Grease Lightning” e o concurso de dança da escola valem qualquer sacrifício.Minha cena preferida de Grease. Qual é a sua?

23 comentários:

Lord Anderson disse...

Eu tb amo musicais e o meu preferido é o Fantasma da Opera, coitado de quem ta perto pq eu começo a querer cantar junto com os atores, heheheh.

Do milhares de vezes assistido Grease as melhores performances são as de Summer Nights e a musica final com aquela cena cliche de todo mundo dançando juntinho, heheheheh

Valeu pela lembrança.

Lord Anderson disse...

Ah, uma duvida, vc ja falou de Curtindo a Vida Adoiadado aqui no blog?

Deborah disse...

Eu também gosto de musicais ^^
Mas esses filmes de dança do John Travolta não me descem :P

Nunca vi Grease, mas o clipe de Summer Nigths me embrulha o esômago XD É tudo tão separado por gênero...os caras querendo saber se ele "já comeu" ela, ela toda "menininha"...um porre.
E Os Embalos escrevi aqui: http://aqueladeborah.wordpress.com/2009/06/08/os-embalos-de-sabado-a-noite/

Aliás, escrevi do "endeusamento" destes personagens aqui: http://aqueladeborah.wordpress.com/2009/06/08/alex-delarge-tony-maneiro-e-capitao-nascimento/

E quais os musicais que eu amo?: Billy Elliot, Dançando no Escuro, Across The Universe (lindo!) e fiquei com vontade de ver "Chicago", também curto Tarantino embora ache Planeta Terror hor-rí-vel.

Sempre leio todos seus posts, mas nem sempre tenho tempo de comentar. Um beijo querida e um ótimo fim de ano :)

Malcon Bauer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Malcon Bauer disse...

Oi, Lola...
Leio seu blog todos os dias mas raramente comento.
Porém, falar de musicais me deixou animado. Amo vários, e tenho na minha estante: Moulin Rouge, a noviça rebelde, mary poppins, os produtores, cantando na chuva, a pequena loja dos horrores, sweeney todd, rocky horror picture show (aliás, vc podia falar deste...), Hairspray, Chicago, a fantástica fábrica de chocolate (os dois), South Park...
Acho um grande tema!
E Grease eu não tenho, mas gosto bastante.

Abraços!

Vitor Ferreira disse...

Eu gosto de musicais, mas tô meio chato pra eles ultimamente. São poucos os que gosto. Dos recentes, adoro Chicago e Hairspray. Detesto Sweeney Todd e Moulin Rouge. Sou indiferente a Dreamgirls. Across The Universe tem músicas ótimas, mas elas não conseguem contar uma histórias juntas.

Adoro Hair, Cantando na Chuva e Cabaré. Acho Amor Sublime Amor e A Noviça Rebelde um tédio. Preciso rever Mary Poppins. Sempre adorei, mas não sei qual seria minha opinião vendo com os olhos de hoje. E tô louco pra ver Nine.

Quanto a Grease, adoro Summer Nights e You're The One That I Want. Também gosto do filme mais pelas músicas. Nunca parei pra pensar qual meu personagem favorito...

L. Archilla disse...

eu AMO musicais, mas sou muito seletiva. minhas opiniões são parecidas com as do Vitor. Dos mais recentes que vi, acho q só gostei de Chicago. Dos antigos, sou viciada em Cantando na Chuva (possivelmente o melhor musical de todos os tempos). Gosto bastante de Grease tb, apesar de não ver há séculos. De vez em quando vejo alguma das cenas dançadas no youtube. Gosto de Look at me, I´m Sandra Dee, mas não a ponto de ficar revendo... gosto de You´re the one that I want, We go togheter (vira e mexe essa tá no meu mp3), Summer nights e Grease lightning. Tb acho que, tirando as cenas musicais, o filme é uma droga ehehehhe... pq o legal das coreografias é justamente o exagero da interpretação, e nos diálogos isso fica péssimo...

obs: agora fiquei pensando... qual musical eu gosto além de Cantando na Chuva e Grease? ahahahah! aí lembrei dos desenhos da Disney... os de princesa, tipo A Bela e a Fera, Aladdin, ou Rei Leão...

Mateus Luciano disse...

sem duvida um filme muito bom.

Mei disse...

já vi e revi Grease um bilhão e meio de vezes! Rizzo is the best!!!
Favourite part: http://www.youtube.com/watch?v=IGwVLJrhw5Q

Marcela disse...

Oi Lola,

Ainda nao vi Across the Universe mas esta na minha lista do Netflix. Ja "Nos Tempos da Brilhantina"... Vi varias vezes, mas todas foram antes dos 10 anos de idade. Acho que esta na hora de rever, ainda mais com o maridao que, sendo da Alemanha Oriental, nunca viu Grease, Guerra nas Estrelas, a Novica Rebelde, Magico de Oz, E o Vento Levou...

Alias, nos vimos Casablanca no Natal e a nossa reacao foi de total choque: onde passamos os ultimos 15 anos (pelo menos) que nao tinhamos visto essa perola cinematografica? Nao lembro qual foi a ultima vez que vi um filme tao bom!!! Eu e o Christoph estamos repetindo/usando as falas do filme ate hoje:
- Why did you come to Casablanca?
- For the waters.
- But we are in the middle of the desert!
- I was misinformed.

MUITO bom!! Eu ate lembrava da cena no aeroporto ("We will always have Paris" - essa fala eu ja conhecia!), mas eu devia ter uns 6 anos quando assisti ao filme com os meus pais.

A pergunta que nao quer calar e: que outros classicos ainda nao assistimos? Vou pesquisar aqui no seu bloguito e descobrir! :)

Ja votei no concurso das blogueiras, mas foi super dificil escolher um post so...

Bom final de ano!!! Ja parou para pensar que voce terminou a decada doutora e vai comecar a proxima (fingers crossed) em Fortaleza? Que beleza! :)

Beijos,

Marcela

L. Archilla disse...

olha, a Marcela me deu uma ideia: pq vc não faz uma lista com os principais clássicos que todo cinéfilo que se preze deve ver? vai ser legal brincar de checklist...

Luciana disse...

Ai, Lolinha, fico tão chateada quando vejo notícias como esta e esta aqui.

Pior é que meu namorado é que mandou, porque sabe que eu detesto essas "pesquisas ""científicas""", e ficou morrendo de rir da minha reação.

Eu sei que o Terra é um poço de idiotices, mas puta merda... Não consigo não me chatear.

Luciana disse...

Ah sim, não gosto muito de musicais não, mas a-do-rei Sweeney Todd.

Bjus

Lud disse...

Lolinha,
eu adoro Moulin Rouge. Engraçado que só fui gostar a segunda vez que vi. Da primeira achei confuso e exagerado. Acho que eu estava sentada muito perto da tela do cinema, hehe.
Vem Dançar Comigo, que também é do Baz Luhmann, é muito fofo. Não é musical mas tem vários números de dança empolgantes. No final da sessão as pessoas aplaudiram de pé, acredita? (E eu também, confesso.)

Lud disse...

Luciana,
também tenho ódio mortal dessas pesquisas. Geralmente elas são muito mal-feitas. E também não levam em consideração a influência do ambiente. Pô, dão brinquedos que estimulam a coordenação motora e habilidade espacial pros meninos e salão cor-de-rosa da Barbie pras meninas e depois reclamam?
Quanto à psicóloga francesa que acha que é libertador pras mulheres aceitar a traição dos maridos, sinceramente não sei se rio ou se choro.

Giovanni Gouveia disse...

Fui barrado em grease, a censura era 14, eu tinha 10... Pense num moleque frustrado :((

Assisti depois que já tinha perdido a graça

L. Archilla disse...

Luciana e Lud, sou psicóloga e nem abri essa notícia quando vi a manchete pra não me irritar, imaginei do que se tratava. Anos atrás a presidente da Daspu deu uma declaração mais ou menos desse tipo, dizendo que a prostituta tinha um papel importante na sociedade, pois ajudava a manter o casamento. Os maridos as procuram para realizar as fantasias que a moral não permite que realizem com as esposas, e aí todo mundo fica feliz.

Gaúcho disse...

O nome da autora agora correu o mundo (eu nunca tinha ouvido falar dela, acho que tô desinformado), ela deve ter aparecido em programas de TV por lá... muita gente vai acabar comprando esse livro, nem que seja só pra falar mal... outros livros que ela lançar vão ser notícia só por causa desse... se ela continuar falando isso, continua sendo polêmica e continua aparecendo; se ela mudar de idéia, vira notícia, aparece na mídia também... Defender idéias polêmicas dá dinheiro.

Dumont disse...

Lola, eu achava que só eu lembrava de "Look at me, I'm Sandra Dee”. Eu amei essa atriz no filme. E o namorado feio dela? O máximo ele! Eu tinha o LP, cantava todas as músicas. E acabei de descobrir que não esqueci o ritmo "Look at me, I'm Sandra Dee”... uau! Uma outra cena que adora é dos homens dançando e cantando na garagem, em cima de uma carro. Beijos Lola, feliz 2010. Andrea.

monica disse...

'Life is a Cabaret, old chum.' Clássico dos clássicos. E A Noviça Rebelde, sempre.

Juliana disse...

lola, e se eu te contar que meu priminho de 4 anos é louco pro Grease?

O moleque decorou quase todas as músicas ( no seu inglês todo peculiar, claro kkk) e sabe várias das coreografias.

Ah, só que pra ele o título do filme é " jeni more". Não me pergunte por que. rsrsrs

Eu assisti uma vez só e achei beeeem chato...

Charlie disse...

Sou APAIXONADA por Grease *-* é lindo demais, adoro musicais tbm! Adorei o post, muito bom, mas minha cena favorita é quando a Sandy e o Dany estão no parque na You are the on that i want e descem as escadinhas com a mão na cintura. Tenho um amigo que sempre que dá faço ele dançar comigo essa musica! eaioeauoieuaeou'

Parabéns, amei o blog *-*

Anônimo disse...

Oi Lola!

Já que vc falou que gosta de Grease, queria indicar um livro que também conta a história de três irmãos órfãos que são greasers, se vc já não conhece. Chama Outsiders, da autora Susan E. Hinton. O filme foi dirigido pelo Coppola, mas não gostei, achei corrido demais e incompleto. Mas o livro é muito f*da! Já li umas cinco vezes e meia, e pretendo ler de novo quando der na telha kkk

Beijos de uma nova leitora!